Os Processos De Alfabetização Infantil

Publicado em: 23/11/2009 |Comentário: 1 | Acessos: 9,661 |

ROSÂNGELA LEMOS DA SILVA*

rosinhalemos@bol.com.br

OS PROCESSOS DE ALFABETIZAÇÃO INFANTIL

Universidad Autônoma de Asunción – Coordenación de Pós-Graduación-Doctorado en Ciências en la Educación

Resumen

La alfabetización infantil em neustro pais es objeto de estúdio de muchos intelectudes. Deberá desarrolarse de forma orientada por el profesor; mediante técnicas y métodos diversos, llevando al educando hacia um mundo social dentro Del proceso de educación y aprendizaje.

Palabras clave :   Alfabetización,  Criatura, Aprendizaje.

 

Resumo

 

 A alfabetização infantil no Brasil é um desafio. Muitos estudiosos como Jean Piaget e demais pesquisadores, buscam soluções para a problemática.A alfabetização da criança deverá acontecer de forma orientada pelo professor, de acordo com a  plicabilidade de técnicas e métodos diversificados e dinâmicos, onde o educando deverá ser valorizado conforme o seu código lingüístico já existente.A escola  fica responsável em levar o aluno a conhecer a norma culta, a inseri-lo no mundo social crítico , por meio do ensino – aprendizagem.

 

Palavras-chaves: Alfabetização. Criança. Aprendizagem.

 

Nota de apresentação

 

  1.                    O artigo apresentado,  é um trabalho acadêmico da aluna Rosângela Lemos da Silva, do Curso  de Doutorado em Ciências da Educação, pela Universidad Autónoma de Asunción- PY, onde a mesma expõe a temática da sua tese , que será orientada pela Profa. Dra.Simone Garcia. Esta obra será lançada pela Revista Scientia, tendo como intuito de contribuir com outros   educadores  interessados  sobre os processos de alfabetização.

                   A autora é graduada em Licenciatura Plena em Letras, pela Universidade Federal do Amapá, mestre em Gestão Educacional, pela Universidad Autónoma de Asunción- PY, foi Coordenadora do Curso de Letras | Tradutor, do Instituto Superior do Amapá - IESAP , é atualmente professora de língua portuguesa, na Escola Estadual Helenise Walmira Dias dos Santos e da Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA,  na cidade de Macapá, no Estado do Amapá, Brasil . Como educadora , vem somando sempre no processo ensino – aprendizagem dos alunos do seu país e da sua cidade. A través deste trabalho científico pretende incentivar mais os educadores da área de educação infantil no ato da praxidade aulística ; que  os mesmos deverão obterem conhecimentos científicos e empíricos , para que estejam preparados e comprometidos com o processo de alfabetização.

 

 Enquadramento da temática

 

                 A alfabetização infantil  tem sido para a América Latina, um desafio. Por isso, alguns estudiosos buscam soluções, métodos e técnicas inovadoras, capazes de reverter esse quadro deprimente em questão.

                  Na escola pública brasileira, observa-se que o índice de não alfabetizados é superior a realidade das escolas particulares. Por isso, a necessidade de analisar os processos alfabetizadores do ensino público.

                  A alfabetização requer profundas reflexões e criações permanentes, principalmente em nosso país, onde o fracasso escolar está inserido não só na educação, mas também na política social. A partir daí, constata-se que para acontecer a alfabetização,  é preciso que todos os educadores do processo, sejam capazes de trabalhar em sala de aula,  de forma comprometida e dinâmica, usando as técnicas e os métodos cabíveis , buscando inserir sempre o aluno na teoria e na prática da leitura e escrita.

 

A  alfabetização no ponto de vista de alguns estudiosos

 

                  È importante citar idéias de alguns educadores que preocupados com a educação infantil, propuseram-se em contribuir com propostas de trabalhos educacionais.

                  Jean Piaget ( 1893-1980 ), serve de base na construção do pensamento pedagógico de Maria Montessori e Emília Ferreiro, ele através de seus estudos  biológicos ele afirmou que os processos inferiores de conhecimentos, poderiam estar na dependência de mecanismos que dão equilíbrio a estrutura orgânica.

                  Para o ajustamento das formas escolares, das exigências sociais, ele diz,  que é preciso proceder a uma revisão dos métodos e da filosofia de todos os tempos, discutindo o significado real dos métodos, de forma eficaz, utilizando conhecimentos psicológicos adquiridos, a cerca do desenvolvimento infantil e adolescente, formando uma visão interdisciplinar , que comece pela discussão da formação científica dos alunos. O educador deverá ser habilidoso, ter capacidade de problemizar  situações, deixando que a criança encontre espontaneamente a solução, resultando assim, num crescimento diversificado em relação aos processos psicológicos de evolução da criança.

                   Maria Montissori  ( 1870-1952), que a educação é um meio do qual a criança desenvolveria sua personalidade até que a adquira maturidade e independência.

                  A criança é um ser dotado de poderes desconhecidos que podem levar a um futuro luminoso. É produtiva, criativa, socializada.

                    A aquisição da escrita no período alfabetizador , está ligado internamente ao processo de aquisição da linguagem e ao uso que as crianças fazem das mãos.

                    O processo de aprendizagem passa pelo desenvolvimento social, estabelecida no fundamento do seu caráter e na preparação de seu comportamento social. Ela organiza sua psique sozinha e por isso, o ambiente.

Emilia Ferreiro,  aprofundou os estudos de Piaget, através da teoria construtivista, onde a mesma afirma que a escrita e a leitura, são adquiridas por meio de autoconstrução, no confronto e interação da criança com o meio, sendo ativo na construção do conhecimento, sendo capaz de construir o seu código lingüístico, e que reflete na escrita, não através do cumprimento de tarefas e conhecimentos das letras e das sílabas, mas por meio de compreensão do funcionamento do  código.

 

Síntese

 

            A alfabetização infantil por ser uma problemática universal, política, econômica – social, é de grande relevância; pois,  busca-se  alternativas metodológicas para trabalharmos os processos de alfabetização . Pois, através da escrita e da leitura inserimos as  pessoas humanas num mundo globalizado de saberes cultural – intercambiais . Resgatando nas mesmas  suas competências e habilidades  prévias da sua realidade e inserindo-as num mundo da pesquisa e da ciência.

 

Referências

 

AZENHA, Maria da Graça. Construtivismo de Piaget e Emília Ferreiro. 5ª ed. São Paulo: Ática, 1997.

BARBOSA, Richard. Como incentivar o Hábito de Leitura. 5ª ed. São Paulo: Ática, 1991.

BARBOSA, José Juvêncio. Alfabetização e Leitura. 2ª ed. São Paulo: Cortez, 1996.

CAGLIARI, Luiz Carlos. Alfabetização e Lingüística. 6ª ed. São Paulo: Scipione, 1993.

CARVALHO, Marlene. Guia Prático do Alfabetizador. 3ª ed. São Paulo: Ática, 1993.

CADORIN, Severino. Monografia e Tese Passo a Passo. Sotese. Rio de janeiro, 2002.

FERREIRO, Emília. Com Todas as Letras. São Paulo: Cortez, 1992.

______________; TEBEROSKI, Ana. Psicogênese da Língua Escrita; 4ª ed. Porto Alegre; Artes Médicas, 1991.

______________; Alfabetização em Processo. São Paulo; Cortez, 1996.

______________; Reflexão sobre a Alfabetização. São Paulo: Cortez, 1986.

______________; E. ( 0rg. ). Os Filhos do Alfabetismo: Propostas para a alfabetização Escolar na América L;. Porto Alegre: Artes Médicas, 1990.

FEIRE, Paulo. Pedagogia dos Oprimidos. 24ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 1990.

______________; Alfabetização: leitura do mundo. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1990.

______________; Educação e Mudança.12ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 1986.

_____________; A importância do Ato de Ler: Em três artigos que se completam. 39ª ed. São Paulo: Cortez, 2000.

LIBÂNEO, José Carlos. Democratização da escola pública; a Pedagogia Crítica social dos Conteúdos. 9ª ed. São Paulo: Loyola, 1990.

MOURA, Vera. O Poder do Saber: relato e construção de uma experiência em alfabetização. Porto alegre: Kuarup, 1993.

NOVA Escola. A car-ti-lha se adaptando aos novos tempos. São Paulo: Abril, out., 1996. p.58.

PIAGET, Jean. A Construção do real na Criança. Rio de janeiro: ZAHAR, 1970.

RUSSO, Maria de Fátima; VIANA Maria Inês Aguiar. Alfabetização: Um Processo em Construção. São Paulo: Saraiva, 1993.

SANTOS, Maria Lúcia dos. A Expressão Livre do Aprendizado da Língua Portuguesa. São Paulo: Scipione, 1993.

SORDI, Rose. Magistrando a Língua Portuguesa. São Paulo: Moderna, 1991.

VYGOTSKY.L.S. A Formação “Social da Mente”. São Paulo: Martins Fontes, 1989.

 

 

 

 

 

                  

 

                   

 

 

 

 

 

 

 

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-artigos/os-processos-de-alfabetizacao-infantil-1495070.html

    Palavras-chave do artigo:

    alfabetizacao

    ,

    crianca

    ,

    aprendizagem

    Comentar sobre o artigo

    A criança ao se relacionar com o meio ambiente sente vontades, sentimentos e necessidades que são somadas à medida que o adulto lhe proporciona condições de explorar tudo o que a cerca, agindo de acordo com seu interesse. Essa conquista de espaço por parte da criança lhe dará suporte para um melhor conhecimento de seu corpo, de suas habilidades de movimento. Toda essa estimulação além de possibilitar uma adaptação motora favorece também o trabalho de um real desenvolvimento psicomotor. Dada a im

    Por: ROBERTO GIANCATERINOl Educação> Educação Infantill 07/02/2010 lAcessos: 2,906

    O artigo trata do tema ALFABETIZAÇÃO, focando as dificuldades no aprendizado das letras e sons. Toma como referência as autoras Emília Ferreiro 2001) e Magda Soares (2003) que assinalam as dificuldades da criança em processo de alfabetização e propõem uma prática pedagógica consciente da realidade da criança. O estudo tem intenção autobiográfica peritindo uma reflexão sobre a prática do pesquisador-alfabetizador, garantindo a busca de novas abordagens e procedimentos.

    Por: Geraldo Francisco dos Santosl Educação> Educação Infantill 22/04/2011 lAcessos: 6,443

    RESUMO O presente trabalho terá como objetivo discursar sobre um assunto preocupante que nos chamou muito atenção no período de nossos Estágios realizados durante todo curso acadêmico e que ocupa, hoje, o lugar central na discussão da educação escolar no mundo, a alfabetização e seus problemas. O trabalho irá relatar as várias tentativas de se processar a alfabetização, nos chamados Métodos Tradicionais de Ensino, quais foram suas vantagens e desvantagens, qual a necessidade de se ter um métod

    Por: Andria Oliveira Ramosl Educação> Educação Infantill 04/06/2013 lAcessos: 180
    GUTEMBERG MARTINS DE SALES

    O artigo discute as dificuldades de aprendizagem sintetizando a dislexia como uma das principais causas. A caracterização da pesquisa se deu por meio de pesquisa bibliográfica sobre dificuldades de aprendizagem e dislexia, apresentando os distúrbios de e na leitura, escrita e articulação. Dissertando-se sobre a origem dos problemas relativos às dificuldades de aprendizagem na visão da psicanálise, apresentaram-se os problemas que interferem na alfabetização.

    Por: GUTEMBERG MARTINS DE SALESl Educação> Educação Infantill 22/05/2014 lAcessos: 105

    O conhecimento da origem do Letramento no Brasil oportuniza aos professores alfabetizadores a conscientização a importância de se trabalhar com textos cotidianos na alfabetização bem como evidencia a diferenciação conceitual e procedimental existente entre essas duas "facetas" do ensino-aprendizagem da leitura e da escrita. A clareza de diferenciação da natureza da alfabetização e do letramento dá aos professores instrumentos para que possam favorecer aos alunos a reflexão sobre o funcionamento

    Por: Ivânia Pereira Midon de Souzal Educação> Educação Infantill 16/08/2010 lAcessos: 5,176

    O projeto teve como objetivo, usar várias habilidades lingüísticas, observando principalmente o modo em que a leitura auxiliava no letramento e no desenvolvimento da linguagem. Os métodos utilizados e a observação sobre a pesquisa tiveram como princípio a pesquisa de campo, podendo assim observar e interagir com crianças, buscando, um melhor conhecimento sobre os assuntos abordados e auxiliando a leitura para o desenvolvimento das crianças. Além disso, ter a contribuição á pesquisa qualitativa,

    Por: Ana Cristina de Oliveiral Psicologia&Auto-Ajuda> Psicoterapial 18/09/2011 lAcessos: 204
    Inez Kwiecinski

    O tema escolhido para realizar este trabalho de graduação é sobre "O desenvolvimento da criança através do brincar". A escolha deste tema surgiu da necessidade de estudarmos como se dá o desenvolvimento da criança através do brincar e através dos tempos. Analisar jogos, brincadeiras e brinquedos infantis não apenas como simples entretenimento para as crianças, mas também, como atividades lúdicas que possibilitam a aprendizagem e o desenvolvimento destas crianças em suas várias habilidades.

    Por: Inez Kwiecinskil Educação> Educação Infantill 25/01/2011 lAcessos: 16,410 lComentário: 1

    A tentativa de esclarecer dúvidas, mostrar aos educadores o sentido real de alfabetizar e como fazer isso, justifica a efetivação deste trabalho, visto que muitos discentes estão empenhados em mudar, mas não sabem como fazer porque não tem um referencial acerca do assunto.

    Por: edilma de moura de oliveiral Educação> Educação Infantill 05/02/2013 lAcessos: 219
    GUTEMBERG MARTINS DE SALES

    O artigo discute as causas sobre as dificuldades de aprendizagem apontando a dislexia como uma das principais provedoras de dificuldades. Iniciou-se apresentando a origem do problema relativo às dificuldades de aprendizagem vista pela psicanálise, a partir daí apresentou-se os problemas que interferem na alfabetização, argumentou-se segundo as teorias dos vários autores pesquisados, sobre as dificuldades na leitura, além de dissertar sobre algumas concepções pedagógicas sobre alfabetização.

    Por: GUTEMBERG MARTINS DE SALESl Educação> Educação Infantill 15/05/2014 lAcessos: 161
    CLEBERSON EDUARDO DA COSTA

    Existem muitas formas de desumanização e, uma delas, talvez a mais crucial, seja aquela que está sistematizada no desrespeito às diferenças, na medida em que esse desrespeito - no sentido micro - leva o indivíduo para longe da sua capacidade de coexistir e, consequentemente, para longe da possibilidade de aprendizagem, crescimento e desenvolvimento pessoal; no sentido macro, leva a sociedade para xenofobismos, nacionalismos exacerbados, genocidismos, biocidismos, apartheids, etc.

    Por: CLEBERSON EDUARDO DA COSTAl Educaçãol 22/01/2015
    Magno Fernando

    Esse artigo busca analisar e compreender as implicações dessa remuneração para o trabalho docente. Para tanto, foi realizada uma pesquisa de caráter bibliográfico-documental com base em pesquisas relacionadas à remuneração docente e documentos relativos à temática elaborados por organismos internacionais.

    Por: Magno Fernandol Educaçãol 20/01/2015

    Vivemos em um um país, que demonstra abertamente, que toda sociedade convive pacificamente e não há preconceito ou discrimanação racial, vendemos a ideia que no Brasil existe a Democracia Racial, onde negros e brancos, se relacionam amigavelmente sem qualquer preconceito ou discrimanação. Porém observamos que, o que existe de fato, é o mito da Democracia Racial, ou seja, uma falsa ideia que brancos e negros vivem harmonicamente. Neste sentido, vamos relatar brevemente sobre algumas expressões.

    Por: Simone Marial Educaçãol 17/01/2015 lAcessos: 16
    Instituto Fisiomar

    Profissionais com qualificação saem na frente no mercado de trabalho e principalmente qualificação técnica. O curso técnico é um bom investimento, pois é um investimento barato, de curto prazo e que dá um excelente retorno. Uma Instituição séria que temos em Santa Catarina é o Instituto Fisiomar, com Cursos Técnicos de Segurança do Trabalho, Petróleo e Gás, Estética, Massoterapia e Podologia.

    Por: Instituto Fisiomarl Educaçãol 08/01/2015

    Considerando que a Educação deve ser voltada para a construção da cidadania, para o desenvolvimento das potencialidades do educando e a preparação para o trabalho, como diz na LDB – Lei nº 9394/96 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação), pensa-se que escola deve ser tida em nossa sociedade como oportunidade para o desenvolvimento, não só permitindo possibilitar ao educando estudar conteúdos, mas também dele ampliar relações com o outro, portanto devendo ser de qualidade.

    Por: nilda flores schutzl Educaçãol 30/12/2014
    Jaguaracy Conceição

    Esse texto tem como base a entrevista publicada na Revista Nova Escola de dezembro de 2014 e que traz como título: "A escola é a estrutura estável de quem vive numa família instável". Nela o sociólogo francês Bernard Lahire diz que o meio social é crucial ao desenvolvimento das crianças, pois sozinhas elas não conseguem superar as dificuldades que se deparam.

    Por: Jaguaracy Conceiçãol Educaçãol 23/12/2014 lAcessos: 22
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Basicamente a três milhões de anos atrás. A evolução humana foi desencadeada na África. Resultada de um elo anterior que favoreceu no surgimento do homo sapiens e do chimpanzé. Todas as populações do mundo descendem de tal elo. O que já foi explicitado cientificamente por comparações de DNA.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educaçãol 23/12/2014 lAcessos: 11

    Com o advento da globalização, a educação é tida como o maior recurso de que se dispõe para enfrentar essa nova estruturação mundial. Objetiva-se evidenciar a importância dos alunos encontrarem na escola não só evidências de seu próprio mundo, mas também aparato capaz de os "cunharem" para uma participação social plena e não "fatiada", como sugere o estudo por disciplinas. Jovens e adultos, público cada vez mais informatizado, exige que as disciplinas deixem de ser apresentadas de forma isolada.

    Por: KÁTIA CÉLIA FERREIRAl Educaçãol 18/12/2014 lAcessos: 15
    ROSÂNGELA LEMOS DA SILVA

    Os Múltiplos Olhares sobre a Educação Superior: a pesquisa como fio condutor é uma coletânea que tem como objetividade enfatizar sobre o processo de atividade científica de uma equipe de professores envolvidos em desenvolver um projeto social diferenciado da realidade contemporânea, por meio de seus saberes, refletindo sobre a Universidade Brasileira, analisando-a e ao mesmo tempo procuram enfatizar sobre a educação pública, gratuita e com qualidade social.

    Por: ROSÂNGELA LEMOS DA SILVAl Educaçãol 13/04/2012 lAcessos: 71
    ROSÂNGELA LEMOS DA SILVA

    Os Direitos Fundamentais são aqueles pautados no poder estatal e ações constitucionais, na delimitação dos direitos e garantias individuais e coletivas, num Estado Democrático de Direitos aos cidadãos, vistos como indivíduos em perspectivas de reivindicações indissociáveis da condição humana, inserida na teoria jusnaturalista, que prima o reconhecimento da existência de direitos naturais da pessoa humana, conforme a historicidade e processo evolutivo.

    Por: ROSÂNGELA LEMOS DA SILVAl Direitol 23/11/2009 lAcessos: 5,782 lComentário: 1

    Comments on this article

    0
    jaqueline 17/06/2011
    estou procurando um titulo para o meu artigo gostaria da sua opinião adorei ese artigo
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast