Projeto: Respeitando E Convivendo Com As Diferenças

Publicado em: 14/12/2008 |Comentário: 6 | Acessos: 21,483 |

O projeto visa proporcionar a todos envolvidos com Educação Infantil, subsídios para um trabalho lúdico-conscientizador a respeito das diferenças. Piaget acredita que a criança de 2 a 4 anos, se encontra na fase simbólica e neste período os jogos passam a ter uma seriedade absoluta na vida delas.  Partindo deste pressuposto, neste projeto através do jogo simbólico, as crianças serão incentivadas a respeitar e conviver com vários tipos de   diferenças e deficiências, a reconhecer por meio de atividades lúdicas, as dificuldades enfrentadas por deficientes físicos e visuais; a desenvolver a solidariedade, a afetividade e a compreender a importância do saber auxiliar o outro. 

Wallon afirma que através da afetividade a criança demonstra seus sentimentos, desejos e necessidades. O Projeto se destina a crianças entre 3 a 6 anos, divididas em turmas, de acordo com a faixa etária e conta com o envolvimento de todos da Instituição. Seis ursinhos de pelúcia são levados à Instituição por uma senhora que necessita viajar para cuidar de um filho doente. Ela pede que as crianças cuidem deles até que possa retornar. Os ursos contam com as seguintes diferenças: deficiência física, deficiência visual, obesidade, desnutrição, raça negra e surdez - mudez. Estes bichinhos serão divididos entre as turmas  e cada turminha ficará responsável por cuidar de um ou mais bichinhos- de acordo com o número de turmas da Instituição. A senhora pedirá que providencie nomes, objetos pessoais  e roupas para os ursinhos, pois  saiu com pressa de casa e acabou esquecendo tudo. É feita, então uma campanha para arrecadação de roupas, mochilinhas e objetos pessoais para os bichinhos. Depois, um processo eleitoral decidirá os nomes dos ursinhos. Passada esta etapa, cada criança da turma, ficará responsável por cuidar do bichinho por um dia, dentro da Instituição e levando- o para casa, juntamente com a mochilinha. Nos fins de semana os profissionais da Instituição ficam responsáveis por cuidar dos bichinhos, este fat garante que nenhuma criança maior possa desmistificar o projeto, causando transtornos à criança.

Os ursinhos são integrados em todas as atividades diárias e festividades realizadas. A cada final de semestre a senhora que levou os ursinhos reaparece e os leva para passarem  as férias com ela. É importante que nestas ocasiões, também se faça uma roda da conversa, afim de diagnosticar as vivências das crianças. Ao reiniciarem as aulas, os bichinhos retornam à Instituição. O Projeto motiva também o pensar em torno do convívio com as diferenças dos profissonais em questão. Num contexto geral, temos relações interpessoais mais satisatórias dentro do contexto educativo. As diferenças não podem ser tratadas como se não existissem, nem tão pouco trabalhadas apenas quando surge algum caso na Instituição. Portanto, necessário se faz, um traballho educativo abordando este assunto que é tão importante um verdadeiro processo inclusivo pautado no respeito, na cidadania e na paz.

Avaliar artigo
4
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 12 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-infantil-artigos/projeto-respeitando-e-convivendo-com-as-diferencas-683455.html

    Palavras-chave do artigo:

    diferencas

    ,

    inclusao

    ,

    respeito

    Comentar sobre o artigo

    O presente trabalho aborda um assunto de estrema importância para o avanço dos direitos educacionais garantidos na Constituição Brasileira, quando se entende que a educação é direito de todos. Em um breve histórico, que versa sobre o contexto no qual fizeram parte as pessoas com deficiência rumo ao processo de inclusão na educação superior, buscaremos apresentar os avanços relacionados à inclusão dos mesmos, como também as atenções voltadas para esse público de discente.

    Por: Duanne Granjal Educação> Ensino Superiorl 21/07/2011 lAcessos: 620
    Valmôr Scott Junior

    As pessoas com necessidades especiais carecem de inclusão efetiva pela educação. Antes de se pensar em discutir a inclusão, é preciso entender seus pressupostos: direito à educação e cidadania. O presente trabalho possui como objetivos: (inter)relacionar direito à educação (legislação básica federal), cidadania e políticas educacionais de inclusão, sendo referência as pessoas com necessidades especiais e refletir sobre políticas educacionais destinadas para estes sujeitos.

    Por: Valmôr Scott Juniorl Educação> Ciêncial 19/07/2010 lAcessos: 1,582
    Dalila Costa Santos

    Este artigo faz uma abordagem sobre os desafios da inclusão escolar na contemporaneidade, por se tratar de um tema cada vez mais discutido na atualidade, tendo em vista sua grande relevância, já que tem como finalidade a garantia de uma educação igualitária, uma educação inclusiva de fato. A escolha do tema deu-se devido a educação inclusiva ter como desígnio a promoção de práticas pedagógicas que considerem a individualidade dos alunos e seu modo característico de lidar com a aprendizagem.

    Por: Dalila Costa Santosl Educação> Ciêncial 03/06/2014 lAcessos: 259

    Instituições escolares e educadores de todos os níveis educacionais discutem o processo de Inclusão escolar. Preocupações voltadas para aspectos materiais, são relatadas a todo momento, mas nem só desses aspectos o processo se fará. É necessário que se faça um preparo para aceitação da inclusão escolar desde a Educação Infantil, quando a criança ainda não sabe discriminar seus colegas e pode ser facilmente incentivada a se manter afastada de todos que transcendem a sua cultura.

    Por: Angela Adriana de Almeida Limal Relacionamentos> Relações Amorosasl 20/07/2008 lAcessos: 14,557 lComentário: 9
    Telma Lobo

    Há uma crescente mobilização no Brasil a favor da inclusão dos portadores de necessidades especiais na rede de ensino. Isto exige mudanças de atitudes não só de professores, mas de toda comunidade escolar assim como da sociedade em geral. Porém, para que isso aconteça é preciso reconhecer, questionar e romper com preconceitos ainda existentes na sociedade, estimulando o acolhimento e o respeito às crianças e jovens com necessidades especiais.

    Por: Telma Lobol Educaçãol 15/01/2011 lAcessos: 11,518 lComentário: 1
    Natália de Souza Cardoso

    O artigo abordou como tema "a inclusão de crianças com síndrome de Down na educação física, com o propósito de mostrar à sociedade de que essas crianças são capazes de participar das aulas de educação física, apesar de todos os problemas que enfrentam no decorrer de sua vida.

    Por: Natália de Souza Cardosol Educação> Educação Infantill 22/08/2011 lAcessos: 1,800

    O presente ensaio refere-se ao preconceito de crianças com necessidades especiais, relatando a inclusão dessas na escola e no meio social. Citando que essas crianças são capazes de realizar muitas atividades, sendo que deficiente é aquele que não consegue modificar sua vida, aceitando as posições de outras pessoas ou da sociedade em que vive.

    Por: Rosirene Abadia de S. Macedol Educação> Ensino Superiorl 26/11/2014 lAcessos: 15
    ANGELA DA SILVA SOARES

    Este artigo tem como objetivo fazer uma discussaõ sobre a formação do professor numa perspectiva inclusiva. Uma das maiores queixas dos professores em relação à inclusão escolar é a falta de preparo para lidar com crianças com deficiência.E como deve ser este preparo? Como a formação pode ajudar o professor a atuar de forma mais consistente neste processo?

    Por: ANGELA DA SILVA SOARESl Educaçãol 01/08/2009 lAcessos: 7,902 lComentário: 1
    Alessandro Neves de Araujo

    A palavra inclusão vem sendo colocada e usada muito atualmente, em todos os sentidos, principalmente na educação. Existem discussões dos educadores quanto ao termo e significado da inclusão, pois o desafio está nos projetos colocados em teoria e que deverão passar para a pratica, no qual todos os seres humanos usufruir os mesmos direitos.

    Por: Alessandro Neves de Araujol Educação> Ciêncial 06/10/2011 lAcessos: 470
    Rita de Cássia Santos Almeida

    Este artigo trata da influência que os contos de fadas exercem sobre as crianças. Acredita-se que todos os personagens dessas narrativas, de alguma forma tornam-se 'modelos' para as crianças. Elas acabam se imaginando na versão dos personagens bons, acreditando que isso poderá levá-las à solução de seus problemas, de modo ético e final e assim resolverem seus conflitos interiores da melhor forma possível e viverem felizes para sempre...

    Por: Rita de Cássia Santos Almeidal Educação> Educação Infantill 12/04/2015 lAcessos: 14
    Joseléia Graciano da Silva

    Este artigo surgiu a partir da proposta de analisarmos a escrita em crianças na fase de alfabetização e letramento. Para tanto, buscou-se verificar em textos de crianças nessa fase os fatores que indicam o inicio da aquisição da escrita pela criança, e, assim, realizar uma análise dos dados coletados, não considerando as inadequações da língua padrão como "erro", mas sim como construção de conhecimento.

    Por: Joseléia Graciano da Silval Educação> Educação Infantill 11/04/2015 lAcessos: 13

    Este artigo apresenta um breve histórico de como iniciou o atendimento as pessoas com deficiência até aos dias de hoje. Fala da Constituição Federal de 1988 que deu o primeiro passo a implementação da Educação Inclusiva no nosso país.

    Por: MARCIA AP.M.FARIASl Educação> Educação Infantill 30/03/2015 lAcessos: 23

    Ao destacar o tema "dificuldade de aprendizagem" muitos confundem esta concepção com uma desatenção em sala de aula ou 'espírito bagunceiro' das crianças. Mas a dificuldade de aprendizagem é tratada por muitos teóricos e estudiosos como um distúrbio ,que pode ser gerado por uma série de problemas cognitivos ou emocionais , afetando o individuo em qualquer área do desempenho escolar.Este artigo visa apresentar uma breve reflexão sobre essas concepções

    Por: Eliete Lopes Matricardil Educação> Educação Infantill 27/03/2015 lAcessos: 18

    Esta temática esta presente diariamente em reuniões que buscam analisar e discutir o problema, para então apontar formas para resolver os distúrbios disciplinares no cotidiano das escolas. A desmotivação e a indisciplina são os maiores obstáculos apresentados pelos professores, que se deparam no dia a dia com à desordem em sala de aula e na escola, além de apresentar como parte desta reclamação a desatenção dos alunos, a falta de interesse e de respeito dos estudantes.

    Por: Eliete Lopes Matricardil Educação> Educação Infantill 27/03/2015 lAcessos: 24

    Este presente Artigo trata de uma reflexão sobre a temática da disortográfia e a importância do trabalho em conjunto dos profissionais educacionais, pacientes e familiares no diagnóstico,tratamento e superação desta distúrbio. Descrevendo a importância do apoio psicopedagogico para se superar tal dificuldade expressa e identificada geralmente nas séries iniciais do Ensino Fundamental.

    Por: Eliete Lopes Matricardil Educação> Educação Infantill 27/03/2015 lAcessos: 17

    Acredito que o gosto pela leitura se apreende, é lendo que as pessoas aprendem a gostar de ler, e já de pequenos podemos, ou não, criar o hábito de leitura. Já dizia Carlos Drummond de Andrade que "a leitura é uma fonte inesgotável de prazer, mas por incrível que pareça, a quase totalidade não sente esta sede".

    Por: MARCIA AP.M.FARIASl Educação> Educação Infantill 25/03/2015 lAcessos: 23

    Os contos nasceram, em geral, dos mitos; representam simbolicamente os acontecimentos humanos e sociais e reproduzem, em personagens e situações, valores que atravessam os séculos, porque correspondem a características permanentes do ser humano. Nelly Novaes Coelho, em seu livro Literatura Infantil: teoria, análise, didática, divide esse tipo de narrativa em contos de encantamento, contos maravilhosos e contos de fadas.

    Por: Alexandrina M. P. de Fariasl Educação> Educação Infantill 08/03/2015 lAcessos: 41

    Em tempos atuais os distúrbios de aprendizagem tem se destacado desde a Educação Infantil e gerando consequências em todo processo educacional. Todavia é necessário diferenciá-los da deficiência e da dificuldade de aprendizagem.

    Por: Angela Adriana de Almeida Limal Educação> Educação Infantill 27/07/2010 lAcessos: 1,345

    Para que haja um processo inclusivo significativo na Educação Infantil é necessário que se pense um trabalho que envolva esta prática.

    Por: Angela Adriana de Almeida Limal Educação> Educação Infantill 07/10/2009 lAcessos: 2,538 lComentário: 1

    A musicalização é fator primordial na Educação Infantil, sendo co-responsável por grandes avanços no desenvolvimento global das crianças.

    Por: Angela Adriana de Almeida Limal Educação> Educação Infantill 07/10/2009 lAcessos: 3,137 lComentário: 1

    O presente projeto visa trabalhar a função de compra e venda com crianças na educação infantil.

    Por: Angela Adriana de Almeida Limal Educação> Educação Infantill 07/10/2009 lAcessos: 1,551

    O presente texto visa proporcionar ao leitor um breve conhecimento sobre algumas das principais doenças oculares, tanto em caráter informativo como preventivo.

    Por: Angela Adriana de Almeida Limal Saúde e Bem Estarl 23/12/2008 lAcessos: 18,791 lComentário: 11

    A Educação Infantil é o início da vida escolar de muitas crianças. Atualmente pode se dizer que todas as crianças passam por ela, tanto em creches, instituições publicas, ONGs ou em instituições particulares. Entretanto, em todas as situações é necessário que o profissional da Educação Infantil tenha um perfil apropriado a esta fase do desenvolvimento infantil, esteja aberto a sugestoes e a troca de experiências tão essenciais a este trabalho.

    Por: Angela Adriana de Almeida Limal Educação> Educação Infantill 23/12/2008 lAcessos: 77,447 lComentário: 13

    A maioria das instituições responsáveis pela Educação Infantil prioriza a alfabetização, deixando de lado aspectos psicomotores que são indispensáveis a este processo. O "brincar" é facilmente trocado pelo "alfabetizar" e assim vão surgindo várias dificuldades na aprendizagem da criança.

    Por: Angela Adriana de Almeida Limal Educação> Educação Infantill 22/12/2008 lAcessos: 19,217 lComentário: 5

    Pode se afirmar que Mobbing é o Bullying nas empresas, sendo o maior responsável pelo afastamento de muitos profissionais de seus locais de trabalho, bem como de situações desagradáveis envolvendo seus funcionários.

    Por: Angela Adriana de Almeida Limal Relacionamentos> Relações Amorosasl 18/12/2008 lAcessos: 2,482 lComentário: 4

    Comments on this article

    0
    erika 05/09/2011
    peço que me envie alguma atividade sobre respeitar as diferenças.
    -1
    JEISY MARY 16/08/2011
    Angela, amei muito seu projeto! Vou desenvolver na instituição onde trabalho! PARABENS pela sua criatividade e desempenho...
    1
    Delidia R.da Silva 27/05/2009
    Amei sua proposta de trabalho, vou desenvolver
    na unidade onde trabalho. Parabéns pelo excelente trabalho, continue púplicando
    seus projetos; pois só assim nosso país vai pra frente.
    1
    Cristian Oliveira 16/12/2008
    Adorei a proposta! Vou experimentar este projeto na Instituição em que coordeno.
    O bom é que toda a Equipe e as famílias se envolvem.
    Parabéns!
    1
    Eunice Medeiros 16/12/2008
    Já tive a oportunidade de assistir suas palestras. Adorei todas, afinal você se preocupa com a Educação para a paz. Mas este Projeto é verdadeiramente, lindo!
    Continue escrevendo e incentivando as pessoas a educarem para a paz!
    1
    Monaim 15/12/2008
    Que execelente proposta de trabalho para a paz!
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast