Refletindo as Mudanças Ocorridas na Sociedade nos Últimos Cinco Anos

08/08/2010 • Por • 13,324 Acessos

 REFLETINDO SOBRE AS MUDANÇAS OCORRIDAS NA SOCIEDADE NOS ÚLTIMOS CINCO ANOS

                          Vivemos um momento de grandes mudanças no cenário mundial advindas, principalmente do desenvolvimento tecnológico. Cada vez mais somos "bombardeados" por novos equipamentos tecnológicos que têm influenciado nossa vida em todos os sentidos.

                        A lista desses instrumentos modernos, passa pelos clássicos refrigeradores e relógios de pulso, aos contemporâneos celulares, videogames e muito mais.  

                        A febre do século XXI, como é chamada por psicólogos e pedagogos, o telefone celular fica menor a cada lançamento, enquanto suas funções e sua influência na vida moderna aumentam com uma velocidade impressionante.

                        Se antes o celular era sinal de status, hoje ele é considerado indispensável à vida pessoal e profissional. Além de fazer e receber chamadas, o que o torna ainda mais fundamental são os diversos serviços disponíveis, como internet, rádio, máquina fotográfica, filmadora, televisão e mensagens de texto SMS e multimídias MMS.

                       A evolução tecnológica tem dois lados: um positivo, afinal facilita a vida de todos, e um lado negativo, pois muitos deixaram de lado hábitos saudáveis como ler e caminhar.

                        Como exemplo, temos a criação de Alfred Nobel, a dinamite, que foi criada para facilitar grandes construções como a abertura de túneis ou canais, porém, ela acabou sendo usada para a guerra, o mesmo ocorreu com o avião, que foi criado para facilitar o transporte de pessoas ou cargas em distâncias maiores, no entanto, acabou sendo usado na guerra e, seu criador, Santos Dummont, que não aguentou ver sua criação ser usada para a guerra e causar a morte de muitas pessoas, cometeu suicídio.

                        Atualmente, o computador pode ser um grande exemplo, afinal é uma importante fonte de informações de uma forma mais rápida, entretanto, também traz muitas coisas ruins, quantas vezes já foram mostradas noticias de que estão usando a internet para marcar brigas, para pedofilia, pirataria, etc.? Quantas vezes as pessoas preferem usar um computador a ler um livro, estudar, ir caminhar, sair ou até, inclusive, dormir?

                        A evolução tecnológica é inevitável e indispensável, mas apenas porque nós mesmos nos tornamos dependentes disso. Afinal, antigamente não havia tantas tecnologias e para praticamente tudo se dava um jeito, mesmo sendo mais demorado ou menos eficiente.

                         Na escola, cada vez mais temos a necessidade, enquanto educadores, de utilizarmos muitos desses instrumentos tecnológicos, como objetos de aprendizagem.

                        Os objetos de aprendizagem se configuram por recursos digitais que trazem informações em diversos formatos como imagens, sons, gráficos, entre outros e que possuem objetivos educacionais. Porém esse conceito não é único para delimitar o que seriam os objetos de aprendizagem. Wiley (2000, p. 3) diz que:

 Os objetos de aprendizagem são elementos de um novo tipo de instrução baseada em computador apoiada no paradigma da orientação a objetos da informática. A orientação a objetos valoriza a criação de componentes (chamados "objetos") que podem ser reutilizados em múltiplos contextos.

                         Como vemos, necessário se faz, ao professor, cada vez mais introduzir esses objetos em suas aulas, uma vez que podem despertar, no aluno, o interesse por novos conhecimentos e contribuir para que a aprendizagem aconteça de forma mais prazerosa.

                        Não apenas no contexto do trabalho, mas na vida como um todo, temos visto no decorrer dos últimos cinco anos, cada vez mais mudanças advindas do desenvolvimento tecnológico mundial que tem afetado a todas as camadas sociais.

                        O aperfeiçoamento dos equipamentos tecnológicos tem acontecido de forma rápida e cada vez mais temos visto aparelhos de TV com funções múltiplas, relógios de pulso com, inclusive, funções para filmar e gravar, entre outros.

  

 ANALISANDO O QUANTITATIVO DE RECURSOS TECNOLÓGICOS DESENVOLVIDOS E A INFLUÊNCIA QUE OS MESMOS CAUSARAM A NOSSA VIDA.

 

                        O momento atual tem indicado uma série de mudanças na esfera social, econômica, política e cultural. Uma das causas dessas mudanças está relacionada ao rápido desenvolvimento tecnológico, provocado pela evolução das áreas da comunicação e da informática, e foi acelerado principalmente, após a Segunda Guerra Mundial.

                        Nesse sentido, percebe-se que a tecnologia é uma ferramenta que proporciona ao homem muitas melhorias no seu cotidiano, visto que ela é uma extensão do homem. A invenção e o crescente avanço tecnológico estão modificando a compreensão do mundo, causando dessa forma uma necessidade significativa de uma readaptação do modo de vida do homem.

                        Durante muitos e muitos anos, o homem solucionou diversos problemas, para isso inovou e diversificou meios para adequar a vida humana às tecnologias. Essas novas tecnologias que colaboraram intrinsecamente para a evolução do homem, vêm adentrando de forma significativa na sociedade, esta por sua vez faz com que surjam novas formas de pensar, analisar e cogitar sobre esses novos avanços tecnológicos que mudaram e ainda continuam mudando a história da civilização humana.

                   A presença da tecnologia no mundo atual é um fator preponderante na sociedade, estar tecnologicamente conectado a ela é um dos desafios mais relevantes para o homem. O objetivo da internet, tecnologia de ponta, é desafiar o homem a voltar-se à exploração de elementos computacionais bem como dos naturais, que antes despertavam eminentemente o interesse dos homens das cavernas no início da civilização humana.

                   No que diz respeito a isso, a primeira providência do homem segundo Cox (2003) foi garantir sua sobrevivência, ensaiando os primeiros passos na infância da humanidade, pois a busca por recursos naturais tornou-se relevante para a manutenção de sua vida.

                   Fazendo uma correlação com autor, percebe-se que o homem como sendo um ser pensante foi e é capaz de procurar alternativas para a solução de problemas que prejudicariam o desenvolvimento e/ou crescimento na vida em sociedade. Nesse sentido, é válido ressaltar a significância da tecnologia para o melhoramento desse aspecto social.

                         Em contrapartida com esses avanços tecnológicos o homem influenciou e promoveu transformações no meio no qual vive, isto é, na natureza. A partir daí surgem inúmeras transformações em decorrência dessas dificuldades bem como escassez, miséria, fome entres outros fatores. Surge assim a necessidade de recorrer aos esforços intelectuais necessários e tecnológicos.

                   Em tecnologia é possível pensar em tudo, em todas as ciências existentes como Ciências Humanas, Ciências Exatas, Medicina entre outras, nesse sentido não é possível mais pensar no mundo sem pensar em tecnologia. A informática é um dos elementos essenciais para a evolução humana, visto que a mesma é de grande valia para o seu desenvolvimento.

                         Segundo Costa e Oliveira (2004), o desenvolvimento da informática se iniciou a priori com o emprego de computadores de grande porte, que eram instalados em salas especiais e operados por profissionais altamente qualificados. A partir de então os computadores são utilizados de forma mais intensa, nesse período intensificou-se os avanços e a internet entra no campo acadêmico contribuindo para o desenvolvimento do conhecimento científico.

                   A evolução acelerada na área da informática possibilitou um avanço das atividades relacionadas a esta área na quase totalidade das atividades humanas, iniciando pelas engenharias e atingindo os mais diversos setores.

                         Enfim, é notório que a tecnologia e o homem se abraçam, trazem avanços, vantagens e perigos, o homem e a tecnologia nos seus diversos aspectos caminham juntos. Por outro lado, é fato que não se pode esquecer dos fatores negativos que a mesma traz para a sociedade bem como sequestros, exposição das particularidades das pessoas através de (blogs, orkut, MSN), casos relacionados à pedofilia entre outros escândalos que acontecem constantemente através da tecnologia – internet.

                        Portanto, se faz necessário que a tecnologia – a internet particularmente, seja aplicada de forma coerente, visto que dentro desse contexto tecnológico há diversos aspectos positivos que a tecnologia traz para a sociedade e há também inúmeros aspectos negativos, no que diz respeito à má utilização desse recurso no cotidiano atual.

                   A tecnologia é sem dúvida muito relevante para o desenvolvimento do homem, ela determinou intrinsecamente em grande parte a capacidade produtiva da sociedade e os padrões de vida, bem como formas sociais e sua organização econômica.                        O surgimento da informática trouxe inúmeros fatores relevantes para o desenvolvimento do homem, há vários fatores que colaboraram para isso, um deles é a tecnologia internet que deixou a vida humana mais fácil e ágil no que diz respeito à comunicação e também no que se refere a outros aspectos significantes como o social, o econômico e o cultural.

 

ESTAMOS CONSEGUINDO ACOMPANHAR ESSAS MUDANÇAS?

 

                        O grande desafio que se apresenta para nós, atualmente, é acompanhar o ritmo acelerado das mudanças tecnológicas. Enquanto educadores, esse desafio é maior ainda, uma vez que nos coloca a rever nosso papel de educador e estimulador do processo de ensino e aprendizagem.

                        Na época em que o professor está formando suas concepções sobre educação e teria tempo para refletir e ter idéias sobre os usos das tecnologias, ele encontra um silêncio sobre o assunto. Quando não, encontra uma visão de que o uso dos audiovisuais tem pouco valor educativo. E saem de lá só atribuindo valor educativo às experiências que acontecem no espaço escolar, negando as aprendizagens que acontecem nos múltiplos espaços e instituições da qual fazemos parte, incluindo a televisão e o computador (LEITE, 2002).

                        Como vemos, a própria formação do professor é deficiente no que diz respeito ao uso correto da tecnologia no espaço da sala de aula. Embora saibam da necessidade do uso desse recurso no ambiente escolar, sentem-se despreparados para usá-lo eficazmente em suas aulas. Muitos professores, no entanto, driblam as dificuldades que têm com carga horária, programas curriculares rígidos, formação deficiente para uso da tecnologia e usam as mídias como "táticas desviacionistas" (OLIVEIRA, 2002, pg.46).

            Reconhecemos que há uma necessidade do uso dessas ferramentas para a aprendizagem, pois podem trazer para os educandos possibilidades de desenvolver habilidades na sua formação, estimulando a interatividade e a criação de inteligências coletivas conforme considera Lévy (1999, p. 28) que têm como objetivo o "reconhecimento e o enriquecimento mútuo das pessoas, e não o culto de comunidades fetichizadas ou hipostasiadas". Sendo assim, ele reafirma que o mais importante na estimulação do surgimento de inteligências coletivas é o desenvolvimento das pessoas, onde uma auxilia a outra com troca de conhecimentos, criando conhecimentos comuns.

               

 OBJETOS QUE EMPREGAM TECNOLOGIA DIGITAL E QUE USO CORRIQUEIRAMENTE E NÃO O FAZIA HÁ CINCO OU DEZ ANOS ATRÁS.

 

                        Para a realização do meu trabalho no cotidiano da sala de aula, sempre procurei meios que possibilitassem despertar, no aluno, o interesse pelos conteúdos estudados. Cada vez mais vemos queixas constantes de professores pela falta de interesse dos alunos nas aulas. Isso demonstra (e sempre me preocupei com isso), a necessidade de um professor "antenado" com os interesses das crianças e jovens que estão nas escolas.

                        Corriqueiramente, uso a TV como recurso audiovisual, o computador, aparelho de som, a internet, e, máquinas fotográficas digitais não apenas para tirar fotos, mas para produção de pequenos vídeos pelos alunos.

                        Entendo que é necessário inserir na educação "um ecossistema educativo onde sejam contempladas simultaneamente culturas heterogêneas, o entorno das tecnologias de comunicação e informação, além de configurar o espaço educacional como o locus onde a construção permanente de conhecimentos conserve o seu encanto" (POSSARI, 2001, pg. 100).

                        Além disso, o uso de objetos de aprendizagem é necessário na sala de aula, para garantir o sucesso da aprendizagem. Sobre isso, Machado e Sá Filho (2006) dizem que primeiro, um objeto de aprendizagem deve ter ao menos um propósito educacional claramente definido. Segundo, um objeto de aprendizagem não pode ser tão grande que sua aplicação se restrinja a um único contexto ou propósito educacional. Ou seja, eles devem ser reaproveitados e devem seguir um objetivo definido, serem criados para serem objetos, o que impossibilita que recursos como textos ou fotos online atuem como objetos de aprendizagem.

                        Tenho procurado despertar o interesse de meus alunos, através de aulas que integrem os recursos tecnológicos, com propósitos definidos e com objetivos claros e discutidos com os educandos.

                        Muitas vezes solicito dos meus alunos, sugestão para uso das Tecnologias na sala de aula e isso tem demonstrado um bom resultado.

              Ensinar e aprender estão sendo desafiados como nunca antes. Há informações demais, múltiplas fontes, visões diferentes de mundo. Educar hoje é mais complexo porque a sociedade também é mais complexa e também o são as competências necessárias. As tecnologias começam a estar um pouco mais ao alcance do estudante e do professor. Precisamos repensar todo o processo, reaprender a ensinar, a estar com os alunos, a orientar atividades, a definir o que vale a pena fazer para aprender, juntos ou separados.

 

 REFERÊNCIAS BIBILIOGRÁFICAS

 COSTA, José Wilson da; OLIVEIRA, Maria Auxiliadora (orgs). Novas linguagens e novas tecnologias: educação e sociabilidade. Petrópolis, RJ: Vozes, 2004.

 COX, Kenia Kodel. Informática na educação escolar: polêmicas do nosso tempo. Campinas, SP: Autores Associados, 2003.

 MACHADO, Elian de Castro; SÁ FILHO, Clóvis Soares. O computador como agente transformador da educação e o papel do objeto de aprendizagem. Disponível em: < http://www.universiabrasil.net/materia/imprimir.jsp?id=5939>. Acesso em: 30 de out. 2009.

 LEITE, M. C. R. Onde está a tecnologia no curso de pedagogia? Universidade Estadual do Rio de Janeiro. www.anped.org.br/reunioes/25/.../marciarodriguesleitet16.rtf. Acessado em: 02 de novembro de 2009.

 LÉVY, Pierre. A inteligência coletiva: para uma antropologia do ciberespaço. 2. ed. São Paulo: Loyola, 1999. 

 OLIVEIRA, I. B. Certeau e as artes de fazer: as noções de uso, tática e trajetória na pesquisa em educação. In: OLIVEIRA I. B e ALVES, N. (orgs) Pesquisa no/do cotidiano das escolas – sobre redes de saberes. Rio de Janeiro: DP&A, 2002.

 POSSARI, L.H.V. Comunicação e educação: novo conceito de espaço (tempo). Cadernos de Educação, v.5, n.1, 2001.

 WILEY, David A.Connecting learning objects to instructional design theory: a definition, a metaphor, and a taxonomy, In D. A. Wiley (Ed.), The instructional use of learning objects (2000), Disponível em: <http://www.reusability.org/read/chapters/wiley.doc >. Acesso em: 25 de out. de 2009 (Traduzido para leitura, através de site da internet).

 

Perfil do Autor

Antonio Rosemir do Carmo

Professor, formado em Pedagogia com habilitação em Língua Portuguesa e Suas Literaturas. É Especialista em Metodologia do Ensino Fundamental e Médio, Gestão Escolar e Mat. e Física. É Mestrando em Educação.  Atualmente é Dirigente Municipal da Educação do Município de Saboeiro - Ceará. Desde 1988 atua na educação Básica e Educação Superior.