Uma Reflexão Sobre Ética E A Moral Na Sociedade

12/11/2009 • Por • 13,023 Acessos

UMA REFLEXÃO SOBRE ÉTICA E A MORAL NA SOCIEDADE

 

                                                                                          Edméa Cristina Reis Ferrreira

        Ética e moral são termos que não raras vezes se confundem. Para diferenciar ética e moral, é importante evidenciar o significado etimológico destas palavras.

         Para Nunes (2000, p.3), a moral define o que é certo ou errado, justo e injusto, licito e ilícito, permitindo e proibido. Determina ações e atitudes que devem ser adotadas pelas pessoas. Mas quem valida tais determinações e quais são os parâmetros utilizados para dar credibilidade aos deveres morais? A resposta poderia ser fácil; as coletividades. No entanto, cada coletividade comunga de ideais diferentes, o que faz várias morais coexistir no interior das coletividades.

         Ética é um vocábulo que provém da palavra grega ethos, que significa modo de ser, a forma como a pessoa organiza sua própria vida na sociedade. Trata-se do processo por meio do qual a pessoa transforma em normas práticas os valores que vão surgindo dentro de uma cultura num determinado histórico.

         Percebe-se assim, a dualidade entre a ética e a moral. Para clareza dos termos podemos entender que se usa a ética para avaliar o caráter, comportamento humano a moral para reger as normas e os valores de uma sociedade.

        Estabelecer uma relação entre ética e os modos contemporâneos de vida deve, acima de tudo, resgatar o que também existe de contemporâneo numa discussão tão antiga quanto à própria filosofia. Não pretendo dar conta de toda essa história, mas ao menos refletir um pouco sobre a maneira como a ética vem pautando o debate atual e que, por isso, aparece cada vez mais na mídia, dando-nos a impressão de que toda a sociedade domina seu conceito.

       Vivemos hoje, momentos discutíveis quanto o que entendemos de ética e moral, provavelmente a sociedade corrupta em que vivemos irá responder que elas se perderam nos livros e no tempo. E às vezes me vejo perguntando será uma crise da civilização? 

       Na verdade é a crise do material, da valorização do ter, da criminalidade, discriminação, racismo, destruição do meio ambiente, drogas, o pior a lei do jeitinho, vieram para destruir a nova civilização e nos lembrar que cada povo faz sua escolha e buscam sua própria destruição. É o que está acontecendo pela perda do caráter e respeito.

      O social não é produto de indivíduos isolados, mas os indivíduos constroem seu modo de ser no real. É justamente por isso que os seres humanos podem e são capazes de transformar suas circunstâncias. Mas para isso o ser humano precisa construir a si mesmo em processo permanente de liberdade junto com os outros (CNBB, 1994, p.105)

       Enfim, Bendito, àqueles que conseguem ser ético e que suas atitudes são sempre voltadas para valores morais. Ser ético é agir direito, é caminhar bem, sem prejudicar os outros. É ter coragem para assumir seus erros e decisões, ser tolerante e flexível, é ser humilde.  Atualmente é difícil ser ético, mas tenho a certeza que esse é o caminho.

     

Perfil do Autor

Edméa Cristina Reis Ferreira

Pedagoga, com especialização em Docência do Ensino Superior. Nascida e criada na cidade de Ilheus- Bahia. Hoje sou residente da cidade de...