DISTÚRBIOS DE APRENDIZAGEM

Publicado em: 26/02/2008 |Comentário: 3 | Acessos: 32,866 |

Dificuldade na leitura e/ou na escrita, com trocas de fonemas, inversões de fonemas e/ou sílabas, junções de palavras, omissões de sílabas ou palavras.
As causas são variadas. Entretanto os elementos constantes são sempre em relação a falhas de percepção visual e auditiva, além do conhecimento da língua.
A habilidade visual ou inteligência visual vai desde a inabilidade do bebê normal de ver bem ao nascer; da criança média ler aos 6 - 7 anos; até a habilidade superior do adulto que lê extremamente bem, em velocidade acelerada, ou dos pintores e escultores.
No tratamento da criança com falhas de percepção visual e/ou trocas de fonemas com semelhanças visuais (ex.: p x d) ou na memorização da forma visual da palavra (ex.: casa X caza). O treino deve voltar-se principalmente para a estimulação da percepção visual (que compreende discriminação visual, posição no espaço, figura e fundo, coordenação viso-motora e memória visual) e a seguir o conhecimento da língua (semântico e gramatical).
A habilidade ou inteligência auditiva parte da inabilidade do bebê de ouvir de maneira compreensível quando nasce e evolui até os 6 anos quando compreende uma conversa, transcreve a palavra falada (a voz interna que nos "dita" a palavra "pa-ra-béns" quando queremos escrevê-la), à extrema habilidade ou genialidade do adulto que ouve e compreende acima da média; aos grandes músicos e compositores.

No tratamento de crianças e adultos com falhas de percepção auditiva, com trocas de fonemas auditivamente parecidos (ex.: t x d; f x v; c x g) ou na memorização da seqüência auditiva da palavra
( ex.: preda em vez de pedra), o treino deve voltar-se para a percepção auditiva que compreende discriminação e memórias auditivas.
A aprendizagem depende basicamente da motivação. Muitas vezes o que se chama de dificuldade de aprendizagem é basicamente "dificuldade de ensino". É sabido que cada indivíduo aprende de uma forma diferente, conforme seu canal perceptivo preferencial. Quando o que lhe é ensinado não o motiva suficientemente, ou lhe chega de forma diferente de seu canal preferencial (de acordo com o canal preferencial de quem lhe ensina), então a compreensão ou o aprendizado não se completa.
A massificação do ensino tem contribuído muito ao aparecimento e aumento dos "distúrbios de aprendizagem".
Quando a aprendizagem não se desenvolve conforme o esperado para a criança, para os pais e para a escola ocorre a "dificuldade de aprendizagem". E antes que a "bola de neve" se desenvolva é necessário a identificação do problema, esforço, compreensão, colaboração e flexibilização de todas as partes envolvidas no processo: criança, pais, professores e orientadores.
O que se vê normalmente é a criança desestimulada, achando-se "burra", sofrendo, os pais sofrendo, pressionando a criança e a escola, pulando de escola em escola, e esta pressionando a criança e os pais, todos insatisfeitos.
É necessário o reconhecimento do problema por um profissional adequado, com treino específico da dificuldade a fim de que a criança supere suas dificuldades, com esforço, colaboração da família e da escola em conjunto acompanhando as etapas de evolução da criança.

Avaliar artigo
5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 17 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-artigos/disturbios-de-aprendizagem-342804.html

    Palavras-chave do artigo:

    aprenzizagem

    ,

    transtorno

    Comentar sobre o artigo

    A tecnologia mais especificamente a tecnologia de informação e comunicação assume papel no desenvolvimento humano como ferramenta de leitura e práxis social numa intervenção libertadora na perspectiva social sobre a tecnologia num processo de diminuição das disparidades sociais na criação de políticas publica para a formação de uma cidadania. Atuando numa dimensão social e política através de programas sociais de inclusão digital para reduzir os problemas sociais relativos à marginalização e pob

    Por: Daniela Rosseti silval Educaçãol 02/03/2015
    Didasko Centro Educacional

    Sempre vemos muita gente com muitas dúvidas sobre a funcionalidade do ENEM,segue explicativo.

    Por: Didasko Centro Educacionall Educaçãol 26/02/2015
    Genilda Vieira Rodrigues

    Este artigo tem por objetivo apresentar estudos aprofundados sobre a educação inclusiva dando ênfase à questão envolvida no que se refere ao trabalho do professor com alunos portadores de deficiência. No decorrer da produção serão expostos conceitos de Educação Especial e Educação Inclusiva pontuando o saber fazer e o aprender diante das dificuldades encontradas em trabalhar com alunos portadores de necessidades especiais, ressaltando ainda mostrar alguns dos recursos e as estratégias utilizados

    Por: Genilda Vieira Rodriguesl Educaçãol 21/02/2015 lAcessos: 12

    Propriedade vocabular é muito importante na hora de redigir o texto, uma vez que saber empregar as palavras mais adequadas no momento enriquece muito o conteúdo do texto e, além disso, torno-o mais clara e objetivo. Mesmo que o texto seja um mero exercício escolar, antes de construí-lo, pergunte-se: para quem escrevo? O tipo de receptor determina a forma de sua mensagem. Um panfleto dirigido a crianças precisa ter uma linguagem fácil, direta, sem rebuscamento.

    Por: Professor Leol Educaçãol 19/02/2015

    Quando se ouve falar em educação, pensamos em escola, em educação formal. E quando o assunto é família temos vários pensamentos. Educação e Família são dois temas bastante complexos, porque educação é muito mais que escolarização, letramento e formação, sendo que família é a instituição mais antiga da sociedade e sofre constantes transformações. Ambas tem a função de socializar e transformar o homem biológico em um ser social.

    Por: Alexandrina M. P. de Fariasl Educaçãol 16/02/2015

    Propostas Pedagógica e a Participação da Família no Resultado. A progressão escola é um instrumento que pode mudar a realidade desses estudantes que estão fora da faixa etária escolar. Determinadas escolas contemplam dentro do seu projeto político pedagógico, o sistema de progressão. Para que funcione a progressão em uma escola é necessário que haja engajamento por parte dos docentes, dos estudantes e da família. É importante ressaltar, que a família também tem um papel fundamental...

    Por: Elonir dutra terral Educaçãol 13/02/2015

    Diante dos agravos causados pela violência doméstica, tais entraves se estendem também ao processo educacional da criança e adolescente. Por outro lado, esta situação nem sempre é conhecida pelos seus educadores no campo acadêmico, causando assim uma lacuna no campo da avaliação pedagógica que, muitas vezes, abrangem somente o campo intelectual. Este trabalho tem por objetivo fazer uma análise sobre os impactos da violência doméstica no processo ensino-aprendizagem.

    Por: Jiane Martins Soaresl Educaçãol 12/02/2015
    ÁUREA MARIA SOARES LIMA

    A educação é um direito humano substancial, e como tal, precisa ser garantido universalmente. As conquistas das mulheres brasileiras em relação á educação, vêm crescendo consideravelmente e com isso, reduzindo significativamente o analfabetismo. O número de mulheres no mercado de trabalho cresceu gradativamente e isso ocorreu devido à determinação para conquistar seu espaço, milímetro a milímetro, dentro e fora de casa, e especialmente do empenho em subir novos degraus de instrução.

    Por: ÁUREA MARIA SOARES LIMAl Educaçãol 10/02/2015 lAcessos: 12
    Cláudia Pietrobon

    A amamentação é de fundamental importância para o recém-nascido. Além de estabelecer um vínculo entre mãe-filho, possui inúmeras vantagens.

    Por: Cláudia Pietrobonl Saúde e Bem Estar> Medicinal 26/02/2008 lAcessos: 19,669
    Cláudia Pietrobon

    Orientações aos profissionais que tem como seu instrumento de trabalho a VOZ.

    Por: Cláudia Pietrobonl Saúde e Bem Estar> Medicinal 26/02/2008 lAcessos: 2,440 lComentário: 1

    Comments on this article

    0
    Paula Guimaraes 22/11/2010
    Prezados,
    Tenho um filho, Lucas, hoje com 14 anos que tem Síndrome de Asperger.
    Antes de ter o seu diagnóstico (só tive aos seus 6 anos), percebi que ele não aprendia e nem se interessava pelos métodos convencionais de ensino como as outras crianças.
    Então, comecei a desenvolver materiais diferenciados para prender a sua atenção e, realmente conseguir ensiná-lo. E deu certo.
    Gostaria de enviar o meu catálogo (10 pgs) com imagens dos materiais desenvolvidos por mim para a apreciação de vocês. Desenvolvo materiais sob encomenda também.

    Atenciosamente,
    Paula Guimarães
    2539-9647
    9963-8895
    paula_guima7@hotmail.com
    0
    luciara 21/02/2010
    Acredito sim que a música seja um grande diferencial na gestação e durante a vida de uma criança. Digo isto pois durante toda a gestação de meu filho trabalhei como professora de violão em uma escolinha...só parei pra ganhá-lo pois não consegui segurar o violão devido ao tamanho da barriga. Durante sua vida escolar e até hoje já com 15 anos, ele toca gaita, declama, dança entre outras coisa que envolvem a coordenação, ouvido musical e compasso, Ele é dez !!! Isso tudo, acredito, foi lá do inicio, o som, a musica o ritmo num todo. Grande abraço !! Que prazer de poder dar minha contribuição.
    Sou gaúcha ! 250km da capital portualegrense-SÃO Lço do Sul.
    0
    José Cunha 12/05/2009
    Parabéns a doutora por nos esclarecer um assunto tão visto nas nossas escolas!
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast