Consciência da educação em sua totalidade

Publicado em: 19/09/2010 |Comentário: 0 | Acessos: 422 |

Consciência da educação em sua totalidade

Falar da educação é algo que nos remete aos ensinamentos que nos foram dados por nossos pais, avós e tios, enfim nos faz pensar sobre a educação domestica algo que todos os indivíduos que nascem no seio da família recebem como base para a construção dos seus conhecimentos e caráter. Na leitura de "Comunidades tribais: a educação difusa" Maria Lúcia Aranha, mostra como as tribos transmitiam o conhecimento. Tudo era através dos gestos e repetições, que as crianças aprendiam sobre todas as coisas. De forma, que a simples repetição era à base utilizada para passar os conhecimentos que elas utilizariam a média que fossem sendo necessário para sua sobrevivência e interação com os outros habitantes da tribo. Os valores que a tribo praticava e a divisão de tarefas, desde quem ia caçar e pescar, plantar e colher, tudo de acordo com as regas daquele local, eram dadas pelo chefe da tribo. E estas tarefas eram entendidas como de fundamental importância para a sobrevivência deles. Porém não era designada uma pessoa responsável para ensinar aquelas crianças a desenvolver as atividades de maneira didática, ensinando o passo a passo como caçar ou plantar. Pois bem a educação vai muito mais além do que ler e escreve ou pregar uma filosofia de vida sem se preocupar em praticar a boa conduta. De nada valerá para o educador, orientador levar o conhecimento a quem não tem se não houver uma conduta ética e moral sendo passada em conjunto com este conhecimento. O texto de Aranha relata como somos educados pela atitude, conduta e repetição desde os nossos ancestrais até os dias atuais. Como base o educador (a) deve se aprofundar na "Consciência da educação em sua totalidade" isso significa não transmitir apenas o conhecimento exaustivamente até ter certeza do seu papel enquanto educador cumprido, mas respeitar a capacidade de apreender do outro. Permitindo que através das dificuldades do aprendiz, o educador possa se inclinar a ajudá-lo, de maneira que o possibilite por meio mais fácil absorver os ensinamentos. Vale salientar que pra ser um bom educador dever primeiro observar a quem  vai levar este conhecimento, sempre partindo do pressuposto que cabe ao educador mostrar os princípios básicos de educação como, bom dia, boa tarde, boa noite, por favor, conlicença e obrigado, para que o aprendiz possa desde já identificar no educador os valores que a ele foram confiados. E isso vale para todos os seguimentos da nossa vida seja no trabalho, com a família, os amigos e até com nós mesmos como indivíduos capazes de ter um raciocínio lógico sobre todos os princípios básico de educação. Que permitirá inclusive que se tenha uma boa relação com o outro individuo ou não. Muitas vezes a falta de educação afasta e distância o outro individuo no qual tem como valores básicos, a educação para manter uma boa relação com os demais.

Conclusão:

A educação é a base fundamental para todo e qualquer individuo estar bem colocado na sociedade em que ele faz parte. O educador é o orientador que levará este aprendiz a porta do conhecimento. Cabendo agora apenas a ele chegar ao núcleo do conhecimento, ou seja, ao centro. Devemos também lembrar que ainda aprendemos mesmo nos dias atuais como os primitivos e os povos das tribos. Pois bem, é importante estaá praticando como educador a repetição em sala de aula de maneira que ao educar para o conhecimento nossos alunos sejam a extensão do que você enquanto educador contribuiu para o crescimento e conhecimento dele como pessoa. Tornando ele o futuro cidadão que preparamos para inserir na sociedade.

Referencia:

ARANHA, Maria Lúcia Arruda

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-infantil-artigos/consciencia-da-educacao-em-sua-totalidade-3294026.html

    Palavras-chave do artigo:

    educação

    ,

    difusa

    ,

    professor

    Comentar sobre o artigo

    Para Norberto Bobbio, a existência de um direito, seja em sentido forte ou fraco, implica sempre a existência de um sistema normativo, onde por "existência" deve entender-se tanto o mero fator exterior de um direito histórico ou vigente quanto o reconhecimento de um conjunto de normas como guia da própria ação. A figura do direito tem como correlato a figura da obrigação.

    Por: SEBASTIÃO FERNANDES SARDINHAl Educação> Ensino Superiorl 04/05/2009 lAcessos: 2,038 lComentário: 2
    Nathália Alves de Oliveira

    O texto discute conceitos fundamentais para a aplicação da afetividade na escola entre professor-aluno e toda a equipe escolar. Demonstra a compreensão da dimensão afetiva e sua relevância no desenvolvimento do processo ensino-aprendizagem. A primeira parte analisa o processo ensino-aprendizagem como unidade, na qual a relação interpessoal professor-aluno é fator determinante. A segunda identifica o papel do professor na relação de troca com seus alunos de forma que valorize a afetividade ...''

    Por: Nathália Alves de Oliveiral Educação> Educação Infantill 08/02/2012 lAcessos: 2,885
    Alinne do Rosário Brito

    As questões identitárias deste componente curricular educação física sempre se articulou sobre uma perspectiva do esporte e dos valores sociais, neste texto se buscou compreender as mudanças ocorridas no campo da legislação , mas principalmente quanto ao aspecto pedagógicos aos quais vem transformando a práxis do mesmo.

    Por: Alinne do Rosário Britol Educaçãol 18/06/2014

    Este artigorepresenta minha indignação com relação às políticas públicas na área educacional e objetiva ser uma provocação . Num tempo em que sociedades do mundo inteiro se mobilizam por melhorias na qualidade da educação, no Brasil quase nada do Plano Nacional de Educação da década de 2001 a 2010 não foi cumprido. Agora, estamos com um novo Plano em perspectiva, em que vislumbram algumas esperanças, como a valorização profissional do magistério e esperamos mais decência no seu cumprimento.

    Por: Neide Pena Cárial Educaçãol 24/02/2011 lAcessos: 161
    Paulo R. da Silva Bastos

    Foram algumas as direções tomadas pelos teóricos interessados no casamento da Psicanálise com a Educação. Criar uma nova disciplina, a Pedagogia Psicanalítica, o esforço de transmitir a pais e professores a teoria psicanalítica, imaginando que de posse desse conhecimento, pudessem evitar que as neuroses se instalassem em seus filhos e alunos. uma tentativa mais difusa de transmitir a Psicanálise a todos os representantes da cultura interessados em ampliar a sua visão de mundo.

    Por: Paulo R. da Silva Bastosl Psicologia&Auto-Ajuda> Psicoterapial 06/04/2010 lAcessos: 5,876 lComentário: 1

    CDC art. 2º - Consumidor é toda pessoa física ou jurídica que adquire ou utiliza produto ou serviço como destinatário final.

    Por: Arnaldo Xavier Jr.l Direito> Doutrinal 26/04/2009 lAcessos: 1,950

    RESUMO Ao pesquisar o papel do supervisor, percebeu-se que nas comunidades primitivas, havia pessoas que organizavam os trabalhos e determinavam tarefas entre si. Contudo, supõe-se que a partir dessa organização iniciou um trabalho "supervisionado" por alguns membros da comunidade.

    Por: VANDREIA FURTADOl Educação> Ensino Superiorl 07/09/2010 lAcessos: 28,681 lComentário: 1

    Artigo apresentado no V Simpósio de PesquUisa e Pós-Graduação em Educação, 2013, na Universidade estadual de Londrina. trata da disciplina de sociologia no ensino médio e da construção de uma metodologia de ansino apropriada, perpasando a pedagogia histórico-crítica.

    Por: Cristiano Pinheiro Corrêal Educação> Ciêncial 24/05/2013 lAcessos: 126
    Telma Lobo

    É inegável a transcendência do trabalho do Orientador Educacional, e cada dia cobra se mais força, nos marcos da comunidade educativa, a necessidade de acrescentar o atendimento a instrumentação na pratica profissional pedagógica, de modo que conduza a obtenção de resultados desejados. Nesse sentido propomos por através deste trabalho, investigar sobre o trabalho do Orientador Educacional na comunidade escolar numa perspectiva mediadora e facilitadora do processo ensino-aprendizagem. Por meio

    Por: Telma Lobol Educação> Ensino Superiorl 04/01/2011 lAcessos: 15,457

    As conexões entre brincar, aprender e ensinar são perceptíveis quando o educador consegue conciliar os objetivos pedagógicos com os objetivos dos alunos. Ensinando a aprender contribuindo para o desenvolvimento da subjetividade, para a construção do ser humano autônomo e criativo, preparando para o exercício da cidadania e da vida coletiva incentivando a buscar justiça social e igualdade com o respeito à diferença.

    Por: Rosana Maciel Averl Educação> Educação Infantill 12/10/2014 lAcessos: 16

    Este artigo tem como objetivo apresentar a pesquisa sobre o impacto do programa escola da família na vida de crianças e adolescentes da Escola Vicente Minicucci na cidade de Franca . A pesquisa foi desenvolvida na Escola Estadual Vicente Minicucci, na cidade de Franca - SP. Seguindo os métodos de observação e questionário aplicados aos responsáveis e participantes do programa. Foi possível perceber que esse programa tem sido de suma importância pelo fato de tirar as crianças da rua, lugar

    Por: Leticia Oliveiral Educação> Educação Infantill 06/10/2014 lAcessos: 15

    Neste artigo apresentamos os resultados da pesquisa realizada na instituição Chácara Sorriso, na cidade de Patrocínio Paulista, na Av. Ronan Rocha. Onde destacamos a importância da música na aprendizagem e desenvolvimento sócio cultural da criança e do adolescente. O nosso objetivo foi trabalhar com a música, levando em conta aspectos histórico e sócio cultural, com o intuito de levar às crianças e aos adolescentes da instituição uma reflexão de cada música e do que elas representam em suas vida

    Por: Josianel Educação> Educação Infantill 28/09/2014 lAcessos: 31
    Zilda Ap. S. Guerrero

    A prática pedagógica do ensino de Ciências nas fases iniciais á formação autoral dos alunos como protagonistas de projetos vinculados á harmonia entre o homem e natureza de forma a construir um perfeito equilíbrio entre ambos. Portanto, as aulas de Ciências devem destacar o caráter de empresa vital, humana, fascinante, indagadora, aberta, promoção da argumentação criativa e analítica, a fim de comprovarem a veracidade da atividade científica, ou discordarem, promovendo teses, novos experimentos.

    Por: Zilda Ap. S. Guerrerol Educação> Educação Infantill 28/09/2014
    Fagner Vieira

    Muito se fala sobre elas, sobre vestibulinho, curso técnico, empregabilidade e etc. Mas você sabe quanto ganha um técnico? Sabe como e onde se inscrever numa ETEC? Este artigo reúne em nove tópicos, todas as informações sobre vagas, vestibulinhos e resultados de provas. Aqui você também vai encontrar links, a unidade mais próxima de você e estatísticas.

    Por: Fagner Vieiral Educação> Educação Infantill 27/09/2014 lAcessos: 13

    No presente artigo apontaremos a indisciplina na Educação Infantil pelos docentes como um dos principais obstáculos ao trabalho pedagógico. O objetivo deste trabalho é tentar resgatar alguns aspectos da postura do professor em relação à manipulação e a falta de limites das crianças. Definir limites com os alunos, deixar claro o que é possível ser feito e em que situações eles poderão ser cobrados só auxilia em seu crescimento pessoal e em suas atividades estudantis.

    Por: Sandra Maria dos Reis Bernardol Educação> Educação Infantill 26/09/2014 lAcessos: 36

    O presente artigo discute a importância da participação da família no processo educacional da criança na Educação Infantil. O artigo desenvolvido tem como objetivo discutir a importância da família na educação da criança, tanto no ambiente social da escola como no ambiente familiar, focalizando assim, o papel da família nesse processo.

    Por: Sandra Maria dos Reis Bernardol Educação> Educação Infantill 26/09/2014 lAcessos: 39

    A Literatura Infantil é uma prática interdisciplinar que está relacionada com outros modos de expressão (o movimento, a imagem, a música) que formam a bagagem comunicativa da criança desde os seus primeiros anos. Este trabalho traz como tema "A CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL" e tem como objetivo compreender a importância da contação de histórias na Educação Infantil como incentivo a leitura, auxílio na aprendizagem e no desenvolvimento integral da criança.

    Por: Sandra Maria dos Reis Bernardol Educação> Educação Infantill 26/09/2014 lAcessos: 33
    Leila da Silva Campos

    Refletido sobre as ferramentas tecnológicas muito utilizadas hoje por muitos estudantes observar que vários professores tem se queixado que a maioria de seus alunos passarão a copiar textos na net para fazer seus trabalhos escolares. Eles não utilizam a net para realizar pesquisas mais se para facilitar os seus trabalhos.

    Por: Leila da Silva Camposl Educação> Ensino Superiorl 13/09/2010 lAcessos: 96
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast