A função social da educação infantil

Publicado em: 12/11/2010 |Comentário: 0 | Acessos: 5,108 |

A função social da Educação Infantil

 

A transformação ocorrida nas estruturas familiares na sociedade contemporânea modificou o olhar para a criança.

Atualmente, a criança detém direitos, como o aumento do período da infância, pois, a necessidade do ingresso no mercado de trabalho é proibido. Portanto, a criança tornou-se um ser com identidade social, não sendo visto secundariamente.

Com o surgimento de diferentes estruturas familiares, desencadeou-se uma conseqüência: os cuidados e a educação da criança de zero a seis anos. A partir daí, o estado juntamente com a família, tornam-se responsáveis pelo desenvolvimento integral da criança.

Nesse sentido, a Educação Infantil, primeira etapa da Educação Básica, objetiva o papel social de valorizar os conhecimentos adquiridos e proporcionar novas possibilidades de conhecimentos.

Quanto à função pedagógica, interligada à função social, deve conscientizar o corpo docente de que, o trabalho com a realidade sócio-cultural da criança deve ser aliado ao processo de cuidar e educar.

Baseando-se nas teorias piagetianas e de outros pensadores da área da Educação, o desenvolvimento acontece do social para o individual, já que somos sujeitos culturais. Focando-se na área de Educação Infantil, percebemos a construção da identidade e autonomia na criança.

A Educação Infantil, ainda assume o caráter assistencialista provindo de suas origens, mas, ruma para novos caminhos na tentativa de tornar-se reconhecida como etapa primordial do desenvolvimento do ser humano explicitando os objetivos do desenvolvimento nos seguintes aspectos: socialização, ética, raciocínio, hábitos, habilidades, expressão pessoal e coletiva, emoções e conhecimentos (sociais morais e mentais).

Na prática, a boa escola de Educação Infantil, percebe-se que, primordialmente, deve estimular a independência responsabilidades, interesses na aprendizagem, enfim, hábitos que a criança aprende e nunca mais esquece,tornando-se um ser social, estruturados nos quatro pilares da Educação: conhecer, fazer, conviver, e ser.

CONCLUSÂO

As crianças pequenas no âmbito nacional devem manifestar-se através de brincadeiras, interação social com crianças ou adultos, afetividade, auxiliando o desenvolvimento de sua identidade sócio-cultural no ambiente escolar e familiar tendo como mediadores os educadores de Educação Infantil e ainda pais ou responsáveis.

A responsabilidade social da escola é de suma importância para o desenvolvimento integral da criança. É visto que, há uma visão deturpada da sociedade, no que diz respeito ao verdadeiro sentido do ingresso das crianças nas instituições de Educação Infantil. Paralelamente, há uma valorização dessa etapa escolar interligadas às outras etapas, principalmente ao Ensino Fundamental, pois é de grande auxílio para o seu sucesso.

Percebe-se então que a Educação Infantil seria o alicerce de uma casa, e as outras etapas de ensino, paredes e demais acabamentos. Assim, concluí-se sem alicerce a casa cai.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BORGES, Teresa Maria Machado; A criança em idade pré – escolar. Ed.Ática, Sâo Paulo, 1994.

 

BRASIL. Estatuto da criança e do adolescente. Lei n.8.068, de 13/07/1990: Brasília. DF. 1990.

________ Lei 9394 de 20/12/1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília, DF, 1996.

 

________ Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil, v.2, Brasília, DF, 1998.

 

ROCHA,E, A, C. A função social das instituições de educação infantil. Disponível em: http://www.periodicos.ufsc.br/index.php/zeroseis/article/viewFile/799/9390 Acessado em 09 de setembro de 2010.

 

RODRIGUES,Zuleide Blanco. Reflexões sobre os quatro pilares de uma educação para o século XXI e suas implicações na prática pedagógica. Disponível em: http://www.pedagobrasil.com.br/pedagogia/reflexoessobreosquatropilares.htm.

Acessado em 09 de setembro de 2010.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 1 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-infantil-artigos/a-funcao-social-da-educacao-infantil-3658289.html

    Palavras-chave do artigo:

    educacao infantil

    ,

    funcao social

    Comentar sobre o artigo

    O presente estudo propõem uma reflexão sobre as limitações e possibilidades do ensino de Geografia na Educação Infantil. São objetivos da pesquisa através de leituras, caracterizar as etapas da criança segundo teorias do desenvolvimento de Vygotsky e Piaget; especificar os conceitos importantes para auxiliar obter noções espaciais; analisar a importância da orientação espacial e temporal; pesquisar estratégias para trabalhar o ensino de Geografia na Educação Infantil.

    Por: maristela brum peroniol Educação> Educação Infantill 28/03/2011 lAcessos: 9,156 lComentário: 1
    Nathália Alves de Oliveira

    O presente artigo busca demonstrar a importância do processo educativo lúdico na educação infantil, visto que jogos e brincadeiras são, conforme estudiosos, experiências afetivas mútuas para o ambiente e devem ser consagradas nas crianças em fase escolar. Embasada por significativos referenciais teóricos, a proposta apresentada permite afirmar a existência de jogos e brincadeiras infantis no processo que aumentam rendimento no processo escolar.

    Por: Nathália Alves de Oliveiral Educação> Educação Infantill 08/02/2012 lAcessos: 13,547
    ANGELA DA SILVA SOARES

    Este artigo tem como objetivo discutir as relações entre o brincar, a criança e a aprendizagem. Tendo como pressuposto a teoria sócio-interacionista, desenvolvida por Vigotsky e seus colaboradores Leontiev e Elkonin, esta teoria concebe a construção do conhecimento como um processo histórico-social, viabilizado pelas interações sociais, nas quais as crianças se apropriam da cultura, da forma dos homens de ser e agir no mundo.

    Por: ANGELA DA SILVA SOARESl Educação> Educação Infantill 31/03/2011 lAcessos: 6,254

    Este artigo propõe uma discussão sobre o processo de alfabetização na educação infantil a partir do trabalho com as diversas linguagens. Problematizando falas de diferentes sujeitos envolvidos na educação das crianças: docentes, coordenadores, direção e as próprias crianças bem como uma reflexão sobre o próprio cotidiano.

    Por: Julia Maria da Silval Educação> Educação Infantill 05/11/2013 lAcessos: 189
    Marcelo Gomes González

    O Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil é um documento que equivale aos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs), já que foi criado pelo MEC em 1998. No entanto, há um debate ferrenho entre as grandes esferas da administração é o fato desse nível de ensino compor a Educação Básica, mas ser posta de forma facultada, fazendo com que, muita das vezes, não seja cursada pela criança, que fica com um ensino deficitário na base do conhecimento.

    Por: Marcelo Gomes Gonzálezl Educação> Educação Infantill 17/10/2012 lAcessos: 535
    SANDRA VAZ DE LIMA

    A Proposta Pedagógica que fundamenta o trabalho na Educação Infantil em Telêmaco Borba tem em princípio o homem como um ser histórico, intimamente ligado às relações sociais, políticas, históricas e culturais, às contradições e ao movimento que emanam do processo pedagógico.

    Por: SANDRA VAZ DE LIMAl Educaçãol 15/02/2010 lAcessos: 7,028 lComentário: 4
    ANGELA DA SILVA SOARES

    Este trabalho tem como objetivo apresentar um estudo sobre concepção de infância e Educação Infantil, demonstrando a evolução histórica do sentimento de infância e sua repercussão no atendimento às crianças pequenas. As transformações ocorridas no campo da Educação Infantil estão estritamente ligadas à visão que se tem da criança. De um quase anonimato, a criança passa a ser percebida de uma forma romântica e evolui para um sujeito histórico-cultural, com status de cidadão. Diante desse panorama, a Educação Infantil teve que acompanhar as novas especificidades no tratamento destinado às crianças, originando um novo perfil de educador, que tem que se apropriar dos pressupostos pedagógicos necessários para o desenvolvimento de uma prática docente de qualidade.

    Por: ANGELA DA SILVA SOARESl Educação> Educação Infantill 29/07/2009 lAcessos: 89,601 lComentário: 5
    JORGE ELISSANDER N. BALBINO

    Nesse estudo, procurou-se evidenciar a evolução do segmento de educação infantil especificamente no município de Juiz de Fora, Minas Gerais, analisando sobre a educação infantil no Brasil e no município e as relações entre os profissionais da educação infantil.

    Por: JORGE ELISSANDER N. BALBINOl Educação> Ensino Superiorl 16/02/2011 lAcessos: 1,935
    Jaqueline de Andrade

    Este artigo pretende demostrar a importância do planejamento de atividades na educação infantil. As instituições de educação não têm apenas atribuições assistencialistas, por isso é importante relembrar aos educadores que trabalham com essa faixa etária a importância do planejamento como um fator essencial na contribuição do desenvolvimento da criança.

    Por: Jaqueline de Andradel Educação> Educação Infantill 16/06/2014 lAcessos: 32

    O transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) é uma doença cercada de controvérsia. Por atingir principalmente crianças, muito pais enxergam problemas onde eles não existem — sintomas isolados são comuns nesta fase da vida. Também há quem não preste atenção ao conjunto de sintomas que a caracterizam: quadros de desatenção, hiperatividade e impulsividade de maneira exacerbada.

    Por: Jania Gasques bordonil Educação> Educação Infantill 14/09/2014

    Receber os estudantes com deficiência é um avanço. Mas faltam fazer da inclusão uma realidade e assegurar o direito à Educação

    Por: Jania Gasques bordonil Educação> Educação Infantill 14/09/2014
    Isabel Cristina

    Atualmente, a proposta de educação inclusiva tem gerado polêmicas discussões entre os que adotam uma posição integracionista, os que defendem a escola inclusiva ou ainda aqueles que sentem a importância de uma educação especializada para o aluno com necessidades educacionais especiais . No longo caminho a ser percorrido muitas são as dificuldades a serem enfrentadas, principalmente as que dizem respeito às barreiras físicas e atitudinais,constituídas dos estigmas, preconceitos e estereótipos.

    Por: Isabel Cristinal Educação> Educação Infantill 29/08/2014 lAcessos: 13

    O objetivo deste estudo foi conhecer como se insere e desenvolve a educação ambiental na educação infantil em escolas públicas de dois municípios no Estado do Espirito Santo, Brasil. Trata de um estudo descritivo quantitativo. O universo da pesquisa foi 58 professores de Educação Infantil. O instrumento de coleta de dados foi um questionário de autopreenchimento com 13 perguntas objetivas sobre educação ambiental na comunidade escolar. Solicitou-se a assinatura do termo de consentimento livre e

    Por: DANIELE DE ALMEIDA NUNESl Educação> Educação Infantill 28/08/2014

    O que acontece pode ser considerado como bastante simples, sendo que o alfabeto ilustrado acaba por se tratar de um papel ou até mesmo uma fita decorativa que poderá ser utilizada na parede, ou até mesmo em um móvel.

    Por: anamarial Educação> Educação Infantill 27/08/2014
    Ariane David

    Para que o professor possa ser mediador no contato com a leitura, precisa dominar alguns conceitos, saber o que é leitura, como ela acontece e quando, que sensação ela deve acarretar em nós, a abrangência que o ato de ler possui; ler não é decodificar, lemos tudo a nossa volta e com todos os nossos sentidos, na verdade lemos sem saber ler. A criação de um ambiente alfabetizador é um dos caminhos para esse contato com o mundo letrado dentro da sala de aula.

    Por: Ariane Davidl Educação> Educação Infantill 25/08/2014 lAcessos: 13

    O presente artigo visa analisara importância do brincar no desenvolvimento e aprendizagem na educação infantil. Tem como objetivo conhecer o significado do brincar, conceituar os principais termos utilizados para designar o ato de brincar, tornando-se também fundamental compreender o universo lúdico

    Por: Sandra Maria dos Reis Bernardol Educação> Educação Infantill 22/08/2014 lAcessos: 21
    Carla Cardoso Gomes

    O presente artigo tem como objetivo apresentar os principais fatores que influenciam nas dificuldades dos discentes nos processos de aprendizagem. Uma pessoa que não conseguiu desenvolver todas as habilidades de leitura e noção matemática encontrará muitas dificuldades e desafios para relacionar-se com a sociedade de um modo geral. Quando a Escola não ajuda com um atendimento personalizado e especifico, a criança deixa de vivenciar situações de construção da identidade.

    Por: Carla Cardoso Gomesl Educação> Educação Infantill 05/08/2014 lAcessos: 34
    Elisangela de Souza Vieira

    Apenas o sentir para quem sente. Qual é o sentido de sentir com os sentidos? Ao acordar pela manhã : ouvir o alarme do relógio...o descanso acabou? Ao levantar-se : deparar-se frente ao espelho com sua imagem amassada...essa é a realidade? Ao banhar-se: Inspirar o doce aroma de um bom banho...lava-se também a alma?

    Por: Elisangela de Souza Vieiral Literatura> Poesial 12/11/2010 lAcessos: 71
    Elisangela de Souza Vieira

    O que é auto estima. A importância da auto estima. Benefícios da auto estima.

    Por: Elisangela de Souza Vieiral Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 25/06/2010 lAcessos: 232
    Elisangela de Souza Vieira

    História da Educação Infantil Objetivos da Educação Infantil Valorização da Educação Infantil

    Por: Elisangela de Souza Vieiral Educação> Educação Infantill 06/06/2010 lAcessos: 4,279
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast