A Psicomotricidade Como Pré Requisito Ao Processo De Alfabetização

Publicado em: 22/12/2008 |Comentário: 5 | Acessos: 19,075 |

Psicomotricidade é uma prática pedagógica que objetiva colaborar para o desenvolvimento global da criança no processo de ensino-aprendizagem, proporcionando os aspectos físicos, mental, e sócio-cultural, visando coerência com a realidade dos educandos. É a capacidade de coordenar os movimentos pressupondo o exercício de múltiplas funções psicológicas, motoras, de memorização, atenção, observação, raciocínio, discriminação, etc.  O entendimento dos processos relacionados à motricidade  é de suma importância para o planejamento pedagógico e psicopedagógico, centrado no desenvolvimento do aprendiz. Várias crianças tem apresentado deficit de aprendizagem devido á ausência de trabalhos focando certas habilidades necessárias a este avanço. Neste caso é necessário o apoio de um Psicopedagogo, que fará o diagnóstico e certamente, indicará a melhor maneira de se trabalhar com estas crianças. Todavia, este quadro pode ser evitado, se as Instituições responsáveis pela Educação Infantil adotarem o "brincar" como recurso necessário e diário em seus planejamentos.

A criança que anda sobre uma linha no chão; pula pneus, corda, amarelinha; rasteja; corre; engatinha; encontra objetos escondidos; percebe diferenças entre o cenário anterior e o atual; participa de atividades de musicalização; canta; dança; brinca de roda, de cabra cega, de passar anel, de baliza, de pique-pega, de pique-esconde, de pique-cola, de macaco disse, de Maria viola, etc... dificilmente apresentará dificuldades no processo de alfabetização. Os tradicionais rabinhos de porco e pontilhados dão lugar ao brincar com função pedagógica, andar sobre o rabinho de porco, desenhar no chão e observar seu desenho e os desenhos dos colegas. Ainda, adquirir ritmo através da musicalização, esquerda / direita, em cima / em baixo, fino / grosso, alto / baixo, grande / pequeno e tantas outra habilidades que possibilitam um rápido entendimento do processo de escrita e da leitura. Movimentos de pinça (pegar objetos com a ponta dos dedos), soprar canudinhos (bolinha de sabão), confeccionar pipas e brinquedos, rasgar e embolar papéis, reconhecimento de partes do seu corpo (macaco disse), favorecem o pegar no lápis e nos demais objetos escolares, estimulam o traçado das letras e a observação das diferenças entre b e d, por exemplo.

As trocas de V por F, D por T, podem ser evitadas desenvolvendo atividades que estimulem a percepção auditiva das crianças. Essas atividades possibilitam também a socialização dos educandos, respeito à sua vez, e às regras das atividades, disciplina e cooperação. A criança que tem o previlégio de fazer parte de uma Educação Infantil que enfatize as brincadeiras em seus planejamentos, certamente não encontrará dificuldades no processo de alfabetização, pois aprendeu de forma concreta, aquilo que no tempo certo irá colocar no papel. Em controvérsia, quando esta fase não é trabalhada, os danos se estenderão por boa parte - ou toda - a vida escolar da criança. A alfabetização pode e deve ser trabalhada na Educação Infantil, desde que isto aconteça de forma lúdica respeitando a idade e o tempo da criança.

Avaliar artigo
5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 20 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-infantil-artigos/a-psicomotricidade-como-pre-requisito-ao-processo-de-alfabetizacao-693866.html

    Palavras-chave do artigo:

    alfabetizacao

    ,

    brincar

    ,

    psicomotricidade

    Comentar sobre o artigo

    O presente artigo é uma discussão acerca dos conteúdos da psicomotricidade no processo de aprendizagem e desenvolvimento do aluno. Partiu-se de uma revisão bibliográfica acerca do que é o brincar e sua relação direta no processo educacional, bem como sua função de desenvolver os aspectos psicomotores. A psicomotricidade é um conteúdo de vital importância na Educação Física Escolar que contribui para o desenvolvimento afetivo, cognitivo, motor e psicológico.

    Por: Izabel Ap. de C. Cândido Costal Educaçãol 02/07/2009 lAcessos: 23,387
    Tamaris Fontanella

    O brincar é uma atividade espontânea e natural da criança. Esse artigo tem como objetivo explanar sobre a importância dos jogos e brincadeiras no processo ensino-aprendizagem para que a criança mantenha seu equilíbrio com o mundo como mecanismos de identificação cultural e de formação educativa.

    Por: Tamaris Fontanellal Educação> Educação Infantill 22/10/2012 lAcessos: 1,125
    Maria Alves

    O presente artigo aborda reflexões que resultaram de uma proposta de formação continuada na qual se trabalhou a Importância dos Jogos e Brincadeiras no Processo de Alfabetização e Letramento. A proposta possibilitou aos professores e a equipe pedagógica perceber a importância de explorar os Jogos e as Brincadeiras no desenvolvimento das atividades pedagógicas utilizando a ludicidade com os discentes nos processos de ensino e aprendizagens.

    Por: Maria Alvesl Educaçãol 13/08/2013 lAcessos: 332

    O objetivo deste artigo é relatar a experiência de participação no projeto de psicologia escolar, denominado Mundo Imaginário, que ocorreu entre maio e junho de 2013. A proposta de intervenção em Psicologia Escolar/Educacional envolveu basicamente a aplicação de atividades para as crianças que fazem parte do preparatório para o primeiro ano do ensino fundamental, em uma escola filantrópica de Teresina-Pi, a partir de demandas relatadas e observadas pelos professores de tais turmas.

    Por: Daniel Soaresl Educaçãol 26/08/2014 lAcessos: 24
    WALERIA MARTINS RIBEIRO

    RESUMO O movimento corporal utilizada como estratégia para a passagem da Educação Infantil para 1ª série/2º ano do Ensino Fundamental, possibilita articular a movimentação do corpo na busca do saber, o que fará com que a criança desenvolva a personalidade, a conscientização de suas possibilidades de agir e transformar o mundo a sua volta, incentivando uma relação saudável com o próprio o corpo e o uso dele na aprendizagem. Dessa forma a Psicomotricidade se torna um importante instrumento de apr

    Por: WALERIA MARTINS RIBEIROl Educaçãol 15/07/2009 lAcessos: 1,816

    Este trabalho toma como percurso a descrição da prática docente na utilização dos jogos tradicionais, em instituição particular, na cidade de Salvador-Bahia. As discussões estão pautadas em Kishimoto; Friedmann; Chateau; Freire; Piaget e Vigotsky. Partindo do pressuposto de que se as aprendizagens são variadas, é necessário que o professor esteja em constante renovação e reflexão de sua prática, para que alcance as necessidades da criança.

    Por: Geraldo Francisco dos Santosl Educação> Educação Infantill 22/04/2011 lAcessos: 7,025 lComentário: 1
    Thiago R. Silva

    O presente artigo tem como intuito demonstrar os fatores que influenciam na dificuldade dos discentes no processo de leitura e escrita no período da alfabetização. Vale salientar que a prática pedagógica é fator preponderante na aquisição dessas habilidades e as dificuldades advindas desse processo, pois os mecanismos adotados pelos docentes durante a intervenção psicopedagógica propiciará a esses um avanço qualitativo no desenvolvimento cognitivo, social, cultura e até mesmo em seu relacionamen

    Por: Thiago R. Silval Educação> Educação Infantill 14/07/2011 lAcessos: 6,547
    Grazielle Jesus da Silva

    Este estudo desenvolveu-se com a pretensão maior de identificar o interesse dos alunos praticantes de natação de 8 a 10 anos pela recreação aquática livre ou dirigida e a posteriori relacionar os resultados há possíveis interferências no nível de motivação no processo ensino-aprendizagem da natação. Através da pesquisa pudemos detectar a carência de atividades lúdicas como um instrumento pedagógico durante as aulas e trazer a questão da motivação como um fator decisivo na aprendizagem.

    Por: Grazielle Jesus da Silval Esportel 27/01/2010 lAcessos: 5,803 lComentário: 1
    Simone Andrade R. S. Rodrigues

    No cenário educativo, os jogos ajudam a criança no seu desenvolvimento físico, afetivo, intelectual e social, pois, por meio das atividades lúdicas, a criança forma conceitos, reforça habilidades, estabelece relações lógicas, além de desenvolver a expressão oral e corporal.

    Por: Simone Andrade R. S. Rodriguesl Educação> Educação Infantill 27/10/2014
    Simone Andrade R. S. Rodrigues

    Entende-se por racismo no futebol, qualquer prática racista oriunda de xingamentos ou algum tipo de sinal obsceno, praticada em campo durante alguma partida de futebol ou ainda nas arquibancadas, direcionada a algum dos participantes diretos da partida. A rivalidade entre times pode ser uma das explicações, mas alguns casos se tornaram tão polêmicos que atingiram em cheio a mídia e as pessoas pela revolta do ato completamente errôneo.

    Por: Simone Andrade R. S. Rodriguesl Educação> Educação Infantill 26/10/2014
    Simone Andrade R. S. Rodrigues

    Iniciamos esta discussão indagando aos nossos leitores se em algum momento pararam para observar as inúmeras expressões faciais que docentes e educandos protagonizam em sala de aula? Frente a isto nos questionamos: o que aconteceu com nossos alunos? O que houve com a docilidade, amabilidade, respeito, e admiração com a figura docente? Por quais caminhos se dispersaram? E por que não dizer a humanização do ambiente escolar?

    Por: Simone Andrade R. S. Rodriguesl Educação> Educação Infantill 26/10/2014
    edivaldo coelho da silva

    EDUCAÇÃO NAS ESCOLAS SOBRE SEGURANÇA DO TRABALHO PARA CRIANÇAS PARA AS MESMAS AO CHEGAS DENTRO DAS ORGANIZAÇÕES ESTAREM PREPARADAS PARA AS ADVERSIDADES DOS RISCOS ENCONTRADOS NAS ATIVIDADES LABORAIS A ATUAR COM SEGURANÇA.

    Por: edivaldo coelho da silval Educação> Educação Infantill 26/10/2014 lAcessos: 11
    ELISETE AMADOR PEREIRA

    Nosso artigo de opinião vem tratando do perfil ou papel do Coordenador Pedagógico em nossa escola, na cidade de Alto Araguaia- MT. Percebemos que o papel do Coordenador Pedagógico em nossa escola tem sido diferente do que realmente deve ser, ou seja, o Coordenador Pedagógico tem desempenhado funções alheias às suas, fazendo mais o papel administrativo e burocrático do que o pedagógico. é sobre isso que falaremos aqui, dando nossa opinião.

    Por: ELISETE AMADOR PEREIRAl Educação> Educação Infantill 23/10/2014

    O presente artigo aborda o sistema de ensino de língua portuguesa envolvendo o aluno com dislexia e os professores que atuam na 5º serie, no contexto educacional de nível fundamental II.Visa investigar, as metodologias adotadas em sala nas aulas de língua portuguesa e se são suficientes para proporcionar aulas apropriadas quão grandemente necessárias, para contemplar as especificidades do aluno disléxico, de maneira a assegurar o seu aprendizado.

    Por: Taynara Freitas de Souzal Educação> Educação Infantill 22/10/2014 lAcessos: 15

    As conexões entre brincar, aprender e ensinar são perceptíveis quando o educador consegue conciliar os objetivos pedagógicos com os objetivos dos alunos. Ensinando a aprender contribuindo para o desenvolvimento da subjetividade, para a construção do ser humano autônomo e criativo, preparando para o exercício da cidadania e da vida coletiva incentivando a buscar justiça social e igualdade com o respeito à diferença.

    Por: Rosana Maciel Averl Educação> Educação Infantill 12/10/2014 lAcessos: 39

    Este artigo tem como objetivo apresentar a pesquisa sobre o impacto do programa escola da família na vida de crianças e adolescentes da Escola Vicente Minicucci na cidade de Franca . A pesquisa foi desenvolvida na Escola Estadual Vicente Minicucci, na cidade de Franca - SP. Seguindo os métodos de observação e questionário aplicados aos responsáveis e participantes do programa. Foi possível perceber que esse programa tem sido de suma importância pelo fato de tirar as crianças da rua, lugar

    Por: Leticia Oliveiral Educação> Educação Infantill 06/10/2014 lAcessos: 24

    Em tempos atuais os distúrbios de aprendizagem tem se destacado desde a Educação Infantil e gerando consequências em todo processo educacional. Todavia é necessário diferenciá-los da deficiência e da dificuldade de aprendizagem.

    Por: Angela Adriana de Almeida Limal Educação> Educação Infantill 27/07/2010 lAcessos: 1,301

    Para que haja um processo inclusivo significativo na Educação Infantil é necessário que se pense um trabalho que envolva esta prática.

    Por: Angela Adriana de Almeida Limal Educação> Educação Infantill 07/10/2009 lAcessos: 2,502 lComentário: 1

    A musicalização é fator primordial na Educação Infantil, sendo co-responsável por grandes avanços no desenvolvimento global das crianças.

    Por: Angela Adriana de Almeida Limal Educação> Educação Infantill 07/10/2009 lAcessos: 3,119 lComentário: 1

    O presente projeto visa trabalhar a função de compra e venda com crianças na educação infantil.

    Por: Angela Adriana de Almeida Limal Educação> Educação Infantill 07/10/2009 lAcessos: 1,532

    O presente texto visa proporcionar ao leitor um breve conhecimento sobre algumas das principais doenças oculares, tanto em caráter informativo como preventivo.

    Por: Angela Adriana de Almeida Limal Saúde e Bem Estarl 23/12/2008 lAcessos: 18,621 lComentário: 11

    A Educação Infantil é o início da vida escolar de muitas crianças. Atualmente pode se dizer que todas as crianças passam por ela, tanto em creches, instituições publicas, ONGs ou em instituições particulares. Entretanto, em todas as situações é necessário que o profissional da Educação Infantil tenha um perfil apropriado a esta fase do desenvolvimento infantil, esteja aberto a sugestoes e a troca de experiências tão essenciais a este trabalho.

    Por: Angela Adriana de Almeida Limal Educação> Educação Infantill 23/12/2008 lAcessos: 76,724 lComentário: 13

    Pode se afirmar que Mobbing é o Bullying nas empresas, sendo o maior responsável pelo afastamento de muitos profissionais de seus locais de trabalho, bem como de situações desagradáveis envolvendo seus funcionários.

    Por: Angela Adriana de Almeida Limal Relacionamentos> Relações Amorosasl 18/12/2008 lAcessos: 2,464 lComentário: 4

    Embora o Bullying tenha sido alvo de pesquisas envolvendo as séries iniciais e Ensino Médio, evidências comprovam sua prática também no Ensino Superior.

    Por: Angela Adriana de Almeida Limal Educação> Ensino Superiorl 17/12/2008 lAcessos: 9,781 lComentário: 6

    Comments on this article

    0
    LILIAN CRISTIANE DE SOUZA 25/10/2011
    Esta materia me ajudou muito, esta muito bem desenvolvido o tema. Sempre que presezar vou procurar por seus artigos.
    Seus artigos tem ma linguagem muito facil de ser entendida.
    Obrigado! Parabéns
    0
    francisco de assis ferreira da silva 24/02/2010
    Seus artigos são ótimos e tem uma temática bem elaborada com a demanda de educação infantil e séries Íniciais, sou professor e trabalho com educação de 1-° ao 5-º ano, e esses artigos serão estudados em nossas formações continuada,!! Parabéns
    1
    Fabiana Barreto 04/12/2009
    Gostei muito do artigo, meu filho que vai fazer 4 anos, esta matriculado no 1º periodo e eu quero muito me informar para poder dar a ele o suporte necessario para o seu desenvolvimento nesse momento tao importante,pois o que ele aprender agora irá refletir por toda a vida.
    1
    Alaide Both 06/05/2009
    Gostaria de receber alguns artigos para Educação infantile ensino fundamental, pois estou cursando a faculdade de pedagogia no 3º semestre. Me interessaria muito.
    0
    Ana Maria Dos Santos 23/02/2009
    Adorei pois o educador pedagogico tem por obrigação de saber como conquista uma crinça , saber dar carinho brincar com ela ,e entender nas sua brincadeiras, cantar pular, dançar,gritar emfim. E alem do mais saber educar e se comportar como educador.
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast