Projeto: Respeitando E Convivendo Com As Diferenças

14/12/2008 • Por • 21,583 Acessos

O projeto visa proporcionar a todos envolvidos com Educação Infantil, subsídios para um trabalho lúdico-conscientizador a respeito das diferenças. Piaget acredita que a criança de 2 a 4 anos, se encontra na fase simbólica e neste período os jogos passam a ter uma seriedade absoluta na vida delas.  Partindo deste pressuposto, neste projeto através do jogo simbólico, as crianças serão incentivadas a respeitar e conviver com vários tipos de   diferenças e deficiências, a reconhecer por meio de atividades lúdicas, as dificuldades enfrentadas por deficientes físicos e visuais; a desenvolver a solidariedade, a afetividade e a compreender a importância do saber auxiliar o outro. 

Wallon afirma que através da afetividade a criança demonstra seus sentimentos, desejos e necessidades. O Projeto se destina a crianças entre 3 a 6 anos, divididas em turmas, de acordo com a faixa etária e conta com o envolvimento de todos da Instituição. Seis ursinhos de pelúcia são levados à Instituição por uma senhora que necessita viajar para cuidar de um filho doente. Ela pede que as crianças cuidem deles até que possa retornar. Os ursos contam com as seguintes diferenças: deficiência física, deficiência visual, obesidade, desnutrição, raça negra e surdez - mudez. Estes bichinhos serão divididos entre as turmas  e cada turminha ficará responsável por cuidar de um ou mais bichinhos- de acordo com o número de turmas da Instituição. A senhora pedirá que providencie nomes, objetos pessoais  e roupas para os ursinhos, pois  saiu com pressa de casa e acabou esquecendo tudo. É feita, então uma campanha para arrecadação de roupas, mochilinhas e objetos pessoais para os bichinhos. Depois, um processo eleitoral decidirá os nomes dos ursinhos. Passada esta etapa, cada criança da turma, ficará responsável por cuidar do bichinho por um dia, dentro da Instituição e levando- o para casa, juntamente com a mochilinha. Nos fins de semana os profissionais da Instituição ficam responsáveis por cuidar dos bichinhos, este fat garante que nenhuma criança maior possa desmistificar o projeto, causando transtornos à criança.

Os ursinhos são integrados em todas as atividades diárias e festividades realizadas. A cada final de semestre a senhora que levou os ursinhos reaparece e os leva para passarem  as férias com ela. É importante que nestas ocasiões, também se faça uma roda da conversa, afim de diagnosticar as vivências das crianças. Ao reiniciarem as aulas, os bichinhos retornam à Instituição. O Projeto motiva também o pensar em torno do convívio com as diferenças dos profissonais em questão. Num contexto geral, temos relações interpessoais mais satisatórias dentro do contexto educativo. As diferenças não podem ser tratadas como se não existissem, nem tão pouco trabalhadas apenas quando surge algum caso na Instituição. Portanto, necessário se faz, um traballho educativo abordando este assunto que é tão importante um verdadeiro processo inclusivo pautado no respeito, na cidadania e na paz.

Perfil do Autor

Angela Adriana de Almeida Lima

Formada em Magistério Graduada em Pedagogia c/ habilitação em Supervisão Escolar; Especialista nas áreas...