O Processo De Atenção Em Sala De Aula

Publicado em: 30/05/2009 |Comentário: 1 | Acessos: 2,772 |

O PROCESSO DE ATENÇÃO EM SALA DE AULA

Profº Raul Enrique Cuore Cuore

RESUMO

O processo de atenção na sala está intimamente ligado à forma com a qual o professor prepara e expõe suas aulas, sendo ele o responsável não só pelo cumprimento da grade curricular como intermediário entre o conhecimento e o aluno, procurando uma linguagem que se identifique com o dia-a-dia do mesmo. Deste modo, neste trabalho será analisado o desenvolvimento da atenção na aprendizagem escolar.

Palavras-chave: Atenção; Escola; Tecnologia.

1 INTRODUÇÃO

O processo de aprendizagem pode enfrentar alguns problemas no seu desenvolvimento. Um desses problemas está relacionado com a atenção. Os alunos muitas vezes não se interessam por determinados conteúdos ou explicações expostas pelo professor.

Esta incidência é maior em disciplinas que comportam as ciências exatas provocando o desvio de atenção do aluno para coisas diversas. Não é difícil constatar que hoje em dia encontramos na sala de aula, em poder dos alunos, os mais diversos apetrechos tecnológicos, que competem corpo a corpo com o professor no que diz respeito à atenção.

2 COMO CLASSIFICAMOS A ATENÇÃO

A atenção é inata no individuo, mais se relaciona com a mediação simbólica, sendo também desenvolvida.

A atenção do ser humano pode ser dividida em voluntária e involuntária, sendo importante para que ocorra o aprendizado do grande volume de informações absorvidas diariamente pelos mais diversos meios de comunicação.

Segundo Silva (2006, p.64) “O processo de atenção se divide em duas categorias sendo elas a atenção involuntária e a atenção voluntária. A passagem de uma para outra acontece através de mediação simbólica, e uma atenção não inviabiliza o aparecimento da outra”.

A atenção involuntária é aquela natural do individuo, apresentando-se desde bebê. É chamada de involuntária porque o individuo não tem domínio, nem consciência sobre a importância daquilo que lhe chama a atenção.

A atenção voluntária é aquela que o individuo direciona conscientemente para aquilo que considera essencial para o seu desenvolvimento. Este tipo de atenção tem cunho social e base na mediação simbólica.

É importante ressaltar que a atenção é produzida e determinada pelo contexto no qual se encontra o individuo, desta forma, ele pode estar fazendo uma determinada atividade, mais tem a capacidade de prestar atenção em diversas outras.

3 A ATENÇÃO NO AMBIENTE ESCOLAR

Um dos grandes problemas de atenção no ambiente escolar é a forma com a qual os conteúdos são abordados pelos professores. O uso de métodos conservadores e arcaicos pelos docentes vai à contramão da realidade que as crianças vivem, pois estão em contato com os mais diversos meios tecnológicos diariamente e são ininterruptamente expostas ás uma diversidade de informações pela mídia. Não é raro vermos crianças de sete ou oito anos dominarem o teclado de um computador, ou ficarmos surpresos com a habilidade no manuseio do telefone celular.

Por isso, a postura do professor em sala de aula deve acompanhar a realidade do aluno, sendo o docente que deve procurar a melhor forma de adequar o conteúdo curricular à linguagem que os alunos estão acostumados, criando canais de comunicação que despertarão o interesse e conseqüentemente a atenção estará voltada para melhor aproveitar o aprendizado.

A Escola deve proporcional esse canal de comunicação entre conteúdos e a realidade social estudantil, para isso deverá valer-se dos meios tecnológicos e didáticos à disposição para tornar a aula mais interessante e proveitosa.

4 CONCLUSÃO

O processo de aprendizagem está inteiramente ligado ao contexto do educando. Por isso quando é ignorado este contexto, as dificuldades do aluno vão aumentando série a série.

É possível afirmar que a aprendizagem ocorre de forma seletiva e tem como instrumento importante no seu processo a atenção.

Conhecer os anseios e desejos dos alunos, assim como o meio onde convivem é primordial para que o desenvolvimento do ensino e da aprendizagem seja realmente eficaz sob o ponto de vista da atenção.

5 REFERÊNCIAS

SILVA, Daniela Regina da. Psicologia da Educação e Aprendizagem. Associação Educacional Leonardo da Vinci (ASSELVI). – Indaiá: Ed. ASSELVI, 2006.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-artigos/o-processo-de-atencao-em-sala-de-aula-945042.html

    Palavras-chave do artigo:

    atencao escola tecnologia

    Comentar sobre o artigo

    Esta pesquisa tem como objetivo mostrar a importância da Tecnologia de Informação, como uma ferramenta necessária no processo pedagógico da escola contemporânea, não somente para professores e alunos, mas também para gestores escolares que podem usufruir desta ferramenta para enriquecimento de seu trabalho com orientação de um profissional.

    Por: Lívia Bandeira Barrosl Educação> Ensino Superiorl 01/08/2011 lAcessos: 695
    Daniel Motta

    A revista Nova Escola é uma publicação de periodicidade mensal, criada em 1986 pela Fundação Victor Cívita. A revista é voltada à comunidade de professores do ensino fundamental. Entre suas editorias, ela aborda diversos assuntos da área educacional, sob as mais variadas formas de textos jornalísticos: entrevistas com especialistas, artigos, relatos de experiências, idéias para sala de aula e seções destinadas a divulgação de trabalhos desenvolvidos em diferentes comunidades do país.

    Por: Daniel Mottal Educação> Ensino Superiorl 05/11/2010 lAcessos: 4,577 lComentário: 1

    Este artigo apresenta o curso de formação de professores nas tecnologias de linguagens audiovisuais produzido pela SEED/MEC e Unirede. Descreve sua organização estrutural, caracteriza as edições, evidencia os desafios e avanços a cada edição, ressalta os aspectos que redimensionaram o curso visando atender às diferenças regionais e pontua os ganhos dos professores cursistas no processo de formação.

    Por: Maria Amabia Viana Gomesl Educação> Educação Onlinel 10/09/2010 lAcessos: 875 lComentário: 2
    marlucia pontes gomes de jesus

    O artigo discute os resultados do Enem 2010, comparando as pontuações obtidas pelas escolas particulares e pela escolas públicas, direcionando para a realidade do Estado do Espírito santo.

    Por: marlucia pontes gomes de jesusl Educaçãol 07/10/2011 lAcessos: 453

    Apresentamos um material didático concebido para o ensino de dinâmica dos fluidos, que inclui conteúdos em geral não tratados no ensino médio, produzido de forma a contemplar o contexto dos alunos de cursos técnicos em agricultura e zootecnia. O hipertexto utiliza recursos tecnológicos como vídeos, animações em Flash, Applets Java, figuras, textos e atividades práticas. Foi desenvolvido em dois módulos didáticos, cada módulo com três momentos pedagógicos distintos, que trataram de fluidos que...

    Por: Rafhael Brum Werlangl Educaçãol 02/12/2008 lAcessos: 18,673 lComentário: 1

    O presente artigo tem como objetivo de apresentar a pesquisa sobre a influencia dos meios tecnológicos na educação e aprendizagem de crianças e adolescentes e contribuir com a conscientização sobre os possíveis riscos que as redes sociais oferecem. A pesquisa foi realizada no programa escola da família e teve como base o método dedutivo. Conclui-se que cada vez mais cedo, as redes sociais passam a fazer parte do cotidiano dos alunos e essa é uma realidade imutável.

    Por: Ivan Guilherme Machadol Psicologia&Auto-Ajuda> Gerência de Tempol 06/10/2014 lAcessos: 31

    O presente artigo consiste em uma revisão bibliográfica sobre a violência escolar, trazemos o conceito de bullying, as consequências dessa violência para a comunidade escolar. Para tanto usamos como referencial teórico autores que retratam esta temática como: Constanatini (2004); Fante (2005); Lopes Neto (2005) Fante e Pedra (2008); Guareschi (2008), Pereira (2009) dentre outros. Apresenta-se uma reflexão sobre a contribuição da família e da escola na minimização deste tipo de violência.

    Por: EURICLÉIA FAGUNDES RAMOSl Educação> Ciêncial 24/11/2011 lAcessos: 695
    vanessa de fatima silva moura

    Ao se considerar relevante o aprofundamento e o conhecimento em relação à formação docente para o uso de novas tecnologias educacionais. Percebe-se que a formação de professores para a utilização das novas Tecnologias de Informação e Comunicação, de forma específica os computadores, que têm contribuído na educação e aprimoramento da pratica educativa, que deve ser pautada pela compreensão das possibilidades e limites deste instrumento na concretização do papel educativo da escola.

    Por: vanessa de fatima silva moural Educaçãol 18/07/2011 lAcessos: 1,530

    O presente trabalho tem como propósito apresentar um estudo através de uma análise bibliográfica sobre a incorporação das tecnologias da informação e da comunicação na educação básica. Apontando algumas reflexões e discussões acerca do uso das tecnologias no cotidiano e nas práticas pedagógicas dos professores de educação básica.

    Por: Patricia Coelhol Educação> Educação Onlinel 24/08/2010 lAcessos: 4,689 lComentário: 1

    Com o advento da globalização, a educação é tida como o maior recurso de que se dispõe para enfrentar essa nova estruturação mundial. Objetiva-se evidenciar a importância dos alunos encontrarem na escola não só evidências de seu próprio mundo, mas também aparato capaz de os "cunharem" para uma participação social plena e não "fatiada", como sugere o estudo por disciplinas. Jovens e adultos, público cada vez mais informatizado, exige que as disciplinas deixem de ser apresentadas de forma isolada.

    Por: KÁTIA CÉLIA FERREIRAl Educaçãol 18/12/2014

    A expressão artística faz parte da história humana desde os tempos mais remotos. Sendo assim, a Arte é um dos modos de conhecimento ao qual os estudantes devem também ter acesso, assumindo-se como sujeitos capazes de apreciação estética e criação artística, articuladas aos processos e mediações da cultura contemporânea. Diante das mudanças pelas quais o ensino-aprendizagem de Arte passou, vê-se a necessidade de discorrer a respeito da presença desta disciplina no currículo escolar, revendo sua i

    Por: KÁTIA CÉLIA FERREIRAl Educaçãol 18/12/2014

    Sabe-se que a educação é responsável pela formação do aluno enquanto cidadão, de maneira a prepará-lo para a vida em sociedade, para que saiba atuar criticamente nesse meio. Assim, a escola inclusiva busca complementar a formação do aluno por meio das relações de convivência, uma vez que conviver com o diferente é parte desse processo de formação, até porque, como já mencionamos, é na escola que o aluno desenvolve seus aspectos cognitivos, motores e psicológicos.

    Por: Rosely dos Santos Ferreiral Educaçãol 17/12/2014

    As revela à existência de ações políticas e sociais que possam concretizar e promover a efetividade da inclusão social da pessoa com necessidade educacional especial. Vejo que a sociedade deve compreender como se dá o processo de ensino-aprendizagem da criança com Síndrome de Down na Educação Básica, as dificuldades enfrentadas e as possibilidades e mecanismos de reconhecimento e aceitação dessas limitaçõ

    Por: Rosely dos Santos Ferreiral Educaçãol 17/12/2014

    No processo de inclusão a escola propõe a conviver com o "diferente", aceitá-lo, auxiliá-lo, e muitas vezes aprender algo com essas crianças. Entretanto para oferecer uma inclusão verdadeira é preciso entender as particularidades das crianças, mediar a socialização de forma que todos trabalham para o aprendizado de cada uma delas, em benefício de todos. Pretendo contribuir com as discussões éticas e educacionais que envolvem a formação da criança Down por meio da educação.

    Por: Rosely dos Santos Ferreiral Educaçãol 17/12/2014

    A educação escolar é um dos contextos em que a criança aprende e desenvolve-se nos aspectos cognitivos, emocional e social. Por isso a necessidade de incluir a criança com necessidades especiais na escola, pois atender a todos é parte do processo educativo, por isso a diversidade cultural e outras questões sociais precisam ser vivenciadas também em sala de aula.

    Por: Rosely dos Santos Ferreiral Educaçãol 17/12/2014

    Apresento algumas características que identificam a criança Down, o conceito de Educação Inclusiva e Educação básica, e da diversidade na educação. Relacionam-se aspectos positivos da inclusão da criança Down na Educação Básica e como deve acontecer essa inclusão, enumerando as dificuldades no processo de inclusão da criança Down na Educação Básica. Conceitua-se a Síndrome de Down e sua identificação, bem como o tratamento e a motivação para inserir a criança com deficiência na Educação Básica.

    Por: Rosely dos Santos Ferreiral Educaçãol 17/12/2014

    O estudo realizado teve como foco principal compreender os avanços no processo de construção do conhecimento dos alunos de uma turma de 3º ano, através dos jogos matemáticos, priorizando, desse modo, a ludicidade no ensino. A pesquisa foi desenvolvida durante o estágio realizado pela acadêmica e pesquisadora junto a uma turma de 3º ano.

    Por: Luziane Da Silva Costal Educaçãol 15/12/2014 lAcessos: 11
    Profº Raul Cuore

    A Vantagem do uso dos métodos computacionais em cálculo numérico é enorme. Com a popularização de computadores de baixo custo e de alta capacidade de processamento, praticamente todas as áreas de exatas tem feito uso cada vez mais intensivo dos métodos e técnicas computacionais na resolução de problemas, para os quais as soluções manuais são impraticáveis e/ou imprecisas. Este trabalho tenta dar uma visão geral sobre as vantagens dos softwares e simulações computacionais em relação ao cálculo numérico.

    Por: Profº Raul Cuorel Educação> Ciêncial 29/07/2009 lAcessos: 5,693 lComentário: 2
    Profº Raul Cuore

    Antes de nada devemos entender que inclusão é a nossa capacidade de entender e reconhecer o outro e, assim, ter o privilégio de conviver e compartilhar com pessoas diferentes de nós. A educação inclusiva acolhe todas as pessoas, sem exceção. É para o estudante com deficiência física ou mental, para os superdotados, todas as minorias e para a criança que é discriminada por qualquer outro motivo.

    Por: Profº Raul Cuorel Educaçãol 09/07/2009 lAcessos: 12,379
    Profº Raul Cuore

    A energia irradiada pelo sol se encaixa dentro das alternativas de fontes renováveis. O aumento das populações urbanas e a industrialização exigiram necessidades crescentes de energia. Aprimorar a eficiência dos aparelhos e a das técnicas para a obtenção de energia é o plano mais essencial para a criação de um sistema de energia seguro para o clima. É importante também mudar para combustíveis que poluam menos o meio ambiente, como é o caso da energia solar e eólica, ou ainda a combinação de produção de calor e energia, tudo isto tem um papel importante.

    Por: Profº Raul Cuorel Educaçãol 02/07/2009 lAcessos: 11,017 lComentário: 1
    Profº Raul Cuore

    Ética e ciência, esta discussão necessita previamente passar pela concepção filosófica de “ser humano”, ‘ética’ e ‘ciência’. Na perspectiva existencialista, o homem é um ser capaz de autodeterminação, ou seja, ser sujeito do conhecimento e da ação. Em conseqüência, no campo ético, tudo aquilo que tira ou diminui essa dimensão de sujeito é considerado violência. Por sua vez, a ciência moderna ocidental contém em si um amplo projeto de dominação: da natureza, de si mesmo e do outro. Portanto, uma ciência ética só é possível a partir de uma nova postura diante da própria ciência e dos valores da sociedade.

    Por: Profº Raul Cuorel Educaçãol 19/06/2009 lAcessos: 22,436 lComentário: 5
    Profº Raul Cuore

    A possibilidade da Educação a Distância também criou novos universos para os Educadores que nela irão desenvolver o seu trabalho. O Educador tem consciência que além da plataforma virtual os momentos presenciais se tornam de suma importância, tanto que, as grades dos cursos oferecidos prevêem estes encontros.

    Por: Profº Raul Cuorel Educaçãol 14/06/2009 lAcessos: 443
    Profº Raul Cuore

    A violência e agressividade na juventude sempre existiram, mais atualmente estão tomando proporções incontroláveis. Existe uma necessidade urgente de retomar os valores morais e éticos que estão se tornando esquecidos pela juventude ou às vezes, tratados como obsoletos e fora da realidade. Este trabalho tem como objeto mostrar um pouco desta realidade que aflige a sociedade como um todo.

    Por: Profº Raul Cuorel Educaçãol 30/05/2009 lAcessos: 5,485 lComentário: 2
    Profº Raul Cuore

    Para abordar as diferenças históricas entre a Probabilidade e a Estatística e importante compreender e relacionar o surgimento destas duas áreas da Matemática, assim como inseri-las no contexto do Ensino Superior na atualidade, no deixando de lado que com o advento da informática e o uso de planilhas eletrônicas, um novo ferramental é oferecido para a aplicação destas disciplinas.

    Por: Profº Raul Cuorel Educaçãol 30/05/2009 lAcessos: 6,519 lComentário: 1
    Profº Raul Cuore

    Este trabalho trata da forma como as emissoras de televisão influem no desenvolvimento das crianças e pré-adolescentes através da programação, induzindo a comportamentos, crenças e modismos presentes na sociedade, ou seja, valores de sexualidade e gênero.

    Por: Profº Raul Cuorel Educaçãol 30/05/2009 lAcessos: 2,362

    Comments on this article

    0
    asemir sousa serrão 04/01/2010
    preciso recuperá minha senha estou devendo e quero me quitá,pois quero a recuperação das disciplina que não consequir alcansar notas.
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast