Relação entre pais e filho e conflitos familiares

Publicado em: 29/01/2012 |Comentário: 0 | Acessos: 1,935 |

01. JUSTIFICATIVA

             Com base na vivência do dia a dia do setor psicosocial da Secretaria Municipal de Assistência Social do município de Joca Claudino/PB e através dos dados  levantados nas reuniões entre equipes intersetorias conclui-se que a relação entre pais e filhos no convivio famíliar tem sido um dos temas mais abordados na área educacional e social. Na maioria dos casos afirma-se que os pais não têm mais autonia e controle sobre as atitudes dos filhos. Uma das grandes contribuições para isto tem sido o fácil acesso aos meios de comunicação, que representam um dos pontos mais cruciais na influência negativa na educação dada pelos os pais.

A escolha por este tema se justifica pelo o meu interesse em aliar minha formação acadêmica a minha atuação profissional enquanto Secretário Municipal de Assistência Social no muncípio de Joca Claudino-PB. 

Buscarei efetivar as propostas aqui empreendida na relação famíliar entre os conflitos de pais e filho moradores da sede do município de Joca Claudino, visando contribuir para formação dos cidadãos jocaclaudinenses.

O atual projeto é formado por cinco pontos: O 1º ponto é a justificativa, a justificativa é a parte que apresenta o projeto; o 2º ponto são os objetivos, parte do projeto que aponta o que o pretende alcançar; o 3º ponto é a metodologia onde apresenta de que forma o projeto deve ser execultado; o 4º é o cronograma, está parte organiza o tempo para execusão do projeto e o 5º ponto e último é o referencial teórico onde os autores estudiosos no tema em questão tem um diálogo com o tema, relação entre pais e filhos e conflitos familiares.

02. OBJETIVOS

- Reconheceros principais aspectos relacionados com os conflitos entre pais e filhos;         - Analizar a relação entre pais e filhos no convivio familiar;                                                      - Identificar as principais causas de conflitos entre pais e filhos;                                             - Perceber a concepção dos filhos a respeito dos conselhos dados pelos os pais.

03. METODOLOGIA

A presente pesquisa trata de uma pesquisas bibliográfica e documental. O presente trabalho foi construido apartir de leituras de textos de artigos de autores estudioso no tema em questão, expostos na Internet e dos dados de vivências nas reuniões intersetoriais do município de Joca Claudino/PB., no período de 2010 a 2011. Para adiquirir os dados da pesquisa foi aplicado um questionário contendo dez questões e uma entrevista composta de dez perguntas. O trabalho apresentado teve uma duração aproximada de um mês. As entrevistas foram aplicadas nas residências e no local de trabalho dos moradores da sede do município de Joca Claudino/PB. Como o tema esta relacionado aos conflitos familiares, o questionário e a entrevista foram direcionado aos pais e filhos, os principais sujeitos.

04. CRONOGRAMA

ATIVIDADES

PERIODO

Construção do projeto

Mês de janeiro

Aplicações dos questionários e entrevistas

3ª semana de janeiro

Apresentação do Projeto

4ª semana de Janeiro

05. REFERÊNCIAL TEÓRICO

Os conflitos que influenciam de forma negativa a relação intrafamiliar, contribuem para o aumento de desentendimentos entre pais e filhos, o que torna mais difícil o relacionamento afetuoso entre estes. Os conflitos refletem em todos os membros da família, principalmente, nas crianças e adolescentes, pois estão em processo de formação, sendo os mais vulneráveis ao sofrimento, constituindo um reforço a tornarem-se adultos muito agressivos ou muito medrosos. O adolescente questiona o que está a sua volta, principalmente no que tange ao núcleo familiar, fator que muitas vezes o coloca em choque com os pais e seus familiares. Percebemos que nem sempre os pais de adolescentes estão preparados emocionalmente e psicologicamente para lidar com as contestações de seus filhos. De acordo com Ferrari, (2000, p. 12)

"É a família que propicia os aportes afetivos e sobre todos materiais necessários ao desenvolvimento e bem estar dos seus componentes. Ela desempenha um papel decisivo na educação formal e informal. É nesse espaço que são absorvidos os valores éticos e humanitários onde se aprofundam os laços de solidariedade. É também em seu interior que se constroem as marcas entre as gerações e são observados os valores culturais..."

De acordo com essa afirmação é dentro da família que se devem construir os princípios fundamentais que dão sustentação a estrutura física, moral, social educacional e psicológica do indivíduo. De fato é na família que se busca tais valores que se dão em diferentes níveis de entendimentos e estruturação. Dessa forma esses valores variam de família, de lugar, de região, de país e de povo para povo. Na globalização, essas mudanças são chamadas entre outros adjetivos de diferenças. Nesse contexto muitas famílias se destroem, perde de vista a força que move essa estrutura familiar, fazendo que somente em alguns casos se aplique a teoria de Ferrari.

De fato a família é o primeiro grupo social e o mais importante, é dela a maior responsabilidade sobre a educação dos seus filhos, mas um grande número de famílias nem tem conhecimento disto e reproduz nas suas relações as práticas e experiências negativas que vivenciaram. Nas famílias organizadas acontecem que tem consciência da importância de cada um dos seus integrantes, onde cada pessoa desempenha um papel marcante no dia-a-dia e na vida de seus membros.

Em linhas gerais conclui-se que os conflitos familiares são decorrentes do grande número de intervenções externas no processo de formação dos filhos, em conseqüência da correria do dia-a-dia, onde esse processo fica em segundo plano. Além disso, os filhos crescem no espaço de muita liberdade sem o devido acompanhamento e orientação dos seus responsáveis. Com isto se tornam alvos fáceis e vulneráveis as aliciações e aos riscos sociais em geral.

REFERENCIA: FERRARI, Família brasileira, a base de tudo. 4.ª ed. São Paulo: Cortez; Brasília, DF: UNICEF, 2000, p.12

 Jaqueline Kenedy dizia: "Se você fracassar na educação de seus filhos, nada que fizer bem terá muita importância." 

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 1 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-infantil-artigos/relacao-entre-pais-e-filho-e-conflitos-familiares-5612278.html

    Palavras-chave do artigo:

    convivio familiar

    Comentar sobre o artigo

    Hellen Bessa de Oliveira

    A sociedade contemporânea apresenta um aumento crescente da população idosa, por isso, é de grande relevância um estudo sobre a velhice e família visualizando o convívio familiar da pessoa idosa, observando como a família se apresenta neste processo, compreendendo os aspectos socioeconômicos que incidem na qualidade de vida da pessoa idosa. Este trabalho proporciona uma análise e reflexão a respeito dos indicativos que possam contribuir para a construção do conhecimento profissional.

    Por: Hellen Bessa de Oliveiral Notícias & Sociedade> Desigualdades Sociaisl 30/05/2013 lAcessos: 149
    Anderson Marques de Carvalho

    A formação familiar com alicerce à construção de um novo cidadão,com o foco voltado ao futuro.

    Por: Anderson Marques de Carvalhol Educação> Educação Infantill 28/08/2010 lAcessos: 738

    É natural no meio familiar que em certos momentos alguns parentes tenham desarmonias e problemas no convívio. E nas empresas familiares não é diferente, desentendimentos acontecem entre sócios, entre os próprios empregados, entre o patrão e os seus funcionários. Nas empresas que os familiares os conflitos tendem a ser mais bruscos.

    Por: advocacial Direito> Direito Tributáriol 06/09/2012 lAcessos: 76

    Convivência Familiar - Família Vende Tudo, este é um tipo de evento que estimula a convivência entre a família sendo até uma brincadeira para a Criança. Família Vende Tudo, família unida em uma atividade Benéfica e prazerosa.

    Por: Gabi Batistal Arte& Entretenimento> Artel 05/08/2010 lAcessos: 281
    Gabriela Valério Fernandes

    Este Trabalho tem como objetivo esclarecer algumas duvidas sobre o poder familiar com relação a pessoa dos filhos, enfoca a questão histórica do Poder familiar e suas causas de perda.

    Por: Gabriela Valério Fernandesl Direitol 27/11/2012 lAcessos: 94

    O direito à convivência familiar e comunitária integra o rol dos direitos conferidos à criança e ao adolescente, e está elencado no art. 4º do Estatuto da Criança e do Adolescente. A convivência familiar e comunitária, antes de ser um direito, é uma necessidade da criança e do adolescente, pois é na família que se desenvolvem as primeiras relações de afeto, sobre as quais posteriormente se apoia todo o desenvolvimento desses indivíduos.

    Por: Vanessa Perinl Direito> Doutrinal 05/09/2011 lAcessos: 260
    Domingos Ricca

    Em entrevista, o especialista em empresas familiares Domingos Ricca, fala sobre as grandes empresas de sucesso e as atitudes que devem ser tomadas para a expansão.

    Por: Domingos Riccal Negócios> Gestãol 23/05/2011 lAcessos: 245
    Domingos Ricca

    O consultor e especialista Domingos Ricca fala sobre a figura e o caráter do fundador nas empresas familiares, utilizando o apresentador Silvio Santos como exemplo de carisma e liderança.

    Por: Domingos Riccal Negócios> Gestãol 30/08/2011 lAcessos: 329 lComentário: 2
    Ribamar Pinho

    É de extrema importância a presença da família no contexto escolar onde é imprescindível que os pais frequentem o ambiente escolar para saber de que maneira é desenvolvido o comportamento e aprendizagem de seus filhos. A presença da família na escola é significante porque demonstra apoio e preocupação com a aprendizagem da criança, sendo que, com a presença dos mesmos, a sociedade escolar, sentir-se-á honrada, compromissada e motivada para tratar o processo de ensino aprendizagem da criança.

    Por: Ribamar Pinhol Educação> Educação Infantill 20/01/2013 lAcessos: 736

    O transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) é uma doença cercada de controvérsia. Por atingir principalmente crianças, muito pais enxergam problemas onde eles não existem — sintomas isolados são comuns nesta fase da vida. Também há quem não preste atenção ao conjunto de sintomas que a caracterizam: quadros de desatenção, hiperatividade e impulsividade de maneira exacerbada.

    Por: Jania Gasques bordonil Educação> Educação Infantill 14/09/2014

    Receber os estudantes com deficiência é um avanço. Mas faltam fazer da inclusão uma realidade e assegurar o direito à Educação

    Por: Jania Gasques bordonil Educação> Educação Infantill 14/09/2014
    Isabel Cristina

    Atualmente, a proposta de educação inclusiva tem gerado polêmicas discussões entre os que adotam uma posição integracionista, os que defendem a escola inclusiva ou ainda aqueles que sentem a importância de uma educação especializada para o aluno com necessidades educacionais especiais . No longo caminho a ser percorrido muitas são as dificuldades a serem enfrentadas, principalmente as que dizem respeito às barreiras físicas e atitudinais,constituídas dos estigmas, preconceitos e estereótipos.

    Por: Isabel Cristinal Educação> Educação Infantill 29/08/2014 lAcessos: 13

    O objetivo deste estudo foi conhecer como se insere e desenvolve a educação ambiental na educação infantil em escolas públicas de dois municípios no Estado do Espirito Santo, Brasil. Trata de um estudo descritivo quantitativo. O universo da pesquisa foi 58 professores de Educação Infantil. O instrumento de coleta de dados foi um questionário de autopreenchimento com 13 perguntas objetivas sobre educação ambiental na comunidade escolar. Solicitou-se a assinatura do termo de consentimento livre e

    Por: DANIELE DE ALMEIDA NUNESl Educação> Educação Infantill 28/08/2014

    O que acontece pode ser considerado como bastante simples, sendo que o alfabeto ilustrado acaba por se tratar de um papel ou até mesmo uma fita decorativa que poderá ser utilizada na parede, ou até mesmo em um móvel.

    Por: anamarial Educação> Educação Infantill 27/08/2014
    Ariane David

    Para que o professor possa ser mediador no contato com a leitura, precisa dominar alguns conceitos, saber o que é leitura, como ela acontece e quando, que sensação ela deve acarretar em nós, a abrangência que o ato de ler possui; ler não é decodificar, lemos tudo a nossa volta e com todos os nossos sentidos, na verdade lemos sem saber ler. A criação de um ambiente alfabetizador é um dos caminhos para esse contato com o mundo letrado dentro da sala de aula.

    Por: Ariane Davidl Educação> Educação Infantill 25/08/2014 lAcessos: 12

    O presente artigo visa analisara importância do brincar no desenvolvimento e aprendizagem na educação infantil. Tem como objetivo conhecer o significado do brincar, conceituar os principais termos utilizados para designar o ato de brincar, tornando-se também fundamental compreender o universo lúdico

    Por: Sandra Maria dos Reis Bernardol Educação> Educação Infantill 22/08/2014 lAcessos: 21
    Carla Cardoso Gomes

    O presente artigo tem como objetivo apresentar os principais fatores que influenciam nas dificuldades dos discentes nos processos de aprendizagem. Uma pessoa que não conseguiu desenvolver todas as habilidades de leitura e noção matemática encontrará muitas dificuldades e desafios para relacionar-se com a sociedade de um modo geral. Quando a Escola não ajuda com um atendimento personalizado e especifico, a criança deixa de vivenciar situações de construção da identidade.

    Por: Carla Cardoso Gomesl Educação> Educação Infantill 05/08/2014 lAcessos: 33
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast