A importância da música na aprendizagem e sua sensibilização na Educação Infantil

06/04/2011 • Por • 1,582 Acessos

A importância da música na aprendizagem e sua sensibilização na Educação Infantil

Definir em uma palavra o que é MÚSICA, fica muito pessoal, pois cada ser humano tem uma sensibilidade e uma maneira peculiar de ver a vida.

A música está presente em diversas situações da vida humana.

"A música é a linguagem que se traduz em formas sonoras capazes de expressar e comunicar sensações, sentimentos e pensamentos, por meio da organização e relacionamento expressivo entre o som e o silêncio. A música está presente em todas as culturas, nas mais diversas situações: festas e comemorações, rituais religiosos, manifestações cívicas, políticas, etc. Faz parte da educação desde há muito tempo." (BRASIL, 1998: 45)

Nestes contextos, as crianças entram em contato com a cultura musical desde muito cedo e assim começam a aprender suas tradições musicais. Musicalizar não é ensinar música, mas é utilizar da música, é fazer a criança observar sons e silêncio de forma natural, sem nenhuma preocupação em torná-la músico.

Sendo a escola um lugar privilegiado para o desenvolvimento da atividade musical, já que a criança se expressa espontaneamente sonora e corporalmente, a Educação Infantil é o momento mais indicado para se iniciar o trabalho sistemático com a música. Por meio da música o educador trabalhará o esquema corporal, uma vez que a criança aponta as partes do corpo enquanto canta determinadas músicas. Passa a ter noção de tamanho, além de outras experiências corporais que a música lhe proporciona.

A criança precisa de vivências mais rica para construir uma imagem de si mesma a partir de sua identidade corporal, sua possibilidades físicas, sua singularidade. Quando uma criança brinca de roda, por exemplo: ela tem a oportunidade de vivenciar, de forma lúdica,  situações de perda, de escolha, de decepção, de dúvida, de afirmação.

A música também é importante do ponto de vista da maturação individual, isto é, do aprendizado das regras sociais por parte da criança, contribui para o desenvolvimento cognitivo, emocional, afetivo, social e cultura, traz benefício para a formação da personalidade, do desenvolvimento e do equilíbrio.

Analisando algumas práticas desenvolvidas, podemos perceber que a música como objeto de produção do conhecimento, torna-se um ingrediente indispensável ao professor como coadjuvante integral das potencialidades das crianças no cotidiano escolar. Por meio dela, é possível perceber diversas emoções, apurar os sentidos, atentar a criança para o aprendizado, oportunizar-lhe momentos criativos e espontâneos, tornando-a crítica.

Durante todo o desenvolvimento infantil, quando as crianças estão cantando, trabalham sua: concentração, memorização, coordenação motora e consciência corporal.

Ao mesmo tempo em que a música possibilita essa diversidade de estímulos, ela, por seu caráter relaxante, pode estimular a absorção de informações, isto é; a aprendizagem. LOSAVOV, cientista búlgaro afirma que:  "ouvindo música clássica, lenta, a pessoa passa do nível alfa (alerta) para o nível  beta (relaxados, mas, atentos); baixando a ciclagem cerebral, aumentam as atividades dos neurônios e as sinapses tornam-se mais rápidas, facilitando a concentração e a aprendizagem".

Professores usem e abusem da musicalização, com tantos benefícios, podemos ajudar a sensibilizar nossas crianças para que se tornem cidadãos mais alegres, conscientes e mais sociáveis.

Referências:

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Referencial curricular nacional para a educação infantil. Ministério da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação Fundamental. — Brasília: MEC/SEF, 1998. Vol.3.

BRÉSCIA, Vera Lúcia Pessagno. Educação Musical: bases psicológicas e ação preventiva. São Paulo: Átomo, 2003.

FISCHER, Julianne. Sugestões para o desenvolvimento do trabalho pedagógico.Timbó: Tipotil, 1997.

GAINZA, Violeta Hemsy de. Estudos de Psicopedagogia Musical.3. ed. São Paulo: Summus, 1988.

MÁRSICO, Leda Osório. A criança e a música: um estudo de como se processa o desenvolvimento musical da criança. Rio de Janeiro: Globo, 1982.

SNYDERS, Georges. A escola pode ensinar as alegrias da música?2. ed. São Paulo: Cortez, 1994.

 

 

 

 

Perfil do Autor

Marcia Rossi da Rocha

Marcia Rossi Maiorchini da Rocha Professora Especialista de Educação Física, trabalho com alunos do ensino fundamental e médio em Araçatuba...