Linguagem corporal

Publicado em: 28/10/2010 |Comentário: 0 | Acessos: 2,861 |

1 INTRODUÇÃO

Este artigo tem como objetivo principal apresentar possibilidades que a linguagem corporal tem a oferecer ao processo de ensino aprendizagem. No ato de transmitir conhecimento a comunicação é fator primordial para esse processo, buscando a interação entre professor e o aluno, no cotidiano escolar. Vale ressaltar que essa comunicação pode ser expressa de várias formas; a linguagem corporal é uma delas. Visando a interação harmoniosa na prática escolar. Todo e qualquer individuo deve saber que o corpo é um grande aliado na transmissão de conhecimento, pois, o mesmo e um recurso de grande relevância para a transmissão de novas informações.

A HISTÓRICIDADE DA LINGUAGEM CORPORAL.

Os primeiros estudos científicos sobre o sorriso de que se tem noticia foram os do cientista francês Guillaume Duchenne de Boulogne, no inicio do século XIX. Boulogne descobriu que os sorrisos são controlados por dois conjuntos de músculos: os zigomaticos maiores, que percorre todo o lado do rosto e se conectam com os cantos da boca, e os orbiculares ópticos, que puxam os olhos para trás. Os zigomaticos maiores puxam a boca para os lados, expondo os dentes e alargando as bochechas, ao passo que os orbiculares ópticos estreitam os olhos e produzem os pés - de- galinhas.

É importante entendermos que cada parte do corpo, do músculo, dependendo dos gestos com eles feitos, podem ter vários significados, sendo assim,tornando-se assim uma forma de comunicação.

Os cientistas são capazes de distinguir os sorrisos verdadeiros dos falso usando os chamados sistemas de codificação da ação facial, concebido pelo professor Paulo Ekman, da universidade da Califórnia, e pelo doutor Wallace Friesen, da universidade de Kentucky os sorrisos verdadeiros são gerados inconscientemente pelo cérebro, o que significa que são automáticos. (2004, p. 55)

Mehrabian, pioneiro da pesquisa da linguagem corporal na década de 1950, apurou que em toda comunicação interpessoal cerca de 7% da mensagem é verbal (somente palavras), 38% é vocal (incluindo tom da voz, inflexão e outros sons) e 5% é não verbal. Para Wayer as palavras são realidades, antes de se tornarem expressão de desejos e instrumentos do pensamento, elas são, de inicio, o prolongamento dos gestos. (1984, p. 21)

Durante as décadas de 70 e 80, a pesquisa nos mostrou que no mundo dos negócios, a linguagem corporal responde por 60 e 80% das mensagens transmitida na mesa de negociação. A maioria dos pesquisadores hoje concorda que as palavras são usadas primordialmente paras transmitir informações; ao passo que a linguagem corporal é usada para negociar atitudes interpessoais e, em alguns casos, como substitutas das mensagens verbais. Isso mostra que a linguagem corporal tem sua utilidade e que é necessária para contribuição da comunicação. Rodrigues ressalta que:

O eixo fundamental de nosso raciocínio foi insistir sobre o fato de que uma sociedade só se encontra existência nos corpos pulsantes dos seres humano que constituem: ela vísceras, sentidos, neurônios... A história, dessa maneira, não se concretiza somente em guerras, decretos, trabalhos, obras, monumentos ou entronizações: materializa-se também e talvez primordialmente em perfumes, sons, miragem, memórias, caricia ascos, evitaçoes, esquecimentos... Não há outra concretude social: uma sociedade estará nos corpos de seus membros ou não resistirá em parte alguma. (1999, p. 177)

 

Pease enfatiza que: quando uma mulher manda "aquele olhar" para um homem, está lhe transmitindo uma mensagem muito clara sem precisar abrir a boca. Como qualquer outra espécie, somos ainda dominados por regras biológicas que controlam nossas ações, reações, linguagem corporal e gestos, (2001, pg. 18,19)

A versão moderna do antigo ritual de cumprimento é o movimento das mãos encadeadas palmas com palma, para cima e para baixo. Usada originalmente no século XIX, por homens de status semelhantes para selar suas transações comerciais; ela só veio a ser amplamente difundida a cerca de 100 anos e permaneceu como domínio masculino até tempos muito recentes. Hoje, na maioria dos países europeus e ocidentais, o aperto de mão é uma forma de cumprimento, usada tanto na chegada como na despedida, em todos os contextos de negócios e, cada vez mais, em festas e acontecimentos sociais, por homens e mulheres. Pease contribui:

Nessa circunstancia, é melhor esperar que a outra pessoa tome a iniciativa do aperto de mão e, e caso isso não aconteça, cumprimentar fazendo um breve gesto com a cabeça. Embora em alguns países apertar a Mao de uma mulher ainda seja um habito pouco freqüente, hoje em muitos lugares as mulheres que tomam iniciativa de dar um firme aperto de mão o causam uma melhor primeira impressão (2004, p. 41)

A linguagem do corpo é o reflexo externo do estado emocional da pessoa. Cada gesto ou movimento pode ser uma valiosa fonte de informação sobre a emoção que ela está sentindo num dado momento.

Pease contribui com seu pensamento: os fotógrafos pedem para a gente dizer "xis" por que esta palavra faz puxar para trás os músculos zigomáticos maiores. O resultado, porém, é um sorriso falso é uma fotografia com aspecto pouco sincero.

Quando está envolvida com "colegas'' de classe a criança desenvolve a capacidade de desenvolver referenciais de comunicação, pois,quando é maior o envolvimento com o meio, maior e o ‘'vocábulo''gestual e por seguinte as possibilidades de comunicação através da linguagem corporal. O meio que a criança está desenvolvendo a linguagem corporal é muito influente, pois, ocorre progressivamente através de adequados à necessidade imediata. Para Wayer:

A criança toma consciência, trava conhecimento e adquire progressivamente o domínio dos elementos que constituem o mundo dos objetos, graças as seus deslocamentos e à coordenação de seus movimentos, isto è, graças a um uso cada vez mais precioso do próprio corpo. (1984, pg.21).

O gestual, o brincar, o desenvolver movimentos, dançar, estão ligados a uma possibilidade direta motivação na escola, nestas primeiras. Desta forma o autor Carmo Junior observa:

0 ato criativo, no sentido fenomenológico( no mundo da vida) esta representando pelo instante lúdico extremamente profanador, violador, influente e que contem um movimento incessante.(1995, pg.19).

A maioria das pessoas acredita que a fala é ainda a nossa principal forma de comunicação. Em termos evolucionários, a fala só passou a fazer parte do nosso repertório de comunicação em tempos recentes, usada fundamentalmente para transmitir fatos e dados. Estima-se que ela tenha se desenvolvido há cerca de 2,5 milhões de anos, tempo durante o qual o nosso cérebro triplicou de tamanho. Antes disso, a linguagem corporal e os sons produzidos pela garganta eram as principais formas de transmissão de emoções e sentimentos humanos e continuam sendo até hoje, embora a excessiva atenção dada ás palavras faça com que sejamos profundamente desinformados a respeito da linguagem do corpo e da importância que ela tem em nossas vidas.

Toda linguagem carrega dentro de si uma visão de mundo, prenha de significados e significações que vão alem do seu aspecto formal. O estudo apenas no aspecto formal desconsideração a inter relação contextual. (...). (1999, p. 126).

E evidente que a linguagem falada e de fundamental Importância para o ensino, mas a linguagem corporal também tem sua parcela de contribuição para esse processo de comunicação, oferecendo-as variações no ato de ensinar.

A criança de três anos que, ao ouvir um impulso sonoro curto, realiza um movimento corporal está transpondo o som percebido para outra linguagem, materializando, de certa maneira, aquilo que ouviu. Diferentes tipos de sons (curtos, longos, em movimento, repetidos, muito fortes, suaves, podem ser traduzidos corporalmente, numa realização intuitiva e espontânea (...). (1998, p.145)

 

3 AS DIFICULDADES DA LINGUAGEM CORPORAL COM RELAÇÃO PROFESSOR ALUNO.

A linguagem corporal apresenta um leque de benefícios para uma interação entre o professor e o aluno, pois, a partir do momento que a mesma for desenvolvida com coerência, consequentemente irá ser estabelecido um comportamento comunicativo entre ambos, bem expressivos e significativos e a linguagem corporal têm essa principal qualidade em uma práxis escolar:

Quando se fala em transmitir informações automaticamente o individuo associa a prática da fala (voz), pois, muitos ainda acreditam que o único meio do docente transferir o conhecimento para o discente seria através da sua fala. Baseando-se nesse contexto Pease afirma que:

A linguagem falada, apesar disso, reconhece a importância da linguagem corporal para a nossa comunicação, nesse sentido a linguagem corporal necessita de uma devida atenção na qual a sua valorização requer estudos e interação no currículo escolar. (2004, pg. 17)

O Professor deve estar atento ao desenvolvimento de seu aluno e de como o mesmo está sendo expresso, pois, é importante que a linguagem corporal seja incluída em sala de aula com mais freqüência e de uma forma mais esclarecida, para que os alunos venham entender o que está sendo trabalhado cientificamente,pautada no conteúdo ministrado pelo professor no âmbito corporal.  Pois, muitos ainda utilizam tal linguagem, porém, poucos têm o conhecimento de sua importância. Para Bordenave.

É necessário compreender que a comunicação não inclui apenas as mensagens que as pessoas trocam deliberadamente entre si. Além das mensagens trocadas conscientemente, com efeito, muitas outras são trocadas sem querer, numa espécie de para comunicação ou para linguagem (2001, pg. 50).

Por este motivo que o mestre em sala de aula deve ter um olhar afetivo e preocupado com o aprendizado de seus alunos, pois, a sua responsabilidade diante de seu profissionalismo e muito significativa para a formação dos futuros cidadãos que serão formados futuramente.

 

4 A LINGUAGEM CORPORAL E SEUS BENEFÍCIOS NO PROCESSO ENSINO- APRENDIZAGEM.

A Linguagem corporal é uma estratégia que pode ser utilizada para aperfeiçoar a qualidade no processo ensino- aprendizagem; e para que esse recurso seja empregado com êxito é fundamental que seu receptor se envolva e esclareça tal linguagem, pois, a partir do momento que a transmissão de conhecimentos seja efetuada de uma maneira diferente e bem criativa, o interesse será despertado propiciando bons resultados.

Segundo Bordenave (1982, p. 59): (...) A metacomunicação pode ser verbal ou não-verbal, isto é, feita quer com palavras, quer com gestos, olhares, tom de voz. É importante esclarecer como funciona a linguagem corporal e o que cada gesto significa, pois o professor só saberá ensinar se de fato conhecê-los. Baseando-se nisso Pease afirma que:

Reserve pelo menos cinco minutos diários para estudar a linguagem      corporal das outras pessoas e adquirir consciência de seus próprios gestos. Os melhores locais dessa leitura são os ambientes onde as pessoas se encontram e interagem. (2004, p.33)

Para que aconteça o desempenho efetivo no decorrer da execução da linguagem corporal é fundamental que o transmissor de tal linguagem tenha um conceito formado e praticado, sendo assim, conseqüentemente o mesmo terá como aliado uma grande ferramenta para ministrar uma aula criativa, comunicativa e dinâmica.

O principal valor que a linguagem corporal atribui em uma sala de aula é a diversidade que ela pode oferecer ao âmbito escolar, pois, através das diferentes formas de transferir conhecimentos é que podemos chegar ao sucesso esperado. Segundo Gam Bardella (2004 pg.21), (...) A Linguagem é a propriedade basicamente humana de manifestar idéias e sentimentos por meio de diversos sons e gestos específicos, sendo o instrumento pelo qual a inteligência e desenvolvida.

A Linguagem corporal é uma grande forma de expressar mensagens sem o uso da fala, pois através de gestos pode acontecer uma troca de informações onde a participação coletiva dos alunos acontece de forma espontânea, porém se caso esse interesse não aconteça o entendimento será de difícil compreensão.

 

 

5  A IMPORTÂNCIA DA LINGUAGEM CORPORAL NAS SÉRIES INICIAIS.

A educação das séries iniciais necessita de um reconhecimento onde a sua importância seja valorizada, pois, sem dúvida a própria é a base sólida que qualquer individuo precisa em sua vida escolar, por este motivo todo e qualquer método utilizado para transmitir esse conhecimento é de grande relevância para o ensino. Carmo Júnior analisa que:

Com a descoberta da linguagem, a criança encontra sua humanidade, autentica física e direta. É o primeiro esplendor da vontade viva e vigorosa, métrica e poética. Nesse sentido, o corpo biologicamente instituído no mundo se oferece a primeira dança da vida. No verdadeiro sentido da representação, todo ser é artista e todo ato faz sentido. Eis uma noção da subjetividade corporal, quando se manifestam nos códigos do gesto humano, o jogo humano da palavra com as coisas. (p.19, 1995)

É importante que seja apresentado várias possibilidades para a criança se expressar nas séries iniciais e a linguagem corporal, dentre tantas, é uma dessas formas de comunicação que pode ser inserida para o ensino das crianças, sendo assim, Carmo Júnior complementa que:

Quando negamos à criança expressar-se através de movimento, quebramos uma corrente começa em suas primeiras experiências vivenciadas e forçamos um retrocesso em um aprendizado progressivo e latente. (pg.19-1995)

E complementando este pensamento, Nicolau contribui dizendo que: outro fator que exerce uma enorme influência sobre o desenvolvimento infantil é a descontinuidade entre os valores da criança, a sua forma de viver e de se comunicar e aqueles trabalhos da escola. (1986, pg. 78).

A oportunidade de um bom desenvolvimento onde a criança possa criticar contestar transformar só pode ser praticada se desde cedo a criança for estimulada e respeitada em suas experiências de vida. A linguagem presente no gesto, nos movimentos simples ou complexos permite a criança ser e estar no mundo. É um mundo que se movimenta que gesticula que faz com que cada criança procure formas de imitá-lo para aprender a viver. De acordo com o estudioso Foucault:

O controle disciplinar não consiste simplesmente em ensinar ou impor uma série de gestos definidos; impõe a melhor relação entre o gesto e a atitude global do corpo, que é sua condição de eficácia e rapidez. No bom emprego do corpo, que permite um bom emprego do tempo, nada deve ficar ocioso ou inútil: tudo deve ser chamado a formar o suporte do ato requerido. Um corpo bem disciplinado forma o contexto de realização do mínimo gesto. Uma boa caligrafia, por exemplo, supõe uma ginástica uma rotina cujo rigoroso código abrange o corpo por inteiro, da ponta do pé á extremidade do indicar. (1987, p.130).

A linguagem corporal tem papel fundamental como contribuinte no processo ensino- aprendizado, pois, todo e qualquer instrumento que venha a somar com o método de ensino do professor irá de fato proporcionar bons resultados futuros para a educação em geral; e com certeza também facilitará com o trabalho do profissional, responsável por esse trabalho tão importante, não só nas séries iniciais, mas na vida escolar, como um todo.

A educação se dá de diversas formas, dependendo de cada povo e cada cultura, o saber, os gestos que as crianças realizam.   A criança vê ,entende , imita e aprende e se educa com a sabedoria que existe na própria comunidade. Baseando – se nisso Pease afirma que:

Pesquisas recentes mostram de maneira convincente que a linguagem corporal pode acrescentar muitas coisas em sua vida. Pode mudar o humor antes de sair de casa, pode se sentir mais  confiante no trabalho, convincente e persuasivo (2005, p. 270). (...)

È preciso mudar o papel da educação formal porque apenas informa e treina os alunos. A utilização da linguagem corporal è algo inovador e dinâmico.                    Para Maia: A linguagem è considerada  como a capacidade humana de articular significados coletivos e compartilha – los  em sistemas arbritarios  de representação , que variam de acordo com as necessidades e experiências da vida em sociedade (1999,P.125)

A tarefa do educador nesse processo é vital, pois se ele não estiver disposto a mudar, não poderá jamais reclamar da educação que seus filhos e netos receberão. Maia analisa que:

No mundo contemporâneo, marcado pelo apelo informativo imediato, a reflexão sobre as linguagens e seus sistemas, que se mostram articulados por múltiplos códigos, e sobre os processos e procedimentos comunicativos é uma garantia de participação ativa na vida social, a cidadania desejada (1999, P.127)

A humanidade vive em um processo constante de amadurecimento, por isso se faz necessário que homem esteja em sintonia com essas mudanças buscando conhecimento. Maia contribui dizendo que: Os conhecimentos que pode parecer, em

Um primeiro momento, como imediato, tem por trás de si uma historia de lutas classificatórias que devem ser revistas no âmbito escolar. (1999, P. 127)

Conhecer o desenvolvimento da linguagem corporal devem ser o ponto de partida para qualquer profissional que objetive trabalhar com essa modalidade, entretanto, é claroque os conhecimentos sobre o processo de aquisição da linguagem necessita de pesquisas que trabalhem essa modalidade, ou seja, a linguagem corporal. Para quadros

A importância desses estudos se de fato de indicarem caminhos      para os fatores implicados no processo de aquisição da linguagem que pode ser de grande valia para a aquisição da língua portuguesa (1997, P. 67)

 

Entretanto, Petitto argumenta que a criança simplesmente produz gestos que diferem dos sinais produzidos, por volta dos 14 meses analisando essa produção gestual como parte do período pré- lingüístico (1987. P.71)

Obeserva-se que a criança desde o nascimento, desenvolve o gesto, essa comunicação corporal que com o passar do tempo vai se desenvolvendo de acordo com o crescimento. Petitto enfatiza:

As crianças com menos de um ano, surdas ou ouvintes, apontam freqüentemente para indicar objetos e pessoas. Mas quando ela entra no estagio de um sinal, o uso de apontarão desaparece sugere que nesse período parece ocorrer uma reorganização básica em que a criança muda o conceito da apontarão inicialmente gestual. (1987, P. 71)

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

 

Este artigo vem reforçar a pratica problematizadora do educador. È tenta mostrar da melhor maneira possível, falando sobre a linguagem corporal que se impõe aos que verdadeiramente se comprometem com a educação. A linguagem corporal e um recurso riquíssimo, para se desenvolver em sala de aula,proporciona dinamicidade,criatividade, comunicação e aprendizado.

A pesquisa possibilitou a oportunidade de conhecer as diferentes formas de se comunicar, a linguagem corporal e uma delas. Com todos os conhecimentos vividos podemos fortalecer o ensino com nossas experiências e contribuir com ensino-aprendizagem ao incluir em nossa metodologia a linguagem corporal.

Por tanto a linguagem e algo primordial na vida de qualquer ser humano, sendo que é uma herança social,o homem cria,transforma, em língua falada, escrita, gestual e em infinitas possibilidades.

REFERÊNCIAS

 

BORDENAVE, Juan Diaz. O que é comunicação. São Paulo: editora brasiliense. 2001.

BRITO Teca Alencar de musica na educação infantil. São Paulo: editora Peirópolis. (1998.p.179).

COELHO, Lucivanda mira. Leitura e escrita praticas responsável pelo desenvolvimento a linguagem corporal, um meio diferente de se comunicar. Artigo cientifico Instituto macapaense do melhor Ensino Superior, Macapá: 2010-10-23

FOUCALT,Michel.Vigiar e punir. Petrópolis: 1987.

MAIA, Eni Marisa. Linguagens códigos e suas tecnologias. Brasília: editora  executiva.1999.

PEASE, Barbara. Desvendando os segredos da linguagem corporal. Rio de janeiro: editora Sextante. (2004.p.17).

PEASE,Barbara.Desvendando os segredos da linguagem corporal –Rio de janeiro:editora sextante.(2004.p.20)

PLEASE,Allan.Desvendando os segredos da linguagem corporal_ Rio de janeiro:editora sextante.(2004.p.18-19)

PCN'S- parâmetros curriculares nacionais. Ensino médio. 1999.

QUADROS,Ronice Muller de educação de surdos:A aquisição da linguagem.Porto Alegre :editora artmed.1997.

RODRIGUES, José Carlos. O corpo na historia. Rio de Janeiro: Editora fiocruz, 1999.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 1 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-infantil-artigos/linguagem-corporal-3567030.html

    Palavras-chave do artigo:

    palavras chave comunicacao corporal desenvolvimento aprendizagem ensino

    Comentar sobre o artigo

    O processo da comunicação na sala de aula, na zona Oeste de Recife, tem demonstrado a falta de um caminho proveitoso e prazeroso no dia-a-dia do ensino e aprendizagem. O distanciamento entre si dos sujeitos na busca do saber é um dos motivos que levam a falta de um entendimento na formação do conhecimento. A comunicação entre as partes integrantes do espaço de aprendizagem tornou – se um local de conflitos e de interesses diferentes do disposto historicamente para a escola. O método Freiriano.

    Por: Jorge Rocha Gonçalvesl Educação> Ensino Superiorl 22/04/2010 lAcessos: 2,366

    O presente trabalho especifica que através dos jogos e brincadeiras a criança adquire aprendizagem significativa, pois o ato de brincar proporciona para a ela uma relação entre as coisas e pessoas e ao compará-las constrói o seu conhecimento, a sua percepção de mundo e a estruturação de seus aspectos sociais, culturais e familiares, retratando seu contexto e percebendo seus futuros papéis, favorecendo assim seu desenvolvimento cognitivo, social e emocional.

    Por: Flávia Regina Araujol Educação> Educação Infantill 25/11/2011 lAcessos: 1,281

    O estudo da psicomotricidade é de fundamental importância para se averiguar o desenvolvimento das competências e habilidades das crianças. Para efeito de estudo, tem-se por referencial teórico-metodológico as reflexões elaboradas por Henri Wallon, dentre outros teóricos ligados ao assunto em questão, cujos trabalhos utilizamos na elaboração e no desenvolvimento do presente artigo.

    Por: Jeniffer Souzal Psicologia&Auto-Ajuda> Psicoterapial 07/10/2014
    Daniel Verneque Dias

    O trabalho foi desenvolvido com a turma do 6° Ano da Escola Municipal Raimunda Arnalda Almeida Leão onde foi trabalhada a parte do mosaico geométrico com figuras de animais e outros objetos e confecção de sólidos geométricos. É o momento da exploração e identificação das malhas com diversas formas geométricas, uma vez que só assim o aluno passará a perceber que os pisos, as janelas, as pinturas formam artes e que precisam conhecê-las para compreender que a arte está intimamente ligada a matemáti

    Por: Daniel Verneque Diasl Educaçãol 12/11/2013 lAcessos: 80
    WALERIA MARTINS RIBEIRO

    RESUMO O movimento corporal utilizada como estratégia para a passagem da Educação Infantil para 1ª série/2º ano do Ensino Fundamental, possibilita articular a movimentação do corpo na busca do saber, o que fará com que a criança desenvolva a personalidade, a conscientização de suas possibilidades de agir e transformar o mundo a sua volta, incentivando uma relação saudável com o próprio o corpo e o uso dele na aprendizagem. Dessa forma a Psicomotricidade se torna um importante instrumento de apr

    Por: WALERIA MARTINS RIBEIROl Educaçãol 15/07/2009 lAcessos: 1,822

    Este trabalho toma como percurso a descrição da prática docente na utilização dos jogos tradicionais, em instituição particular, na cidade de Salvador-Bahia. As discussões estão pautadas em Kishimoto; Friedmann; Chateau; Freire; Piaget e Vigotsky. Partindo do pressuposto de que se as aprendizagens são variadas, é necessário que o professor esteja em constante renovação e reflexão de sua prática, para que alcance as necessidades da criança.

    Por: Geraldo Francisco dos Santosl Educação> Educação Infantill 22/04/2011 lAcessos: 7,122 lComentário: 1
    ÂNGELA COSTA MARQUES

    Este artigo tem a finalidade de mostrar que um dos diversos fatores que conduzem ao fracasso escolar está relacionado com o trabalho pedagógico desenvolvido pela escola. Neste sentido, sugere táticas que representam um papel facilitador no processo ensino-aprendizagem, seguindo uma proposta transdisciplinar. Para tal, é importante que o profissional da área de educação busque se aperfeiçoar em uma área que não seja específica a sua disciplina e que amplie seu conhecimento nas habilidades sociais

    Por: ÂNGELA COSTA MARQUESl Psicologia&Auto-Ajuda> Psicoterapial 03/06/2010 lAcessos: 1,776
    SANDRA VAZ DE LIMA

    A música deve ser valorizada no contexto escolar, uma vez que permite aos alunos contato direto a uma série de conhecimentos e sensações, gerando oportunidades de descobrir possibilidades expressivas

    Por: SANDRA VAZ DE LIMAl Educação> Educação Infantill 15/02/2010 lAcessos: 21,534 lComentário: 9

    RESUMO O artigo aqui apresentado tem como objetivo, descrever, relatar, discutir a importância das lutas como forma pedagógica possível na cultura e na formação social de estudantes. Identificamos que as lutas se fazem presente e pode se manifesta de varias formas: o ato de se sentir oprimido, acuado, fome, injustiçado, sosobrevivência, defesa, conquista. Mudanças se fazem através de elaboração de metodologias inovadoras, pois a pratica das lutas atua como válvula de escape.

    Por: jose pinto da silval Educação> Educação Infantill 08/04/2010 lAcessos: 611

    Como obter as informações de que necessitamos para acompanhar os percursos dos estudantes? Como apreender os modos como eles representam os conceitos? Como saber o que pensam sobre o que ensinamos para pensarmos nas possibilidades pedagógicas que assegurariam a qualidade do ensino-aprendizagem? Como proceder para que os estudantes evidenciem seus avanços e suas dificuldades?

    Por: Maria Cristinal Educação> Educação Infantill 18/11/2014 lAcessos: 12

    Aprender com prazer, aprender brincando, brincar aprendendo, aprender a aprender, aprender a crescer: a escola é, sim, espaço de aprendizagem. Assim, é fundamental que cada professor se sinta desafiado a repensar o tempo pedagógico, analisando se ensina o que é de direito para os estudantes e se a seleção de conteúdos, capacidades e habilidades é de fato importante naquele momento.

    Por: Maria Cristinal Educação> Educação Infantill 18/11/2014 lAcessos: 24

    A prática educativa está fortemente relacionada a processos de comunicação e interação entre os seres, que a utilizam para assimilar seus saberes, habilidades, técnicas, valores, atitudes, e, através disso, construir novos saberes. Sendo assim, não se pode reduzir a educação ao simples ato de ensinar e a pedagogia como um conjunto de métodos que possibilita o ensino. Sendo assim, surge um questionamento essencial a todo aquele que quer compreender, viver e fazer pedagogia: quem é o pedagogo?

    Por: Maria Cristinal Educação> Educação Infantill 18/11/2014 lAcessos: 13

    A questão da inclusão de pessoas portadoras de necessidades especiais em todos os recursos da sociedade ainda é muito incipiente no Brasil. Movimentos nacionais e internacionais têm buscado um consenso para formatar uma política de inclusão de pessoas portadoras de deficiência na escola regular.

    Por: Jania Gasques bordonil Educação> Educação Infantill 17/11/2014
    Liamara Lucia de Almeida Cacho

    Nos anos iniciais, a disciplina que trabalha as noções históricas, de espaço e tempo é chamada de Estudos Sociais. Neste período o professor deve transmitir aos alunos noções fundamentais de organização da vida em sociedade, de como se organiza o próprio município, da atuação das autoridades, organizações e hierarquias, noções de respeito e educação cidadã, além dos deveres e direitos humanos.

    Por: Liamara Lucia de Almeida Cachol Educação> Educação Infantill 14/11/2014 lAcessos: 15
    Liamara Lucia de Almeida Cacho

    Como todos já sabem e ouviu-se muito falar, a educação autônoma é a mais viável e satisfatória nos dias de hoje. Com tantas transformações ocorrendo em tempo real, e em nível econômico, político e social, além de cultural também. Com base nisto, quero colocar alguns dos meus pensamentos sobre a educação.

    Por: Liamara Lucia de Almeida Cachol Educação> Educação Infantill 14/11/2014 lAcessos: 11
    Liamara Lucia de Almeida Cacho

    Há tempos busca-se formar integralmente o homem, provavelmente, nenhuma palavra expressa mais essa ideia de formação humana que a palavra, oriunda da Cultura Grega, Paídeia, que exprimia o ideal de desenvolver no ser homem aquilo que era considerado próprio da sua natureza, essa ideia perpassou o humanismo renascentista chegando até aos nossos dias atuais. Diante disso, cabe perguntar: O que significa essa totalização da formação humana? Pode ser definido em um único conceito?

    Por: Liamara Lucia de Almeida Cachol Educação> Educação Infantill 14/11/2014 lAcessos: 13

    A educação inclusiva é voltada de todos para todos, os ditos "normais" e as pessoas com algum tipo de deficiência poderão aprender em conjunto. Uma pessoa dependerá da outra para que realmente exista uma educação de qualidade. A função de separar e classificar os alunos, rotulando-os como menos ou mais capazes, dá lugar a de escolher cada um, valorizando suas potencialidades, sua linguagem, suas diferenças, bem como os instrumentos que ampliam suas possibilidades de aprender, de comunicar e de i

    Por: Darci Martinsl Educação> Educação Infantill 14/11/2014 lAcessos: 19
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast