Como melhorar a prática pedagógica?

Publicado em: 17/03/2014 |Comentário: 0 | Acessos: 110 |

Não existe receita pronta, plano infalível ou milagre que resolva todos os problemas educacionais. Há ótimas ideias que são divulgadas na internet, revistas e no café dos professores. São trocas de ideias e vivências. Afinal, é importante que haja uma ação coletiva para a discussão do conhecimento e a troca de pontos de vista. Isso é, realmente, enriquecedor. Ricas, porém, quando as sugestões incitam o pensamento crítico e levam o docente a repensar sobre sua prática, questionando quais ações são ideais para si e para sua turma, dentro do ambiente escolar.

1 - A prática pedagógica deve ser condizente com o perfil profissional do educador: o professor deve pensar em como se sente mais seguro ao planejar (e realizar) uma aula. Não adianta falarem que o docente tem que fazer uma "aula show", se ele é mais introspectivo. E o contrário também ocorre, pois não funciona para um professor que gosta de inovar, sugerirem uma aula pouco dinâmica. No entanto, todo educador deve saber ouvir, ponderar e ver o que é possível de ser realizado. O ser humano está em constante aprendizado, inclusive o professor. "E uma das condições necessárias a pensar certo é não estarmos demasiado certos de nossas certezas" (FREIRE, 1996, p.30).

2 - A prática pedagógica deve ser condizente com a turma: é necessário pensar nos alunos e tentar imaginar o que lhes chamaria a atenção, o que seria prazeroso de se realizar, como eles se sentiriam. Esse é o caminho. Empatia. Neste instante, as trocas de experiências são muito válidas. Servem de inspiração.

3 – A prática pedagógica não é linear: por isso, pode ser que em uma aula, os estudantes se interessem em participar de um debate e na outra aula, já estejam estafados. A prática pedagógica exige dinamismo (no que se refere a metodologias diversificadas), porém isso não significa que não haja rotina nas ações escolares. Essa é outra questão: não dá pra viver de improvisos. O aluno precisa perceber que o professor está seguro, que a aula foi planejada previamente. Mas também não dá pra ficar engessado. Flexibilidade. É necessário perceber o que paira no ar, captar a mensagem implícita dos alunos. O professor precisa atentar-se à contextualização, aproximar a prática à realidade do aluno, embasando-se nas potencialidades e na aprendizagem participativa.

4 – Enfim, adequação: palavra perfeita quando se fala em prática pedagógica, porque não se refere a nada pronto e acabado, tampouco exige constantes ações inéditas. É o meio termo. É a ponderação. É a análise do existente e a avaliação de sua aplicação (podendo ser igual, parecido ou totalmente diferente, levando em consideração os aspectos humanos e materiais). É o respeito à diversidade! Pois adequar situações é reconhecer que somos seres únicos, que não existe só um caminho correto. A aprendizagem é o objetivo, mas as formas de se alcançar esta meta são inúmeras.

Por isso, não existe prática pedagógica embasada em moldes inflexíveis. O que existem são ações pedagógicas coerentes com o objetivo a ser alcançado, com cada momento, com cada envolvido, proporcionando, enfim, a elaboração de práticas educacionais favoráveis ao aprendizado.

 

Referências

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GADOTTI, Moacir. Escola cidadã: uma aula sobre autonomia da escola. São Paulo: Cortez, 1997.

SCHMIDT, L., RIBAS, M., CARVALHO, M.. A prática pedagógica como fonte de conhecimento. Olhar de Professor, Ponta Grossa, 1, apr. 2009. Disponível em: http://www.eventos.uepg.br/ojs2/index.php/olhardeprofessor/article/view/1332/976. Acesso em: 25 Fev 2014.

 

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-artigos/como-melhorar-a-pratica-pedagogica-6950797.html

    Palavras-chave do artigo:

    pratica pedagogica

    ,

    processo de aprendizagem

    ,

    metodologia de ensino

    Comentar sobre o artigo

    Este artigo apresenta uma discussão sobre as práticas de educadoras sociais que atuam com crianças que apresentam dificuldade de aprendizagem e tem como objetivo conhecer os pressupostos teórico-metodológicos que sustentam a prática educativa a fim de identificar os resultados destas ações pedagógicas na escolarização das crianças. O trabalho foi construído através de pesquisa qualitativa que nos forneceu subsídios para entrevistarmos e observarmos os sujeitos. As colocações acerca das práticas

    Por: Maria Luiza Ferreira Duquesl Educação> Ciêncial 29/05/2011 lAcessos: 1,466

    Artigo apresentado no V Simpósio de PesquUisa e Pós-Graduação em Educação, 2013, na Universidade estadual de Londrina. trata da disciplina de sociologia no ensino médio e da construção de uma metodologia de ansino apropriada, perpasando a pedagogia histórico-crítica.

    Por: Cristiano Pinheiro Corrêal Educação> Ciêncial 24/05/2013 lAcessos: 128

    Artigo, que procura fazer uma reflexão sobre o emprego da pedagogia histórico-crítica, para o ensino de sociologia, e versa sobre a instrumentalizaçao e possíveis caminhos para o desenvolvimento de uma metodologia de ensino própria para a sociologia.

    Por: Cristiano Pinheiro Corrêal Educação> Ciêncial 25/05/2013 lAcessos: 121
    Marineide Pinheiro dos Santos

    A metodologia de ensino procura apresentar roteiros para diferentes situações de didática, conforme a tendência/corrente pedagógica adotada pelos professores/instituições, de forma que o aluno se aproprie dos conhecimentos propostos e/ou apresente suas pesquisas e demais atividades pedagógicas.

    Por: Marineide Pinheiro dos Santosl Educação> Ciêncial 18/05/2011 lAcessos: 9,630
    josé irlan das graças souza

    Esta pesquisa tem como objetivo geral analisar a pratica pedagógica dos professores de Educação Física com deficiência. Acreditamos ser de suma importância pesquisar sobre a inclusão profissional de um professor com deficiência e as dificuldades enfrentadas por ele. De que forma o professor de Educação Física com deficiência exerce sua prática pedagógica.

    Por: josé irlan das graças souzal Educação> Ciêncial 06/05/2010 lAcessos: 589
    Bárbara Patta Soares Silveira

    RESUMO Este artigo é resultado de uma pesquisa orientada para elaboração da conclusão do curso de Pós-graduação em Psicopedagogia Institucional pela Universidade Cidade de São Paulo – UNICID, e apresenta considerações científicas a respeito do papel da leitura e da escrita no processo de aprendizagem. Para tanto, foi elaborado um estudo bibliográfico observando novos métodos de exercitar efetivamente a leitura e a produção textual na escola.

    Por: Bárbara Patta Soares Silveiral Educação> Educação Infantill 13/11/2011 lAcessos: 618

    Este artigo traz uma discussão acerca dos saberes da experiência e suas implicações na prática pedagógica dos professores; busca caracterizar, à luz do pensamento de Tardif, os saberes da experiência, fazendo uma relação com a prática pedagógica; procura também mostrar a relação que existe entre os saberes experienciais e a trajetória escolar dos professores aposentados do ensino fundamental.

    Por: Lourival da Silva Lopesl Educação> Ensino Superiorl 13/05/2011 lAcessos: 3,354
    Aparecida Sá

    RESUMO: Durante décadas estuda-se o processo de ensino e aprendizagem, cada dia surge uma teoria nova, um novo paradigma ou uma nova concepção sobre como se dá esse processo, ou como poderia acontecer a aprendizagem de maneira satisfatória. Desta forma, faz-se necessário conhecer as teorias de educação que disponibilizamos para que puder decidir qual a melhor forma que o aluno constrói o conhecimento e, por sua vez, a formação do cidadão.

    Por: Aparecida Sál Educação> Ensino Superiorl 21/09/2010 lAcessos: 9,047

    A Educação tem sofrido alterações significativas ao longo do tempo. Assim, este artigo tem como objetivo apresentar como uma nova proposta didática pode contribuir para a ressignificação de práticas pedagógicas

    Por: Vanessa Estela Borgesl Educaçãol 22/09/2009 lAcessos: 3,882

    Depressão é uma doença psiquiátrica, crônica e recorrente, que altera o humor e costuma estar associada com baixa autoestima e culpa, e normalmente traz consigo distúrbios do apetite (comer demais, ou praticamente nada), e de sono (dormir demais, ou quase nada), entretanto um dos aspectos mais nocivos é a falta de perspectivas, um sentimento de ausência de futuro, de impossibilidade de solução dos problemas, que muitas vezes leva até ao suicídio.

    Por: Central Pressl Educaçãol 31/10/2014

    O presente artigo discorre contribuição da literatura infantil no desenvolvimento social, emocional e cognitivo da criança.

    Por: neide figueiredo de souzal Educaçãol 29/10/2014

    Faz-se necessário que a avaliação seja orientada pela lógica da continuidade dos processos de formação.

    Por: neide figueiredo de souzal Educaçãol 29/10/2014
    Erineia nascimento da Silva

    O lúdico proveniente da palavra latina "ludus" que significa jogos. Que segundo DANTAS, 1988, representa liberdade para brincar livremente, gratuitamente, prazerosamente. Tornando a brincadeira uma expressão máxima do lúdico, desde da antiga Roma e Grécia em períodos remotos da civilização ocidental utilizava os brinquedos na educação com base nas idéias de Platão e Aristóteles.

    Por: Erineia nascimento da Silval Educaçãol 28/10/2014
    Sebastiana Braga

    A formação profissional não consiste apenas em ouvir palestra ou fazer determinados cursos. Pelo contrario, ela é um processo continuo e progressivo, onde através da aprendizagem se acumula conhecimento e este por sua vez vai sendo transformado em práticas bem sucedidas. Dessa forma deve ser pensado numa multiplicidade de saberes que através de um projeto para formação continuada que se complemente e que aborde um tema central a todas as áreas no intuito do melhoramento do ensino aprendizagem.

    Por: Sebastiana Bragal Educaçãol 27/10/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Sei o quanto. Tudo isso não significa nada. Apesar da interminável beleza dos universos. Contínuos. Sei do insignificado das coisas. Do delírio dos deuses. Das franquezas das razões não lógicas. A metafísica não indutiva.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educaçãol 25/10/2014
    Amanda Souza Machado

    Este trabalho é uma continuação das discussões, pesquisas e reflexões ocorridas durante a elaboração do artigo científico sobre como os educadores exploram as fantasias das crianças, produzidas a partir dos programas de televisão. O artigo propõe-se a apresentar as influências da TV no imaginário das crianças e qual é o papel dos educadores neste momento.

    Por: Amanda Souza Machadol Educaçãol 23/10/2014

    O presente artigo é um estudo bibliográfico que tem como objetivo principal abordar conceitos educacionais e metodologias desenvolvidas em sala de aula usando o lúdico como alternativa de metodologia. O trabalho justifica-se pela necessidade de se entender e adequar a aprendizagem às atuais demandas da educação é necessário conhecer alguns caminhos já percorridos pelo ensino e que se levam a uma redefinição dos objetivos, conteúdo e metodológicos.

    Por: Graciele de Miranda Oliveiral Educaçãol 21/10/2014 lAcessos: 14
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast