Benevolência

Publicado em: 31/12/2008 |Comentário: 1 | Acessos: 7,282 |

Em um hospital, um rapaz andava pelos corredores quando viu a porta de um quarto aberta. Lá estava um senhor de idade avançada, muito doente, em sua cama, sozinho. Seu olhar profundo e triste parecia dizer: “Estou esperando que alguém venha me ver”.



O rapaz entrou no quarto, puxou uma cadeira junto à cama e com as mãos do doente entre as suas disse baixinho, só para ele ouvir:


__ Papai eu estou aqui.



O velho trêmulo voltou á cabeça, com os olhos de felicidade, sorriu para o rapaz, e tornou a fechar os olhos com um semblante de paz.



O rapaz passou a noite toda segurando e acariciando aquelas mãos quase sem vida.



Nas visitas noturnas de médicos e enfermeiras, todos ficaram admirados com a dedicação daquele jovem.



Ao amanhecer, o velho estava morto, mas trazia um semblante de imensa alegria estampada no rosto.



As enfermeiras entraram no quarto dando as condolências pela morte do seu pai.



Então ele olhou mais uma vez para o velho e disse a todos:


__Obrigado, mas ele não era meu pai.



Em seguida, saiu deixando todos surpresos por sua atitude e se perguntando: “Se ele não era o filho porque então se comportou como tal, por que passou todo esse tempo ao lado daquele senhor”.



*************************************************************************



Este texto é ótimo para incentivar a criatividade dos alunos, criando situações para o desfecho do texto.


Você pode trabalhar em grupo ou individual.


Procurar fazer com que o aluno possa criar situações diferentes para o caso.


O professor tem que ensiná-lo a criar e a pensar em novas situações e ampliar o seu vocabulário.




Você poderá fazer um roteiro para ajudá-lo.



1)- Quem você acha que é o rapaz?


2)-O que é Benevolência?


3)-O rapaz só fez por bondade?


4)-Por que ele ficou até o fim com o velho?



5)-Será que ele era mesmo seu filho?


6)- Ou seria a morte a espera do ato final?


7)- Você acha que o velho acreditou que fosse mesmo seu filho?


8)- Se você estivesse no lugar do rapaz, qual seria a sua reação?


9)-Dê uma outra solução para o mistério.


Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-infantil-artigos/benevolencia-704847.html

    Palavras-chave do artigo:

    educacao infantil

    ,

    textos para criatividade dos alunos

    Comentar sobre o artigo

    Jaqueline de Andrade

    Este artigo pretende demostrar a importância do planejamento de atividades na educação infantil. As instituições de educação não têm apenas atribuições assistencialistas, por isso é importante relembrar aos educadores que trabalham com essa faixa etária a importância do planejamento como um fator essencial na contribuição do desenvolvimento da criança.

    Por: Jaqueline de Andradel Educação> Educação Infantill 16/06/2014 lAcessos: 97

    Este artigo propõe uma discussão sobre o processo de alfabetização na educação infantil a partir do trabalho com as diversas linguagens. Problematizando falas de diferentes sujeitos envolvidos na educação das crianças: docentes, coordenadores, direção e as próprias crianças bem como uma reflexão sobre o próprio cotidiano.

    Por: Julia Maria da Silval Educação> Educação Infantill 05/11/2013 lAcessos: 297

    Este trabalho teve como objetivo pesquisar a prática pedagógica de professores da Educação Infantil acerca do uso da linguagem oral. Para a coleta de dados foram utilizados a observação e a entrevista. Quatro professoras que atuam na Educação Infantil participaram deste estudo. Os principais autores estudados foram: PCN' s (1997), Barbosa (1994), Cagliari (1990), RCNEI (1998), Ferreiro (1985).

    Por: Luciane do Pradol Educação> Línguasl 09/11/2014 lAcessos: 37
    Nathália Alves de Oliveira

    A pesquisa monográfica tem como objetivo definir qual a importância da contação de histórias para a educação infantil através do estudo bibliográfico de teóricos sobre a literatura infantil. O estudo revela ainda a importância do professor ao inserir a literatura no seu planejamento para o processo de construção de competências, criatividade e criticidade, revelando histórias que despertam a imaginação, trabalham a concentração, ensinam princípios, o conceito entre o bem e o mal ...

    Por: Nathália Alves de Oliveiral Educação> Educação Infantill 08/02/2012 lAcessos: 5,562
    Alana Sardinha Freitas

    O artigo relata experiências vivenciadas numa escola de Educação Infantil na cidade de Itapetinga, Ba, durante a aplicação de um Projeto de Leitura"Histórias Infantis no Contexto da Pré-escola: Janelas Abertas Para Novos Leitores",com objetivo de despertar nas crianças hábitos de leitura e um olhar crítico sobre o mundo. Contribuindo para o desenvolvimento da autonomia, da criatividade, das múltiplas habilidades, o uso das potencialidades na realização das atividades propostas. Apresenta ainda o

    Por: Alana Sardinha Freitasl Educação> Educação Infantill 31/10/2011 lAcessos: 2,247
    Marcelo Gomes González

    O Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil é um documento que equivale aos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs), já que foi criado pelo MEC em 1998. No entanto, há um debate ferrenho entre as grandes esferas da administração é o fato desse nível de ensino compor a Educação Básica, mas ser posta de forma facultada, fazendo com que, muita das vezes, não seja cursada pela criança, que fica com um ensino deficitário na base do conhecimento.

    Por: Marcelo Gomes Gonzálezl Educação> Educação Infantill 17/10/2012 lAcessos: 747
    Lucivania da Silva

    O Código de Trânsito brasileiro (CTB), lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, passou a vigorar a partir de 22 de janeiro de 1998, é considerado como um dos códigos mais avançados do mundo, pois trouxe consigo muitas inovações. Uma das mais significativas é que, pela primeira vez, o código traz um capítulo exclusivo à educação, determinando, entre outros aspectos, a educação para o trânsito.

    Por: Lucivania da Silval Educação> Educação Infantill 16/10/2013 lAcessos: 112
    SANDRA VAZ DE LIMA

    A Proposta Pedagógica que fundamenta o trabalho na Educação Infantil em Telêmaco Borba tem em princípio o homem como um ser histórico, intimamente ligado às relações sociais, políticas, históricas e culturais, às contradições e ao movimento que emanam do processo pedagógico.

    Por: SANDRA VAZ DE LIMAl Educaçãol 15/02/2010 lAcessos: 7,110 lComentário: 4
    Gracilene Martins da Silva

    Este artigo trata sobre a importância do brincar para a criança, caracterizando seu processo de aprendizagem. Apresenta contribuições que consistem no comportamento humano e infantil durante as brincadeiras. Enfatizando sobre o papel que o professor exerce durante as brincadeiras e os tipos de brincadeiras que podem contribuir para o aprendizado da criança, resgatando atitudes positivas em sala de aula. Adquirindo conhecimentos nessa fase importante que é o desenvolvimento da criança.

    Por: Gracilene Martins da Silval Educação> Educação Infantill 30/01/2015 lAcessos: 81

    O presente trabalho é uma contribuição para a prática dos professores de Educação Infantil; busca-se, com ele, conduzir os docentes a refletirem sobre o processo de alfabetizar letrando, duas ações pedagógicas que se processam de maneira imbricada no início da escolarização. Nesse caminhar, discorremos também sobre a importância de se trabalhar com a literatura na Educação Infantil e suas implicações em relação ao processo de ensino aprendizagem.

    Por: dinalral Educação> Educação Infantill 26/01/2015 lAcessos: 36
    Rita de Cássia Santos Almeida

    Este artigo trata da influência que os contos de fadas exercem sobre as crianças. Acredita-se que todos os personagens dessas narrativas, de alguma forma tornam-se 'modelos' para as crianças. Elas acabam se imaginando na versão dos personagens bons, acreditando que isso poderá levá-las à solução de seus problemas, de modo ético e final e assim resolverem seus conflitos interiores da melhor forma possível e viverem felizes para sempre...

    Por: Rita de Cássia Santos Almeidal Educação> Educação Infantill 12/04/2015 lAcessos: 14
    Joseléia Graciano da Silva

    Este artigo surgiu a partir da proposta de analisarmos a escrita em crianças na fase de alfabetização e letramento. Para tanto, buscou-se verificar em textos de crianças nessa fase os fatores que indicam o inicio da aquisição da escrita pela criança, e, assim, realizar uma análise dos dados coletados, não considerando as inadequações da língua padrão como "erro", mas sim como construção de conhecimento.

    Por: Joseléia Graciano da Silval Educação> Educação Infantill 11/04/2015 lAcessos: 13

    Este artigo apresenta um breve histórico de como iniciou o atendimento as pessoas com deficiência até aos dias de hoje. Fala da Constituição Federal de 1988 que deu o primeiro passo a implementação da Educação Inclusiva no nosso país.

    Por: MARCIA AP.M.FARIASl Educação> Educação Infantill 30/03/2015 lAcessos: 23

    Ao destacar o tema "dificuldade de aprendizagem" muitos confundem esta concepção com uma desatenção em sala de aula ou 'espírito bagunceiro' das crianças. Mas a dificuldade de aprendizagem é tratada por muitos teóricos e estudiosos como um distúrbio ,que pode ser gerado por uma série de problemas cognitivos ou emocionais , afetando o individuo em qualquer área do desempenho escolar.Este artigo visa apresentar uma breve reflexão sobre essas concepções

    Por: Eliete Lopes Matricardil Educação> Educação Infantill 27/03/2015 lAcessos: 18

    Esta temática esta presente diariamente em reuniões que buscam analisar e discutir o problema, para então apontar formas para resolver os distúrbios disciplinares no cotidiano das escolas. A desmotivação e a indisciplina são os maiores obstáculos apresentados pelos professores, que se deparam no dia a dia com à desordem em sala de aula e na escola, além de apresentar como parte desta reclamação a desatenção dos alunos, a falta de interesse e de respeito dos estudantes.

    Por: Eliete Lopes Matricardil Educação> Educação Infantill 27/03/2015 lAcessos: 25

    Este presente Artigo trata de uma reflexão sobre a temática da disortográfia e a importância do trabalho em conjunto dos profissionais educacionais, pacientes e familiares no diagnóstico,tratamento e superação desta distúrbio. Descrevendo a importância do apoio psicopedagogico para se superar tal dificuldade expressa e identificada geralmente nas séries iniciais do Ensino Fundamental.

    Por: Eliete Lopes Matricardil Educação> Educação Infantill 27/03/2015 lAcessos: 17

    Acredito que o gosto pela leitura se apreende, é lendo que as pessoas aprendem a gostar de ler, e já de pequenos podemos, ou não, criar o hábito de leitura. Já dizia Carlos Drummond de Andrade que "a leitura é uma fonte inesgotável de prazer, mas por incrível que pareça, a quase totalidade não sente esta sede".

    Por: MARCIA AP.M.FARIASl Educação> Educação Infantill 25/03/2015 lAcessos: 24

    Os contos nasceram, em geral, dos mitos; representam simbolicamente os acontecimentos humanos e sociais e reproduzem, em personagens e situações, valores que atravessam os séculos, porque correspondem a características permanentes do ser humano. Nelly Novaes Coelho, em seu livro Literatura Infantil: teoria, análise, didática, divide esse tipo de narrativa em contos de encantamento, contos maravilhosos e contos de fadas.

    Por: Alexandrina M. P. de Fariasl Educação> Educação Infantill 08/03/2015 lAcessos: 41

    Uma linda e delicada borboleta vem batendo suas asas muito coloridas e pousando em cada flor para sentir o perfume adocicado das flores.

    Por: Neuza Razzal Literatura> Ficçãol 13/09/2009 lAcessos: 120

    Que coisa mais gostosa quando em nosso rosto bate o vento suavemente, como se fosse uma leve caricia. Se fosse sempre assim como seria bom, é o pensamento de uma linda e majestosa palmeira, com suas folhas verdes, brilhantes balançando ao sabor daquela brisa que levanta suas folhas como se estivesse em um baile, rodopiando alegremente nos braços desse vento delicado e amoroso pelo imenso salão todo iluminado.

    Por: Neuza Razzal Literatura> Ficçãol 13/09/2009 lAcessos: 180

    Bob um garoto alegre e brincalhão, morava numa chácara com seus pais e avós. È muito conhecido por todos, anda sempre com um bermudão que bate até o meio das pernas e camiseta larga e na cabeça um chapéu de palha com a aba desfiada como esses usados em festas juninas e nos pés calçados com botinhas de couro.

    Por: Neuza Razzal Literatura> Ficçãol 13/09/2009 lAcessos: 740

    Em uma bela casa de campo com seu imenso quintal, onde circula por todos os cantos como senhor absoluto o gato Benê, com seu andar elegante de cabeça altiva, com seus pêlos limpos, perfumados e brilhantes. Convivendo no mesmo espaço com a cadelinha Lilica toda enfeitada como se fosse uma menininha metida. Mas Benê nem toma conhecimento dela, é como se ela nem existisse.

    Por: Neuza Razzal Literatura> Ficçãol 13/09/2009 lAcessos: 153

    Certa vez houve uma revolução no fundo do mar, quando uma mãe desesperada viu que de sua ninhada nasceu uma coisinha que não era de sua formação genética e que não era de nenhuma que alguém tenha visto por ali. Era um bebê pequenino, desajeitada com quatro patinhas, carinha triste, aparência envelhecida, sem escamas, sua pele revestida de couro e com uma boquinha esquisita. Era muito diferente de todos os irmãos. A mãe não se conformava, e a rejeição logo foi sentida por todos no fundo do mar. Para eles era uma aberração algo nunca visto.

    Por: Neuza Razzal Literatura> Ficçãol 13/09/2009 lAcessos: 717

    Um velho passeia todos os dias pelo campo, lá onde mora o conhecem como um homem estranho para uns, para outro um sonhador, contador de histórias, mas ninguém sabe nada sobre ele.

    Por: Neuza Razzal Literatura> Ficçãol 31/12/2008 lAcessos: 548

    Todos os sábados, domingos e feriados, os pescadores se reúnem para fazer suas pescarias e também contar causos que nem sempre são verdadeiros, no rancho que eles construíram a beira do rio Paraná.

    Por: Neuza Razzal Literatura> Ficçãol 31/12/2008 lAcessos: 228

    Dois patos que iam embora de uma represa que havia secado foram se despedir da tartaruga.

    Por: Neuza Razzal Educação> Educação Infantill 31/12/2008 lAcessos: 3,689

    Comments on this article

    0
    maria do carmo 20/09/2011
    gostei isso vai pra minha lista dos somentes bons passam
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast