ÁFRICA UM CONTINENTE DE EXCLUSÃO SOCIAL ,ONDE AS MAZELAS AINDA EXISTE NO SÉCULO XXI

Publicado em: 07/06/2010 |Comentário: 3 | Acessos: 5,938 |

A  situação do  continente africano é horrível, devido à  pobreza, às  guerras cívis, á AIDS e á exclusão  social, tecnológica  e econômica no  mundo globalizado e esta  dura realidade  foi  comprovada pela ONU em 2004.OS  19 países com os  piores IDH- índece de Desenvolvimento  Humano  localizam-se na  África. .                                                                                                                                   

 As mulheres ,principalmente as negras, são as  que  mais  sofrem a  desigualdade  social.Elas  recebem menos  que os  homens mesmo  tendo um grau  de escolaridade equivalente e apesar de  serem  majoritariamente  chefes de  família,  sem cônjuge e  com filhos.Os dados  socioecnômicos  disponíveis  já indicam  que a maioria  das  negras  são  analfabetas  e a incidência  do  analfabetismo  entre as  negras é o  dobro do que ocorre com  as  brancas. Além disso,  as mulheres negras  têm  menos acesso  aos serviços de qualidade.                                                                                                                    

Dentre  os  vários  motivos  que  levaram a África a  miséria,  ao  desalento e que causaram  as  mazelas  africanas um   dos  principais  foi  a  forma  como  os  colonizadores  europeus se afastaram do  continente.

      A  descolonização   da África  se   deu atrvés  das  colônias  e  exploração  de  recursos  minerais, afastamento  da população  nativa e pricipalmente  do  desrespeito á  separção  dos  terrtórios  tribais e isso  trouxe  as  consequencias  catastrófica  para o continente africano.                                                                                                                                        Como  a colonização  se  deu  durante a  guerra  fria, o continente sofreu  inúmeros  conflitos  originados  da  disputa entre o  capitalismo e o socialismo  pelos  novos países que  se  libertaram  do  domínio colonial .     Em consequencia  desse passado  de dominação e exploração, ao qual  podemos  acrescentar  a  transferência  compulsória de populações  africanas para a América na época do  colonialismo, estima entre 10 e 15  milhões  de pessoas, a  África  chega  no século XXI   como o continente  mais  pobre  e menos respeitado  do  planeta . Os progressos  da  tecnologia e da  medicina,  que  melhoram a qualidade  e a  expectativa  de  vida das  sociedades  de  outros países , não atingiram  a grande  maioria dos  africanos .     A fome, as  guerras  civis, a  escravidão ,a  prostituição infantil  e a disseminação da AIDS  são mazelas  que vem penalizando  o continente africano  e os países  desenvolvidos  não  estão  preocupados  em encontrar soluções.                                                                                                                                   

        Até a  natureza  parece castigar a África Subsaariana (localizada no Sul do  deserto do Saara, ou na porção  meridional  denominada Sahel). Enchentes  devastaram  países como Moçambique e secas  duradouras  agravaram a  fome  na Etiópia  e Erítéia.                 Na  prática,  podemos  afirmar  que a independência   política não  beneficiou os  países da África  Subsaariana, que  em  sua  maioria  passou  a ser  governada  por  ditaduras,  repletas  de  problemas   e com forte  esquema de currupção                                                

   A  população  nativa  que  não  foi  preparada para  dirigir  seus  destinos  após  a  independência  ajudou  a  mergulhar  seus países no caos  de  fome, doença e conflitos.

 

 

                                                                                                         

Avaliar artigo
4
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/educacao-online-artigos/africa-um-continente-de-exclusao-social-onde-as-mazelas-ainda-existe-no-seculo-xxi-2570797.html

    Palavras-chave do artigo:

    exclusao

    ,

    continente africano

    ,

    desigualdade

    Comentar sobre o artigo

    Antonio Cunha

    Este artigo tem como objetivo geral o reconhecimento da forma como as políticas públicas culturais (ações, programas e projetos culturais) do governo municipal de Curitiba, entre 1970 e 2004, contemplaram a pluralidade étnica da cidade, sob responsabilidade da Fundação Cultural de Curitiba. No contexto urbano da cidade de Curitiba, observa-se a inserção das diversas etnias e multiculturalismo visto que a população curitibana apresenta interfaces étnico-culturais e que as políticas pública

    Por: Antonio Cunhal Notícias & Sociedade> Polítical 10/08/2009 lAcessos: 2,219 lComentário: 1
    Robson Fernando de Souza

    Um terceiro sistema econômico é cogitado pouco ainda e pouco se sabe sobre como serão suas bases, mas tende a crescer nas esperanças de grande parte da população mundial.

    Por: Robson Fernando de Souzal Notícias & Sociedade> Desigualdades Sociaisl 19/07/2009 lAcessos: 541

    A atual política educacional brasileira orienta em superar o preconceito, a discriminação e o racismo que ainda imperam nas instituições de ensino. Dessa forma, as Leis 10.639/03 e 11.645/08 que incluem o ensino da História e Cultura Afro-brasileira e Indígena propõem que se acabe com os estigmas que negros e indígenas ainda sofrem. Dessa forma, se pretende, através desse artigo, refletir sobre as imagens dos negros contidos nos livros didáticos e paradidáticos.

    Por: JOANA PESSOA CARVALHOl Educação> Educação Infantill 28/05/2013 lAcessos: 215

    Perspectiva e organização das políticas educacionais para o ensino superior em angola: contextualização dessa modalidade de ensino no período de 2000 a 2011. O presente trabalho trata da contextualização do Ensino Superior de Angola (2000-2011) em sua caracterização como Política Educacional. Trata das dificuldades encontradas na sociedade angolana de libertar-se dos grilhões do período colonial, buscando superar as diversas precariedades do sistema educacional ainda vigente no País.

    Por: JOANA PESSOA CARVALHOl Educação> Ensino Superiorl 29/05/2013 lAcessos: 345

    Este artigo pretender discutir cotas raciais no Brasil, frente aos desafios estabelecidos pelo mito de origem da mestiçagem. Bem como as principais teorias da igualdade, com o propósito de testar a constitucionalidade das cotas raciais nas universidades brasileiras. Serão também discutida a efetividade das cotas raciais, usando como paradigma os casos da sociedade americana, que foi precursora nas questões ligadas às ações afirmativas. Não obstante, serão demonstradas diferenças entre discrimina

    Por: André Godinho Cunhal Direitol 06/12/2013 lAcessos: 116
    Evilásio Pereira Rocha

    O Presente artigo foi concebido a partir de trabalho acadêmico apresentado como forma de avaliação para aprovação na disciplina História da África do Curso de Licenciatura em História da Faculdade de Tecnologia e Ciências na modalidade de Educação a Distância (FTC – ead). O estudo analisa a Lei 10639/03 a qual altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) onde preconiza o ensino da temática História da Cultura Afro Brasileira e Africana.

    Por: Evilásio Pereira Rochal Educaçãol 19/01/2012 lAcessos: 558
    Edjar Dias de Vasconcelos

    O maior conflito armado ocorrido na América do Sul no século 19. Rivalidades platinas e a formação de Estados nacionais deflagraram o confronto, que destruiu a economia e a população paraguaia.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Educação Onlinel 17/11/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Exemplifica-se, etimologicamente, uma determinada corrente filosófica, ou qualquer visão de mundo, como o cristianismo, a respeito da verdade, a estrutura do entendimento desenvolve a lógica das ideologias diversificadas.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Educação Onlinel 17/11/2014
    Paulo Cesar Tomaz

    Esse artigo trata da Educação a Distancia e seu amparo legal na legislação brasileira.

    Por: Paulo Cesar Tomazl Educação> Educação Onlinel 07/11/2014 lAcessos: 11

    O psicopedagogo pode atuar nas escolas, empresas, hospitais, ou seja, institucional e clínica. Ora, na clínica a prática psicopedagógica apresenta um olhar clínico, observador, os quais dão condições às pesquisas que podem produzir a aprendizagem, identificando os obstáculos e os elementos facilitadores para conceder uma abordagem preventiva e curativa, ou seja, atitudes de investigação e intervenção.

    Por: Flávia da Fonseca Vieiral Educação> Educação Onlinel 05/11/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    O que representa de certo modo, conteúdos poderosos que exerceram profundas influências ao espírito humano crítico ao entendimento das relações humanas nos dois estados em referências.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Educação Onlinel 28/10/2014
    Vanessa Fernandes

    Esse artigo apresenta a História da Família Souza, sua origem, repercussão dentro da história até os dias atuais e suas contribuições na construção da atual Cidade Niterói anterior Vila Real da Praia Grande. Portando de períodos e datações, assim como referências.

    Por: Vanessa Fernandesl Educação> Educação Onlinel 23/10/2014 lAcessos: 22

    Quantas pessoas não procuram por uma oportunidade de emprego no Brasil ? Seja ela porque acabou de ficar desempregada ou mesmo porque procura um emprego melhor de onde está atualmente. Saiba como conseguir encontrar cursos gratuitos pelo SENAI, SENAC e PRONATEC

    Por: sitesjoaoepaulol Educação> Educação Onlinel 09/10/2014

    Diversos cursos gratuitos já estão disponíveis para inscrição no SENAC em 2015, relacionamos as melhores opções e onde você pode se inscrever próximo a sua cidade. Confira o artigo abaixo.

    Por: sitesjoaoepaulol Educação> Educação Onlinel 09/10/2014 lAcessos: 12

    Acerimônia foi lançada na cidade de ALTA FLORESTA,em MATO-GROSSO, no dia 19/6/ 200. todo o O Presidente lembrou que o lançamento do MUTIRÃO VERDE é um novo modelo de produção sustentável e serve de exemplo para o mundo. Houve momento em que gente podia desmatar, agora desmatar joga contra gente, prejudicar o futuro do nosso PAÍS, porque empréstimo interncional, não sai. Precisamos ter consciência das nossas atitudes diante do nosso MEIO AMBIENTE, impedir que desmatamento ãconteça sem projetos

    Por: helena maria robles da silval Notícias & Sociedade> Meio Ambientel 12/06/2010 lAcessos: 148

    Comments on this article

    -1
    Eliana 04/10/2010
    Adorei tinha tudo que eu precisava pro meu trabalho!!!
    Obrigada de mais!!
    -2
    andreza 04/10/2010
    nossa tem tudecisava para o meu trabalho tirei MB nossa ameeii de mais se eu podesse da uma nota de 0 a 100 daria 100 beijos
    0
    Elisa 28/09/2010
    *amei......
    rsrsrsrrsrrsrsrrsrsrrsr
    te amo deus!!!!!!!*****
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast