A Escola como Local de Formação Continuada

Publicado em: 17/08/2011 | Acessos: 148 |

Atualmente, nos parece que a falta de discussão por parte do professorado da importância de se desenvolver profissionalmente tem levado a uma estagnação na busca de formação continuada em serviço, meio reconhecidamente favorável à avaliação e, conseqüente transformação e aperfeiçoamento da prática.

As instituições escolares por sua vez, deixam muito a desejar no que se refere a organizar ações para que se faça um trabalho colaborativo que ofereça condições de mudanças na prática educativa em sala de aula. Se de um lado os professores se sentem acuados pelas precárias condições de trabalho, pelos baixos salários e pela desvalorização profissional, o que os leva a passividade e estagnação diante das mudanças sociais, por outro vemos a falta de estímulo da própria instituição e dos meios que a mantém que fazem com estes profissionais realizem um trabalho individualizado e muitas vezes fora do próprio contexto escolar.

Segundo Imbernón (2006), a formação personalista e isolada pode originar experiências de inovação, mas dificilmente levará a uma inovação da instituição e da prática coletiva dos profissionais. Ou seja, um professor pode realizar um excelente trabalho em sala de aula, mas se este trabalho fica restrito à sua aula e às paredes de uma sala, sem troca, compartilhamento ou discussão sobre o mesmo, pouco benefício trará para a escola como um todo e o seu trabalho se torna ineficiente. Além disso, é a partir da realidade escolar, de seus problemas, de seus anseios e aspirações que deve ser feito um trabalho educativo que vise a aprendizagem em sala de aula. A prática discutida em ambiente escolar contribui para o aperfeiçoamento docente e a procura por ele deve partir do próprio professor que sente a necessidade de mudança na sua prática educativa para atender às necessidades da sociedade que está em constante transformação.

Neste sentido, a escola deve fornecer condições para que seus profissionais possam discutir seus problemas e buscar soluções num trabalho colaborativo. A defesa dessa idéia é apresentada por Imbernón (2006): a formação centrada na escola envolve todas as estratégias empregadas conjuntamente pelos formadores e pelos professores para dirigir os programas de formação de modo a que respondam às necessidades definidas da escola e para elevar a qualidade de ensino e da aprendizagem em sala de aula e nas escolas. Quando se fala de formação centrada na escola, entende-se que a instituição educacional transforma-se em lugar de formação prioritária diante de outras ações formativas. A formação centrada na escola é mais que uma simples mudança de lugar de formação ( p. 80).

A escola é o local onde a interação entre os seus vários atores deve estar sintonizada em objetivos educacionais comuns, estabelecidos por meio da elaboração de um projeto coletivo, a fim de promover a formação não só daqueles que vão aprender, mas também daqueles que são responsáveis pela sua aprendizagem. A efetivação desses objetivos só se dará se todos que estão envolvidos no processo educativo se sentirem responsáveis por estabelecerem meios e ações para promover as mudanças necessárias que atendam às exigências da sociedade e, em especial, da comunidade na qual a escola está inserida. É consenso entre os estudiosos da educação, a importância da formação continuada e em serviço para que de fato ocorram as mudanças necessárias a fim de garantir uma educação de qualidade que atenda a todos os alunos. Libâneo (2001), por exemplo, discute essa idéia destacando que(...) os cursos de formação inicial têm papel muito importante na construção de conhecimentos, atitudes e convicções dos futuros professores necessários à sua identificação com a profissão. Mas é na formação continuada que essa identidade se consolida, uma vez que ela pode desenvolver-se no próprio trabalho ( p. 65).

É na escola que os professores aprendem mais sobre a sua profissão, no seu dia-a-dia, na análise dos resultados satisfatórios e insatisfatórios, na troca de experiências com seus colegas de trabalho, na avaliação de sua prática e na integração com os outros agentes escolares. A formação continuada contribui para um bom desenvolvimento pessoal e profissional dos docentes, dando a esses, oportunidades, qualificação profissional e competência técnica. Esse aperfeiçoamento deve acontecer no espaço escolar, é ali que o professor desenvolve seu profissionalismo. É nesse espaço educativo que os professores podem trocar idéias, compartilhar as experiências bem-sucedidas e aperfeiçoá-las ainda mais.

O incentivo dos diretores e dos coordenadores é imprescindível para que os professores se sintam responsáveis pela busca da sua profissionalização. Podemos entender que a ausência de um trabalho participativo-colaborativo faz com que os membros de uma equipe escolar se sintam frustrados e descontentes com os resultados de suas avaliações, mas pouco se sentem responsáveis pela mudança deste panorama. Isto porque, na ânsia de buscar um culpado para as mazelas de seu ambiente de trabalho, esquecem-se de que a escola é mais do que um prédio, mas uma instituição formada por pessoas comprometidas em oferecer uma educação formadora e, para tanto é necessário buscar formas de aperfeiçoamento. Caso contrário, o trabalho pedagógico cai num vazio sem sentido e pouco alcançará sucesso na ação formadora de seus alunos.

A fim de exprimir totais sentimentos a respeito desse trabalho, vale resgatar Nóvoa (2002) quando diz que "é no espaço concreto de cada escola, em torno de problemas pedagógicos ou educativos reais, que se desenvolve a verdadeira formação do professor".

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/ensino-superior-artigos/a-escola-como-local-de-formacao-continuada-5133969.html

    Palavras-chave do artigo:

    formacao continuada

    Comentar sobre o artigo

    vanessa de fatima silva moura

    O trabalho a seguir, apresenta aspectos referentes ao desenvolvimento profissional de professores das séries iniciais do ensino fundamental de Teresina que cursaram Licenciatura Plena em Pedagogia, através do convênio entre Prefeitura Municipal e a Universidade Federal do Piauí. A referida pesquisa tem por objetivo geral identificar como os professores da Rede Municipal de Ensino investem em seus processos de desenvolvimento profissional.

    Por: vanessa de fatima silva moural Educaçãol 18/07/2011 lAcessos: 759
    Jhef Silva

    Os professores têm demonstrado graves dificuldades na sala de aula, que muitas vezes mostram-se com algum conteúdo desatualizado, pois os programas de educação continuada para os professores são extremamente raros, resultando em má qualidade da educação com os professores incapazes de ensinar uma aula sobre determinado conteúdo, para investigar esta questão buscamos o apoio de duas escolas e dois órgãos responsáveis pela educação na cidade

    Por: Jhef Silval Educação> Ciêncial 15/05/2011 lAcessos: 703
    José de Sousa Andrade Filho

    Este trabalho é uma breve reflexão a cerca da formação continuada no município de Marabá-PA, onde procuramos apresentar desde o desde o contexto histórico, passando pelas dificuldades e desafios que os formadores enfrentaram e enfrentam para promover a formação continuada na zona urbana. Apontaremos a finalidade da formação, mostrando a visão de autores de renome no cenário nacional e internacional. Discutiremos também as novas concepções, o que se pensa para o futuro da formação continuada.

    Por: José de Sousa Andrade Filhol Educaçãol 20/03/2012 lAcessos: 263

    A todo instante, o homem defronta-se com muitas mudanças, novas informações, novos ambientes, pressupostos, ameaças e principalmente novas oportunidades. O propósito deste artigo é mostrar as possibilidades e conquistas da atuação de um Pedagogo Organizacional numa instituição empresarial, usando como referencial um Pronto Socorro em Mato Grosso. A metodologia aplicada a este estudo foi baseada numa pesquisa bibliográfica e uma simples pesquisa de campo, durante a qual aplicamos um questionário apenas para trinta e três funcionários – responsáveis por setores da empresa estagiada, a fim de obter dados referentes ao levantamento do perfil organizacional do pedagogo frente a essa realidade empresarial em sua atualidade. Como resultado, verificamos se os funcionários se preocupam com a qualidade de vida, harmonia entre grupos e setores e boa capacidade de interação, de conhecimentos de papéis dentro da organização e acima de tudo satisfação pessoal.

    Por: Cristiane Santos Belinil Educaçãol 22/10/2009 lAcessos: 9,520 lComentário: 1
    Lucy Rosa S.Souza Teixeira

    Pensar nas atribuições das funções de apoio na escola pode ajudar a respaldar, na prática, a idéia de formação continuada pelo contexto. No caso A função do Orientador Educacional também presupõe em suas atribuições a articulação da formação tanto de alunos quanto de professores.

    Por: Lucy Rosa S.Souza Teixeiral Educação> Ciêncial 11/04/2010 lAcessos: 1,188
    Elizeu Vieira Moreira

    A FORMAÇÃO CONTINUADA de profissionais da educação está prevista no artigo 63, inciso III da LDB (Lei 9.394 de 20 de dezembro de 1996). E o que significa a formação continuada? A professora Isabel Alarcão, no livro Formação continuada como instrumento de profissionalização docente, diz que formação continuada é "um processo dinâmico por meio do qual, ao longo do tempo, um profissional vai adequando sua formação às exigências de sua atividade profissional".

    Por: Elizeu Vieira Moreiral Educação> Ciêncial 14/06/2011 lAcessos: 1,071
    Sebastiana Braga

    A formação profissional não consiste apenas em ouvir palestra ou fazer determinados cursos. Pelo contrario, ela é um processo continuo e progressivo, onde através da aprendizagem se acumula conhecimento e este por sua vez vai sendo transformado em práticas bem sucedidas. Dessa forma deve ser pensado numa multiplicidade de saberes que através de um projeto para formação continuada que se complemente e que aborde um tema central a todas as áreas no intuito do melhoramento do ensino aprendizagem.

    Por: Sebastiana Bragal Educaçãol 27/10/2014 lAcessos: 31
    Jaguaracy Conceição

    A formação continuada é necessária e fundamental em todas as profissões e com a docência não deve ser diferente. Assim, é de fundamental importância que o(a) docente seja o(a) responsável pela sua formação contínua.

    Por: Jaguaracy Conceiçãol Educaçãol 18/07/2010 lAcessos: 477 lComentário: 1
    Valter Pedro Batista

    Mais uma vez se instaura a necessidade de pensar a formação continuada para que os professores possam, onde estejam inseridos, exercer a reflexão sobre sua práxis, num movimento de pesquisa constante que revele elaboração e reelaboração do conhecimento, garantindo assim a profissionalização de sua atividade. Dessa forma é possível atestar que a formação continuada do profissional docente é um dos elos fundamentais na reformulação do processo educacional no país.

    Por: Valter Pedro Batistal Educação> Ensino Superiorl 20/03/2008 lAcessos: 9,206 lComentário: 1
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Em dezembro de 1922. Após a grande revolução Socialista Soviética. Comandada pelo exuberante intelectual Lenin. Foi organizado o Congresso Panrusso dos Sovietes. Com o seguinte objetivo. A fundação da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas. URSS.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 26/01/2015
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Nunca transferi poder a ninguém. Portanto, toda forma de poder a meu respeito é ilegal. O que é verdadeiro a princípio. O poder fundamenta-se em fontes da ilegalidade. Pois o transferido não representa a vontade popular.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 26/01/2015
    Maria Elena Guimarães Regiani

    Com o passar dos anos e o desenvolvimento da sociedade, temos a pretensão de formar cidadãos criativos, aptos a tomar decisões, coerentes, autônomos e competentes. E para esta formação é necessário que se enriqueça o cotidiano escolar com a ajuda do brincar, do interagir e estar juntos, pois o emocional e afetivo faz parte deste momento tão peculiar da infância.

    Por: Maria Elena Guimarães Regianil Educação> Ensino Superiorl 26/01/2015 lAcessos: 13
    Edjar Dias de Vasconcelos

    De fato é algo magnífico, como o universo é infinito, nele mesmo encontram-se infindáveis planetas. Pensar em trilhões é muito pouco. O que mais encanta, toda essa beleza é obra do acaso, não existindo nenhuma razão ser. O universo é o mais profundo insignificado dele mesmo. Teve início pelo princípio do nada, ou seja, produção do próprio vácuo.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 25/01/2015
    Edjar Dias de Vasconcelos

    A formação do povo grego resultou da miscigenação de quatro grandes povos indo europeus. Que são os Aqueus, Jônios, Eólios e Dórios. O território grego no período homérico sofreu sucessivas invasões do ano 2000 antes de Cristo, a 1200 da mesma era. Esses povos fundaram diversas cidades. Com efeito, a cultura grega antiga como hoje entendemos não é originalmente grega, como erradamente entendida. O helenismo é produto do mundo indo europeu.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 25/01/2015
    Edjar Dias de Vasconcelos

    A respeito do conhecimento científico, o real é sempre uma luz projetiva cheia de sombras. Bachelard formação científica com sustentação filosófica. A revolução desencadeada pela teoria da relatividade de Einstein possibilitou na Física uma eminente evolução sem parâmetros.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 24/01/2015
    Francisco Eudes Rocha

    A maioria dos seres humanos, a partir de sua infância, dentro de uma abrangência de mais de dois bilhões de crianças, nasceram na fé do criacionismo, foram orientadas e estavam convictos de uma linda origem, grandiosa e cheia de valores inestimáveis, ensinados que a partir de um ser superior e sobrenatural, movidos pela disciplina e exemplo, a partir da educação dos pais, tiveram que se orientar pela cultura lá fora.

    Por: Francisco Eudes Rochal Educação> Ensino Superiorl 22/01/2015
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Uma flor. Perdida ao deserto. Ao meio do silêncio. Esperando pela madrugada. Na esperança que água do sereno. Possibilite suportar. O hidrogênio do sol. Ao meio dia. Evitando que sol. Queime o brilho Que exauriria de suas pétalas. Deixando. Suas rosas cheias de esperança. Os últimos sinais. Que pudesse no deserto. O sol diminuir a distância. Criar outras estações. E o brilho da luz. Desacochar-se no encantamento. Exaurindo o perfume suave. Das mais belas flores.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 21/01/2015
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast