Falando Sobre Literatura Infantil

Publicado em: 21/04/2008 |Comentário: 6 | Acessos: 7,393 |


FALANDO SOBRE LITERATURA INFANTIL

Por: Sonia das Graças Oliveira Silva

Falando sobre histórias infantis, contos de fadas, enfim, literatura infantil. Muitos escritores de livros infantis passam o tempo preocupados em fazer o tempo das crianças ser bem aproveitado. Escrevem histórias para os pequenos que muita gente grande gosta.
Quando se pensa na literatura infantil brasileira, imediatamente surgem nomes como os de: Monteiro Lobato, Ana Maria Machado, Lygia Bojunga, Ziraldo, Elvira Vigna, Sylvia Orthof, Bartolomeu Campos Queiroz, entre outros, que veiculam em suas obras idéias engraçadas e bem humoradas, recriam situações inusitadas e absurdas que não só divertem o leitor, mas também o levam a refletir sobre a realidade que o cerca. Os escritores procuram estabelecer entre o leitor e o texto uma relação prazerosa de cumplicidade. Eles escrevem para a criança, pensando na criança, tentando uma comunicação com ela.
Quando uma história é boa, ela pode fazer a criança viver outra vida, ou seja, a vida da personagem da história e usando a imaginação, a criança vai viajando, reelaborando sua realidade pelo imaginário, pela fantasia.
A primeira manifestação consciente da produção de literatura específica para crianças foram os livros de leitura usados nas escolas. Acabou sendo difícil estabelecer uma separação entre os livros de entretenimento puro e o de leitura para aquisição de conhecimentos e estudo nas escolas.

“A literatura infantil propriamente dita partiu do livro escolar, do livro útil e funcional, de objeto eminentemente didático”. (ARROYO, 1968)
Antigamente, os livros de histórias infantis eram usados como pretexto para ensinar outros pontos da matéria e eram produzidos especialmente para as escolas. Muitos valores da sociedade foram passados adiante através dos livros infantis. Mas, a autêntica literatura infantil não deve ser feita essencialmente com intenção pedagógica ou didática. O importante é trabalhar o imaginário e a fantasia.
Até bem pouco tempo, a Literatura Infantil era vista como um gênero secundário, sendo considerada pelo adulto como algo pueril, parecido com um brinquedo. Sempre esteve mais ligada à pedagogia do que à arte.
O livro infantil era considerado uma obra menor destinada a passar conceitos e normas de conduta sociais, não uma obra artística que trabalha com o imaginário da criança.
A literatura infantil passou a ser valorizada há bem pouco tempo. Mas, há que se saber escolher o livro adequado para a criança ler.
Percebe-se que há uma nova maneira de escolher o livro, uma supervalorização do formato, tamanho, cor, volume, ou seja, a aparência, ao invés do conteúdo em si.
É fundamental o adulto dar o exemplo para que a criança passe a ter o hábito de ler muito. Um pai que tem o hábito da leitura, também lerá histórias para seu filho e logo terá um pequeno leitor em casa.
Infelizmente, no Brasil, poucas crianças vivem a realidade de poderem ler bons livros. Isso faz com que a tarefa aumente em relação às escolas. A relação criança/livro só acontece se os estímulos forem dados desde os primeiros anos de vida.
As escolas, os professores muito têm feito para aproximar as crianças dos livros de histórias, tentando despertar nelas o prazer da leitura. Mas tudo será mais fácil se começar na família. Por mais simpáticos e atenciosos que sejam os profissionais do livro, nada substitui a relação afetiva entre pais e filhos no momento da leitura.
Infelizmente, o costume de se contar histórias antes de dormir está se perdendo. A televisão anda substituindo os pais e a leitura. Com a correria do dia-a-dia, os pais nem se dão conta disso. Não percebem o quanto esse momento é importante, pois, enquanto o pai lê e a criança viaja na leitura, cria-se um laço de cumplicidade entre eles. Essa cumplicidade é que aproxima, une e amplia essa relação. Essa criança terá tudo para ser um excelente leitor.


Avaliar artigo
4
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 5 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-artigos/falando-sobre-literatura-infantil-392808.html

    Palavras-chave do artigo:

    literatura crianca livros leitura

    Comentar sobre o artigo

    Através da leitura testamos nossos próprios valores e experiências com os outros, a leitura é um dos principais instrumentos para que o individuo construa seu conhecimento e aprenda a exercer cidadania, daí a importância de despertar o prazer pela leitura nas crianças das séries iniciais. Esse trabalho deve ser feito em conjunto, pais crianças e professores. cada um destes tem um papel fundamental na construção desse novo leitor.

    Por: Aurilene f. barros rodriguesl Educação> Educação Infantill 24/11/2011 lAcessos: 9,019

    A pesquisa faz uma abordagem autobiográfica, aplicando a literatura infantil na sala de aula. Fundamenta-se em autores como Marisa Lajolo, Lígai Cadermatori e Regina Zilberman. O livro infantil na sala de aula proporciona à criança a educação, o desenvolvimento da imaginação, o incentivo á leitura de forma prazeirosa e a construção da sua identidade.

    Por: Geraldo Francisco dos Santosl Educação> Educação Infantill 22/04/2011 lAcessos: 12,673

    No contexto do estudo científico é verificável a importância da literatura para a construção da leitura na educação infantil. A princípio, os primeiros clássicos literários destinados ao público infantil atingiam apenas uma parcela da sociedade; aos poucos ela se expande e chega às escolas com intuito de despertar nas crianças o interesse pelas histórias infantis.

    Por: ocileide lopes da silval Literatura> Crônicasl 19/11/2011 lAcessos: 1,608

    A pesquisa apresenta uma análise das dificuldades de aprendizagem na leitura no ensino fundamental. esta pesquisa serve para nos orientar para projeto de monografia do curso de pedagogia.

    Por: maria aparecidal Educação> Educação Infantill 12/12/2011 lAcessos: 5,411

    A literatura poética está em alta, apesar de muitos professores não terem confiança para desenvolver um trabalho dinâmico, criativo e capaz de envolver as crianças neste mundo fantástico da literatura. Hoje a Literatura é realizada de forma distinta entre Literatura para adulto e Literatura para a criança. Existe um grande valor para a dita Literatura Infantil, que através de projetos e itinerários são capazes de contribuir eficazmente na construção de novos saberes.

    Por: Doralice da Silva Marianol Educação> Educação Infantill 24/10/2013 lAcessos: 77
    Patricia Cassia Pereira Porto

    As histórias dos nossos tempos, o tempo da casa, da escola, o do tempo da infância, todos eles juntos fazem parte da memória, da nossa passagem pelo mundo e essas memórias, espontâneas ou evocadas, se manifestam de forma simbólica e imaginária. E as reminiscências que afloram desse tempo memorialístico nos aparecem, no campo do visível e do dizível, como um redemoinho de imagens, um labirinto discursivo e imagético que funda a narrativa.

    Por: Patricia Cassia Pereira Portol Educação> Línguasl 23/02/2011 lAcessos: 2,374
    Paulo marcos Ferreira Andrade

    Tal qual o brincar, a literatura infantil é essencial às crianças pois além de ser uma ótima ferramenta pedagógica também constitui um forte auxílio na boa formação infantil, nas esferas emocional, intelectiva e social. Quanto mais cedo a criança tem contato com a literatura infantil mais rico e produtivo será o seu aprendizado, posto que este dependa daquele para que tenha um resultado salutar.

    Por: Paulo marcos Ferreira Andradel Educaçãol 21/09/2011 lAcessos: 479
    Paulo Cesar Cabral Correia

    RESUMO A prática para incentivar o hábito da leitura e a formação de leitores, é um processo que ainda visualizamos como um sonho muito distante, quase uma utopia, pois as pedras no meio do caminho que nos dificultam a chegada do sucesso na formação de leitores com capacidade de interpretar um texto e ir além da mera decodificação das palavras sem nexo e descontextualizadas é árduo, mas não impossível.

    Por: Paulo Cesar Cabral Correial Educação> Línguasl 16/05/2010 lAcessos: 4,898
    Ademar dos Santos Lima

    RESUMO: Este artigo faz uma abordagem sobre a prática da leitura no processo de ensino-aprendizagem no Brasil, que tem recebido recentemente uma crescente atenção por parte de grupos de investigadores das diferentes áreas do conhecimento, principalmente no campo da Pedagogia. Também há preocupações de várias instituições, quer pública, quer privada, com responsabilidades no plano da educação, que vem analisando através de pesquisas o desempenho de alunos na competência da leitura no pais. Assunto este que será o subsídio para o que se pretende expor detalhadamente neste trabalho.

    Por: Ademar dos Santos Limal Educaçãol 25/05/2009 lAcessos: 10,317
    leticia dos santos geraldo

    A essência do Construtivismo nasceu fundamentalmente da teoria da Epistemologia Genética de Jean Piaget. A hermenêutica do construtivismo designa-se hoje, a buscar, conhecer, métodos pedagógicos, sendo utilizada como determinados aspectos para a aprendizagem, pois se popularizou como "método construtivista".O objetivo deste trabalho é mostrar o real objetivo da prática construtivista e o que ela pode mudar no meio educacional.

    Por: leticia dos santos geraldol Educaçãol 11/04/2015
    Joseléia Graciano da Silva

    O presente trabalho tem por objetivo refletir sobre as contribuições do processo educativo escolar no sistema prisional, de modo a abordar a funcionalidade da escola nesse espaço singular, apontando não só o caráter legal do atendimento em educação por parte das instituições prisionais, mas também os fatores que motivam os sentenciados/detentos a procurarem a escola no presídio.

    Por: Joseléia Graciano da Silval Educaçãol 10/04/2015
    Joseléia Graciano da Silva

    Nell. Direção: Michael Apted. Produção: Renee Missel e Jodie Foster. Interprétes:Jodie Foster,Liam Neeson e Natasha Richardson e outros. Roteiro: William Nicholson e Mark Handley, 1994. (115 min).

    Por: Joseléia Graciano da Silval Educaçãol 10/04/2015
    Carlos Henrique Araújo

    Tudo ruiu como um castelo feito de cartas já no final de 2014. Com o ajuste fiscal, ficou absolutamente claro de que os programas sociais seriam essencialmente afetados. O MEC sofreu o maior corte financeiro de sua história. Segundo analistas, o ministério da Pátria Educadora teria seu orçamento diminuído em sete bilhões de reais anuais.

    Por: Carlos Henrique Araújol Educaçãol 02/04/2015 lAcessos: 17
    Elaine Peres da Silva

    É indispensável ao desenvolvimento do ser humano o trabalho de sensibilização diante da sociedade, começando pela própria escola, o local de aprendizagem e formação do indivíduo. É preciso que o estudante, enquanto cidadão perceba a importância de sua participação nas questões que envolvem o meio ambiente, desde então, as pequenas ou grandes atitudes podem amenizar, mesmo que parcialmente, a contaminação da natureza.

    Por: Elaine Peres da Silval Educaçãol 27/03/2015 lAcessos: 19
    Fernando Corrêa manarim

    afirmamos que existem outras formas de jogar xadrez além da competição, ou seja, que o xadrez é uma ferramenta que pode trabalhar o praticante pedagógica e terapeuticamente, ensinando a se conhecer, conhecer os outros e conhecer o mundo a qual pertence. Isso pode ser comprovado na Lenda de criação do xadrez, conhecida como a Lenda de Lahur Sessa, lenda que pode ser encontrada na obra de Malba Tahan, "O Homem que calculava".

    Por: Fernando Corrêa manariml Educaçãol 16/03/2015 lAcessos: 12

    1. Por que o regime de ciclos e a progressão continuada são tão criticados? 2. Qual a real eficácia da progressão continuada e quais são os problemas gerados por esta prática? 3. Quais suas implicações políticas? 4. Quais os aspectos negativos deste sistema? 5. Qual o papel do professor, do coordenador e supervisor escolar? 6. Qual a importância da avaliação neste processo?

    Por: EULER DE CASTRO SANTOSl Educaçãol 15/03/2015 lAcessos: 18

    RESUMO A violência é sem duvida, além de uma das grandes preocupações da sociedade, o grande problema a ser enfrentado, principalmente na dura realidade das escolas públicas do Brasil. Atinge a todos na escola, contudo a grande vitima deste problema é o professor, cada vez mais desmotivado e que se encontra quase sempre acuado e de mãos atadas diante do problema. Ocorre de maneira velada e de diversos modos, sendo, obviamente causada pela falta de limites e de ações efetivas para enfrentar o pro

    Por: EULER DE CASTRO SANTOSl Educaçãol 15/03/2015 lAcessos: 19
    SONIA OLIVEIRA SILVA

    O professor (dirijo-me de forma genérica, pensando em professor ou professora) que trabalha direto com crianças precisa ter uma competência polivalente. Isso significa dizer que deverá trabalhar com conteúdos de naturezas diversas, que abrangem desde cuidados básicos essenciais até conhecimentos específicos provenientes das diversas áreas do conhecimento.

    Por: SONIA OLIVEIRA SILVAl Educação> Ciêncial 11/07/2008 lAcessos: 355,300 lComentário: 17
    SONIA OLIVEIRA SILVA

    A participação dos pais na educação dos filhos deve ser constante e consciente. A vida familiar e escolar se completa.

    Por: SONIA OLIVEIRA SILVAl Educação> Ciêncial 11/07/2008 lAcessos: 341,567 lComentário: 29
    SONIA OLIVEIRA SILVA

    O papel fundamental da educação no desenvolvimento das pessoas e das sociedades amplia-se ainda mais no despertar do novo milênio e aponta para a necessidade de se construir uma escola voltada para a formação de cidadãos (PCNs, 1998

    Por: SONIA OLIVEIRA SILVAl Educação> Ciêncial 11/07/2008 lAcessos: 401,426 lComentário: 13
    SONIA OLIVEIRA SILVA

    Sabemos que o papel dos pais na vida de um filho é único. O espaço destinado ao pai ou à mãe é algo singular na vida de qualquer ser humano. O papel de pai e de mãe exige primeiramente uma reflexão. Considere-se que o filho não solicitou sua existência aos pais, ao contrário, por ação dos pais e influência divina forma-se um novo ser, a terceira pessoa de uma relação.

    Por: SONIA OLIVEIRA SILVAl Educação> Ciêncial 09/07/2008 lAcessos: 1,126
    SONIA OLIVEIRA SILVA

    A televisão, a criança, a escola e o lar são alguns temas muito debatidos na atualidade e objeto de grande polêmica. São necessárias várias reflexões e muita pesquisa. É nesse contexto que se insere a questão de como a criança pensa a TV

    Por: SONIA OLIVEIRA SILVAl Educação> Ciêncial 09/07/2008 lAcessos: 5,495 lComentário: 2
    SONIA OLIVEIRA SILVA

    O que Sassaki imaginou para um futuro breve é que todas as pessoas acreditassem no paradigma da inclusão social como o caminho ideal para se construir uma sociedade para todos, e que todos por ela lutassem para que, juntos na diversidade humana, todos pudessem cumprir seus deveres de cidadania e gozar dos direitos civis, políticos, econômicos, sociais, culturais e de desenvolvimento.

    Por: SONIA OLIVEIRA SILVAl Educação> Ciêncial 09/07/2008 lAcessos: 86,289 lComentário: 1
    SONIA OLIVEIRA SILVA

    O tema “Televisão e Criança” tem sido objeto de controvérsias e carência de solução, e através de reflexão e pesquisa, tento mostrar o quanto a criança, pequeno telespectador, está inserida no ambiente televisivo. Analisando se existe saída para pais e educadores diante de tanta informação boa e má, concluí que não há mal intrínseco à TV, mas sim no uso que se faz dela. O desafio é fazer a criança descobrir outros prazeres, além da televisão.

    Por: SONIA OLIVEIRA SILVAl Educação> Ciêncial 09/07/2008 lAcessos: 101,782 lComentário: 15
    SONIA OLIVEIRA SILVA

    De modo geral a família é o primeiro grupo de pessoas com quem a criança tem contato assim que nasce. Sabe-se que o bebê logo apresenta suas preferências, seus gostos e suas diferenças individuais, então ao se integrar na família que já tem os seus hábitos, regras e seu modo próprio de viver, a criança aprenderá a se comportar e a modificar suas preferências, comunicando-se então, com esta família.

    Por: SONIA OLIVEIRA SILVAl Educação> Ciêncial 09/07/2008 lAcessos: 1,744

    Comments on this article

    0
    Elmanúcia Calado 02/10/2011
    Estou concluindo o curso de letras,meu TCC é sobre literatura infantil.
    Para você formada em ciências/matemática não foi dificil?
    0
    FABIANA BUENO CARNEIRO 22/03/2011
    ola como desenvolver um trabalho literario com os bebes
    1
    roseli 15/03/2011
    oi sonia li sobre literatura infantil e queria uma sujestão para fazer uma oratoria sobre esse asunto
    0
    Joseana 27/05/2009
    Oi Sônia, li seu artigo sobre literatura infantil e gostei muito, esse é um assunto me interessa, estou fazendo uma especialização em literatura e estou pensando em ampliar meus conhecimento nessa area, seu artigo me fez ter muitas idéias.
    Obrigada pelo ajuda foi de extrema valia.
    Um forte abraço.
    0
    carmen regina da silva woigt 28/02/2009
    Oi Sônia,curso pedagogia e,encontrei em seu artigo ótimo suporte para desenvolver meu trabalho da cadeira de Teoria do Conhecimento.O tema que escolhi é a Literatura Infantil como fonte para a construção do conhecimento da moralidade.Obrigada pelo exelente artigo que para mim foi de extrema valia.
    0
    ADRIANA MELO VIANA 07/12/2008
    OI SONIA, LI O SEU ARTIGO SOBRE LITERATURA INFATIL E GOSTEI MUITO. ESTOU PRODUZINDO MINHA MONOGRAFIA DE ESPECIALIZAÇÃO NESTE TEMA E SEU ARTIGO TROUXE MUITAS CONTRIBUIÇÕES.
    PARABÉNS PELO ARTIGO!
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast