A produção textual nas séries iniciais

Publicado em: 18/02/2011 |Comentário: 2 | Acessos: 1,532 |

A aprendizagem da língua escrita é uma ação amplamente mais complexa do que a aprendizagem de um instrumento de comunicação. É, antes de tudo, um ato de construção de estruturas de pensamento, capazes de propiciar abstrações mais elaboradas.

Neste sentido, é importante que o docente das séries iniciais realize o ato reflexivo com relação à perspectiva do que a escrita representa, de seus valores e usos sociais. Além da compreensão de como se organiza tal sistema.

O entendimento de que o trabalho com textos não deve ser encarado como pretexto para a introdução de atividades que envolvam palavras chaves ou mesmo famílias silábicas, torna-se imperativo. Este trabalho deve ser compreendido a partir de um contexto interacional, em que as palavras se revestem de sentido e significado para os educandos. É um momento real de uso da linguagem por parte da criança. Devendo ser propostos trabalhos com textos significativos, verdadeiros, pertinentes ao contexto vivenciado pelos educandos, possibilitando-lhes o seu uso no cotidiano.

Desta forma, é papel fundamental da instituição escolar criar condições para que seus educandos ampliem o domínio da língua em todas as suas esferas, quer seja oral, ou escrita. E, consequentemente, despertando a atenção para o fato de que linguagem e pensamento são construções contínuas que, por sua vez, caminham conjuntamente. Em outras palavras que o trabalho desenvolvido no âmbito escolar possibilite a todos educandos o acesso a habilidades e competências para o exercício da cidadania.

A partir desta proposta, é primordial que a organização do ensino proposto pela unidade escolar possibilite a seus educandos o desenvolvimento de conhecimentos discursivos e lingüísticos. Ressaltando-se, que esta ação deve ter início a partir das séries iniciais do ensino fundamental, para que logre os resultados almejados.

Mediante ao exposto no decorrer desta discussão, supõe-se que a mediação do trabalho pedagógico realizado pelo docente perpasse pela ação reflexiva, propondo aos educandos trabalhos que os conduzam ao domínio da leitura e da escrita de acordo com seus propósitos e os da demanda social em vigência. Como também, que lhes despertem a habilidade de expressarem-se apropriadamente em situações de interação oral diferenciadas de seu espaço de vivência cotidiana.

A organização do trabalho pedagógico sob está ótica, deve constituir-se em fonte efetiva de autonomia para o sujeito, possibilitando-lhe uma participação social responsável, em uma sociedade dialética.

O êxito almejado com o trabalho textual nas séries iniciais está arraigado, isto é, dependente de uma prática educativa que tenha como proposta norteadora a formação de cidadãos autônomos e participativos. Partindo da premissa de que os educandos sejam sujeitos ativos dentro de seu processo de aprendizagem, principalmente, que construam significados para o que apreenderam no universo escolar, por meio de múltiplas e complexas interações com objetos de construção do conhecimento.

Sabedores de que o processo educacional se dá, fundamentalmente, pela interação lingüística, o trabalho com a produção de textos tem, ainda, como finalidade contribuir para a formação de escritores competentes, críticos, ativos nos âmbitos sócio, econômico, político e cultural, sendo capazes de produzir textos coerentes, coesos e eficazes. Contribuir para a formação de escritores competentes e habilidosos, sugere, portanto, uma prática contínua de produção de textos em sala de aula, o contato com enormes diversidades de estilo textual, que de fato se aproximem das reais circunstâncias nas quais são produzidos pelos meios de comunicação.

Tudo isso nos evidencia que o acesso ao código escrito não se resume em um adestramento, mas sim implica em um movimento dialético de compromisso entre instrumentos de aprendizagem e o sujeito concreto do processo de construção contínua do conhecimento.

 

 

 

 

 

* Simone Andrade R. dos Santos Rodrigues é Pedagoga e moradora do município de Rondonópolis - MT

 

 

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 1 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-infantil-artigos/a-producao-textual-nas-series-iniciais-4261405.html

    Palavras-chave do artigo:

    linguagem educacao textos

    Comentar sobre o artigo

    O presente artigo tem como objetivo de apresentar a pesquisa sobre a influencia dos meios tecnológicos na educação e aprendizagem de crianças e adolescentes e contribuir com a conscientização sobre os possíveis riscos que as redes sociais oferecem. A pesquisa foi realizada no programa escola da família e teve como base o método dedutivo. Conclui-se que cada vez mais cedo, as redes sociais passam a fazer parte do cotidiano dos alunos e essa é uma realidade imutável.

    Por: Ivan Guilherme Machadol Psicologia&Auto-Ajuda> Gerência de Tempol 06/10/2014 lAcessos: 25
    Jaqueline Almeida

    A comunicação tem o objetivo de usar estratégias apontadas por autores como Lídia Maria Rodrigo, Agostinho, Deleuze, Antônio Gramsci e Sílvio Gallo para o âmbito da educação levando em consideração as experiências que obtive no Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) com apoio da CAPES. Através da análise destes célebres autores, tratarei da importância da disseminação cultural filosófica, o papel

    Por: Jaqueline Almeidal Educaçãol 11/01/2011 lAcessos: 1,124

    Este trabalho teve como objetivo pesquisar a prática pedagógica de professores da Educação Infantil acerca do uso da linguagem oral. Para a coleta de dados foram utilizados a observação e a entrevista. Quatro professoras que atuam na Educação Infantil participaram deste estudo. Os principais autores estudados foram: PCN' s (1997), Barbosa (1994), Cagliari (1990), RCNEI (1998), Ferreiro (1985).

    Por: Luciane do Pradol Educação> Línguasl 09/11/2014 lAcessos: 11
    Patricia Cassia Pereira Porto

    O discurso oral é um tecido social coletivo. Somos herdeiros das tradições orais que formaram vários povos, herdamos das tradições simbólicas as histórias que tecem toda cultura oral nascida no seio da coletividade. As vozes que ecoam das classes populares, dos griôs, dos oprimidos, dos iletrados – é a voz da memória mítica que ao ressurgir como força motriz de uma memória coletiva nos faz mergulhar na nossa História brasileira feita de muitas histórias singulares.

    Por: Patricia Cassia Pereira Portol Educação> Línguasl 05/03/2011 lAcessos: 933

    Impossível pensar a comunicação, no mundo contemporâneo, fora do audiovisual, isto é, da imagética . Nessa rede, comunica-se através da leitura e da produção de formas, volumes, interações de forças e movimentos, traços, cores, sons. A linguagem ganha um novo sentido. A grande característica do mundo atual é exatamente a maneira como se passa a entendê-la. Toda forma de expressão e organização do mundo é texto; todo meio e modo de representação é a linguagem.

    Por: Selmo Alvesl Educação> Línguasl 13/10/2010 lAcessos: 1,610

    O presente artigo tem por objetivo abordar algumas questões sobre a EAD, sua criação, autorização, credenciamento e suas contribuições para a formação docente e profissional, através das novas tecnologias de ensino.

    Por: marcelo donizete da silval Educação> Educação Onlinel 14/09/2009 lAcessos: 14,873 lComentário: 4
    Lucivania da Silva

    O Código de Trânsito brasileiro (CTB), lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, passou a vigorar a partir de 22 de janeiro de 1998, é considerado como um dos códigos mais avançados do mundo, pois trouxe consigo muitas inovações. Uma das mais significativas é que, pela primeira vez, o código traz um capítulo exclusivo à educação, determinando, entre outros aspectos, a educação para o trânsito.

    Por: Lucivania da Silval Educação> Educação Infantill 16/10/2013 lAcessos: 87
    Alinne do Rosário Brito

    A função educativa por ter-se mostrado capaz, em diversos experimentos empíricos realizados, desenvolveM níveis diferentes de experiências pessoais e coletivas e a propiciar novas descobertas, além de contribuir na socialização. Neste trabalho, buscou-se aproximar as representações históricas do jogo, ás teorias que o balizam como atividade rica, prazerosa e motivadora da aprendizagem .

    Por: Alinne do Rosário Britol Educaçãol 18/07/2012 lAcessos: 1,448

    O presente artigo tem como objetivo conferir uma alternativa metodológica, leitura de textos que contextualizam o assunto corpo humano proporcionando uma aprendizagem significativa. O trabalho foi desenvolvido em uma turma de sétima série de uma escola estadual do município de Rio Grande. Os resultados demonstram que os educandos eram acostumados a leitura tradicional do livro didático e se surpreenderam com os novos textos que foram entregues a eles, provocando um grande interesse dos mesmos.

    Por: Camila Fonsecal Educação> Ciêncial 14/02/2011 lAcessos: 3,011
    Nathália Alves de Oliveira

    A pesquisa monográfica tem como objetivo definir qual a importância da contação de histórias para a educação infantil através do estudo bibliográfico de teóricos sobre a literatura infantil. O estudo revela ainda a importância do professor ao inserir a literatura no seu planejamento para o processo de construção de competências, criatividade e criticidade, revelando histórias que despertam a imaginação, trabalham a concentração, ensinam princípios, o conceito entre o bem e o mal ...

    Por: Nathália Alves de Oliveiral Educação> Educação Infantill 08/02/2012 lAcessos: 4,952

    Como obter as informações de que necessitamos para acompanhar os percursos dos estudantes? Como apreender os modos como eles representam os conceitos? Como saber o que pensam sobre o que ensinamos para pensarmos nas possibilidades pedagógicas que assegurariam a qualidade do ensino-aprendizagem? Como proceder para que os estudantes evidenciem seus avanços e suas dificuldades?

    Por: Maria Cristinal Educação> Educação Infantill 18/11/2014

    Aprender com prazer, aprender brincando, brincar aprendendo, aprender a aprender, aprender a crescer: a escola é, sim, espaço de aprendizagem. Assim, é fundamental que cada professor se sinta desafiado a repensar o tempo pedagógico, analisando se ensina o que é de direito para os estudantes e se a seleção de conteúdos, capacidades e habilidades é de fato importante naquele momento.

    Por: Maria Cristinal Educação> Educação Infantill 18/11/2014

    A prática educativa está fortemente relacionada a processos de comunicação e interação entre os seres, que a utilizam para assimilar seus saberes, habilidades, técnicas, valores, atitudes, e, através disso, construir novos saberes. Sendo assim, não se pode reduzir a educação ao simples ato de ensinar e a pedagogia como um conjunto de métodos que possibilita o ensino. Sendo assim, surge um questionamento essencial a todo aquele que quer compreender, viver e fazer pedagogia: quem é o pedagogo?

    Por: Maria Cristinal Educação> Educação Infantill 18/11/2014

    A questão da inclusão de pessoas portadoras de necessidades especiais em todos os recursos da sociedade ainda é muito incipiente no Brasil. Movimentos nacionais e internacionais têm buscado um consenso para formatar uma política de inclusão de pessoas portadoras de deficiência na escola regular.

    Por: Jania Gasques bordonil Educação> Educação Infantill 17/11/2014
    Liamara Lucia de Almeida Cacho

    Nos anos iniciais, a disciplina que trabalha as noções históricas, de espaço e tempo é chamada de Estudos Sociais. Neste período o professor deve transmitir aos alunos noções fundamentais de organização da vida em sociedade, de como se organiza o próprio município, da atuação das autoridades, organizações e hierarquias, noções de respeito e educação cidadã, além dos deveres e direitos humanos.

    Por: Liamara Lucia de Almeida Cachol Educação> Educação Infantill 14/11/2014 lAcessos: 11
    Liamara Lucia de Almeida Cacho

    Como todos já sabem e ouviu-se muito falar, a educação autônoma é a mais viável e satisfatória nos dias de hoje. Com tantas transformações ocorrendo em tempo real, e em nível econômico, político e social, além de cultural também. Com base nisto, quero colocar alguns dos meus pensamentos sobre a educação.

    Por: Liamara Lucia de Almeida Cachol Educação> Educação Infantill 14/11/2014
    Liamara Lucia de Almeida Cacho

    Há tempos busca-se formar integralmente o homem, provavelmente, nenhuma palavra expressa mais essa ideia de formação humana que a palavra, oriunda da Cultura Grega, Paídeia, que exprimia o ideal de desenvolver no ser homem aquilo que era considerado próprio da sua natureza, essa ideia perpassou o humanismo renascentista chegando até aos nossos dias atuais. Diante disso, cabe perguntar: O que significa essa totalização da formação humana? Pode ser definido em um único conceito?

    Por: Liamara Lucia de Almeida Cachol Educação> Educação Infantill 14/11/2014

    A educação inclusiva é voltada de todos para todos, os ditos "normais" e as pessoas com algum tipo de deficiência poderão aprender em conjunto. Uma pessoa dependerá da outra para que realmente exista uma educação de qualidade. A função de separar e classificar os alunos, rotulando-os como menos ou mais capazes, dá lugar a de escolher cada um, valorizando suas potencialidades, sua linguagem, suas diferenças, bem como os instrumentos que ampliam suas possibilidades de aprender, de comunicar e de i

    Por: Darci Martinsl Educação> Educação Infantill 14/11/2014 lAcessos: 13
    Simone Andrade R. S. Rodrigues

    No cenário educativo, os jogos ajudam a criança no seu desenvolvimento físico, afetivo, intelectual e social, pois, por meio das atividades lúdicas, a criança forma conceitos, reforça habilidades, estabelece relações lógicas, além de desenvolver a expressão oral e corporal.

    Por: Simone Andrade R. S. Rodriguesl Educação> Educação Infantill 27/10/2014 lAcessos: 20
    Simone Andrade R. S. Rodrigues

    Entende-se por racismo no futebol, qualquer prática racista oriunda de xingamentos ou algum tipo de sinal obsceno, praticada em campo durante alguma partida de futebol ou ainda nas arquibancadas, direcionada a algum dos participantes diretos da partida. A rivalidade entre times pode ser uma das explicações, mas alguns casos se tornaram tão polêmicos que atingiram em cheio a mídia e as pessoas pela revolta do ato completamente errôneo.

    Por: Simone Andrade R. S. Rodriguesl Educação> Educação Infantill 26/10/2014 lAcessos: 14
    Simone Andrade R. S. Rodrigues

    Iniciamos esta discussão indagando aos nossos leitores se em algum momento pararam para observar as inúmeras expressões faciais que docentes e educandos protagonizam em sala de aula? Frente a isto nos questionamos: o que aconteceu com nossos alunos? O que houve com a docilidade, amabilidade, respeito, e admiração com a figura docente? Por quais caminhos se dispersaram? E por que não dizer a humanização do ambiente escolar?

    Por: Simone Andrade R. S. Rodriguesl Educação> Educação Infantill 26/10/2014
    Simone Andrade R. S. Rodrigues

    A gênese do modelo escolar de alfabetização data aproximadamente um pouco mais de dois séculos de história. Surgiu na França após a Revolução Francesa. A alfabetização se tornou o fundamento da escola básica e a leitura – escrita sinônimos da aprendizagem escolar e historicamente podendo ser classificadas por três momentos distintos.

    Por: Simone Andrade R. S. Rodriguesl Educação> Educação Infantill 18/11/2013 lAcessos: 43
    Simone Andrade R. S. Rodrigues

    Atualmente em todos os âmbitos da esfera humana, há uma grande preocupação com a questão dos valores humanos. Os jovens estão cada vez mais incertos quanto aos valores que norteiam suas ações. No bojo do processo de globalização que vivenciamos a escola também é afetada, pois reflete os problemas da sociedade contemporânea.

    Por: Simone Andrade R. S. Rodriguesl Educação> Educação Infantill 06/02/2013 lAcessos: 68
    Simone Andrade R. S. Rodrigues

    Vivemos em um mundo intensamente ativo, onde as mudanças se dão de forma rápida nos âmbitos social, político, econômico, institucional e organizacional. A sobrecarga a qual as pessoas estão submetidas as conduzem diretamente ao stress, sobretudo, à doenças crônicas, as quais correntemente vemos noticiadas nos meios de comunicação e simploriamente denominada como "doenças da modernidade".

    Por: Simone Andrade R. S. Rodriguesl Saúde e Bem Estar> Medicinal 06/04/2012 lAcessos: 89
    Simone Andrade R. S. Rodrigues

    O racismo consiste na crença da superioridade de uma raça sobre as outras. Essa crença, por sua vez, defende a separação entre as "raças" com direitos e deveres distintos, chegando ao extremo da defesa do baniamento ou da exclusão social. De acordo com estudos realizados, as bases do DNA de nosso Genoma é constituído apenas por uma raça no Homo Sapiens, que é a raça humana.

    Por: Simone Andrade R. S. Rodriguesl Educação> Educação Infantill 21/02/2011 lAcessos: 271
    Simone Andrade R. S. Rodrigues

    Depressão, uma nomenclatura às vezes desconhecida ou discriminada por muitos. Mas não há como negá-la, ela de fato existe e nos faz trilhar pelo caminho da luz e das trevas. A depressão deve ser entendida em consonância com sua verdadeira definição, ou seja, como uma significativa perturbação da saúde, uma condição de enfraquecimento, uma doença. Ela não é apenas um "mau dia", mas sim, uma grave doença mental, estando qualquer pessoa vulnerável às suas garras.

    Por: Simone Andrade R. S. Rodriguesl Saúde e Bem Estar> Medicinal 21/02/2011 lAcessos: 88

    Comments on this article

    0
    Maria Cicera Nunes 04/04/2011
    gostaria de faser um trabalho de geografia do primeiro grau sétima série sobre granitos basaltos rochas calcarios ele dice que na prócima aula el e vai falar sobre pedras me ajude.obrigada
    0
    cicera 04/04/2011
    me ajude o professor de geografia estava falando sobre calcário arenitos basaltos rochas e quando a aula terminol ele falou que a prócima aula ele vai falar sobre pedras, não consigo encontrar nenhum trabalho que fale sobre as pedras me ajude por favor. obrigada
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast