O Reforço Escolar E A Melhoria Da Apendizagem Dos Educandos

Publicado em: 01/10/2009 |Comentário: 1 | Acessos: 14,633 |

1.O que fazer para vencer as dificuldades encontradas na escola?

 

Na maioria das escolas públicas brasileiras, é comum encontrarmos grande parte dos educandos com enormes dificuldades de aprendizagem, esses alunos se sentem inferiores por não acompanhar o ritmo da turma. É com esse propósito que o reforço escolar vem romper as barreiras da desigualdade de raciocínio, auxiliando o professor a fazer com que os educandos adquiram as competências almejadas.

A falta de assimilação do que o professor fala e explica por parte dos alunos, tem gerado um debate de alta relevância, já que a aprendizagem é o ponto chave para o desempenho de tudo. Procurando buscar subsídios para fazer acontecer a aprendizagem, percebeu-se que precisava-se de algo diferente capaz de estimular o gosto pela escola.

O reforço escolar tem por objetivo a aprendizagem dos educandos em nível de desigualdade com o ritmo da turma, consolidando e ampliando os conhecimentos, enriquecendo as experiências cultuais e sociais, para assim ajudá-lo a vencer os obstáculos presentes em sua aprendizagem.

Para que o reforço escolar tenha êxito, é necessário bastante cuidado como planejamento, definição de metas, escolha de alternativas envolvendo os educandos, e principalmente a união de pais escola e comunidade para assim ser uma ação articulada em conjunto. O reforço tem que fazer parte do plano pedagógico da escola e desenvolvido na própria escola pelos professores em um horário diferente do turno das aulas normais, deve ter características diferentes das aulas, más, ao mesmo tempo uma integração entre elas, para que o educando seja estimulado a aprender de forma nova.

Durante as atividades de reforço escolar, é possível desenvolver um conjunto de atividades bastante amplo, atividades que interessem os alunos pelo novo, más que faça parte do seu dia-a-dia, dando assim um sentido ao que aprender, assim fazendo com que as atividades aconteçam de forma contínua, ou seja, mesmo que o aluno esteja em casa, na rua, na igreja, etc. ele aprenderá e fará relação do que ver com a sala de aula, pois quando um conhecimento tem sentido na sua vida, se faz relação do conteúdo com o cotidiano.

         Os alunos que  participam do reforço escola, sempre apresentam avanços em sua aprendizagem, pois tiveram voltados pra si a atenção necessária  para desenvolver-se.Muitas das vezes os regentes de ensino não se preocupam com os alunos com nível de aprendizagem baixa, e vão seguindo ministrando suas aulas como que eles fossem invisível, o que piora a situação na maioria, pois as dificuldades são acumuladas e os alunos passam a se ver como incapazes.

            É nesta proposta que se da a importância da observação dos educandos, o professor precisa conhecer bem seus alunos, para assim identificar as principais dificuldades enfrentadas por eles e descobrir a melhor maneira de barrá-las.São muitas as maneiras de deixar uma aprendizagem mais criativa, jogos, musicas, livros, passeios, historias, etc.São apenas poucas das inúmeras formas de ludicidar o aprender , e cabe ao educador encontrar a melhor maneira pois só ele é capaz de conhecer seu aluno.

 

 

Considerações finais

 

Ao final fica demonstrado o quanto o reforço escolar tem importância na vida de todos na escola, ele é algo que deve ser incentivando para que todos venham a ter oportunidades iguais de aprendizagem, podendo se tornar cidadãos ativos, críticos e participativos no âmbito de nossa sociedade.fica também exposto que o reforço é algo que vem para somar o é dado em sala de aula e não pode ser uma aula avulsa, sem planejamento e sem nenhuma ligação com o cotidiano do aluno.

 

Referências Bibliográficas

 

 DANTE, Luiz R. A didática e a resolução de problemas.São Paulo: Ática, 1989.

 

PARANÁ.Secretaria de Estado de Educação.  Ensinar e aprender.Impulso inicial e vol. 1 a 3. Curitiba: SEED, 1997

 

 

 

 

 

 

Avaliar artigo
4
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-infantil-artigos/o-reforco-escolar-e-a-melhoria-da-apendizagem-dos-educandos-1290785.html

    Palavras-chave do artigo:

    palavras chaves escola

    ,

    dificuldades de aprendizagem

    ,

    solucao

    Comentar sobre o artigo

    Janaina Silveira

    O presente artigo aborda a temática das dificuldades de aprendizagem no que diz respeito à atuação do professor na tentativa de minimizá-las e de propiciar aos alunos a construção do conhecimento de modo significativo.

    Por: Janaina Silveiral Educaçãol 09/03/2011 lAcessos: 4,496

    fazer a relação entre a função do professor como mediador da aprendizagem e como pessoa humana de múltiplas relações no mundo.

    Por: Jorge Rocha Gonçalvesl Educação> Ensino Superiorl 29/05/2010 lAcessos: 1,124

    A criança perante um "ambiente bem estruturado e preparado" se mantém mais interessada em aprender. E com a socialização aprendem a "sorrir mais", pois se relacionam com mais pessoas para se comunicarem e se desinibirem, soltando assim sua criatividade em interação com "outras crianças e outros adultos," e aceitam os incentivos recebidos com preparação e amor de todos da instituição.

    Por: Priscila Bazonl Psicologia&Auto-Ajuda> Psicoterapial 28/08/2011 lAcessos: 2,380

    A presente pesquisa foi elaborada tendo por objetivo estudar o fenômeno assédio moral nas relações de trabalho educacional em face de sua relevância na sociedade. Desta forma pretende-se conhecer, analisar e compreender este mal que atinge as instituições de ensino, buscando contribuir para o esclarecimento do fenômeno, como preveni-lo e reprimi-lo.

    Por: Arianal Educação> Ensino Superiorl 02/04/2011 lAcessos: 1,264

    RESUMO O presente artigo objetiva em analisar o papel do psicopedagogo e as suas intervenções nas dificuldades de aprendizagem. É preciso criar meios eficazes e inovador na construção do saber, porque o problema de dificuldades de aprendizagem dentro do espaço escolar é uma das problemáticas com a qual o psicopedagogo e o educador deparam-se constantemente nos dias atuais. O profissional nessa área deve procurar promover a melhor maneira possivel de utilizar a intervenção psicopedagogica como t

    Por: pedro josél Educação> Ensino Superiorl 23/11/2012 lAcessos: 230

    O ensino de língua inglesa em um mundo globalizado se torna essencial a todos, pois, independente da razão, seja ela econômica, social, diplomática ou comercial, a necessidade de falar um idioma e conhecer a cultura de outra nação é bem antiga, por isso, os PCNs incluíram dentro dos seus parâmetros o ensino de língua inglesa. Porém, os discentes de faculdades e universidades sentem dificuldades em adquirir esse idioma e transmiti-lo.

    Por: Dayse S. Damascenol Educação> Línguasl 07/11/2010 lAcessos: 3,868 lComentário: 2

    A presente monografia vem demonstrar que o brinquedo e a brincadeira na pré-escola é de um aspecto muito importante na interação da criança com o adulto, com o outro. E a brincadeira em grupo serve para socializar crianças e a compreensão de regras. Elas aprendem a lidar com os sentimentos, interagir, resolver conflitos e desenvolver a imaginação e criatividade para resolver problemas. E, portanto, contra este pensamento que buscamos e é de fundamental importância que professores tenham conhe.

    Por: João do Rozario Limal Educação> Educação Onlinel 01/06/2008 lAcessos: 126,331 lComentário: 14

    Sendo o Projeto Pedagógico um documento referencial para o desenvolvimento de um ensino de qualidade, o estudo aborda a importância da participação do professor na sua elaboração e na sua implementação. A pesquisa se baseia em nossa experiência em educação no Ensino Fundamental e Infantil onde percebemos que não é comum a participação dos docentes nos planos da escola, principalmente, o Projeto "Político" Pedagógico, e que o mesmo quase sempre não está à disposição da comunidade escolar. Assim,

    Por: Neide Pena Cárial Educação> Ensino Superiorl 26/06/2011 lAcessos: 12,433

    O presente estudo vem a ser uma resposta que desejo dar a mim mesma desde quando iniciei minha carreira de professora, sempre vi os professores acarretados de tarefas, na preparação de aula, preocupados com novas dinâmicas de ensino para tornar a aula mais interessante, mais atraente aos olhos dos alunos. Como resultado desses esforços sempre via os professores infelizes e desanimados, porque as atividades não foram recebidas como o planejado pelo professor, enfim este teve suas expectativas fru

    Por: MARRUSHl Educação> Educação Infantill 10/06/2012 lAcessos: 423

    RESUMO A ação dos gestores diante do problema da violência escolar é de fundamental importância para a vida dos alunos que a ele possam ter acesso. Não é necessário uma análise profunda de nossa sociedade para perceber o quanto a violência está latente. O índice crescente da violência na sociedade, nas mais diversas formas, já passa dos limites concebíveis. Alguns livros e revistas nos mostram essa dura realidade, entre eles concentramo-nos, principalmente nos cinco seguintes, que nos mostram i

    Por: Ana Lidia Silva Duartel Educação> Ciêncial 22/06/2010 lAcessos: 7,781 lComentário: 1
    Simone Andrade R. S. Rodrigues

    No cenário educativo, os jogos ajudam a criança no seu desenvolvimento físico, afetivo, intelectual e social, pois, por meio das atividades lúdicas, a criança forma conceitos, reforça habilidades, estabelece relações lógicas, além de desenvolver a expressão oral e corporal.

    Por: Simone Andrade R. S. Rodriguesl Educação> Educação Infantill 27/10/2014
    Simone Andrade R. S. Rodrigues

    Entende-se por racismo no futebol, qualquer prática racista oriunda de xingamentos ou algum tipo de sinal obsceno, praticada em campo durante alguma partida de futebol ou ainda nas arquibancadas, direcionada a algum dos participantes diretos da partida. A rivalidade entre times pode ser uma das explicações, mas alguns casos se tornaram tão polêmicos que atingiram em cheio a mídia e as pessoas pela revolta do ato completamente errôneo.

    Por: Simone Andrade R. S. Rodriguesl Educação> Educação Infantill 26/10/2014
    Simone Andrade R. S. Rodrigues

    Iniciamos esta discussão indagando aos nossos leitores se em algum momento pararam para observar as inúmeras expressões faciais que docentes e educandos protagonizam em sala de aula? Frente a isto nos questionamos: o que aconteceu com nossos alunos? O que houve com a docilidade, amabilidade, respeito, e admiração com a figura docente? Por quais caminhos se dispersaram? E por que não dizer a humanização do ambiente escolar?

    Por: Simone Andrade R. S. Rodriguesl Educação> Educação Infantill 26/10/2014
    edivaldo coelho da silva

    EDUCAÇÃO NAS ESCOLAS SOBRE SEGURANÇA DO TRABALHO PARA CRIANÇAS PARA AS MESMAS AO CHEGAS DENTRO DAS ORGANIZAÇÕES ESTAREM PREPARADAS PARA AS ADVERSIDADES DOS RISCOS ENCONTRADOS NAS ATIVIDADES LABORAIS A ATUAR COM SEGURANÇA.

    Por: edivaldo coelho da silval Educação> Educação Infantill 26/10/2014 lAcessos: 11
    ELISETE AMADOR PEREIRA

    Nosso artigo de opinião vem tratando do perfil ou papel do Coordenador Pedagógico em nossa escola, na cidade de Alto Araguaia- MT. Percebemos que o papel do Coordenador Pedagógico em nossa escola tem sido diferente do que realmente deve ser, ou seja, o Coordenador Pedagógico tem desempenhado funções alheias às suas, fazendo mais o papel administrativo e burocrático do que o pedagógico. é sobre isso que falaremos aqui, dando nossa opinião.

    Por: ELISETE AMADOR PEREIRAl Educação> Educação Infantill 23/10/2014

    O presente artigo aborda o sistema de ensino de língua portuguesa envolvendo o aluno com dislexia e os professores que atuam na 5º serie, no contexto educacional de nível fundamental II.Visa investigar, as metodologias adotadas em sala nas aulas de língua portuguesa e se são suficientes para proporcionar aulas apropriadas quão grandemente necessárias, para contemplar as especificidades do aluno disléxico, de maneira a assegurar o seu aprendizado.

    Por: Taynara Freitas de Souzal Educação> Educação Infantill 22/10/2014 lAcessos: 15

    As conexões entre brincar, aprender e ensinar são perceptíveis quando o educador consegue conciliar os objetivos pedagógicos com os objetivos dos alunos. Ensinando a aprender contribuindo para o desenvolvimento da subjetividade, para a construção do ser humano autônomo e criativo, preparando para o exercício da cidadania e da vida coletiva incentivando a buscar justiça social e igualdade com o respeito à diferença.

    Por: Rosana Maciel Averl Educação> Educação Infantill 12/10/2014 lAcessos: 39

    Este artigo tem como objetivo apresentar a pesquisa sobre o impacto do programa escola da família na vida de crianças e adolescentes da Escola Vicente Minicucci na cidade de Franca . A pesquisa foi desenvolvida na Escola Estadual Vicente Minicucci, na cidade de Franca - SP. Seguindo os métodos de observação e questionário aplicados aos responsáveis e participantes do programa. Foi possível perceber que esse programa tem sido de suma importância pelo fato de tirar as crianças da rua, lugar

    Por: Leticia Oliveiral Educação> Educação Infantill 06/10/2014 lAcessos: 24

    Comments on this article

    1
    patricia 29/03/2011
    ola,to cursando o curso de psicologia,e gostaia que vc falasse um pouco sobre o reforço nas faculdades(nivelamento ou aprimoramento).
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast