Novas Técnicas De Ensino

04/04/2009 • Por • 12,957 Acessos

 

 

Em tempos de mudanças com o ensino que se transforma a todo tempo e novas técnicas de ensino, o que se esperava dos alunos era uma vontade de aprender passiva para mudar a realidade em que vive. Porém com a introdução das novas tecnologias e as diversas técnicas e inovações principalmente na área educacional, o pefessor ganhou novos aliados para instigar nos seus alunos a vontade de aprender.

Segundo Luckesi, a educação propõe um repensar o conhecimento, pois ela é muito mais do que desenvolver no aluno a capacidade de aprender, é a escola que redefine o papel da sociedade atribuindo novos objetivos estimulando e aprofundando as novas habilidades cognitivas do aluno.

Dessa forma, educar requer participações ativas do aluno. Educar é ouvir, falar, ler, discutir, escrever, raciocinar, trocar idéias, debater crescer com os erros e acertos, uns dos outros.

A escola deve estar sempre se atualizado e acompanhando as mudanças da sociedade, pois a dimensão filosófica conduz o aluno a uma lógica formal e ao desenvolvimento de valores tornando-se uma base sólida na formação da cidadania. Dessa forma o papel do educador hoje esta mais para instigador do educando na aventura de sua busca pelo conhecimento, não só na sala de aula, mas em toda parte, proporcionando ao aluno condições para que este amplie seu relacionamento com o plano social, semântico e virtual.

Visando o caráter construtivista da escola, contamos com a colaboração e participação dos alunos em todos os sentidos das aulas, esclarecendo dúvidas e buscando novas hipóteses.

A práxis educacional segundo Marx compreende uma atitude humana não meramente casual, mas capaz de transformar a natureza e a sociedade sendo subsídios para essa atitude à junção de conhecimentos teóricos e práticos.

Paulo freire, mestre neste sentido, nos informa que quem ensina aprende e quem aprende ensina ao aprender.

 

O uso dos computadores nas escolas é uma alternativa para despertar o interesse do aluno, desenvolvendo habilidades de leitura, interpretação, interdisciplinaridade e interação social que contribuem com a sua formação.

 

 

As novas tecnologias que estão surgindo deixam cada vez mais no passado os métodos antigos e tradicionais de dar aula, e dão lugar a um novo aprendizado proporcionado pela instalação de computadores nas escolas.

 

 

O letramento digital surgiu com a necessidade das pessoas utilizarem a informática nas situações do cotidiano como, por exemplo, utilizar o caixa eletrônico de um banco, o qual exige que a pessoa compreenda as informações emitidas pela máquina para que consiga o seu objetivo. Sem entender o texto que está escrito não é possível realizar nenhuma transação bancária no caixa eletrônico, tornando mais complicado e demorado este procedimento.

Segundo Maria Aparecida Garcia Lopes-Rossi em seu artigo sobre “Gêneros discursivos no ensino de leitura e produção de textos:

 

Cabe ao professor, portanto, criar condições para que os alunos possam apropriar-se de características discursivas e lingüísticas de gêneros diversos, em situações de comunicação real. Isso pode ser feito com muita eficiência por meio de projetos pedagógicos que visem ao conhecimento, à leitura, à discussão sobre o uso e as funções sociais dos gêneros escolhidos e, quando pertinente, à sua produção escrita e circulação social.

 

Conclusão

O professor deve usar tudo que estiver ao seu alcance para propiciar ao aluno um aprendizado completo, para assim, garantir ao educando condições de conhecer e experimentar toda tecnologia para o beneficio de sua educação e crescimento educacional e profissional. Dessa forma, educar requer participações ativas do aluno. Dessa forma o papel do educador hoje esta mais para instigador do educando na aventura de sua busca pelo conhecimento, não só na sala de aula, mas em toda parte, proporcionando ao aluno condições para que este amplie seu relacionamento com o plano social, semântico e virtual.

 

 

Perfil do Autor

Rosângela da Glória Santos

Nascida no norte de minas gerais; cidade de janaúba. Sou cantora, compositora, educadora. Tenho me dedicado nos últimos 4 anos ao estudo d...