Formação ética e cidadã: uma construção de caráter para o mundo global

19/06/2011 • Por • 228 Acessos

Introdução

Esse projeto busca desenvolver nos alunos a consciência ética e o respeito pelos semelhantes, para isso, discutimos a concepção de educação, pois através dela é possível posicionar-se perante as questões educativas. Em seguida, foram abordadas e discutidas a compreensão de ética e o rumo da sociedade no século XXI. Finalizamos com a apresentação do Lar Bussocaba e os objetivos que pretendemos com o desenvolvimento e formação dos discentes nesse processo de aprendizagem.

  1. 1. Concepção de educação

Atualmente existe uma cobrança social, no sentido, de pessoas éticas e transparentes, seja isso, na conduta, enquanto profissionais ou na vida particular. Com a intenção de colaborar nesse aspecto, o colegiado de alunos e professores juntamente com a comunidade, tiveram a iniciativa de realizar este programa que visa contribuir para a formação de caráter, intelectual, civil e cidadã através de uma concepção global[1].

Ainda sob essa perspectiva, acreditamos que toda aprendizagem deve ser significativa para os alunos. De acordo com Moreira (1999) essa aprendizagem somente pode acontecer: "quando a nova informação ancora-se em conceitos ou proposições relevantes" (Moreira, 1999 p.153).

Quanto a isso acreditamos que para atingir essas pretensões é necessário que o educando participe da construção de seu saber, obviamente, de maneira direcionada para o ensino de compreensão discutida por Wiske (2007), segundo esse autor, a compreensão é: "a capacidade de uma pessoa usar seu conhecimento de maneira inovadora" (Wiske, 2007 p. 53), porém somente poder-se-á executar isso, caso as pessoas já possuam conhecimentos anteriores sobre determinado assunto, paralelamente, enquanto é construído essa perspectiva também se deve construir um saber ético que pressupõe cidadãos que agirão de acordo com essa premissa.

  1. 2. Ética para o novo milênio

Quando as pesquisas de Delors (1999) identificaram os desafios para o século XXI, percebeu-se que a humanidade deveria ter bases para a construção humana, essas referências são como quatro pilares: apreender a conhecer; aprender a fazer; aprender a viver juntos, aprender a viver com os outros e; aprende a ser. Através destes a educação a humanidade seguiria rumo à resolução das dificuldades deste novo século. Também, parece-nos, que se deve construir na criança a consciência de ser e estar no mundo[2].

Para Morin (2010), na há educação de qualidade, caso não se considere a tríade: social, biológica e psicológica do ser humano. Esses apontamentos convergem para as bases discutidas por Delors (1999), uma vez que as orientações tomam conotação de educação para a plenitude do ser humano o seu desenvolvimento para si, a sociedade e o mundo. Isso somente dar-se-á com uma base sólida de caráter ético.

A educação, processo em construção durante toda a vida, é algo que deve ser pensado da infância à velhice como apontam Santos e Efstathiou (2010), segundo estes autores, tanto a infância quanto a velhice são invenções da sociedade e, como tal, constrói paradigmas de comportamento e atitude. Nesse aspecto, observa-se que não existe uma iniciativa de educar também para a senilidade.

  1. 3. Visita ao Lar Bussocaba[3]

O Lar Bussocaba que atende principalmente aos idosos, localiza-se à Avenida Padre Vicente Mellilo, 831, Jardim Ester, Osasco. É uma entidade que subsiste com a assistência e contribuição de caridade. Os idosos que se encontram sob a tutela do Lar Bussocaba, são bem cuidados pelos profissionais que atuam nessa instituição, também recebem visitantes, que dentre outras coisas, levam consideração e relação humana os idosos que permanecem na instituição.

  1. 4. Objetivos

4.1. Objetivos Gerais

a)    Construir nos alunos a consciência de ser e estar no mundo.

4.1.1. Objetivos Específicos

a)    Educar para a senilidade;

b)    Desenvolver a consciência ética;

c)    Construir o respeito mútuo;

d)    Contribuir com a sociedade.

  1. 5. Considerações Finais

Esse pequeno projeto pretende desenvolver o pensamento crítico, formar uma consciência ética, sobretudo o respeito com a vida, mostrar aos alunos que eles são os protagonistas da construção de sua história bem os agentes que podem modificar o contexto social.

Bibliografia

DELORS, Jacques. Educação: Um Tesouro a Descobrir; UNESCO, MEC, Cortez Editora, São Paulo, 1999

MOREIRA, Marco Antônio. Teorias de Aprendizagem; São Paulo: EPU, 1999.

MORIN, Edgar. Os sete Saberes Necessários à Educação do Futuro; Cortez Editora, 2010.

SANTOS, Fábio Oliveira; EFSTATHIOU, Stephanie. A senilidade também é responsabilidade da educação. Retirado em: <http://artigocientifico.com.br/artigos/?mnu=1&smnu=5&artigo=3223> Acesso 19/06/2011.

WISKE, Martha Stone. Ensino para a compreensão: a pesquisa na prática; tradução Luiza Araújo; Porto Alegre: Artmed, 2007.

 

[2] Reflexão retirada em: <http://artigos.netsaber.com.br/resumo_artigo_12538/artigo_sobre_a_influÊncia_da_filosofia_na_construÇÃo_da_etica_no_Âmbito_escolar> Acesso em: 19/06/2011.

[3] A Assistência Vicentina Imaculada Conceição - Lar Bussocaba, é uma Obra Unida da Sociedade de São Vicente de Paulo. (SSPV). A Sociedade de São Vicente de Paulo, fundada em 1833 por Antonio Frederico Ozanam e seus companheiros, é uma Instituição de caridade que está presente em 143 países e tem como principal objetivo amar a Jesus Cristo Sofredor na pessoa de seus Assistidos. Sua ação compreende qualquer forma de ajuda, por contato pessoal, no sentido de aliviar o sofrimento e promover a dignidade e a integridade do homem.

 

 

Perfil do Autor

SANTOS, F.O.

Sou professor da Rede Estadual de São Paulo, Especialista em Língua Portuguesa e Gestão Pública. Atualmente exerço a função de Conselheiro...