Resumo e ponto de vista do filme Somos Todos Diferentes (Taare Zameen Par, Índia,2007)

Publicado em: 22/03/2012 |Comentário: 0 | Acessos: 12,229 |

Resumo do filme Como estrela na terra/ toda criança é especial

 toda criana e especial

Do que trata o Filme?

O filme Somos Todos Diferentes (Taare Zameen Par, Índia,2007)  trata de um assunto muito delicado e importante, a dislexia.e da falta de conhecimento e informação do educador para observar e diagnosticar esses casos.

Porque Ishaan  Awashi apresentava desinteresse pela escola?

Ishaan  Awashi apresentava desinteresse pela escola por não ter suas necessidades preenchidas, e por ver o mundo de forma diferente não conseguia se adaptar a ele e era visto pelos outros como um delinquente irresponsável e preguiçoso, como não entendia o que via agia de forma deslocada e desinteressada. Ishaam apresenta características da dislexia, transtorno hereditário que acarreta dificuldades na aprendizagem, porém é mal interpretado durante quase toda a sua trajetória, devido a falta de conhecimento deste distúrbio e ao modelo pedagógico desempenhado pela instituição de ensino que utiliza a pedagogia tradicional, dificultando a relação professor-aluno. Outro fato importante está ligado a família, pois o lado afetivo necessita ser compensado e a não compreensão acarreta uma possível discriminação ou exclusão social devido a suas potencialidades que não foram desenvolvidas.

Como percebemos o desenvolvimento da oralidade de Ishaan  Awashi

Oralidade é a transmissão oral dos conhecimentos armazenados na memória humana essa oralidade de Ishaan  Awashi é percebida Através de uma prática pedagógica behaviorista expressa através da figura do professor Ram Shankar Nikumbh que uma criança disléxica como Ishaan é levada a superar seus medos e colocar em prática suas potencialidades. Foi a partir do professor que soube interferir na hora certa, colocando seus pais a par do que estava acontecendo que se deu a possibilidade de um tratamento satisfatória para que ele pudesse desempenhar suas aptidões enquanto sujeito exposto ao convívio social, incentivando uma modelo que permite a criança viajar num mundo de novas possibilidades que abram caminho para uma aprendizagem prazerosa e aceitável.

Como percebemos o proceso da construção da leitura da leitura e da escrita de Ishaa Awasthi?

Se percebe o proceso da construção da leitura da leitura e da escrita de Ishaa Awasthi a partir do instante em que o professor Ram Shankar Nikumbh entra em sala pela primeira vez, por ter sido uma criança dislexa e cuidar de crianças especiais Ram consegue perceber imediatamente após conhecer Ishaa Awasthi. A que se salientar a necessidade da criação de estímulos quanto ao ambiente de ensino-aprendizagem, a criança não precisa ser estudada somente como produto do processo de conhecimento pelo qual passa dede a infância, ou seja, como receptáculo das relações propostas no decorrer da sua vida em ambientes de estímulos.

Porque Ishaa Awasthi sentia-se deslocado do ambiente da sala de aula?

Ishaa Awasthi se sentia deslocado por se sentir diferente dos demais e indiferente ao que ali estava sendo mostrado pois ele não via o mundo da mesma forma que os demais alunos, tornando-se um estorvo para os educadores e motivo de chacota para os colegas de sala e até mesmo de escola.

Qual a importância do professor substituto  Ram Shankar Nikumbh na vida de Ishaa Awasthi?

Ram Shankar Nikumbh foi a pessoa mais importante na vida de Ishaa Awasthi até aquele momento da vida dele pois foi  RAM quem percebeu e resolveu  o problema do garoto o que veio a mudar a vida dele e sua auto-estima que estva muto baixa por não estar sendo compreendido pela família a escola e a sociedade.

O fato deste professor também ser dislexo facilita essa visão, porém, nota-se que é necessário fugir as normas desempenhadas pela instituição, surgindo certo empenho ao aluno Ishaam, ou seja, há a necessidade de um cuidado maior, para a concepção de aprendizagem. A pedagogia tradicional abrange a idéia de professores mais preocupados com o conteúdo didático, do que com que seus próprios alunos, não dispondo de uma sensibilidade para ensinar.

__Senhor diretor preciso falar com você sobre um aluno, Ishaan Awasthi terceiro D., aluno novo.

__Ha, já sei, os outros professores também reclamaram, não acho que ele vai durar um ano.

__ Não senhor ele é um garoto brilhante, apenas tem um problema com leitura e escrita, você deve ter ouvido falar da dislexia.

__ Você facilitou minha vida. Eu estava me perguntando o que diria ao seu pai. Ele foi indicado por um conhecido. Bom... Bom... Então a escola especial é o lugar.

__Não senhor ele é uma criança com inteligência a cima da média, ele tem todo direito de estudar em uma escola normal, tudo que precisa é de nossa ajuda. (COMO estrelas na terra. 2007)

Como podemos perceber o papel mediador do Professor substituto Ram Shankar Nikumbh no processo de construção da leitura e da escrita?

Podemos perceber o papel mediador do professor apartir do momento que ele percebe o problema do aluno e de imediato procura a família do garoto para falar do problema explicar para os pais o que esta ocorrendo com seu filho e como os pais devem proceder diante da situação, fazendo também sua parte por saber como proceder nesses casos.

O que representou a visita do professor substituto Ram Shankar Nikumbh  a casa de Ishaa Awasthi no processo de construção  da leitura e da escrita? O que ele procurou fazer para resgatar Ishaa Awasthi?

A visita de professor Ram Shankar Nikumbh na casa do garoto Ishaa Awasthi representou  O inicio do tratamento, a auto-estima de Ishaa Awasthi foi resgatada com os cuidados do professor Ram Shankar Nikumbh o qual apresentou para os colegas de sala os gênios da história que tinha dislexia depois disso mostrou qual era a visão do mundo através dos olhos de quem tem dislexia, depois partiu para os trabalhos manuais onde o garoto já se sentindo identificado começa a se interessar pelas atividades escolares.

Como percebemos a avaliação no contexto do filme?

No contexto do filme avalia-se a forma de tratamento do aluno em uma escola tradicional e em outra em uma escola mais moderna onde o importante não é apenas alcançar objetivos mais tratar seres humanos como seres humanos  de forma clara onde não somente o mestre detém o poder onde o mestre não só transmite conhecimentos mais o compartilha com seu alunado e também aprende com ele.

filme mostra os dois lados de modelos pedagógicos usuais, e deixa bem clara o Behaviorismo com resultado satisfatório, abandonando a prática pedagógica tradicional quando se trata de aprendizagem, ou melhor, de ensinar e aprender, pois é possível uma relação de aprendizagem em níveis diferentes proporcionando o conhecimento sobre coisas que fogem os conceitos usuais.

Ishaam é dislexo e como todo dislexo, tem seus dons que podem ou não serem estimulado, o professor Ram Shankar Nikumbh permite essa abertura para o conhecimento através de seu empenho em trazer novas práticas para as dificuldades enfrentadas pelo menino. Partindo da teoria do condicionamento operante salientada pelo behaviorismo, há um notável progresso na luta pela superação da dislexia, ou seja, aprender a conviver com esse transtorno genético.

Quais os instrumentos e os procedimentos utilizados pelos professores da escola  tradicional ?

A tendência Tradicional de ensino, busca preparar os alunos para assumirem papéis sociais, ou seja, ensino para a vida, onde professor desempenha um papel autoritário sem comunicação com o aluno, vigorando o silêncio e a contextualização verbal das disciplinas apenas pelo professor.

O filme deixa explicita essa idéia quando Ishaam é convido a interpretar um poema, mesmo temeroso a criança se sente encorajada para fazê-lo, mas a sua interpretação não é levada em consideração e sim a interpretação do outro aluno, desprezando uma qualidade que é notável em crianças disléxicas, a extrema criatividade. Uma autêntica reprodução do autoritarismo, da coação e provável morte da construção de uma aprendizagem voltada para a curiosidade e posteriormente da criatividade.

Partindo do pressuposto que o ensino apresentado no filme a principio é pedagogia diretiva, acredita- se que uma criança dislexo como Ishaan, jamais poderia melhorar o seu desempenho mediante as disciplinas oferecidas por sua escola, onde o "professor fala e os alunos escutam, o professor dita e o aluno copia, na escola tradicional nada se cria tudo se copia o modelo é aquele onde um gênio estuda escreve um livro e o professor o usa não deixando espaço para o alunado criar ou mostrar seu potencial com seu próprio saber, devendo estar sempre amuletado no que já existe não podendo sair dos livros

 Quais os instrumentos e os procedimentos utilizados pelo professor substituto Ram Shankar Nikumbh (que era professor  de artes) para avaliar Ishaa Awasthi?

Os instrumentos utilizados  para avaliar Ishaa Awasthi  foram a sua forma de escrever com os erros repetitivos e semelhantes os casos já extentes o espelho a arte  o Teste Gestáltico Visomotor de Bender corrigido mediante dois sistemas. Um deles é o Sistema de Pontuação Gradual B-SPG que é a análise da distorção das formas nas figuras, nas aulas desse professor o Ram a liberdade e a demonstração de criatividade era mais importante que o modelo mecânico da escola tradicional.

Como isso repercutiu na vida de  Ishaa Awasthi?

A repercursão na vida de  Ishaa Awasthi foi imediata tanto que o garoto passou de ano mesmo tento perdido metade daquele ano ele conseguiu superar os problemas e alcançara turma sendo considerado gênio por seus professores

Foi a partir do professor que soube interferir na hora certa, colocando seus pais a par do que estava acontecendo que se deu a possibilidade de um tratamento satisfatória para que ele pudesse desempenhar suas aptidões enquanto sujeito exposto ao convívio social, incentivando uma modelo que permite a criança viajar num mundo de novas possibilidades que abram caminho para uma aprendizagem prazerosa e aceitável.

Como era realizada a rotina na sala de aula tradicional?

Na sala de aula tradicional os alunos não podiam sair do molde descrito nos livros e nas regras rígidas da escola que treinavam os alunos em regime militar para a competição nua e crua sem direito a criar ou mostrar seus conhecimentos, os únicos conhecimentos levados em conta era os ditados por seus professores

E como o novo professor substituto Ram Shankar Nikumbh? Você considera que o professor Ram Shankar Nikumbh trabalhava na lógica da improvisação ou do espontaneísmo? 

O professor trabalhava no esponteísmo Através da pedagogia diretiva, discutir a relação sujeito e objeto, ou seja, o sujeito é o elemento conhecer (professor) e o objeto é aquele que não detém conhecimento (aluno). Dessa maneira o sujeito detentor de conhecimento ver o aluno ou objeto como uma folha de papel em branco.

Como percebemos o monitoramento do processo de aprendizagem escola tradicional? E com o novo professor substituto Ram Nikumbh?

O processo de monitoramento na escola tradicional é um monitoramento severo e arcaico o qual pode levar a danos severos ao aprendizado com pressão constante cansativo com regras muito pesadas para crianças tão jovens e pouco aproveitamento ao final.

Já com o professor Ram o mais importante é o potencial de cada criança e para tanto as aulas são livres de amarras tradicionais e no ritmo da alegria e aulas ao ar livre e temas livres para que a criança exerça a imaginação.

Como era a rotina de construção da oralidade, da leitura e da escrita ?

A oralidade da leitura e da escrita no modelo tradicional era agressiva sem dar chance ao alunado de se aprender com liberdade ou toques pessoais tudo era feito de acordo com as convicções da escola e dos educadores ultrapassados, já na aula do professor Ram haviam momentos de livre expressão do aluno sobre assuntos pessoais ou variados, por discussões coletivas sobre conteúdos focalizados em sala de aula, por trocas de opiniões, pela leitura oral de textos, pela declamação de poemas e a realização de jograis e até pela oportunidade de problematizar as questões relativas ao grau de formalidade das falas ou à variedade linguística, usando ainda a forma de aula ao ar livre o que na aula tradicional não existia.

Como percebemos a leitura no contexto do filme? a escola realizava uma leitura fruição?

A leitura no contexto do filme era de forma Mecânica, e para  Ishaa Awasthi essa leitura nem mesmo existia pois ele não era capaz de compreender o que via pois via diferente da maioria das pessoas, sua dislexia até o momento não havia sido diagnosticada e por isso o garoto não conseguia ler, quando o professor RAM mostrou ao garoto o seu problema e a forma de resolve-lo logo Ishaa Awasthi se mostrou uma pessoa inteligente extremanete capaz e alcançou sua turma vindo mais tarde a superá-la.

Ishaa Awasthi tinha acesso a sala de leitura e a biblioteca?

Ishaa Awasthi, não tinha acesso a materiais literário a não ser em sala de aula sob a observação dos professores, após esse uso o material era recolhido e guardado não tendo deste modo qualquer acesso ao material didático ou a biblioteca.

Referências

1 - FLETCHER, J.M. Dyslexia: The evolution of a scientific concept. Journal of the International Neuropsychological Society, v. 15, p.501–508, 2009.

2 - SMYTHE, I.; EVERATT, J.; SALTER, R. International book of Dyslexia: a guide to practice and resources. Chichester: John Wiley, 2004, 255 p.

3 - LUKASOVA, K., OLIVEIRA, D.G., BARBOSA, A.C.C., MACEDO, E.C. Habilidades de Leitura e Escrita de Crianças Disléxicas e Boas Leitoras. Arquivos Brasileiros de Psicologia, v. 60, n.1, p. 45-54, 2008.

4 - KNIVSBERG, A.; ANDREASSEN, A.B. Behaviour, attention and cognition in severe dyslexia. Nord Journal of Psychiatry, v. 62, n.1, p.9-65, 2008.

5 – OLIVEIRA, D.G.; LUKASOVA, K.; MACEDO, E.C. Avaliação de um Programa Computadorizado para Intervenção Fônica na Dislexia do Desenvolvimento. Psico-USF, v. 15, n. 3, p. 277-286, 2010.

6 - ETCHEPAREBORDA, M.C. La intervención em los transtornos disléxicos: entreinamiento de la consciência fonológica. Revista de Neurologia. v. 36, s1, p. 13-19, 2003.

7 - LYON, G.R. Defining dyslexia, comorbidity, teachers. knowledge of language and reading. Annals of Dyslexia. v. 53, p. 1-14, 2003.

8 – CAYLAK, E. Neurobiological Approaches on Brains of Children with Dyslexia: Review. Academic Radiology, v. 16, n.8, 2009.

http://educa-tube.blogspot.com.br/search/label/meio ambiente

http://www.escolagames.com.br/

Atenção, este material foi utilizado para a obtenção de nota no curso de pedagogia na faculdade anhanguera de Anápolis GO no dia 21 de março de 2012 pela aluna angélica soares francisco

Avaliar artigo
5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 5 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-infantil-artigos/resumo-e-ponto-de-vista-do-filme-somos-todos-diferentes-taare-zameen-par-india2007-5764859.html

    Palavras-chave do artigo:

    filme somos todos diferentes taare zameen par

    ,

    india

    ,

    2007

    Comentar sobre o artigo

    Simone Andrade R. S. Rodrigues

    No cenário educativo, os jogos ajudam a criança no seu desenvolvimento físico, afetivo, intelectual e social, pois, por meio das atividades lúdicas, a criança forma conceitos, reforça habilidades, estabelece relações lógicas, além de desenvolver a expressão oral e corporal.

    Por: Simone Andrade R. S. Rodriguesl Educação> Educação Infantill 27/10/2014
    Simone Andrade R. S. Rodrigues

    Entende-se por racismo no futebol, qualquer prática racista oriunda de xingamentos ou algum tipo de sinal obsceno, praticada em campo durante alguma partida de futebol ou ainda nas arquibancadas, direcionada a algum dos participantes diretos da partida. A rivalidade entre times pode ser uma das explicações, mas alguns casos se tornaram tão polêmicos que atingiram em cheio a mídia e as pessoas pela revolta do ato completamente errôneo.

    Por: Simone Andrade R. S. Rodriguesl Educação> Educação Infantill 26/10/2014
    Simone Andrade R. S. Rodrigues

    Iniciamos esta discussão indagando aos nossos leitores se em algum momento pararam para observar as inúmeras expressões faciais que docentes e educandos protagonizam em sala de aula? Frente a isto nos questionamos: o que aconteceu com nossos alunos? O que houve com a docilidade, amabilidade, respeito, e admiração com a figura docente? Por quais caminhos se dispersaram? E por que não dizer a humanização do ambiente escolar?

    Por: Simone Andrade R. S. Rodriguesl Educação> Educação Infantill 26/10/2014
    edivaldo coelho da silva

    EDUCAÇÃO NAS ESCOLAS SOBRE SEGURANÇA DO TRABALHO PARA CRIANÇAS PARA AS MESMAS AO CHEGAS DENTRO DAS ORGANIZAÇÕES ESTAREM PREPARADAS PARA AS ADVERSIDADES DOS RISCOS ENCONTRADOS NAS ATIVIDADES LABORAIS A ATUAR COM SEGURANÇA.

    Por: edivaldo coelho da silval Educação> Educação Infantill 26/10/2014 lAcessos: 11
    ELISETE AMADOR PEREIRA

    Nosso artigo de opinião vem tratando do perfil ou papel do Coordenador Pedagógico em nossa escola, na cidade de Alto Araguaia- MT. Percebemos que o papel do Coordenador Pedagógico em nossa escola tem sido diferente do que realmente deve ser, ou seja, o Coordenador Pedagógico tem desempenhado funções alheias às suas, fazendo mais o papel administrativo e burocrático do que o pedagógico. é sobre isso que falaremos aqui, dando nossa opinião.

    Por: ELISETE AMADOR PEREIRAl Educação> Educação Infantill 23/10/2014

    O presente artigo aborda o sistema de ensino de língua portuguesa envolvendo o aluno com dislexia e os professores que atuam na 5º serie, no contexto educacional de nível fundamental II.Visa investigar, as metodologias adotadas em sala nas aulas de língua portuguesa e se são suficientes para proporcionar aulas apropriadas quão grandemente necessárias, para contemplar as especificidades do aluno disléxico, de maneira a assegurar o seu aprendizado.

    Por: Taynara Freitas de Souzal Educação> Educação Infantill 22/10/2014 lAcessos: 15

    As conexões entre brincar, aprender e ensinar são perceptíveis quando o educador consegue conciliar os objetivos pedagógicos com os objetivos dos alunos. Ensinando a aprender contribuindo para o desenvolvimento da subjetividade, para a construção do ser humano autônomo e criativo, preparando para o exercício da cidadania e da vida coletiva incentivando a buscar justiça social e igualdade com o respeito à diferença.

    Por: Rosana Maciel Averl Educação> Educação Infantill 12/10/2014 lAcessos: 39

    Este artigo tem como objetivo apresentar a pesquisa sobre o impacto do programa escola da família na vida de crianças e adolescentes da Escola Vicente Minicucci na cidade de Franca . A pesquisa foi desenvolvida na Escola Estadual Vicente Minicucci, na cidade de Franca - SP. Seguindo os métodos de observação e questionário aplicados aos responsáveis e participantes do programa. Foi possível perceber que esse programa tem sido de suma importância pelo fato de tirar as crianças da rua, lugar

    Por: Leticia Oliveiral Educação> Educação Infantill 06/10/2014 lAcessos: 24
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast