O Novo Supervisor Escolar - Reflexões

14/10/2010 • Por • 3,021 Acessos

"O que se pode perguntar é: qual o objeto de conhecimento que interessa diretamente ao trabalho do supervisor? (...)"

"Supervisar o que? Como supervisar? A favor de quem, contra quê/quem, o supervisor realiza suas ações?"

                                                                                                                          (Paulo Freire)

 

             Essas frases de Paulo Freire demonstram a sua capacidade de reflexão sobre o papel do Educador Supervisor considerando que ele, em suas simples palavras, estava refletindo e escrevendo sobre sua própria experiência. Freire diz que não conseguiria refletir e escrever algo que não vivesse e internaliza-se que não fosse sua experiência.

            Ao ler e reler o texto Educação: o Sonho Possível, artigo escrito a partir da Conferência realizada por ele no Brasil, publicado no livro O educador: vida e morte, organizado por Carlos Rodrigues Brandão (1982), fiquei encantado com a visão deste saudoso educador, no viés da educação e da supervisão, principalmente quando ele nos leva a refletir que o Supervisor não pode esquecer que está supervisionando um colega educador. 

            Que tipo de supervisor somos ou queremos ser, aquele supervisor autocrático, vigilante, fiscal (que olha a caderneta, a hora de chegada, as faltas, etc.), aquele que não sabe ouvir o professor, aquele que apenas reproduz este sistema dominante? (...). Este Supervisor, ou não conseguiu sua autonomia (Carlos Brandão) e não aprendeu o verdadeiro significado da reflexão questionando e interrogando a si mesmo e a sua prática (Marilena Chaui), ou então, ele simplesmente se acomodou aceitando ser objeto de imposição do sistema dominante que usa a educação como meio castrador, sendo o supervisor simples controlador dos educadores que são críticos de per si e de sua prática em busca da mudança.

            É triste saber que ainda temos em grande escala este tipo de supervisor, porém, ao mesmo tempo podemos ficar felizes em saber que hoje existe o Supervisor Educador, considerado por Freire um transformador desta sociedade, começando por transformar-se a si mesmo sonhando um sonho possível.

            Ser um crítico, fazer analises frias baseadas tão somente em nosso conhecimento intelectual, nos distancia do elemento da transformação de nós mesmos enquanto sujeitos em constante evolução, é preciso voltarmos à simplicidade das coisas da vida, o sorriso de uma criança, o prazer de ensinar e aprender, a beleza do olhar, o encanto da vida. Somente então, enquanto educadores sensíveis perceberemos que o Supervisor não se preocupa apenas com coisas burocráticas, seu olhar vislumbra muito mais que cobrar, moldar, podar o educador por ele supervisionado. Este ‘novo' Supervisor reconhece que ser educador está diretamente relacionado a uma posição política, entre apenas reproduzir aquilo que a sociedade dominante quer (com o intuito de manter a sua hegemonia), sendo omisso a essa situação, ou então, a partir do seu novo olhar, partir corajosamente para a luta em busca do Supervisor Educador, libertador, formador de uma sociedade livre, justa e igualitária. Será este um sonho possível? Por que não? Provavelmente estas reflexões eram o desejo do educador Paulo Freire que sabia que um dia não muito distante o homem começará a compreender de fato o papel da educação e sua importância na vida de toda a sociedade. Ler artigos como este, e refletir acerca dos mesmos é o começo da libertação. Por isso, como educador convido a todos os leitores, vamos à liberdade, voltemos ao seio da leitura, da discussão, da reflexão, da filosofia e da sociologia, leia mais, escreva mais, mostre sua escrita ao mundo, fale de suas experiência, se liberte.

            Amigos leitores, estou começando a fazer minha parte, busco ler, refletir, resenhar, discutir, escrever, e através do artigonal.com publicar minhas reflexões, artigos e resenhas. Espero estar contribuindo com todos. Estou aberto a críticas para melhoras, inclusive quanto à minha escrita, estamos aqui para aprender sempre uns com os outros. Fico muito alegre quando leio os excelentes artigos aqui publicados, parabéns a todos. 

Perfil do Autor

Manoel Aparecido Martins

Pedagogo, Pós-Graduado em Docência para o Ensino Superior. Graduando em Direito.