Educação Moral e Cívica

Publicado em: 05/02/2013 |Comentário: 0 | Acessos: 52 |

Wanda Camargo*

Cedemos com facilidade à tentação do autoritarismo. Quando parece que não há solução que possa vir do consenso, o risco é abrir mão do consenso pelo centralismo, em qualquer nível, pois desta forma é relativamente fácil implantar medidas que no momento parecem necessárias e até benéficas, mesmo que sejam irrelevantes, inadequadas, meros detalhes a serem futuramente jogados no esquecimento.

Uma realização da ditadura foi a implantação das disciplinas "Moral e Cívica" no ensino médio, e "Estudo de Problemas Brasileiros" no ensino superior. Em princípio, não haveria como discordar da Moral, do Civismo e da tomada de consciência acerca dos problemas de nosso país. Mas a ética nunca é um absoluto. Segundo a ética talibã, as mulheres não têm direitos e só podem ser vistas em público totalmente embrulhadas em véus; um assassino nazista de campos de extermínio não era antiético do ponto de vista nazista; os jovens que lutaram armados contra a ditadura militar eram terroristas, segundo o governo de então, e são heróis e vítimas para o governo de agora.

Hoje, há uma tentativa de ressuscitar a Educação Moral e Cívica. Com currículos já sobrecarregados, e sem ter obtido sucesso mínimo no ensino da língua materna, da matemática básica para as operações de sobrevivência e um ínfimo conhecimento do mundo, pretende-se ensinar em salas de aula o comportamento social adequado. Paralelamente ao fato de que ninguém pode se arrogar o conhecimento de qual seria tal comportamento, lições de bom procedimento não são originariamente aprendidas na escola, e sim com familiares e o círculo social mais próximo, que com esta compartilham sua evolução.

Provavelmente, a maioria de nós não praticaria corrupção com o dinheiro público, mas talvez pratiquemos delitos como estacionar em fila dupla, jogar lixo nas ruas, maltratar animais, furar filas, dar propinas, desrespeitar subordinados, fazer qualquer coisa para levar vantagem, desde que pareça que haverá impunidade. Somos campeões da grande moralidade e autocomplacentes no pequeno varejo, nossos filhos não verão a diferença de dimensão - entenderão que vale tudo para sair-se bem. E terão aprendido isso com nosso exemplo.  

E há a questão importantíssima de definir os conteúdos a serem lecionados em Moral e Cívica. Quem os estabeleceria? O Ministério da Educação não tem autoridade para determinar o que é moral ou o que é civismo para o país inteiro. Deixar essa tarefa a cargo de cada escola ou de cada professor também não daria bons resultados - haveria as diversas convicções ideológicas, ou mesmo religiosas, envolvidas. E, certamente, essas questões não podem depender de mera opinião pessoal.

Os pais que praticam determinada religião - e desejam que seus filhos sejam educados segundo seus preceitos - matriculam-nos em escolas confessionais ou, na impossibilidade, em escolas exclusivamente de religião que igrejas, sinagogas, mesquitas, terreiros, templos, ashrams, mantém. Não é necessário, e nem conveniente, que algum docente, provavelmente bem intencionado, proponha-se a educar os alunos do seu próprio ponto de vista religioso.

Da mesma forma, nenhum pai desejará que seu filho seja abarrotado de conceitos esquerdistas, direitistas, liberais, ou o que for, à sua revelia, por algum mestre idealista, porém desconhecedor de sua real função. Partidos políticos e facções ideológicas também têm seus centros doutrinários, que estão abertos a quem os procurar.

O que é moral muda ao longo do tempo e civismo é um conceito muito amplo para julgarmos que apenas uma disciplina a mais, no âmbito puramente escolar, retirando tempo dedicado a outras menos voltadas à opinião, e mais à ciência, poderá solucionar o problema brasileiro. Ensino de qualidade, com certeza, pode contribuir muito para isso.  

* Wanda Camargo é educadora e presidente da Comissão do Processo seletivo das Faculdades Integradas do Brasil – UniBrasil.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-artigos/educacao-moral-e-civica-6442089.html

    Palavras-chave do artigo:

    educacao

    Comentar sobre o artigo

    Projeto Disciplinar na Sala de Aula e na Escola tenta exigir dos alunos Tolerância Zero à indisciplina, mediante a comunicação à Polícia/MP de todos os atos, salvo concordância do aluno e pais em resolver a questão dentro da escola, com trabalho.

    Por: Educação na Escolal Educaçãol 15/07/2011 lAcessos: 350
    Gc Educação Empresarial

    Olá amigo que acompanha as novidades da internet. Acabei de lançar para a GC Educação Empresarial o sistema GC online! Pela GC online as pessoas poderão fazer cursos e treinamentos empresariais direto de seu computador, notebook, ipad ou tablet a qualquer hora e quantas vezes for preciso. Basta ter um acesso a internet razoável, pelo menos uns 600kbs já rola!

    Por: Gc Educação Empresariall Press Releasel 20/09/2011 lAcessos: 18
    Elias Ribeiro Tork Filho

    O presente artigo apresenta como objetivo investigar a práxis pedagógica da Educação Física na 1ª Etapa da Educação de Jovens e Adultos (EJA), especificamente as dificuldades do professor em ministrar aulas à clientela da EJA. Pois, sabe-se que a Educação Física Escolar a partir da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei 9.394/96, apresenta-se como componente curricular obrigatório da educação básica. Com isso, analisa-se que a EJA ao fazer parte da educação básica precisa que o prof

    Por: Elias Ribeiro Tork Filhol Educação> Ensino Superiorl 17/12/2013 lAcessos: 135
    marlucia pontes gomes de jesus

    O artigo faz um histórico do conceito da gestão democrática da educação enfatizanto as exigências legais e dos movimentos sociais. Nesse contexto, direciona o tema para uma análise da atuação e composição dos conselhos estaduais de educação no país e, em especial, no Estado do Espírito Santo.

    Por: marlucia pontes gomes de jesusl Educaçãol 29/04/2011 lAcessos: 1,991
    marlucia pontes gomes de jesus

    Este artigo foi o artigo inaugural do blog Damarlu Educação (www.damarlueducar.blogspot.com) publicado no dia 6 de janeiro de 2010. Trata da importância dos conselhos municipais de educação, do seu funcionamento e de orientações para a sua implantação.

    Por: marlucia pontes gomes de jesusl Educaçãol 27/04/2011 lAcessos: 1,335

    Pretendeu-se com este estudo, focalizar a Interdisciplinaridade da Educação Ambiental desenvolvida na E.E.E.F e M. Eneida de Moraes, com a finalidade de tornar evidentes as vantagens de trabalhos interdisciplinares desenvolvidos pelos educadores junto aos educandos com qualidade e com a finalidade de perceber como os educadores trabalham a interdisciplinaridade da E.A na sala de aula, principalmente do Ensino Fundamental, onde a criança começa a ter responsabilidade de cidadão brasileiro.

    Por: Cristina Ferreiral Ciências> Biologial 13/07/2008 lAcessos: 25,649 lComentário: 21
    EDINALVA COSTA DE ANDRADE

    O Gestor na Educação Infantil, atualmente é visto sob um novo paradigma,baseado na visão global do conhecimento.Assim sob o novo perfil, não se preocupa somente com a parte burocrática do ensino, como em todo o contexto que se situa o ensino a a aprendizagem.Deve ser um mediador de um trabalho democrático.Como gestor na educação infantil,ser conhecedor das novas perspectivas da organização dos espaços pedagógicos desse nível de ensino. Conhecedor da criança na sua faixa etária, 0 a 6 anos.

    Por: EDINALVA COSTA DE ANDRADEl Educação> Educação Infantill 20/11/2014
    DANIELY MARIA OLIVEIRA BARBOZA

    Esta pesquisa tem como pressuposto principal propor uma reflexão em torno da dinâmica e da realidade da Educação de Jovens e Adultos, uma vez que este campo de ensino fez e faz parte da história da educação brasileira. Diante disso, ao analisar todo o contexto desse campo de ensino, verificamos a dinâmica existente em cada momento que se consegue organizar uma sala de jovens e adultos na escola.

    Por: DANIELY MARIA OLIVEIRA BARBOZAl Educação> Ensino Superiorl 30/11/2013 lAcessos: 76

    O presente artigo pretende à luz dessa concepção de planejamento educacional e de políticas educacionais, analisar a atual lógica a cerca da importância do plano Municipal de Educação do Município de São Tomé/RN. Também pretende fazer uma interseção entre as determinações do Plano Nacional de Educação – PNE e as definições do Plano Municipal de Educação de São Tomé/RN.

    Por: Marta Kalianel Educação> Ensino Superiorl 04/05/2013 lAcessos: 74

    O presente artigo tem como objetivo pesquisar sobre as principais questões envolvidas na educação especial. Refletir sobre o processo atual da educação especial e investigar os recursos especializados para educar e socializar as pessoas com necessidades especiais, tendo em vista as suas dificuldades individuais. Compreender o papel das escolas de educação especial. O artigo trata principalmente de Concepção de Educação Especial, seu Surgimento no Brasil, Concepção de Educação Inclusiva, E Formaç

    Por: Dirlene dos Santos Martinsl Educaçãol 29/11/2012 lAcessos: 290

    Com o advento da globalização, a educação é tida como o maior recurso de que se dispõe para enfrentar essa nova estruturação mundial. Objetiva-se evidenciar a importância dos alunos encontrarem na escola não só evidências de seu próprio mundo, mas também aparato capaz de os "cunharem" para uma participação social plena e não "fatiada", como sugere o estudo por disciplinas. Jovens e adultos, público cada vez mais informatizado, exige que as disciplinas deixem de ser apresentadas de forma isolada.

    Por: KÁTIA CÉLIA FERREIRAl Educaçãol 18/12/2014

    A expressão artística faz parte da história humana desde os tempos mais remotos. Sendo assim, a Arte é um dos modos de conhecimento ao qual os estudantes devem também ter acesso, assumindo-se como sujeitos capazes de apreciação estética e criação artística, articuladas aos processos e mediações da cultura contemporânea. Diante das mudanças pelas quais o ensino-aprendizagem de Arte passou, vê-se a necessidade de discorrer a respeito da presença desta disciplina no currículo escolar, revendo sua i

    Por: KÁTIA CÉLIA FERREIRAl Educaçãol 18/12/2014

    Sabe-se que a educação é responsável pela formação do aluno enquanto cidadão, de maneira a prepará-lo para a vida em sociedade, para que saiba atuar criticamente nesse meio. Assim, a escola inclusiva busca complementar a formação do aluno por meio das relações de convivência, uma vez que conviver com o diferente é parte desse processo de formação, até porque, como já mencionamos, é na escola que o aluno desenvolve seus aspectos cognitivos, motores e psicológicos.

    Por: Rosely dos Santos Ferreiral Educaçãol 17/12/2014

    As revela à existência de ações políticas e sociais que possam concretizar e promover a efetividade da inclusão social da pessoa com necessidade educacional especial. Vejo que a sociedade deve compreender como se dá o processo de ensino-aprendizagem da criança com Síndrome de Down na Educação Básica, as dificuldades enfrentadas e as possibilidades e mecanismos de reconhecimento e aceitação dessas limitaçõ

    Por: Rosely dos Santos Ferreiral Educaçãol 17/12/2014

    No processo de inclusão a escola propõe a conviver com o "diferente", aceitá-lo, auxiliá-lo, e muitas vezes aprender algo com essas crianças. Entretanto para oferecer uma inclusão verdadeira é preciso entender as particularidades das crianças, mediar a socialização de forma que todos trabalham para o aprendizado de cada uma delas, em benefício de todos. Pretendo contribuir com as discussões éticas e educacionais que envolvem a formação da criança Down por meio da educação.

    Por: Rosely dos Santos Ferreiral Educaçãol 17/12/2014

    A educação escolar é um dos contextos em que a criança aprende e desenvolve-se nos aspectos cognitivos, emocional e social. Por isso a necessidade de incluir a criança com necessidades especiais na escola, pois atender a todos é parte do processo educativo, por isso a diversidade cultural e outras questões sociais precisam ser vivenciadas também em sala de aula.

    Por: Rosely dos Santos Ferreiral Educaçãol 17/12/2014

    Apresento algumas características que identificam a criança Down, o conceito de Educação Inclusiva e Educação básica, e da diversidade na educação. Relacionam-se aspectos positivos da inclusão da criança Down na Educação Básica e como deve acontecer essa inclusão, enumerando as dificuldades no processo de inclusão da criança Down na Educação Básica. Conceitua-se a Síndrome de Down e sua identificação, bem como o tratamento e a motivação para inserir a criança com deficiência na Educação Básica.

    Por: Rosely dos Santos Ferreiral Educaçãol 17/12/2014

    O estudo realizado teve como foco principal compreender os avanços no processo de construção do conhecimento dos alunos de uma turma de 3º ano, através dos jogos matemáticos, priorizando, desse modo, a ludicidade no ensino. A pesquisa foi desenvolvida durante o estágio realizado pela acadêmica e pesquisadora junto a uma turma de 3º ano.

    Por: Luziane Da Silva Costal Educaçãol 15/12/2014 lAcessos: 11

    O verão está prestes a começar, e com ele temos mais atividades ao ar livre e exposição solar. Durante todo o ano, a proteção solar é importante, mas nesta época não podemos deixá-la de lado.

    Por: Central Pressl Saúde e Bem Estarl 19/12/2014

    No decorrer de 2014, a economia brasileira começou a mostrar sinais de desaceleração, devido a fatores como o aumento da inflação e da desvalorização do real frente ao dólar norte-americano. A inflação mais alta penaliza quase todas as indústrias brasileiras, mas especialmente de alimentos e produtos industriais.

    Por: Central Pressl Finanças> Investimentosl 17/12/2014

    O índice de percepção da corrupção (Corruption Perception Index) indica que o Brasil ocupa a 69ª posição, atrás de países como Ruanda, Namíbia e Cabo Verde. Nenhuma surpresa, portanto, a escalada de escândalos de corrupção. Mas um elemento relativamente novo – ao menos no Brasil – passou a permear os episódios.

    Por: Central Pressl Notícias & Sociedade> Cotidianol 16/12/2014

    Todo final de ano, parte dos brasileiros se vê diante de um dilema: como usar o dinheiro do 13º salário? É hora de pagar contas, poupar ou aproveitar o recurso extra para comprar presentes de Natal? Muitas pessoas acabam escolhendo a última opção, de acordo com pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SCP Brasil), divulgada em novembro. Segundo o levantamento, mais de 80% dos entrevistados deve utilizar o benefício para presentear amigos e familiares.

    Por: Central Pressl Finanças> Finanças Pessoaisl 04/12/2014 lAcessos: 16

    A imagem de um mundo habitado por máquinas inteligentes, imortalizada pelos contos de Eu, Robô, do escritor russo Isaac Asimov, já é uma realidade - de forma bem menos dramática do que na obra de ficção dos anos 50.

    Por: Central Pressl Internetl 28/11/2014

    O rápido avanço da tecnologia tem provocado importantes mudanças em todo o mundo. Em uma sociedade cada vez mais conectada, onde a informação é compartilhada em tempo real, ser criativo passou a ser uma questão básica de sobrevivência para empresas e profissionais.

    Por: Central Pressl Marketing e Publicidade> Multimídial 26/11/2014

    Uma epidemia global de Diabetes está em curso. Seus números vêm aumentando até mesmo entre as crianças. A campanha do Dia Mundial do Diabetes tem o objetivo de fazer as pessoas pensarem nessa doença, que pode não apresentar sintomas por anos após a sua instalação

    Por: Central Pressl Saúde e Bem Estar> Medicinal 14/11/2014 lAcessos: 13

    No dia 03 de dezembro de 2011, os participantes do 3º Congresso Ibero-Americano de Engenharia Civil, realizado em Curitiba, aprovaram um Manifesto por Inovações no Pensar, Conceber e Gerir as cidades. Neste, os engenheiros, após debaterem amplamente o tema "Experiências e Conceitos Inovadores de Engenharia Civil nas Cidades"...

    Por: Central Pressl Notícias & Sociedade> Meio Ambientel 13/11/2014
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast