Violência Escolar

Publicado em: 19/01/2009 |Comentário: 66 | Acessos: 129,993 |

A VIOLÊNCIA ESCOLAR



A violência é hoje uma das principais preocupações da sociedade. Ela atinge a vida e a integridade física das pessoas . É um produto de modelos de desenvolvimento que tem suas raízes na história .


A definição de violência  se faz necessária para uma maior compreensão da violência escolar. É uma transgressão da ordem e das regras da vida em sociedade. É o atentado direto, físico contra a pessoa cuja vida, saúde e integridade física ou liberdade individual correm perigo a partir da ação de outros.  Neste sentido  Aida    Monteiro  se expressa " entendemos a violência, enquanto ausência e desrespeito aos direitos do outro"[1].  No estudo realizado pela autora em uma escola, buscou-se perceber a concepção de violência dada pelo corpo docente e discente da instituição.


Para o  corpo discente " violência representa agressão física, simbolizada pelo estupro, brigas em família e também a falta de respeito entre as pessoas ". Enquanto que para o corpo docente " a violência, enquanto descumprimento das leis e da falta de condições materiais da população, associando a violência à miséria, à exclusão social e ao desrespeito ao cidadão" .


É importante refletirmos a diferença entre agressividade, crime e violência.


A  agressividade é o comportamento adaptativo intenso, ou seja , o indivíduo  que é vítima de violência constante têm dificuldade de se relacionar com o próximo e de estabelecer limites  porque estes às vezes não foram construídos no âmbito familiar.  O sujeito agressivo tem atitudes agressivas para se defender e não é tido como violento.  Ele possui "os padrões de educação contrários às normas de convivência e respeito para com o outro ." ABRAMOVAY ; RUA ( 2002)   A construção da paz vem se apresentando em diversas áreas e mostra que o impulso agressivo é tão inerente à natureza humana quanto o impulso amoroso; portanto é necessária a canalização daquele para fins construtivos, ou seja, a indignação é aceita porém deve ser utilizada de uma maneira produtiva.


O crime é uma tipificação social e portanto definido socialmente é uma rotulação atribuída a alguém que fez o que reprovamos. " Não reprovamos o ato porque é criminoso. É criminoso porque o reprovamos"(Émile Durkheim).


Violência pode ser também “uma reação conseqüente a um sentimento de ameaça ou de falência da capacidade psíquica em suportar o conjunto de pressões internas e externas a que está submetida” LEVISKY (1995) apud  DIAS;ZENAIDE(2003)



 Tipos de violência




A violência que as crianças e os adolescentes exercem , é antes de tudo, a que seu meio exerce sobre eles COLOMBIER et al.(1989). A criança reflete na escola as frustrações do seu dia-a- dia.


É neste contexto que destacamos os tipos de violência praticados dentro da escola .


·         Violência contra o patrimônio - é a violência praticada contra a parte física da escola. " É contra a própria construção que se voltam os pré-adolescentes e os adolescentes , obrigados que são a passar neste local oito ou nove horas por dia." COLOMBIER et al.(1989)


·         Violência doméstica - é a violência praticada por familiares ou pessoas ligadas diretamente ao convívio diário do adolescente.


·         Violência simbólica - É a violência que a escola exerce sobre o aluno quando o anula da capacidade de pensar e o torna um ser capaz somente de reproduzir. " A violência simbólica é a mais difícil de ser percebida ... porque é exercida pela sociedade quando esta não é capaz de encaminhar seus jovens ao mercado de trabalho, quando não lhes oferece oportunidades para o desenvolvimento da criatividade e de atividades de lazer; quando as escolas impõem conteúdos destituídos de interesse e de significado para a vida dos alunos; ou quando os professores se recusam a proporcionar explicações suficientes , abandonando os estudantes à sua própria sorte , desvalorizando-os com palavras e atitudes de desmerecimento".  (ABRAMOVAY ; RUA , 2002, p.335) a violência simbólica também pode ser contra o professor quando este  é agredido em seu trabalho pela indiferença e desinteresse do aluno. ABRAMOVAY ; RUA ( 2002)


·         Violência física -  "Brigar , bater, matar, suicidar, estuprar, roubar, assaltar, tiroteio, espancar, pancadaria, neguinho sangrando, Ter guerra com alguém,  andar armado e, também participar das atividades das guangues " ABRAMOVAY et al. (1999)



Os fatores que levam os jovens a praticar atos violentos




São inúmeros os fatores que podem levar uma criança ou um adolescente a um ato delitivo,  a seguir,  abordaremos os que acreditamos serem os mais relevantes .


A desigualdade social é um dos fatores que levam um jovem a cometer atos violentos.  A situação de carência absoluta de condições básicas de sobrevivência tende a embrutecer os indivíduos, assim, a  pobreza seria  geradora de personalidades desruptivas.  " A partir desse ... de estar numa posição secundária na sociedade e de possuir menos possibilidades de trabalho, estudo e consumo, porque além de serem pobres se sentem maltratados, vistos como diferentes e inferiores. Por essa razão, as percepções que têm sobre os jovens endinheirados são muito violentas e repletas de ódio..." ABRAMOVAY et al. (1999)  é uma forma de castigar  à sociedade que não lhe dá oportunidades.            


A influência de grupos de referência  de valores , crenças e formas de comportamento  seria também uma motivação do jovem para cometer crimes.


" o motivo pelo qual os jovens...aderem às gangues é a busca de respostas para suas necessidades humanas básicas, como o sentimento de pertencimento, uma maior identidade, auto-estima e proteção, e a gangue parece ser uma solução para os seus problemas a curto prazo" ABRAMOVAY et al. (1999), assim,  o infrator se sente protegido por um grupo no qual tem confiança.  " Valores como solidariedade, humildade, companheirismo,  respeito, tolerância são pouco estimulados nas práticas de convivência social, quer seja na família, na escola, no trabalho ou em locais de lazer. A inexistência dessas práticas dão lugar ao individualismo, à lei do mais forte, à necessidade de se levar vantagem em tudo, e daí a brutalidade e a intolerância", (MONTEIRO,2003)  a  influência das guangues que se aliam  ao fracasso da família e da escola. A educação tolerante e permissiva não leva a ética na família. Os pais educam seus filhos e estes crescem achando que podem tudo.


É dentro das  guangues ou das quadrilhas como se refere Alba Zaluar que os jovens provam sua audácia , desafiam o medo da morte e da prisão. É  uma subcultura criminosa marcada pela atuação masculina(ZALUAR, 1992, p.27).


            O indivíduo enfrenta uma  grande oferta de oportunidades:  o uso de drogas, uso de bebidas alcoólicas, uso da arma de fogo aliada a inexistência do controle da polícia , da família e comunidade tornam o indivíduo motivado a concluir o ato delitivo.  " Carências afetivas e causas sócio-econômicas ou culturais certamente aí se misturam, para desembocar nestas atitudes" . (COLOMBIER,1989,p.35) . " A Disponibilidade  de armas de fogo e as mudanças que isso impõe às comunidades conflituosas, contribuindo para o aumento do caráter mortal dos conflitos nas escolas " ABRAMOVAY ; RUA


 ( 2002, p.73) " a falta de policiamento agrava a situação na medida em que a polícia pode ser sinônimo de segurança e ordem" ABRAMOVAY ; RUA ( 2002, p.337)


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS



ABRAMOVAY, Miriam; RUA, Maria das Graças - Violência nas escolas. Ed.Unesco, doações institucionais.



ABRAMOVAY, Miriam ; et alli - Guangues , galeras, chegados e rappers. RJ, Ed. Garamond , 1999.




COLOMBIER,Claire; MANGEL,Gilbert; PERDRIAULT,Marguerite . A violência na escola. São Paulo, Ed.Summus,1989.




      GUIMARÃES, Eloisa. Escola, Galeras e Narcotráfico. Ed. UFRJ.




SILVA,Aida Maria Monteiro. EDUCAÇÃO E VIOLÊNCIA: qual o papel da escola?  www.dhnet.org.br/inedex.htm, 2002



SILVA,Aida Maria Monteiro. A VIOLÊNCIA NA ESCOLA : A PERCEPÇÃO DOS ALUNOS E PROFESSORES. www.dhnet.org.br/inedex.htm, 2002




ZALUAR, Alba (org).  Violência e educação. São Paulo, Cortez editora, 1992







[1] Aida SILVA , EDUCAÇÃO E VIOLÊNCIA:
qual o papel da escola
?  www.dhnet.org.br/inedex.htm, 10/01/2003



Avaliar artigo
4
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 61 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-artigos/violencia-escolar-729041.html

    Palavras-chave do artigo:

    violencia escolar

    ,

    tipos de violencia

    ,

    crimes violentos

    Comentar sobre o artigo

    RESUMO A ação dos gestores diante do problema da violência escolar é de fundamental importância para a vida dos alunos que a ele possam ter acesso. Não é necessário uma análise profunda de nossa sociedade para perceber o quanto a violência está latente. O índice crescente da violência na sociedade, nas mais diversas formas, já passa dos limites concebíveis. Alguns livros e revistas nos mostram essa dura realidade, entre eles concentramo-nos, principalmente nos cinco seguintes, que nos mostram i

    Por: Ana Lidia Silva Duartel Educação> Ciêncial 22/06/2010 lAcessos: 7,848 lComentário: 1

    O estudo objetivou analisar os tipos de violência praticados contra a criança e o adolescente, e identificar as políticas de atendimento a essas vítimas, para tanto se utilizou a metodologia da pesquisa bibliográfica com pesquisas realizadas em bibliotecas virtuais de diversas universidades conceituadas. De modo geral a pesquisa demonstrou que em 80% dos casos de violência intrafamiliar os principais agressores são as mães e ou pais e violência ocorreu predominantemente na residência da vítima.

    Por: Ceres Ribeiro de Moraesl Educaçãol 11/11/2012 lAcessos: 861
    JOSÉ ALCY DE PINHO MARTINS

    Neste artigo, analisar-se a violência escolar como uma realidade inquietante. No Brasil, percebe-se a existência de crianças e de adolescentes deixando a escola pelo crime, e constata-se como problema social. A opinião pública fica inquieta, e certamente influenciada pelo impacto que o rápido crescimento da criminalidade urbana exerceu e vem exercendo sobre o comportamento coletivo, e passa a suspeitar de um envolvimento crescente e inexorável dos jovens com o crime.

    Por: JOSÉ ALCY DE PINHO MARTINSl Educação> Ciêncial 02/04/2011 lAcessos: 3,366 lComentário: 1
    Joice Lima Santana

    A temática cyberbullying agressão escolar deve ser debatida nas escolas, sendo um assunto muito importante, que surge da influência das relações de poder que estão presentes entre adolescentes, jovens escolares, sobre seus colegas e, até mesmo, educadores.

    Por: Joice Lima Santanal Educaçãol 24/11/2012 lAcessos: 101
    CARLEIAL. Bernardino Mendonça

    Esse Trabalho foi desenvolvido por CARLEIAL, em fevereiro de 2007, em consonância com alguns acontecimentos criminosos que chocaram a sociedade daquele ano, tendo em vista os requintes de crueldade com que os delinquentes praticaram tais crimes. Ele tenta explicar a sua teoria sobre as orígens da crescente agressividade e violência no mundo atual

    Por: CARLEIAL. Bernardino Mendonçal Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 29/07/2010 lAcessos: 2,631 lComentário: 1
    JOSÉ ALCY DE PINHO MARTINS

    A violência na escola é um tema de grande relevância, que influencia no processo educacional. Este projeto teve como objetivo geral analisar a violência na escola em uma perspectiva sócio-jurídica e educacional, verificando se a instituição escolar, estar perdendo seu caráter transformador e seu poder de antídoto contra a violência.

    Por: JOSÉ ALCY DE PINHO MARTINSl Educaçãol 06/11/2009 lAcessos: 2,785

    O objetivo deste estudo foi verificar como a mídia influencia o desenvolvimento moral da criança, quando da sua exposição nos meios de comunicação a partir de uma denúncia não verídica de violência sexual em uma escola infantil do município de Vila Velha, Espírito Santo. Trata de um estudo descritivo, desenvolvido na Unidade Municipal de Educação Infantil "José Silvério Machado", Jardim Marilândia, Vila Velha, ES. Participaram do estudo 10 professores.

    Por: ADRIANA CHAGAS MEIRELES ZURLOl Educaçãol 28/08/2014 lAcessos: 44

    Independentemente de cursos, diplomas e títulos, assim como de nacionalidades, credos e posições sociais ou de outros qualificativos, o ser humano consciente, que não pense na prevenção contra a violência e o crime, nem se predisponha, direta ou indiretamente e por todas as maneiras possíveis, a exemplificar em favor da paz pública e privada, é um espírito eticamente enfermo, que precisa de auxílio para curar-se do medo e da insegurança"(Bismael Moraes)

    Por: Joilson José da Silval Direito> Doutrinal 12/06/2009 lAcessos: 4,503

    A Convenção é baseada em 4 princípios fundamentais: não discriminação; ações que levam em conta o melhor interesse da criança; direito à vida, à sobrevivência e ao desenvolvimento; respeito pelas opiniões da criança, de acordo com a idade e maturidade. Esses princípios orientam as ações de todos os interessados, inclusive das próprias crianças, na realização de seus direitos.

    Por: Gisele Corbellinil Direitol 09/05/2012 lAcessos: 314

    Neste artigo, apresenta-se algumas relações entre a ditadura militar, as tendências pedagógicas e os reflexos do regime e das tendências na Educação contemporânea.

    Por: Gustavo H. de Toledo Ferreiral Educaçãol 17/11/2014

    Velocidade escalar média é a relação entre uma variação de espaço e o intervalo de tempo no qual ocorreu esta variação. Os alunos no inicio do estudo referente a velocidade média tendem a ter um bloqueio de conhecimento, pois se trata de algo novo para eles pois os mesmos acabaram de sair do ensino fundamental.

    Por: anacleil Educaçãol 17/11/2014

    Em 2014, dando continuidade ao projeto o tema escolhido foi cultura,que tem por objetivo resgatar as tradições artísticas, os costumes e a valorização do ser humano. Sendo assim foi proposta aos alunos dos primeiros e segundos anos do Ensino Médio uma pesquisa investigativa sobre o contexto histórico e cultural da cidade de Vila Bela da Santíssima Trindade.

    Por: Lilian Fiirstl Educaçãol 14/11/2014
    Benedicto Ismael Camargo Dutra

    Enfrentamos a estagnação econômica que avança pelo mundo, e fica mais difícil sair do subdesenvolvimento. Faltam estadistas e melhor preparo. As novas gerações são impacientes, sem humildade, querem resultado imediato com mínimo esforço.

    Por: Benedicto Ismael Camargo Dutral Educaçãol 14/11/2014

    As atividades experimentais, quando bem planejadas, são recursos importantíssimos no ensino. As aulas práticas são mais um aprendizado na vida do estudante, pois além da teórica ele exercer o que lhe foi ensinado fará com que ele absorva melhor o conteúdo e leve adiante o conhecimento adquirido. (FALA et al 2010.) Para tanto, este trabalho visou analisar, pesquisar e apresentar a importância e tipos diferentes de aulas práticas em uma escola pública no município de Tangará da Serra.

    Por: Patrícia Maria Barros Piovezanl Educaçãol 14/11/2014 lAcessos: 11

    O jornalismo investigativo tem várias áreas a serem desenvolvidas. A Reprodução Simulada dos Fatos, mais conhecida como Reconstituição é uma dessas vertentes, onde o jornalista se expõe, e muitas vezes coloca em risco a sua integridade física em detrimento da função. A abordagem da temática tem relevância para uma melhor entendimento da atuação da perícia técnica, delegados, testemunhas e indiciados que podem mentir e o jornalista, compreendendo um pouco do assunto, poderá ter ferrament

    Por: Vânia Santosl Educaçãol 13/11/2014 lAcessos: 11

    O lixo eletrônico tem se tornado um problema bastante sério, pois cresce em ritmo acelerado devido aos avanços tecnológicos dos equipamentos tornando os mesmos ultrapassados em tão pouco tempo. Esses objetos têm sido descartados na maioria das vezes de forma incorreta, provocando contaminação e poluição ao meio ambiente e prejudicando a saúde das pessoas, já que possuem substâncias químicas (chumbo, cádmio, mercúrio, berílio, etc.).

    Por: Fernandal Educaçãol 13/11/2014

    O projeto "Conquistando um sorriso" está sendo desenvolvido no segundo semestre do ano de 2014 na Escola Estadual 29 de Novembro pelos professores e alunos do ensino médio, turno matutino, visando ampliá-lo para o ano de 2015. Ele tem a perspectiva de mostrar aos alunos a importância de doar um pouco de si em projetos sociais, e ainda percebendo que a escola assume hoje um papel importante na sociedade é que nós decidimos colocar em prática este projeto.

    Por: anacleil Educaçãol 13/11/2014 lAcessos: 11

    cONHEÇA UM POUCO SOBRE AS LEGISLAÇÕES QUE REGULAMENTAM A EDUCAÇÃO ESPECIAL NO BRASIL E ENTENDA COMO INICIARAM AS DISCUSSÕES NO MUNDO.

    Por: VIVIANE AVELINO MARCELOSl Educaçãol 24/01/2009 lAcessos: 44,349 lComentário: 20

    A violência considerada hoje uma das principais preocupações da sociedade é o ato de transgressão da ordem e das regras da vida em grupo e pode atingir a integridade física das pessoas. As agressões físicas, psicológicas e simbólicas entre os diversos atores do cotidiano escolar: professores, pessoal de apoio, alunos, e direção são perceptíveis. A escola recebe gera violência e têm dificuldade de lhe dar com limites e autoridade. As estatísticas criminais vêm aumentando de forma assustadora e a escola ao gerenciar os conflitos existentes em seu espaço pode reforçar o aumento da criminalidade ou até contribuir para sua diminuição.

    Por: VIVIANE AVELINO MARCELOSl Educaçãol 24/01/2009 lAcessos: 11,442 lComentário: 5

    aLGUMAS DICAS IMPORTANTES SOBRE RELAÇÕES INTERPESSOAIS NA ESCOLA E O PAPEL DO DIRETOR NA INTEGRAÇÃO ENTRE AS PESSOAS NAS DIMENSÕES POLÍTICA, PEDAGÓGICA E ADMINISTRATIVA.O GESTOR, GRANDE ARTICULADOR DA ESCOLA, DEVE ESFORÇAR-SE POR CRIAR CANAIS ADEQUADOS DE COMUNICAÇÃO E INTERAÇÃO E GARANTIR O ALCANCE DOS OBJETIVOS DA ESCOLA, MANTENDO UM BOM CLIMA ENTRE AS PESSOAS QUE FAZEM PARTE DA COMUNIDADE ESCOLAR E LOCAL.

    Por: VIVIANE AVELINO MARCELOSl Educaçãol 19/01/2009 lAcessos: 75,373 lComentário: 5

    Comments on this article

    3
    odair oliveira nascimento 31/10/2011
    a violencia entre muitos jovens e tipo uma obrigação em toda ou em qualquer que seja a cituação quer brigar,muitos entram em gangs ou em facções para centir o que eles chamão de adrenalina(espancar ou matar alguém)e no outro dia não centem o minimo de culpa e na ocasião quem sofre são os parentes
    2
    flavine 19/10/2011
    O SARES VIVOS HOJE SAO IGNORANTE,AGRESSIVOS E OROGANTES BRIGAO POR DINHEIRO,EM TRANSITO,EM ESCOLA E ATE MESMO POR DROGAS,EU NAO SEI ONDE NOS TODOS VAO PARA,PRETENDO QUE NAO SEJA MUITO LONGE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    2
    hellen 12/10/2011
    bom esse site me ajudou a nunca fazer violencia com as pessoas e a falar para os meus amigoa para nunca fazer violencia com as pessoas ....
    1
    Marcelo 11/10/2011
    Mas o que mudou tanto a educação das nossas crianças?? O que aconteceu para certos valores mudarem tão rápido?? O Estatuto da Criança e do Adolescente que impede que uma criança pague por um crime qualquer?

    Eu creio que não, pois o ECA já existia em épocas em que toda esta violência escolar era bem menor. Existiam brigas entre crianças, mas não eram tão sangrentas quanto são hoje. Não existia o fato de um adolescente MATAR o outro por espancamento a golpes de jiu-jitsu porque o outro tirou 10 na prova em que ele tirou 2,5 e nem um garoto de 16 anos arrancar a socos de jiu-jitsu os dentes de um de 12 ou deixá-lo quase cego a golpes de muhay-thay dizendo que o de 12 olhou e ele não gostou. Não existiam agressões verbais contra professores , que dirá os covardes espancamentos, por motivos banais, como o aluno que foi posto pra fora da sala e espancou o professor de português a golpes de jiu-jitsu, ou o aluno que tirou nota baixa e deu uma surra na professora de ciências até quase matá-la.

    Infelizmente, hoje em dia existem mestres de certas artes marciais (jiu-jitsu / muhay-thay) que incentivam os jovens à agressão pela agressão, pelo orgulho de ser "o bom de porrada", contra garotos menores e mais fracos e/ou contra professores se valendo da vantagem legal de serem "de menor". Os mestres de jiu-jitsu e muhay-thay são os maiores incentivadores do bulling nas escolas e das agressões físicas contra professores.

    Os mestres destas artes marciais, onde a disciplina que outras artes marciais têm é simplesmente ignorada, não perdem nada com isso, porque não botam a cara na hora do "vamos ver", portanto ficam no anonimato, sem que ninguém saiba quem realmente está por trás de toda a violência escolar.

    Por isso, enquanto existirem estas verdadeiras escolas do crime, da covardia, do desrespeito pelos professores dos colégios e do bulling contra criancinhas indefesas, a violência escolar só tende a crescer cada vez mais.

    E como eu disse antes, não adianta culpar o ECA, pois ele já existia muito antes da violência escolar, que na verdade é incentivada por sujeitos que nem botam a cara nos colégios, mas ficam escondidos nas academias de jiu-jitsu e de muhay-thay.
    5
    viviane souza 07/10/2011
    violência não leva ninguém a nada... a nada mesmo,ainda mais na escola alem da escola ficar mal falada os alunos levam fama de mal educado...coisas assim.
    vamos viver num mundo sem violência e ajudar as pessoas que gostam de violência a vir para o nosso lado.O lado bem.
    beijinhos pra vocês.
    1
    CASSANDRA 06/10/2011
    EU TABEM QUERRO DA UMA SUGESTÃO
    ALUNOS, EU SEI QUE VOÇêIS NÃO QUER ESTUDAR MAIS É PARA O SEU PROPRIO BEM,COMO VOÇÊ QUER SER A
    LGUEM NA VIDA
    ESTUDAM PARA SER ALGUEI NA VIDA
    0
    CASSANDRA 06/10/2011
    AS CRIANÇAS PRESIZA DE MAIS ATENÇÃO, PORISSO ELES TEM ESE COPROTAMENTO

    DA MAIS ATENÇÃO PARA O SEU FINHO
    0
    kauan 05/10/2011
    verificar se ha violencia nas escolas
    -1
    laís 03/10/2011
    bom isso me ajudou muito para parar de fazer violencia com as pessoas!
    obrigada muito!
    2
    werlem 28/09/2011
    falta de companheirismo dos pais,com isso o jovem acaba aprendendo com quem nao deveria ensinar
    0
    thais 28/09/2011
    eu acho a vilencia ridicola e esse sit é d+
    0
    felipe 14/09/2011
    muito obrigado vcs me ajudaram bastante ,tinha um trabalho da escola para resolver (fazer um artigo de opinião sobre a violencia na escola ) valeu...
    0
    wellen 13/09/2011
    Durante meu estágio curricular em uma escola pública pública de São luís-MA percebir o quanto a educação pede socorro, pois a violência física, especificamente, instalou-se no ambiente escolar e agressão por parte de alguns alunos tem instalado o terror entre os discentes (os que sofrem as agressões) e os docentes que se sentem acuados. É lamentável dizer, mas não sei qual será o futuro das escolas públicas pois este espaço (público) tem merecido cada vez menos atenção ( responsabilidade) dos nossos políticos.
    -2
    alicia 27/08/2011
    Sou professora de Escolas Públicas e já presenciei muitos tipos de violência. De acordo com os fatos e análises por nossas observações, a maioria desses alunos são filhos de famílias desestruradas, as quais podem fazer parte de qualquer classe soscial. É claro que a classe pobre é quem mais sofre , os pais sem condições de vida, se afogam no alcool, em seguida vem as brigas do casal, separações, e os filhos levam todos esses problemas para as escolas e descarregam en qualquer um.e sofre bullying
    1
    henrique 16/08/2011
    a violencia escolar tem sido um suseso por que
    os presidente,prefeitos,veriadores não termina comiso
    3
    chico 08/08/2011
    pedofilia na escola
    1
    Alan - Salinas 03/08/2011
    A situação é essa: A violência está estampada em todos os veículos de comunicação e se não houver uma políca pública que envolva o governo, a escola, os pais, enfim, a sociedade como um todo, a tendência é que cada vez mais percamos terreno pra violência!
    1
    santos 04/07/2011
    so quero saber
    1
    jose 14/06/2011
    violencia escolar isso e ridiculo
    -2
    leticia 08/06/2011
    eu amei tambom
    1
    elaine 06/06/2011
    voces escreveram muito bem isso me ajudou a entender melhor valew'
    0
    elayne 06/06/2011
    vc acha que um dia isso tudo pode acabar
    0
    rui 02/06/2011
    gostei do assunto
    0
    ranara 22/05/2011
    tenho que fazer um artigo cientifico sobre violencia na escola abrangendo tambem o bullying voce poderia indicar livros autores para ajudar na minha pesquisa agradeço
    2
    ellen 19/05/2011
    a ideia em que essas crianças que praticam a violencia nas escolas e de que nunca e ninguem vão faze-la parar
    mas isso nauim vem ao caso nunca tente violencia na escola afinal escola e lugar de vc descubrir boas coisas naum coisas negativas
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast