A HISTÓRIA DO LÚDICO NA EDUCAÇÃO

Publicado em: 03/12/2010 |Comentário: 0 | Acessos: 1,428 |

Essa nobre atividade da infância é destacada em várias concepções teóricas por autores como Piaget (1982), onde, à sua maneira, mostra a importância da brincadeira para o desenvolvimento infantil e aquisição de conhecimentos.

Aprender é uma aventura humana, onde novos desafios emergem cotidianamente e com o lúdico, com os jogos e outras tantas possibilidades, pode-se criar significados e sentidos novos ao sujeito de aprende e ensina. Pelo fato de estar focada no campo da aprendizagem, a atua de modo preventivo e clínico, com diagnósticos e processos de busca de alternativas para os problemas que podem se engendrar a partir de tal transitar (OLIVEIRA, 1998).

Para Parente (2000), na busca de alternativas para o não aprender, a amplia referenciais e se propõe a interrogar, pesquisar e propor alternativas para tal, buscando nos aspectos sociais, familiares, cognitivos, intelectuais, emocionais, orgânicos e psicológicos, contextualizar o sujeito não aprendente numa amplitude plural, advinda de percepções múltiplas, no movimento da complexidade do ser em busca do saber, fomentando o desejo essencial para que tal sujeito supere suas limitações, ou aprenda a desenvolver estratégias de maior competência para conviver com elas.

A escola e, principalmente a Educação Infantil deveriam considerar o lúdico como parceiro e utilizá-lo amplamente para atuar no desenvolvimento das crianças. Segundo Vigotsky (1998), o brinquedo cria uma zona de desenvolvimento proximal na criança, aquilo que na vida real passa despercebido por ser natural, torna-se regra quando trazido para a brincadeira.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

0s professores da atualidade devem buscar sempre algum conhecimento, pois estes, com certeza, auxiliam na perspectiva de melhores visões sobre o crescimento e do comportamento infantil.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

 

OLIVEIRA, Maria Rita Neto Sales et ali. Didática: ruptura, compromisso e pesquisa. Ed. Papirus, Campinas, 1993.

OLIVEIRA, Vera. Avaliação Psicopedagógica. Petrópolis: Vozes, 1998, v.3.

PARENTE, Sonia. Encontros com Sara Pain. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2000.

PIAGET, Jean. O nascimento da inteligência na criança. 4 ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1982.

VIGOTSKY, L.S. Formação Social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

 

 

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-infantil-artigos/a-historia-do-ludico-na-educacao-3781767.html

    Palavras-chave do artigo:

    palavras chave ludico

    ,

    aprendizagem

    ,

    postura

    Comentar sobre o artigo

    O estudo da psicomotricidade é de fundamental importância para se averiguar o desenvolvimento das competências e habilidades das crianças. Para efeito de estudo, tem-se por referencial teórico-metodológico as reflexões elaboradas por Henri Wallon, dentre outros teóricos ligados ao assunto em questão, cujos trabalhos utilizamos na elaboração e no desenvolvimento do presente artigo.

    Por: Jeniffer Souzal Psicologia&Auto-Ajuda> Psicoterapial 07/10/2014
    marilene ferreira lemes

    Este trabalho tem por objetivo a conclusão do curso de Pós-graduação em Educação Inclusiva, de caráter bibliográfico, que vise uma profunda meditação sobre a importância do lúdico no processo de socialização das crianças, assim como no processo ensino e aprendizagem, através dos jogos, dos brinquedos e das brincadeiras.

    Por: marilene ferreira lemesl Educação> Ensino Superiorl 22/04/2013 lAcessos: 113
    Rosimeire Moreira Quintela

    RESUMO Esta pesquisa visa transformar métodos tradicionais contidos na escola levando os professores a participarem de pesquisas, práticas pedagógicas, inovações para que suas aulas se tornem mais criativas e produtivas. O objetivo é de auxiliar na superação do fracasso escolar em relação à leitura, pois se acredita na possibilidade de sucesso de todas as crianças...

    Por: Rosimeire Moreira Quintelal Educação> Educação Infantill 11/01/2012 lAcessos: 1,180
    Hilton Andrade dos Santos

    A presente obra é uma síntese de tudo que foi aprendido em sala de aula, na disciplina Família e Aprendizagem, onde o trabalho acadêmico foi apenas um meio de desenvolver e aplicar tudo o que foi ensinado pela professora Michele Pereira, UNIABEU, que serviu de mediadora no processo ensino e aluno, por conseguinte ressonou em conceitos imprescindíveis na formação destes discentes em formação técnico e profissional, na área de psicopedagogia. O caso apresentado é real e os nomes foram alterados.

    Por: Hilton Andrade dos Santosl Educação> Ensino Superiorl 02/04/2011 lAcessos: 5,517

    Este artigo tem por finalidade compreender a necessidade da união entre as ciências psicologia e a pedagogia, abrangendo o conhecimento e a busca da pesquisa. Sendo principalmente uma ferramenta de suma importância para amparar as crianças que necessitam desses profissionais com um novo olhar dimensional e flexível. Assumir a postura de psicopedagogo (a) é sentir-se propriamente incluso nesta aborda

    Por: João do Rozario Limal Educaçãol 19/04/2008 lAcessos: 4,181 lComentário: 2
    Alinne do Rosário Brito

    A função educativa por ter-se mostrado capaz, em diversos experimentos empíricos realizados, desenvolveM níveis diferentes de experiências pessoais e coletivas e a propiciar novas descobertas, além de contribuir na socialização. Neste trabalho, buscou-se aproximar as representações históricas do jogo, ás teorias que o balizam como atividade rica, prazerosa e motivadora da aprendizagem .

    Por: Alinne do Rosário Britol Educaçãol 18/07/2012 lAcessos: 1,424
    Hellen Bessa de Oliveira

    Este trabalho tem como objetivo apresentar uma leitura sobre como está sendo tratada a questão da sexualidade na escola.

    Por: Hellen Bessa de Oliveiral Educação> Educação Infantill 28/05/2013 lAcessos: 129
    ELMA DOURADO NERY

    Este artigo emerge da necessidade em entender o desenvolvimento infantil partindo da contribuição dos estudos de Vygotsky, que são subsídios fundamentais para o professor que deseja estimular o conhecimento da criança, através do processo da interação sócio-histórica vygotskyana, estabelecendo uma relação dialógica com o aluno, com sua cultura e com sua realidade. Trabalhando a contação de história como elemento facilitador para uma instigação de sentidos que auxilie no desenvolvimento emocional

    Por: ELMA DOURADO NERYl Educação> Educação Infantill 23/05/2012 lAcessos: 3,895
    Joaquim Rangel Lucio da Penha

    Os jogos são constituídos de maneira autônomas em relações as crianças, e ainda ajuda a desenvolver as suas capacidades físicas e motoras, com isso, ele se torna cada vez mais cômodo para as crianças, por que é através dos jogos que as crianças melhoram sua coordenação motora e física e reforçando a sua auto-estima.

    Por: Joaquim Rangel Lucio da Penhal Educação> Educação Infantill 19/04/2010 lAcessos: 10,094 lComentário: 5
    Simone Andrade R. S. Rodrigues

    No cenário educativo, os jogos ajudam a criança no seu desenvolvimento físico, afetivo, intelectual e social, pois, por meio das atividades lúdicas, a criança forma conceitos, reforça habilidades, estabelece relações lógicas, além de desenvolver a expressão oral e corporal.

    Por: Simone Andrade R. S. Rodriguesl Educação> Educação Infantill 27/10/2014
    Simone Andrade R. S. Rodrigues

    Entende-se por racismo no futebol, qualquer prática racista oriunda de xingamentos ou algum tipo de sinal obsceno, praticada em campo durante alguma partida de futebol ou ainda nas arquibancadas, direcionada a algum dos participantes diretos da partida. A rivalidade entre times pode ser uma das explicações, mas alguns casos se tornaram tão polêmicos que atingiram em cheio a mídia e as pessoas pela revolta do ato completamente errôneo.

    Por: Simone Andrade R. S. Rodriguesl Educação> Educação Infantill 26/10/2014
    Simone Andrade R. S. Rodrigues

    Iniciamos esta discussão indagando aos nossos leitores se em algum momento pararam para observar as inúmeras expressões faciais que docentes e educandos protagonizam em sala de aula? Frente a isto nos questionamos: o que aconteceu com nossos alunos? O que houve com a docilidade, amabilidade, respeito, e admiração com a figura docente? Por quais caminhos se dispersaram? E por que não dizer a humanização do ambiente escolar?

    Por: Simone Andrade R. S. Rodriguesl Educação> Educação Infantill 26/10/2014
    edivaldo coelho da silva

    EDUCAÇÃO NAS ESCOLAS SOBRE SEGURANÇA DO TRABALHO PARA CRIANÇAS PARA AS MESMAS AO CHEGAS DENTRO DAS ORGANIZAÇÕES ESTAREM PREPARADAS PARA AS ADVERSIDADES DOS RISCOS ENCONTRADOS NAS ATIVIDADES LABORAIS A ATUAR COM SEGURANÇA.

    Por: edivaldo coelho da silval Educação> Educação Infantill 26/10/2014 lAcessos: 11
    ELISETE AMADOR PEREIRA

    Nosso artigo de opinião vem tratando do perfil ou papel do Coordenador Pedagógico em nossa escola, na cidade de Alto Araguaia- MT. Percebemos que o papel do Coordenador Pedagógico em nossa escola tem sido diferente do que realmente deve ser, ou seja, o Coordenador Pedagógico tem desempenhado funções alheias às suas, fazendo mais o papel administrativo e burocrático do que o pedagógico. é sobre isso que falaremos aqui, dando nossa opinião.

    Por: ELISETE AMADOR PEREIRAl Educação> Educação Infantill 23/10/2014

    O presente artigo aborda o sistema de ensino de língua portuguesa envolvendo o aluno com dislexia e os professores que atuam na 5º serie, no contexto educacional de nível fundamental II.Visa investigar, as metodologias adotadas em sala nas aulas de língua portuguesa e se são suficientes para proporcionar aulas apropriadas quão grandemente necessárias, para contemplar as especificidades do aluno disléxico, de maneira a assegurar o seu aprendizado.

    Por: Taynara Freitas de Souzal Educação> Educação Infantill 22/10/2014 lAcessos: 15

    As conexões entre brincar, aprender e ensinar são perceptíveis quando o educador consegue conciliar os objetivos pedagógicos com os objetivos dos alunos. Ensinando a aprender contribuindo para o desenvolvimento da subjetividade, para a construção do ser humano autônomo e criativo, preparando para o exercício da cidadania e da vida coletiva incentivando a buscar justiça social e igualdade com o respeito à diferença.

    Por: Rosana Maciel Averl Educação> Educação Infantill 12/10/2014 lAcessos: 39

    Este artigo tem como objetivo apresentar a pesquisa sobre o impacto do programa escola da família na vida de crianças e adolescentes da Escola Vicente Minicucci na cidade de Franca . A pesquisa foi desenvolvida na Escola Estadual Vicente Minicucci, na cidade de Franca - SP. Seguindo os métodos de observação e questionário aplicados aos responsáveis e participantes do programa. Foi possível perceber que esse programa tem sido de suma importância pelo fato de tirar as crianças da rua, lugar

    Por: Leticia Oliveiral Educação> Educação Infantill 06/10/2014 lAcessos: 24

    : Este artigo destaca quem são os participantes da a avaliação, que são: os professores, os alunos, a instituição educacional, o diretor, os funcionários e o coordenador pedagógico, bem como o sistema de organização do currículo.Ressalta que todos os segmentos da sociedade devem passar pelo processo avaliativo com o intuito de desmascarar os erros cometidos na educação, pois até o momento muitos acham que só o segmento de alunos que devem ser avaliados.

    Por: eleniuza da silva arrudal Educação> Educação Infantill 03/12/2010 lAcessos: 837

    Este artigo relata que o conceito de integração não deve ser confundido como um produto final da interdisciplinaridade, sendo uma etapa da mesma. A interdisciplinaridade é fator de transformação, de mudança social, enquanto a integração é um fim em si mesma. Na integração há a preocupação com o conhecer e relacionar conteúdos, métodos, teorias ou outros aspectos, permanecer nela apenas, seria manter as coisas tal como elas se apresentam, embora de forma mais organizada.

    Por: eleniuza da silva arrudal Educação> Educação Infantill 03/12/2010 lAcessos: 150
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast