Tipos De Músicas

Publicado em: 15/02/2010 |Comentário: 19 | Acessos: 33,142 |

Segundo Loureiro (2003, p.176):

Compreender o modo como os jovens se relacionam com a música, seus gostos e estilos significam uma abertura ao diálogo permanente com a realidade sociocultural na qual estão engajados os mais diferentes grupos sociais, inclusive o do aluno e o do professor. “Música popular”, “música clássica”, “música de massa”,”música folclórica”, “música de consumo”, “música de vanguarda”“música religiosa”, dentre outras denominações, reforçam a pluralidade do universo musical.

 

Música popular

A música popular brasileira é de suma importância no cenário de nossa cultura; é uma das mais poderosas formas de preservação da memória coletiva e com espaço privilegiado para as leituras e interpretações do Brasil. É considerada como um símbolo de nossa gente seus hábitos, seus fazeres, haveres e falares.

 

Música Clássica

Música clássica é o nome popularmente dado à chamada Música Erudita (do latim erudito, que significa conhecimento, saber), cogitada entre outras designações possíveis como: música artística, música de linguagem ou música de concerto. No entanto alguns musicólogos consideram que o termo música clássica deve ser reservada à música erudita produzida no período da história da música designado por Era Clássica, que se estende de 1.730 a 1.827, caracterizado pela busca do equilíbrio das estruturas, da simetria das frases, da lógica do desenvolvimento articulado com a concisão do pensamento (exatidão).

As músicas clássicas são as que permanecem, as duradouras, que possuem presença física marcante, qualidade vocal e carisma para comunicação com o público.

 

Música de massa

A produção de massa tira da música o mérito de arte e a transforma em ídolo, um objeto como outro qualquer que logo será aposentado por estar absoleto. Em seu lugar entra outra com aparência de novidade, mas que não traz surpresas em sua essência, perpetua padrões musicais melódicos, que não fagem ao esperado, com letras de amor, facilmente assimiláveis.

 

Música Folclórica

É o conjunto de canções tradicionais de um povo. Tratam de quase todos os tipos de atividades humanas e muitas destas canções expressam crenças religiosas ou políticas de um povo ou descrevem sua história. A melodia e a letra de uma canção folclórica podem sofrer modificações no decorrer de um tempo, pois normalmente de gerações em gerações. Os principais tipos de música folclórica são as canções para dançar, as lendárias e as canções de danças e jogos infantis.

As canções para dançar são provavelmente os tipos mais antigos de música folclórica. No início foram cantadas como acompanhamento para danças e os nomes de seus compositores se perderam no tempo. Muitas ficaram associadas ao seu lugar de origem, como a gavota francesa, a mazurca e a polonesa da Polônia e a tarantela da Itália.

As lendárias são geralmente de origem remotas, tem caráter poético e expressam diretamente o que se passa no sentimento do cantor. São exemplos disso as valadas inglesas da Idade Média e do Renascimento e os espiritual dos negros dos EUA.

As danças e jogos infantis são geralmente de origem européia e no Brasil reduzem-se praticamente às danças de rodas. Algumas são de criação nacional com influência das modinhas como Nesta Rua tem um Bosque; outras têm influências africana como Sambalelê.

No Brasil, as danças folclóricas podem ser divididas em dramáticas e não dramáticas. As dramáticas compreendem uma parte apresentada e têm um tema determinado como por exemplo, bumba-meu-boi, do Nordeste. As não dramáticas não contém elementos de representação; a maior parte delas segue duas espécies de formação: em roda, às vezes com solista no centro de origem africana ou portuguesa, ou em fileiras opostas, de origem indígena ou nacional.

 

 

Música de consumo

Na música de consumo, especificamente no Brasil é fácil constatar a Engenharia Marketing da Indústria Fonográfica: a cada verão uma nova onda surge, vende milhões em discos e produtos correlatos como: revistas, roupas, calçados, e depois desaparecem até que seja definitivamente superadas por outros modismos. Foi assim com a Lambada, Música Cigana, Sertaneja, Pagode, etc.

 

Música de Vanguarda

O termo foi aplicado pela primeira vez após a segunda guerra mundial;  Avant – garde que referia-se à porção das forças armadas que se colocava à frente (avante) do restante do exército (garde).

Popularmente o termo é utilizado para descrever ou referir-se ao movimento de free jazz, mas o conceito mantém-se: técnica de expressão que são novas, inovadoras e radicalmente diferentes do que tradicionalmente se faz.

Além desses tipos de músicas existem outros como: Rock, Funk, Lenta, Brega, Have Metal, Forró, Samba, Valsa, Marcha, Bolero, Gospel; a lista é grande e tem estilo para cada gosto. Quando alguém diz que gosta de determinado tipo de música, sempre haverá alguns que chamem seu gosto de mau gosto, mas isto, talvez não traga maiores complicações que uma simples divergência de opinião. Mas quando se fala de música religiosa, as coisas parecem ser diferentes; porque é uma música que edifica o mental e o espiritual;  o emocional e o sentimental.

 

Música Religiosa

A Música Religiosa é aquela cujo assunto é de caráter religioso, é principalmente tocada nos serviços religiosos,

 

Música sacra

É aquela música cujo assunto ou tema é de caráter religioso. É tocada nos serviços religiosos. Oratório, hinos e salmos são composições de música sacra.

 

Oratória

Composição musical em participam solistas, coro e orquestra. O tema geralmente é tirado da Bíblia, sua execução dispensa cenários ou ação dramática. O nome dessa forma musical vem da Congregação Oratório, em Roma, onde de 1571 a 1594 eram realizadas apresentações de música sacra. A música ali executada foi base dos oratórios modernos.

 

Hino

É um cântico de louvor, invocação ou de adoração geralmente cantados em cerimônias religiosas. São conhecidos desde o início da história e constituem uma das mais antigas formas assumidas pela poesia. Os hinos cristãos procedem de antigos cânticos religiosos dos Hebreus. Existem também os hinos patrióticos, em que se homenageia a pátria.

Avaliar artigo
4
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 34 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-artigos/tipos-de-musicas-1863744.html

    Palavras-chave do artigo:

    musica tipos

    Comentar sobre o artigo

    O processo de desenvolvimento do tecnobrega como música midiática segue, em linhas gerais, um modus operandi criado e permanentemente reinventado a partir do brega paraense. A formação e a difusão regional deste último correspondem ao período entre 1985 e o final da década de 1990. Características específicas de um "modo de fazer" surgiram com o brega e se ampliaram com o tecnobrega, seguindo um percurso em direção a cada vez maior autonomização artística e econômica.

    Por: Maurício Costal Arte& Entretenimento> Músical 23/05/2014 lAcessos: 125
    Andersen Viana

    Este trabalho reúne alguns tópicos para discussão, reflexão e crítica sobre cultura e arte - e mais especificamente sobre música -, propiciando um pequeno insight sobre determinados aspectos artístico-culturais e sua inserção no mercado, com seus conflitos, contradições e possibilidades.

    Por: Andersen Vianal Arte& Entretenimento> Músical 19/11/2011 lAcessos: 112

    Aborda a música contemporânea, realizando uma crítica desta e comparando-a com a música de outras décadas. Possui discurso informal, com tom satírico, questionando a qualidade da arte musical contemporânea. Aborda a submissão da indústria da música à mercadologia da mesma, questionando o fato de que os princípios mínimos desta arte, não são seguidos.

    Por: Incognitul Arte& Entretenimento> Músical 24/09/2014 lAcessos: 11
    SANDRA VAZ DE LIMA

    A música deve ser valorizada no contexto escolar, uma vez que permite aos alunos contato direto a uma série de conhecimentos e sensações, gerando oportunidades de descobrir possibilidades expressivas

    Por: SANDRA VAZ DE LIMAl Educação> Educação Infantill 15/02/2010 lAcessos: 21,459 lComentário: 9

    Neste artigo apresentamos os resultados da pesquisa realizada na instituição Chácara Sorriso, na cidade de Patrocínio Paulista, na Av. Ronan Rocha. Onde destacamos a importância da música na aprendizagem e desenvolvimento sócio cultural da criança e do adolescente. O nosso objetivo foi trabalhar com a música, levando em conta aspectos histórico e sócio cultural, com o intuito de levar às crianças e aos adolescentes da instituição uma reflexão de cada música e do que elas representam em suas vida

    Por: Josianel Educação> Educação Infantill 28/09/2014 lAcessos: 45

    O objetivo desse artigo é abordar de que forma a música considerada brega pode ser trabalhada nas aulas de Literatura, como ferramenta para o ensino dos estilos literários de épocas.

    Por: Andréa Luzl Educação> Línguasl 13/05/2011 lAcessos: 604
    CHARLES ANDERSON RAMOS LORETI

    Quando falamos de música hoje na igreja o assunto é bem diferente de duas ou três décadas atrás. O discurso não é mais se pode ter ou não bateria na igreja, se as mulheres podem ou não cantar de calca jeans, se pode ou não subir no púlpito para cantar. Hoje creio que a discursão tem três frentes -- o que cantar? Qual a forma de cantar? E qual é o propósito de cantar?

    Por: CHARLES ANDERSON RAMOS LORETIl Religião & Esoterismo> Evangelhol 17/09/2009 lAcessos: 6,406 lComentário: 3
    Luciano de Souza

    Este trabalho aborda aspectos do ensino de música na educação formal, como acontece a aquisição do conhecimento, o desenvolvimento de habilidades específicas levando em consideração o desenvolvimento psicológico da criança, através de pesquisa em políticas educacionais desenvolvidas no Brasil nos últimos 78 anos, tendo como objetivo pesquisa em materiais didáticos que atendam a nova LDB, e na elaboração de propostas pedagógicas para música.

    Por: Luciano de Souzal Educação> Ensino Superiorl 10/09/2009 lAcessos: 6,910 lComentário: 1

    Ha algo de inexplicavel na música. É Capaz de motivar soldados a se digladiarem, capaz de despertar a sensualidade em um casal de namorados e capaz de aumentar a produtividade em uma empresa. O site http://www.zonabranca.com explora esse tema de maneira interessante, vale a pena dar uma olhada.

    Por: R. A.S.l Arte& Entretenimento> Músical 28/06/2010 lAcessos: 2,105

    Depressão é uma doença psiquiátrica, crônica e recorrente, que altera o humor e costuma estar associada com baixa autoestima e culpa, e normalmente traz consigo distúrbios do apetite (comer demais, ou praticamente nada), e de sono (dormir demais, ou quase nada), entretanto um dos aspectos mais nocivos é a falta de perspectivas, um sentimento de ausência de futuro, de impossibilidade de solução dos problemas, que muitas vezes leva até ao suicídio.

    Por: Central Pressl Educaçãol 31/10/2014

    O presente artigo discorre contribuição da literatura infantil no desenvolvimento social, emocional e cognitivo da criança.

    Por: neide figueiredo de souzal Educaçãol 29/10/2014

    Faz-se necessário que a avaliação seja orientada pela lógica da continuidade dos processos de formação.

    Por: neide figueiredo de souzal Educaçãol 29/10/2014
    Erineia nascimento da Silva

    O lúdico proveniente da palavra latina "ludus" que significa jogos. Que segundo DANTAS, 1988, representa liberdade para brincar livremente, gratuitamente, prazerosamente. Tornando a brincadeira uma expressão máxima do lúdico, desde da antiga Roma e Grécia em períodos remotos da civilização ocidental utilizava os brinquedos na educação com base nas idéias de Platão e Aristóteles.

    Por: Erineia nascimento da Silval Educaçãol 28/10/2014
    Sebastiana Braga

    A formação profissional não consiste apenas em ouvir palestra ou fazer determinados cursos. Pelo contrario, ela é um processo continuo e progressivo, onde através da aprendizagem se acumula conhecimento e este por sua vez vai sendo transformado em práticas bem sucedidas. Dessa forma deve ser pensado numa multiplicidade de saberes que através de um projeto para formação continuada que se complemente e que aborde um tema central a todas as áreas no intuito do melhoramento do ensino aprendizagem.

    Por: Sebastiana Bragal Educaçãol 27/10/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Sei o quanto. Tudo isso não significa nada. Apesar da interminável beleza dos universos. Contínuos. Sei do insignificado das coisas. Do delírio dos deuses. Das franquezas das razões não lógicas. A metafísica não indutiva.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educaçãol 25/10/2014
    Amanda Souza Machado

    Este trabalho é uma continuação das discussões, pesquisas e reflexões ocorridas durante a elaboração do artigo científico sobre como os educadores exploram as fantasias das crianças, produzidas a partir dos programas de televisão. O artigo propõe-se a apresentar as influências da TV no imaginário das crianças e qual é o papel dos educadores neste momento.

    Por: Amanda Souza Machadol Educaçãol 23/10/2014

    O presente artigo é um estudo bibliográfico que tem como objetivo principal abordar conceitos educacionais e metodologias desenvolvidas em sala de aula usando o lúdico como alternativa de metodologia. O trabalho justifica-se pela necessidade de se entender e adequar a aprendizagem às atuais demandas da educação é necessário conhecer alguns caminhos já percorridos pelo ensino e que se levam a uma redefinição dos objetivos, conteúdo e metodológicos.

    Por: Graciele de Miranda Oliveiral Educaçãol 21/10/2014 lAcessos: 14
    SANDRA VAZ DE LIMA

    Empreendedores são pessoas que desejam participar ativamente da construção de um mundo novo, não apenas como expectadores, mas como atores das mudanças globais da atualidade. De modo geral a pesquisa busca conhecer as ações dos empreendedores nas organizações e dessa forma, saber como eles podem e devem contribuir para o crescimento e desenvolvimento. Especificamente buscou-se: diagnosticar o perfil "empreendedor"; identificar os desafios que a administração propõe ao gestor público.

    Por: SANDRA VAZ DE LIMAl Educaçãol 20/08/2013 lAcessos: 150
    SANDRA VAZ DE LIMA

    A Educação Especial é uma modalidade da Educação Básica, fundamentada no princípio da atenção à diversidade. Integram-se o Ensino Regular e a Educação Especial numa concepção da Educação Inclusiva, buscando a participação e permanência de todos os alunos na escola, numa educação de qualidade, onde o atendimento as pessoas com necessidades especiais não requer um ambiente especifico e único, mas sim necessita de recursos físicos, humanos e materiais para que seja possível atender a todos, adaptan

    Por: SANDRA VAZ DE LIMAl Educaçãol 24/07/2012 lAcessos: 2,339
    SANDRA VAZ DE LIMA

    A Tecnologia Educacional é entendida como a área que estuda a aplicação das Tecnologias da Informação e Comunicação - TIC - na educação, a partir de um embasamento da didática, psicologia da aprendizagem e desenvolvimento tecnológico. Assim, as alterações no sistema educativo visam levar em conta as diferenças pessoais, estilos cognitivos, ritmos de aprendizagem, afinidades, áreas de interesse, estratégias de pensamento e motivação.

    Por: SANDRA VAZ DE LIMAl Educaçãol 24/07/2012 lAcessos: 167
    SANDRA VAZ DE LIMA

    Não existe uma única concepção sobre a EaD, pois o conceito evoluiu ao longo do tempo, influenciado pelo avanço das tecnologias da informação e da comunicação. Além disso, a concepção de educação a distância pode variar conforme o autor, sua base teórico-conceitual e sua concepção do que significam educação, ensino e aprendizagem.

    Por: SANDRA VAZ DE LIMAl Educaçãol 24/07/2012 lAcessos: 182
    SANDRA VAZ DE LIMA

    A expectativa é ao mesmo tempo ligada a pessoa e ao interpessoal, também a expectativa se realiza no hoje, e futuro presente, voltado para o ainda-não, para o não experimentado, para o que apenas pode ser previsto. Assim, percebe-se que a expectativa é um sentimento que surge diante de novidades, do diferente.

    Por: SANDRA VAZ DE LIMAl Educaçãol 24/07/2012 lAcessos: 87
    SANDRA VAZ DE LIMA

    Com os anos as análises históricas sofreram inúmeras mudanças, tendo historiadores como Jules Michelet que se preocupavam com histórias nacionais, espírito do povo, representando heróis. Tal autor chamou a atenção por identificar um agente sem rosto – o povo, as massas, como personagem da história e como protagonista dos acontecimentos.

    Por: SANDRA VAZ DE LIMAl Educaçãol 24/07/2012 lAcessos: 172
    SANDRA VAZ DE LIMA

    Conforme o texto "Correntes, campos temáticos e fontes", a escrita e a leitura são indivisíveis e estão contidas no texto, permitindo a comunicação e veicula representações, onde o historiador pergunta sobre quem fala e de onde fala, discutindo sobre ela. As relações entre essas instancias não são diretas nem reflexas, mas sim intermediadas pelo discurso narrativo, e para o entendimento da História Cultural pode ser o da metáfora, pois o discurso explica, fala de algo que se percebe e se entende

    Por: SANDRA VAZ DE LIMAl Educaçãol 24/07/2012 lAcessos: 212
    SANDRA VAZ DE LIMA

    Entende-se que a História é construída conforme as práticas, as culturas de um determinado povo, uma organização social, onde o habitus integra os espaços de experiências, funcionando a cada momento vivido como matriz de sensações.

    Por: SANDRA VAZ DE LIMAl Educaçãol 24/07/2012 lAcessos: 70

    Comments on this article

    0
    Ivan 10/07/2011
    a musica é um tudo em nossas vidas, mas algumas são simplesmente apelações e assassinato de nossa cultura musical
    -1
    edson 21/06/2011
    vc;deveria falar mais de religioes
    -3
    edson 21/06/2011
    essa pajina musical e otima
    -5
    jany 10/03/2011
    eu amo tudo isso é surper legal
    -3
    suzy 10/03/2011
    eu amo esse site muito louco ai que legal,e tem +ele nos encina muiton
    0
    janaina 10/03/2011
    Muito bom este ensino as pessoas aprendem muito............
    Adorei!!!
    -3
    vitor 10/03/2011
    pessoa que diz que a música é chata é pq a pessoa também é chata pq eu amo a música e sou uma pessoa leve que se ama e esse site é para falar da música naõ de orkut
    -1
    rafaela 10/03/2011
    not gostei
    -4
    SILMARA REGINA 09/01/2011
    a musica faz parte de nós nos melhores momentos de nossas vidas querendo ou não...
    por isso que todo mundo diz [EU TENHO MINHA MUSICA] ...
    eu amo fazer minhas coisas ouvindo uma boa musica,além de serem ótimas fazem bem pra ALMA...........................
    0
    lucas 03/11/2010
    eu concordo com tudo que vc diz porque é verdade migamiga bay bay
    -3
    luiana 27/10/2010
    pessoa que diz que a música é chata é pq a pessoa também é chata pq eu amo a música e sou uma pessoa leve que se ama e esse site é para falar da música naõ de orkut
    -1
    luiana 27/10/2010
    eu acho a música uma coisa muito importante para mim porque eu nasci ouvindo mùsica deve ser porisso que eu gosto tanto da música brasileira é isso beijos para o meu fãn clube completo eu adoro a vida adoro tudo que mim fassa sorrir pq eu naõ nascir chorando mais sim sorrindo eu sou a pessoa mais feliz do mundo e agradeço tudo isso a minha familía que mim criou com amor e carinho como qualqer criança deve nascer
    -2
    jaqueline 13/10/2010
    eu acho a musica pop munto mais massa porque detona todas e é a melhor musicas de todas e as outras são umas bostas
    -3
    Samara Miranda 23/09/2010
    Adorei... pois é uma das artes existentes que mais nos alimentam a alma!! : )
    1
    Ana Paula 10/09/2010
    Olha Andréia e Samara é só vcs lerem direito, não entenderam pq não souberam interpretar o texto. Eu achei ótimo...
    5
    andréia purcino e samara nagela 09/09/2010
    qui chato ñ entendi nada
    0
    Carla 07/09/2010
    Pk meuo orkut~não entra mais --'
    -1
    brenda 04/08/2010
    oiameiocomentariamuitosobrigabaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaate maissssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssss
    -2
    rafaela 27/05/2010
    sndra eu concordo com vc
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast