A importância do lúdico na aprendizagem nas series iniciais

Publicado em: 06/06/2011 |Comentário: 0 | Acessos: 5,131 |

A elaboração deste trabalho é uma pesquisa bibliográfica sobre o tema: A importância do lúdico na aprendizagem nas séries iniciais , onde consiste em adquirir conhecimentos em compreender  e apresentar a atividade lúdica como uma ferramenta no desenvolvimento das inteligências múltiplas, dos saberes  e na construção do conhecimento dentro do ambiente escolar.

Nas sociedades de mudanças aceleradas  em que vivemos, somos sempre levados a adquirir competências novas, pois é o indivíduo a unidade básica de mudanças . A utilização de brincadeiras  e jogos no processo pedagógico faz despertar o gosto pela vida e leva as crianças  a enfrentarem os desafios que lhe surgirem. Esta pesquisa  irá mostrar o quanto o "lúdico" pode ser um instrumento indispensável na aprendizagem, no desenvolvimento e na vida das crianças, tornar evidente que os professores  e futuros professores  devem e precisam tomar consciência disso.

A ludicidade é uma necessidade do ser humano em qualquer idade e não pode ser vista apenas como diversão, mas como um aprendizado.

Os desenvolvimentos pessoais que ludicidade proporciona, associados  aos fatores sociais e culturais colaboram para uma boa saúde  física e mental, facilitando o processo de socialização, comunicação, construção do conhecimento, além de um desenvolvimento pleno e integral dos indivíduos envolvidos no processo  de ensino aprendizagem.

A escolha do tema justifica-se pelo fato de que os resultados da educação, apesar de todos os seus projetos, continuam insatisfatórios , percebendo-se a necessidadede mudanças  no âmbito  educacional. Nesse sentido o lúdico  pode contribuir de forma significativa para o desenvolvimento do ser humano, seja ele de qualquer idade, auxiliando não só na aprendizagem mas também no desenvolvimento  social, pessoal e cultural, facilitando no processo de socialização, comunicação, expressão  e construção do pensamento.

Ensinar  a criança de uma maneira de uma mais dinâmica e buscar cada vez mais o seu interesse  em querer aprender, os jogos e brincadeiras  são somente uma maneira de ensino diferente do que a escola está acostumado a ver.

O lúdico na escola é fundamental para promover as atividades com jogos, buscando um meio de aprendizagem prazeroso para a criança, ao mesmo tempo em que facilita o trabalho do educador (o professor), pois através dos jogos, pode ser feita facilmente uma investigação do modo de pensar dos alunos, para ajudá-los a compreender os conteúdos escolares  e superar suas dificuldades. Vale ressaltar, porém, que o lúdico não é a única alternativa para a melhoria no intercâmbio ensino-aprendizagem mas é uma ponte que auxilia na melhoria dos resultados  por parte dos educadores interessados em  promover mudanças.

A partir disso, vamos tornar evidente a importância  do "lúdico" e como ele, os jogos, os brinquedos e as brincadeiras podem ser importantes para o desenvolvimento e para a aprendizagem das crianças.

 

 

 

2.2  CAUSAS DA TRANSFORMAÇÃO DO BRINCAR

 

Por todo o país são inúmeras as brincadeiras apreciadas pelas crianças. Elas demonstram as caracteríssticas sociávéis, e procuram outras crianças com intuito de se divertirem. O que mais é valorizado é a participação da criança que quer brincar. As características da expressividade e senso lúdico das crianças são bastante trabalhadas e estimuladas.

Através das brincadeiras educativas, as crianças aprendem a respeitar o próximo e as idéias divergentes das suas, aprendendo assim, como conviver harmoniosamente em sociedade.

O brincar não é uma qualidade inata da criança."Brincar não é uma dinamica interna do indivíduo, mas uma atividade dotada de uma significação social precisa que, como outras, necessita de aprendizagem"(BROUGÉRE,1998). Isto é, a criança aprende a brincar e isto se dá desde as primeiras interações lúdicas entre mãe e o bebê.

Dentre as causas mais significativas da transformação do brincar no decorrer do século nas grandes cidades, destacam-se:

  • Uma significativa redução do espaço físico: com o crescimento das cidades e a falta de segurança, os espaços lúdicos viram-se seriamente ameaçados e diminuidos.
  • A reduçução do espaço temporal: dentro da instituição escolar, a brincadeira foi deixada de lado em detrimento de outras atividades julgadas mais "produtivas". No contexto familiar, tanto a mudança no papel da mulher, orientada ao trabalho,quanto o grande espaço ocupado pela televisão  no cotidiano da criança, ou outras atividades extra curriculares, constituíram aspectos significativos na diminuição do estímulo para a brincadeira.
  • O incremento da indústria de brinquedos colocou no mercado objetos muitos atraentes, transformando as interações sociais, nas quais eles passam um papel relevante.
  • A propaganda contribui para o incremento do consumo de brinquedo industrializados no mundo da criança.

Tais transformações, com suas vantagens e desvantagens,não podem ser negadas. Deve-se, pois, pensar em como é possível atuar para mudar os aspectos negativos da realidade lúdica atual: a falta de espaço para brincar, a falta de tempo, enfim, a falta de oportunidades de brincar. A ação fundamental a ser empreendida é a de resgatar o espaço da brincadeira na vida das crianças.

 

3  CONSIDERAÇÕES FINAIS

 

A pesquisa realizada sobre "A importância do lúdico na aprendizagem das séries iniciais" foi de grande importância , enriquecendo nossa vida acadêmica e nosso futuro profissional.

O lúdico proporciona um desenvolvimento sadio e harmonioso, sendo uma tendência instintiva da criança. Ao brincar a criança aumenta a independência, estimula sua sensibilidade  visual e auditiva, valoriza a cultura popular, desenvolve habilidades motoras , diminui a agressividade, exercita a imaginação e a criatividade, aprimora  a inteligência emocional, aumenta a integração , promovendo assim, o desenvolvimento sadio, o crescimento mental e a adaptação social.

O estudo permitiu compreender o que o lúdico é significativo para a criança poder conhecer, compreender e construir seus conecimentos, torna-se cidadã deste mundo, ser capaz de exercer sua cidadania  com dignidade e competência . Sua contribuição também atenta para a formação de cidadãos  autônomos, capazes de pensar por conta própria, sabendo resolver problemas e compreendendo  um mundo que exige diferentes conhecimentos e habilidades.

É buscando novas maneiras de ensinar por meio do lúdico que conseguiremos uma educação de qualidade e que realmente consiga ir ao encontro dos interesses e necessidades da criança . Cabe ressaltar que uma atitude lúdica e não somente a somatória  de atividades : é, antes de tudo, uma maneira de ser, de estar, de pensar e de encarar a escola, bem como de relacionar-s com os alunos. É preciso saber entrar no mundo da criança, no seu sonho, no seu jogo e, a partir daí, jogar com ela. Quanto mais espaço lúdico proporcionarmos, mais alegre, espontânea, criativa, autônoma e efetiva

 

 

REFERÊNCIAS

 

 

Almeida. Paulo Nunes de. Educação lúdica: técnicas e jogos pedagógicos. São Paulo. Loyola, 1975.

 

CUNHA, Nylse Helena Silva. Criar para brincar: a sucata como recurso pedagógico: atividades para a psicomotrocidade/ Nylse Helena Silva Cunha. São Paulo: Aquariana, 2007.

 

CORREIA, Marcos Miranda. Trabalhando com jogos cooperativos: Em buscxa de novos paradigmas na educaão física. Marcos Miranda Correia. 4ªed. Editora Papirus. Campinas, SP. 2006.

                           

Ensino fundamental de nove anos: orientações para inclusão da criança de seis anos de idade/ organização Jeanete Beauchamp, Sandra Denise Pagel, Aricélia Ribeiro Nascimento, Secretaria de Educação Básica, 2007.

 

FREIRE, João Batista. Educação de corpo inteiro. 2ªed. Editora scipione ltda. 1991.

 

Silva, J.A.G.do. Aprendizagem por meio da ludicidade. Rio de Janeiro: Sprint, 2005,p. 22-72.

 

ROSA, Adriana. Lúdico e Alfabetização. Adriana Rosa (organizadora). 1ªed.(ano 2003), 6ª tir./ Curitiba: Juara, 2008.

 

O lúdico na prática pedagógica. Obra organizada pela Universidade Luterana do Brasil (ULBRA). 20ª ed. Editora Ibpex. Curitiba, 1995.

 

STAREORAVO, Ana Ruth. Jogando com a matemática, números e operações. Ana Ruth Starepravo. 1ª edição. Curitiba: Aymará, 2009.

 

Jogos educativos: estrutura e organização da prática/ Adriano José Rossetto. 5ªed. Editora Phorte.  São Paulo, 2009.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-infantil-artigos/a-importancia-do-ludico-na-aprendizagem-nas-series-iniciais-4868560.html

    Palavras-chave do artigo:

    crianca

    ,

    escola

    ,

    ludico

    Comentar sobre o artigo

    Este artigo realiza uma discussão sobre a importância do lúdico no processo de ensino e aprendizagem escolar. Mostra, a seguir, a importância das brincadeiras, dos brinquedos com a participação do professor. Destaca, por fim, a importância dos jogos pedagógicos para a aquisição da aprendizagem

    Por: Tatianal Educação> Educação Infantill 15/07/2013 lAcessos: 152
    Inez Kwiecinski

    O tema escolhido para realizar este trabalho de graduação é sobre "O desenvolvimento da criança através do brincar". A escolha deste tema surgiu da necessidade de estudarmos como se dá o desenvolvimento da criança através do brincar e através dos tempos. Analisar jogos, brincadeiras e brinquedos infantis não apenas como simples entretenimento para as crianças, mas também, como atividades lúdicas que possibilitam a aprendizagem e o desenvolvimento destas crianças em suas várias habilidades.

    Por: Inez Kwiecinskil Educação> Educação Infantill 25/01/2011 lAcessos: 17,008 lComentário: 1
    Fábia Utsch

    A infância é a idade das brincadeiras. Pretendemos demonstrar que através delas a criança satisfaz, em grande parte, seus interesses necessidades e desejos. As brincadeiras dão a oportunidade de as crianças refletirem sobre o mundo. É através do lúdico que ela ordena, desorganiza, destrói e reconstrói o mundo. Nosso objetivo é dar ao educador a oportunidade de compreender a importância das atividades lúdicas na educação infantil. Muitos professores encontram dificuldades em compartilhar certos.

    Por: Fábia Utschl Educação> Educação Infantill 28/11/2012 lAcessos: 474
    Tania Maria da Silva Nogueira

    Despertar e incentivar na criança o prazer da leitura, e o que a mesma pode proporcionar, dentro de um processo de autoconstrução de conhecimento. Uma das forma de fazer com que a criança descubra suas potencialidades é a experimentação lúdica que poderá ser aplicada juntamente com a leitura ou não utilizando recursos lúdicos como brinquedos, jogos , brincadeiras.

    Por: Tania Maria da Silva Nogueiral Educaçãol 29/11/2009 lAcessos: 9,974 lComentário: 4

    A educação escolar é um dos contextos em que a criança aprende e desenvolve-se nos aspectos cognitivos, emocional e social. Por isso a necessidade de incluir a criança com necessidades especiais na escola, pois atender a todos é parte do processo educativo, por isso a diversidade cultural e outras questões sociais precisam ser vivenciadas também em sala de aula.

    Por: Rosely dos Santos Ferreiral Educaçãol 17/12/2014 lAcessos: 35
    Escola Aberta Centro

    O projeto Escola Aberta Centro de teresina atende crianças e adolescentes em situação de risco socila e familar, onde estes recebem atendimentos psicológicos e educacional, realizam atividades como dança, música, teatro, esporte (judô).

    Por: Escola Aberta Centrol Educaçãol 02/05/2010 lAcessos: 283
    Escola Aberta Centro

    Visite nosso projeto e conheça nossas atividades desenvolvidas que nos faz se destacar das escolas formais, onde nosso objetivo maoir é ensinar de uma maneira bem divertida e diferente. Através de atividades lúdicas como dança, teatro, música, esporte (judô) tentamos mostrar a nossos alunos que a importancia maior é os estudos e que é possivel sim aprender brincando. Visitem nosso site: www.escolaabertacentro.com.br

    Por: Escola Aberta Centrol Educação> Educação Infantill 07/05/2010 lAcessos: 876 lComentário: 1

    RESUMO O presente artigo tem por finalidade realizar um relato do sentimento de infância no decorrer dos anos e do lúdico, bem como verificar os pressupostos teóricos que abordam sobre o lúdico na educação infantil. Objetiva também verificar a importância do professor trabalhar o lúdico na educação infantil, verificando a relevância que a ludicidade apresenta nesta fase da criança tanto em seu universo infantil quanto na vida escolar.

    Por: Liliane Cristina Fedrigol Educaçãol 01/12/2014 lAcessos: 87

    A pesquisa teve por objetivo verificar qual o acervo lúdico de crianças da 1ª série do ensino fundamental de 9 anos de uma escola pública de Joinville, em seu cotidiano familiar e escolar identificando os momentos de intervenção profissional do professor de Educação Física durante a atividade lúdica. A coleta de dados foi realizada através de questionários enviados aos pais e alunos e analises das aulas de Educação Física em uma Escola Pública da cidade de Joinville - SC.

    Por: Rosiane Francine Machadol Educação> Educação Infantill 01/12/2009 lAcessos: 16,476
    Rita de Cássia Santos Almeida

    Este artigo trata da influência que os contos de fadas exercem sobre as crianças. Acredita-se que todos os personagens dessas narrativas, de alguma forma tornam-se 'modelos' para as crianças. Elas acabam se imaginando na versão dos personagens bons, acreditando que isso poderá levá-las à solução de seus problemas, de modo ético e final e assim resolverem seus conflitos interiores da melhor forma possível e viverem felizes para sempre...

    Por: Rita de Cássia Santos Almeidal Educação> Educação Infantill 12/04/2015 lAcessos: 14
    Joseléia Graciano da Silva

    Este artigo surgiu a partir da proposta de analisarmos a escrita em crianças na fase de alfabetização e letramento. Para tanto, buscou-se verificar em textos de crianças nessa fase os fatores que indicam o inicio da aquisição da escrita pela criança, e, assim, realizar uma análise dos dados coletados, não considerando as inadequações da língua padrão como "erro", mas sim como construção de conhecimento.

    Por: Joseléia Graciano da Silval Educação> Educação Infantill 11/04/2015 lAcessos: 13

    Este artigo apresenta um breve histórico de como iniciou o atendimento as pessoas com deficiência até aos dias de hoje. Fala da Constituição Federal de 1988 que deu o primeiro passo a implementação da Educação Inclusiva no nosso país.

    Por: MARCIA AP.M.FARIASl Educação> Educação Infantill 30/03/2015 lAcessos: 23

    Ao destacar o tema "dificuldade de aprendizagem" muitos confundem esta concepção com uma desatenção em sala de aula ou 'espírito bagunceiro' das crianças. Mas a dificuldade de aprendizagem é tratada por muitos teóricos e estudiosos como um distúrbio ,que pode ser gerado por uma série de problemas cognitivos ou emocionais , afetando o individuo em qualquer área do desempenho escolar.Este artigo visa apresentar uma breve reflexão sobre essas concepções

    Por: Eliete Lopes Matricardil Educação> Educação Infantill 27/03/2015 lAcessos: 18

    Esta temática esta presente diariamente em reuniões que buscam analisar e discutir o problema, para então apontar formas para resolver os distúrbios disciplinares no cotidiano das escolas. A desmotivação e a indisciplina são os maiores obstáculos apresentados pelos professores, que se deparam no dia a dia com à desordem em sala de aula e na escola, além de apresentar como parte desta reclamação a desatenção dos alunos, a falta de interesse e de respeito dos estudantes.

    Por: Eliete Lopes Matricardil Educação> Educação Infantill 27/03/2015 lAcessos: 24

    Este presente Artigo trata de uma reflexão sobre a temática da disortográfia e a importância do trabalho em conjunto dos profissionais educacionais, pacientes e familiares no diagnóstico,tratamento e superação desta distúrbio. Descrevendo a importância do apoio psicopedagogico para se superar tal dificuldade expressa e identificada geralmente nas séries iniciais do Ensino Fundamental.

    Por: Eliete Lopes Matricardil Educação> Educação Infantill 27/03/2015 lAcessos: 17

    Acredito que o gosto pela leitura se apreende, é lendo que as pessoas aprendem a gostar de ler, e já de pequenos podemos, ou não, criar o hábito de leitura. Já dizia Carlos Drummond de Andrade que "a leitura é uma fonte inesgotável de prazer, mas por incrível que pareça, a quase totalidade não sente esta sede".

    Por: MARCIA AP.M.FARIASl Educação> Educação Infantill 25/03/2015 lAcessos: 23

    Os contos nasceram, em geral, dos mitos; representam simbolicamente os acontecimentos humanos e sociais e reproduzem, em personagens e situações, valores que atravessam os séculos, porque correspondem a características permanentes do ser humano. Nelly Novaes Coelho, em seu livro Literatura Infantil: teoria, análise, didática, divide esse tipo de narrativa em contos de encantamento, contos maravilhosos e contos de fadas.

    Por: Alexandrina M. P. de Fariasl Educação> Educação Infantill 08/03/2015 lAcessos: 41

    As novas tecnologias voltadas a atender as necessidades informacionais, contextualizadas de acordo com o perfil da instituição, meio social em que esta está inserida e necessidades do usuário. A Biblioteca inserida no contexto sócio-cultural, com sua missão voltada a atender as necessidades dos alunos em geral, configurando-se nas atividades voltadas à cultura, educação e lazer.

    Por: MARLENE GODOY GUERRAl Educação> Educação Infantill 13/06/2011 lAcessos: 2,349

    Através de estudo realizado optei em pesquisar qual a importância da avaliação dentro da sala de aula e percebi que ela é útil tanto para o aluno quanto para o professor, por meio dela o professor pode nortear seu trabalho, partindo da dificuldade percebida nos alunos. Porque avaliar consiste em fazer um julgamento sobre resultados, comparando o que foi obtido com o que se pretendia alcançar.

    Por: MARLENE GODOY GUERRAl Educação> Ensino Superiorl 13/06/2011 lAcessos: 6,587
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast