Falando Sobre Limites

Publicado em: 09/04/2008 |Comentário: 0 | Acessos: 11,055 |

FALANDO SOBRE LIMITES

Por Sonia das Graças Oliveira Silva

Muitas vezes, impor limites é uma questão de bom senso. Na relação pais e filhos é vital que se tenha o diálogo, a compreensão e o amor. Por vezes, a indisciplina, o grito, o choro, são sinais, são pedidos de ajuda, são pedidos de limites por parte das crianças. Quando os pais cedem e não percebem, eles praticamente deixam as crianças sem parâmetros para a vida.
Existem famílias que dão tanta liberdade para os filhos que mais parece abandono. Não demonstram preocupação, nem tentam corrigi-los nos erros ou ajudá-los em seus problemas. Essa autonomia dada pelos pais aos filhos deve ser observada. A educação da atualidade fez com que pais se tornassem muito modernos e desaprendessem de dizer não. A liberdade excessiva produz adultos sem noção de limites e responsabilidades.
As noções de educação dos filhos passaram por grandes mudanças, desde quando o pai, senhor absoluto da casa fazia com que os filhos o respeitassem e obedecessem, não sendo possível por parte dele nenhum gesto de carinho aos filhos. Os anos 90 trouxeram pais que procuravam encontrar um ponto de equilíbrio entre aquela autoridade opressiva e a noção de liberdade sem fronteiras que a sucedeu.

Educar implica batalhas. E há que se pensar em para que e como se educar. É preciso ter clareza quando for dizer não. Os pais não podem abrir mão de sua autoridade de pais ao educar e nem devem ter medo ao enfrentar o filho em seus momentos de raiva.
A educação com baixos limites tem causado resultados desastrosos. Segundo o Psicólogo Armando Correa de Siqueira Neto, alguns pontos-chave são destacados no processo de educação como, o sacrifício. A tarefa da educação requer sacrifícios como o da paciência, perseverança e firmeza. No dia-a-dia é que se constrói a educação, portanto, a sua manutenção persistente é fundamental. A constância permite um resultado bem melhor.
Consciência e vontade na educação dos filhos são fundamentais. Atitudes como deixar que os filhos decidam sozinhos sobre suas vidas e seus afazeres é fugir das responsabilidades de pais e de educadores e não é educar. Educação envolve erros e acertos. Tão errado como abandonar os filhos é achar que eles devem seguir à risca tudo que foi idealizado pelos pais. Não existe uma receita infalível que transforma filhos em adultos felizes e bem sucedidos.
Educar envolve a consciência. O pais precisam se questionar se estão educando para a auto confiança e auto-estima dos filhos. Precisam ter clareza mental, ter equilíbrio, o que levará a harmonia, serenidade, flexibilidade e espontaneidade.

Avaliar artigo
5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 5 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-artigos/falando-sobre-limites-382503.html

    Palavras-chave do artigo:

    criancas

    ,

    pais

    ,

    limites

    Comentar sobre o artigo

    Estamos vivendo na educação um "jogo de empurra", os pais não educa corretamente deixando tudo para escola, tornando se um valor invertido, onde quem sofre é a criança que constrói a noção de que a regra é não ter regra.Enquanto a escola espera que os pais façam o seu papel de educar e acompanhar seus filhos, os pais simplesmente jogam as responsabilidades de criar os filhos para escola tornando esse "jogo de empurra" que todos conhecem..

    Por: jolianyl Educaçãol 19/11/2009 lAcessos: 3,543

    O texto a seguir retrata uma pesquisa bibliográfica baseada em opiniões de renomados especialistas comportamentais e educacionais, na área de Educação Infantil, tais como Içami Tiba (psiquiatra, psicoterapeuta...), Maria Montessori e Cris Poli (psicóloga, educadora...). Serão abordados temas como: birras, limites, valores, respeito, a disciplina e o papel dos pais e educadores.

    Por: Camila Giangrossil Educação> Educação Infantill 15/04/2011 lAcessos: 2,021
    João Beauclair

    Este texto, tecido com o carinho que possuo para com este tema, é um misto de idéias, oriundas de minhas leituras sobre Ciência e Espiritualidade, Psicopedagogia e Psicanálise, Filosofia e Psicologia, Poesia e Literatura. Não é texto escrito como um artigo científico, formatado nos moldes acadêmicos, mas sim uma busca de revisão, muito particular sobre o assunto, no exercício de minha autoria de pensamento e com o intuito de dar uma pequena parcela de contribuição para pais, educadores, pesquisadores e interessados na temática.

    Por: João Beauclairl Educaçãol 16/03/2009 lAcessos: 1,001

    O objetivo deste estudo foi verificar como a mídia influencia o desenvolvimento moral da criança, quando da sua exposição nos meios de comunicação a partir de uma denúncia não verídica de violência sexual em uma escola infantil do município de Vila Velha, Espírito Santo. Trata de um estudo descritivo, desenvolvido na Unidade Municipal de Educação Infantil "José Silvério Machado", Jardim Marilândia, Vila Velha, ES. Participaram do estudo 10 professores.

    Por: ADRIANA CHAGAS MEIRELES ZURLOl Educaçãol 28/08/2014

    Seria a criança um produto do meio em que vive? Criança palavra de origem latina creantia, criantia, ser humano de pouca idade, menino ou menina. A quem nomine de párvulo ou na forma lusitana de puto. Pessoa ingênua ou infantil. Pessoa ingênua, infantil, carente de criação e educação. O meio em que vivemos sempre será um viés importante para o nosso desenvolvimento social. Se estivermos no caminho errado experimente mudar. As coisas estão acontecendo muito depressa, a rapidez das mudanças tem ag

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Educação> Educação Infantill 24/11/2010 lAcessos: 174
    Luciano Lima

    Esse artigo tem como objetivo demonstrar como configurar o Controles dos Pais no Windows 7.

    Por: Luciano Limal Tecnologia> TIl 24/09/2010 lAcessos: 195
    SONIA OLIVEIRA SILVA

    O tema “Televisão e Criança” tem sido objeto de controvérsias e carência de solução, e através de reflexão e pesquisa, tento mostrar o quanto a criança, pequeno telespectador, está inserida no ambiente televisivo. Analisando se existe saída para pais e educadores diante de tanta informação boa e má, concluí que não há mal intrínseco à TV, mas sim no uso que se faz dela. O desafio é fazer a criança descobrir outros prazeres, além da televisão.

    Por: SONIA OLIVEIRA SILVAl Educação> Ciêncial 09/07/2008 lAcessos: 101,428 lComentário: 15

    A presente monografia tem como objetivo principal analisar o sistema de garantias de direitos de crianças e adolescentes e as dificuldades enfrentadas pelo conselho tutelar. O Direito da Criança e do Adolescente é um conjunto de disposições que tem por objetivo reger a atividade comunitária, em relação ao menor.

    Por: Mayane Alves Silva Santiagol Direitol 09/07/2014 lAcessos: 13
    Elisângela Bresciani

    Reflexão sobre a questão comportamental infantil, em busca de compreensão da fronteira entre falta de limite e patologia.

    Por: Elisângela Brescianil Educaçãol 28/12/2009 lAcessos: 718
    Ana Paula Assaife

    Unânime é a ideia de que não existe uma fórmula, ou processo de ensino/aprendizagem "perfeito" que acabe com muitos dos problemas que nós, educadores, nos deparamos o tempo todo, tais como o desinteresse dos alunos, gestão e politicas ruins dentro das Universidades do MERCOSUL. O presente texto mostra o resultado parcial de uma análise comparada entre as políticas universitárias no Brasil e no Uruguai com o objetivo de apresentar e contextualizar os processos de ensino-aprendizagem vinculados às

    Por: Ana Paula Assaifel Educaçãol 19/08/2014 lAcessos: 20

    Artigo destaca que o currículo vem sendo concebido de formas diferentes em cada momento, e sempre é o resultado de uma seleção: de um universo mais amplo de conhecimentos e saberes necessários para o momento em que está inserido. Além disso, mostra que antes mesmo do surgimento da palavra "currículo", os educadores de todas as épocas e lugares já estavam envolvidos, de uma forma ou outra, com o currículo.

    Por: monica rolim de moural Educaçãol 16/08/2014

    Este artigo descreve sobre a dinâmica do Programa de Formação para Funcionários não docentes da Educação - PROFUNCIONÁRIO, do pólo de Colorado do Oeste Rondônia, no período de maio a julho de 2012, abrangendo 70 cursistas, distribuídos em três turmas: téc. em secretaria, téc. em infraestrutura e técnico em alimentação escolar. O objetivo geral da pesquisa é retratar a tendência atual de formação em serviços, descrevendo a dificuldade da geração emergente em lidar com a informática e impressos

    Por: Valdetel Educaçãol 15/08/2014
    Erineia nascimento da Silva

    O professor que atua com alunos especiais, precisa ter o perfil de um profissional pesquisador preocupado em desenvolver um bom trabalho não esquecendo de levar em consideração fatores que são sem duvida relevante e que contribuirá de forma efetiva na organização e na rotina de suas atividades pedagógicas, para isso, o primeiro passo a ser dado afim de minimizar o problema de aprendizagem e convívio social com a turma e conhecer o perfil do aluno, a deficiência que ele tem.

    Por: Erineia nascimento da Silval Educaçãol 13/08/2014

    Surpreendente o abandono de animais em nossas ruas - principalmente na periferia das cidades, já que, no centro, estes são simplesmente atropelados, possivelmente finalizando uma vida de fome, frio e sofrimento. No entanto, quem convive com animais sabe da sua importância para o humor e até mesmo para a estabilidade emocional dos seres humanos.

    Por: Central Pressl Educaçãol 11/08/2014
    Máira Leilaine

    O brincar faz parte da infância, e através deste possibilita um repertório de desenvolvimentos. Além do prazer e satisfação, a criança aprende e se socializa, pois o lúdico é um dos motivadores na percepção e na construção de esquemas de raciocínio, além de ser uma forma de aprendizagem diferenciada e significativa.

    Por: Máira Leilainel Educaçãol 10/08/2014 lAcessos: 16
    Máira Leilaine

    O que é cultura? Como a escola tem trabalhado a diversidade cultural e qual a proposta curricular para esse desafio? No que a Arte e cultura contribuem na formação do ser humano? O grande desafio da escola nos dias atuais é contribuir para formação de cidadãos críticos, conscientes e atuantes, algo que exige da escola um movimento que ultrapasse temas, conteúdos e programas. Nessa realização, percebemos o verdadeiro sentido da palavra cidadania. O conhecimento da cultura local reforça a valoriza

    Por: Máira Leilainel Educaçãol 10/08/2014
    Formacerta.pt

    Em Portugal é possível consultar informação sobre cursos profissionais em www.formacerta.pt,. Um portal dedicado exclusivamente a oferta de cursos profissionais de entidades certificadas nas diferentes áreas de formação, facilitando o acesso a informação fiável e a tomada de decisão no investimento.

    Por: Formacerta.ptl Educaçãol 05/08/2014
    SONIA OLIVEIRA SILVA

    O professor (dirijo-me de forma genérica, pensando em professor ou professora) que trabalha direto com crianças precisa ter uma competência polivalente. Isso significa dizer que deverá trabalhar com conteúdos de naturezas diversas, que abrangem desde cuidados básicos essenciais até conhecimentos específicos provenientes das diversas áreas do conhecimento.

    Por: SONIA OLIVEIRA SILVAl Educação> Ciêncial 11/07/2008 lAcessos: 354,623 lComentário: 17
    SONIA OLIVEIRA SILVA

    A participação dos pais na educação dos filhos deve ser constante e consciente. A vida familiar e escolar se completa.

    Por: SONIA OLIVEIRA SILVAl Educação> Ciêncial 11/07/2008 lAcessos: 340,801 lComentário: 29
    SONIA OLIVEIRA SILVA

    O papel fundamental da educação no desenvolvimento das pessoas e das sociedades amplia-se ainda mais no despertar do novo milênio e aponta para a necessidade de se construir uma escola voltada para a formação de cidadãos (PCNs, 1998

    Por: SONIA OLIVEIRA SILVAl Educação> Ciêncial 11/07/2008 lAcessos: 400,263 lComentário: 13
    SONIA OLIVEIRA SILVA

    Sabemos que o papel dos pais na vida de um filho é único. O espaço destinado ao pai ou à mãe é algo singular na vida de qualquer ser humano. O papel de pai e de mãe exige primeiramente uma reflexão. Considere-se que o filho não solicitou sua existência aos pais, ao contrário, por ação dos pais e influência divina forma-se um novo ser, a terceira pessoa de uma relação.

    Por: SONIA OLIVEIRA SILVAl Educação> Ciêncial 09/07/2008 lAcessos: 1,107
    SONIA OLIVEIRA SILVA

    A televisão, a criança, a escola e o lar são alguns temas muito debatidos na atualidade e objeto de grande polêmica. São necessárias várias reflexões e muita pesquisa. É nesse contexto que se insere a questão de como a criança pensa a TV

    Por: SONIA OLIVEIRA SILVAl Educação> Ciêncial 09/07/2008 lAcessos: 5,465 lComentário: 2
    SONIA OLIVEIRA SILVA

    O que Sassaki imaginou para um futuro breve é que todas as pessoas acreditassem no paradigma da inclusão social como o caminho ideal para se construir uma sociedade para todos, e que todos por ela lutassem para que, juntos na diversidade humana, todos pudessem cumprir seus deveres de cidadania e gozar dos direitos civis, políticos, econômicos, sociais, culturais e de desenvolvimento.

    Por: SONIA OLIVEIRA SILVAl Educação> Ciêncial 09/07/2008 lAcessos: 85,470 lComentário: 1
    SONIA OLIVEIRA SILVA

    O tema “Televisão e Criança” tem sido objeto de controvérsias e carência de solução, e através de reflexão e pesquisa, tento mostrar o quanto a criança, pequeno telespectador, está inserida no ambiente televisivo. Analisando se existe saída para pais e educadores diante de tanta informação boa e má, concluí que não há mal intrínseco à TV, mas sim no uso que se faz dela. O desafio é fazer a criança descobrir outros prazeres, além da televisão.

    Por: SONIA OLIVEIRA SILVAl Educação> Ciêncial 09/07/2008 lAcessos: 101,428 lComentário: 15
    SONIA OLIVEIRA SILVA

    De modo geral a família é o primeiro grupo de pessoas com quem a criança tem contato assim que nasce. Sabe-se que o bebê logo apresenta suas preferências, seus gostos e suas diferenças individuais, então ao se integrar na família que já tem os seus hábitos, regras e seu modo próprio de viver, a criança aprenderá a se comportar e a modificar suas preferências, comunicando-se então, com esta família.

    Por: SONIA OLIVEIRA SILVAl Educação> Ciêncial 09/07/2008 lAcessos: 1,703
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast