Ética, Cidadania E Educação

09/03/2010 • Por • 7,450 Acessos

Introdução e Referencial Teórico

 

Nas ultimas duas décadas do século XX assistiu-se as grandes mudanças tanto no campo socioeconômico e político quanto no da cultura, da ciência e da tecnologia. Ocorreram grandes movimentos sociais, e com essas mudanças um pequeno vocábulo tem invadido praticamente todas as áreas da atividade humana. Refiro-me à palavra "ética". Fala-se em ética na política, em ética nas relações de trabalho, em ética profissional, em ética na escola, em formação ética dos alunos, associa-se ética à cidadania. Diante disso pergunta-se, qual significado de ética?

 

Segundo Larousse (2001), "ética é o conjunto de regras que orientam a conduta em uma atividade profissional, abordando fundamentos da moral". Já Aristóteles diz, que "ética é definida como uma ‘arte de viver', como uma busca da felicidade".

 

É importante também conhecer o significado de cidadania e educação, pois nos fará entender melhor a necessidade de resgatar esses valores para se ter uma educação digna.

 

Ainda Larousse (2001), "Cidadania é o individuo que goza dos direitos civis e políticos de um Estado"; e "Educação é o processo de desenvolvimento da capacidade intelectual, moral e física do ser humano".

 

Diante disso pude concluir que esses valores estão interligados entre si, ou seja, que um depende do outro para ter seu significado completo, para alcançar seus objetivos finais, que nesse caso, é transformar velhos hábitos e costumes em ações se baseiam e alguns princípios básicos: liberdade de expressão, autonomia, responsabilidade, honestidade, solidariedade, justiça, alegria, entusiasmo, amizade, valorização do próximo, criatividade, compromisso com a transformação social, democracia participativa e agilidade nas problematizações.

 

 

__________________________________________

1.Especialista em nível profissional integrada á educação básica na modalidade de jovens e adultos CAVN/ IFET- SOUSA – PB/UFPB.

 

A educação deve ser baseada em determinados princípios éticos e morais, que devem adapta-se a um campo de reflexão individual e coletivo que permita elaborar, racionalmente e autonomamente, princípios gerais de valores que ajudem os indivíduos e encarar criticamente a realidade cotidiana e as normas sócio-morais vigentes, de modo a contribuir para idealizar formas mais justas e adequadas de convivência (SILVA 2007).

 

A frase "Educar par a cidadania" é uma prática política que permite dispor de argumentos que nos ajudem a continuar reivindicando e lutando por uma educação diferente para um futuro melhor, tendo consciência de que as novas reconceituações da educação devem ser acompanhadas de modificações da educação devem ser acompanhadas de modificações dos sistemas sociais para que ocorram as mudanças necessárias. É evidente que a educação por si só não é suficiente, ela é apenas mais um instrumento, embora fundamental, para promover essa mudança. Porém a educação tem uma virtude, sua capacidade de influir e de estimular outras importantes mudanças sociais (IMBERNON, 2006).

 

A cidadania é um importante referencial de que a educação necessita para construir uma nova organização e uma nova metodologia de trabalho. CORTINA (2003) , entende que a educação do cidadão, e da cidadã, deve levar em conta a dimensão comunitária das pessoas, seu projeto pessoal e também sua capacidade de universalização, que deve ser exercida dialogicamente, pois dessa maneira, eles poderão participar na construção do melhor mundo possível, demonstrando saber que também são responsáveis pela realidade social.Em outras palavras aprender a ser cidadão e a ser cidadã, é aprender a agir com respeito, solidariedade, responsabilidade, justiça, não-violência e, sobretudo, aprender a usar o diálogo nas mais diferentes situações e comprometer-se com o que acontece na vida coletiva da escola  e da comunidade, pois esses valores e essas atitudes precisam ser aprendidos e desenvolvidos, podendo ser ensinados tanto na escola como em casa, onde precisam ser dados às primeiras informações sobre o mundo, noções de postura e compostura, respeito e limites (SILVA, 2007).

 

A educação e a introdução da cidadania estabelecem processos para revisão de mudanças no interior das instituições educativas, de sua cultura organizacional, de sua metodologia, para que proporcionem aos cidadões a capacidade de compreender e interpretar a realidade, realizar uma leitura crítica dos acontecimentos e do meio comunitário, ou seja, a educação vai proporcionar ao cidadão, elementos para alcançar uma maior independência de juízo, de deliberação, de diálogo construtivo e de modo predominante, aprender a conviver (IMBERNON, 2006).

Metodologia

 

A pesquisa é do tipo bibliográfica, realizada na biblioteca da Escola Estadual Dr. José Duarte Filho, durante o período do mês de janeiro/2010, utilizando recursos materiais como: livros, artigos científicos.

 

 

 

 

 

 

Considerações Finais

 

Tal conseqüência está de acordo com uma visão de que os valores e princípios éticos são construídos pelo diálogo, na interação estabelecida entre pessoas dotadas de razão e emoções em um mundo constituído no processo de relações multiformes e conflitantes. Enfim, a promoção de uma educação em valores deve partir de temáticas significativas do ponto vista ético, proporcionando condições para que os desenvolvimentos da capacidade dialógica tomem consciência de seus sentimentos e emoções de si e das demais pessoas para gerar a capacidade autônoma de tomar decisão em situações conflitantes do ponto de vista ético-moral.

 

Referência

 

LAROUSSE, Dicionário da Língua Portuguesa, Editora Ática, 1ª edição, São Paulo, 2001.

 

IMBERNON, F.; Pátio: Revista Pedagógica. Porto Alegre: Artemed, nov./ 2005-jan. 2006.

 

CORTINA, A.; O Fazer Ético: guia para a educação moral, São Paulo: Moderna 2003.

 

SILVA, C. S.R.; Ética e Cidadania: resgate de valores no ambiente escolar, Curitiba: revista gestão de rede, maio, 2007.

 

 

 

 

 

 

 

      

 

 

 

 

 

Perfil do Autor

FRANCISCO GOMES DE ALMEIDA

Professor Especialista em Educação Básica, exercendo suas funções na rede Estadual de Ensino Fundamental e Médio; E,  em Nível Superior na CEESTNE FACULDADE.