A importância do brincar

Publicado em: 23/10/2011 |Comentário: 0 | Acessos: 254 |

A IMPORTÂNCIA DO BRINCAR

                                                                 Ana Ires Gomes

Profa. Edlucia Turiano

Faculdade de Teologia Integrada – FATIN

Psicopedagogia – Trabalho de Pós graduação

20/ 08/ 2011

 

 

RESUMO

O conhecimento da importância do brincar trouxe iniciativas para mudanças nas instituições educacionais e com o corpo docente; as mudanças na sociedade serão através do reflexo do desenvolvimento das habilidades apresentadas pelos alunos, pois já é comprovado a contribuição do lúdico para o desenvolvimento cognitivo, social e afetivo dos alunos.

 

Palavras-chave: Brincar;instituições educacionais; habilidades; lúdico.

 

 

1 INTRODUÇÃO

          Quando falamos em brincar e sua importância, ainda falamos de romper pré-conceitos, de construção de atitudes  e compreensão do processo pedagógico. A sociedade ela é consumista, não valoriza o lúdico em sua essência mas o consumo de seus produtos. Há a inversão de valores, a perca da cultura e o esquecimento do folclore. A família por sua vez também  não compreende estas competências que existem no ato de brincar e por sua vez a escola não apresenta a importância devida nas brincadeiras pois estas também não priorizam e não investem nessa direção.

           O presente artigo vem mostrar a importância do brincar nas instituições educacionais, para as tais, pois estão isolando ou esquecendo sua essência.  Que os professores podem e devem registrar em seus planejamentos o uso do lúdico em apresentação de conteúdos e momentos de lazer. Sua participação nas brincadeiras também é fundamental para sua relação com os alunos.  Pois o brincar é articulador de relações, onde a criança desenvolve uma auto estima, aprende a perder e ganhar, descobre a fantasia e constrói uma relação social.

2.  A IMPORTÂNCIA DO BRINCAR  

            O pensamento dos pais em relação a educação infantil é apenas que a criança vai brincar, fazer amiguinhos e cantar. Na educação fundamental 1 é perca de tempo, pois as crianças vão a escola para aprender e não brincar. E brincar é importante?

                                                                                                                                                                                

           As brincadeiras das crianças devem  ser consideradas como atividades sérias, com objetivos claros e habilidades a serem desenvolvidas. Ao observar uma criança brincando, compreende-se como ela vê e constrói o mundo, o seu desejo de mundo e o que os cerca.

          Brincando as crianças, elas entendem como as coisas funcionam, o que pode e não pode ser feito, aprende que existem  regras que devem ser respeitadas, se quer ter amiguinhos para brincar e, principalmente, aprende a perder e a ver que o mundo não acaba por causa disso. Descobre que, se ela perde um jogo hoje, pode ganhar em outro amanhã. Outra coisa importante o brincar deve ser rico de imaginação ( fantasias), com brinquedos (um brinquedo é qualquer objeto que a criança possa usar no ato de brincar) e  que não pode ser interrompida nesses momentos. Mas que a deixe fluir pois, é um espaço através do qual a criança deixa sair sua angústia, aprende a lidar com a separação, o crescer, a autonomia e os limites.

 

3. O LÚDICO É O PARCEIRO DO PROFESSOR

          Brincadeira e aprendizagem são consideradas ações com finalidades bastante  diferentes, por muitas instituições educacionais, pública ou privada, pequena ou grande. Porém sabemos que estas atitudes não estão corretas pedagogicamente e nem esses profissionais que ignoram tal realidade. Mas o professor pode criar oportunidades para que o  brincar aconteça, sem atrapalhar os conteúdos trabalhados, pois através do planejamento tais habilidades podem  na realidade devem ser incluídas. Os recreios, os momentos  livres ou as horas de descanso devem ser bem aproveitados.

          Então quando o professor organizar suas atividades de aula, deve selecionar  aquelas mais significativas para seus alunos. Em seguida o professor deve  criar condições para que estas atividades significativas sejam  realizadas.  Destaca-se a importância dos alunos trabalharem  na sala de aula em grupos,  interagindo uns com outros, e este trabalho coletivo facilitará o próprio  auto-desenvolvimento individual. Cabe ao professor em sala de aula  estabelecer metodologias e condições para desenvolver e facilitar este tipo  de trabalho. A identidade do grupo tem como resultado a integração de  atividades mais amplas e profundas, como do tipo de liderança, respeito aos  membros, condições de trabalho, perspectivas de progresso, retribuição ao  investimento individual, compreensão e ajuda mútua, aceitação. São estas as  habilidades que devem ser trabalhadas pelos professores e este deve estar  atento principalmente ao componente com o qual o corpo dialoga através do  movimento: a afetividade. A afetividade é um valor humano que apresenta  diversas dimensões: amor, respeito, aceitação, apoio, reconhecimento,  gratidão e interesse. 

           Brincar juntos reforça laços afetivos. É uma maneira de manifestar nosso  amor à criança. Todas as crianças gostam de brincar com os professores,  pais, irmãos, e avós. A participação do adulto na brincadeira com a criança  eleva o nível de interesse pelo enriquecimento que proporciona, pode também  contribuir para o esclarecimento de dúvidas referentes as regras das  brincadeiras. A criança sente-se ao mesmo tempo prestigiada e desafiada  quando o parceiro da brincadeira é um adulto. Este, por sua vez pode levar a  criança a fazer descobertas e a viver experiências que tornam o brincar  mais estimulante e mais rico em aprendizado. 

           Pode-se afirmar que o brincar enquanto promotor da capacidade e  potencialidade da criança, deve ocupar um lugar especial  na prática  pedagógica, tendo como espaço privilegiado, a sala de aula. 

4. O BRINCAR COMO ARTICULADOR DE RELAÇÕES

 

          O brincar precisa reconquistar um espaço nas salas de aula, pois sendo este um lugar de encontro de pessoas com suas singularidades, no momento em que estão descobrindo muitos conhecimentos, com relação a vida e o mundo, começando uma caminhada que marcará profundamente a sua história, as relações entre os indivíduos, seus sentimentos, afetos e sonhos, precisam ser legitimados, buscando a superação da fragmentação e do isolamento.

 

          A sociedade contemporânea, com seu comportamento de consumo capitalista e veloz, não tolera a diferença, descarta culturas, costumes e valores que efetivamente fazem  parte da identidade de cada povo, rejeitando seu sentido originário, como no caso das brincadeiras de roda, pega-pega, perna de pau entre tantas outras que as crianças de hoje já não conhecem mais. Esse modo de vida, limita-se a reproduzir sistemas que fragmentam cada vez mais o modo de vida do cidadão jovem, do velho, do negro, das questões de gênero e principalmente, fragmenta a vida de pessoas com

necessidades educacionais especiais, tornando-os seres com sérias dificuldades em se relacionar com seus pares.

 

          A sala de aula vem perdendo a magia a cada ano que passa, tornando-se um ambiente sério e austero, permeado por um clima muitas vezes tenso e angustiado. Se o  brincar para o ser humano é algo que está na sua essência, então as instituições educacionais estão perdendo a essência e os valores maternos.

 

           No um processo lúdico o professor deverá estimular seus alunos para a brincadeira, o prazer, as descobertas, os desafios, as diversões e a alegria de aprender e ensinar que num processo de vivencia educativa, circula como via de mão dupla, onde a parceria é exercida. Segundo Walter Benjamin (2002, p. 35) "Passa a ser uma aliança de comprometimento que se entrelaça e movimenta-se em direção ao conhecimento."

 

 

5 CONCLUSÃO

          Podemos concluir que a importância do brincar já é uma realidade para a educação, mas que precisa ser praticada em suas propostas e práticas pedagógicas. O professor precisa compreender que o lúdico é seu parceiro para desenvolvimento de habilidades, construção de relacionamentos saudáveis entre alunos, desenvolvimento social, aprendizado de regras que serão úteis para suas vidas em todos os tempos e também construir um relacionamento com confiança e amor com o  professor.

 

6 REFERÊNCIA

BENJAMIN, Walter. Reflexões sobre a criança, o brinquedo e a educação. São Paulo: Editora  2002.

 

 

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/ensino-superior-artigos/a-importancia-do-brincar-5331018.html

    Palavras-chave do artigo:

    brincar

    Comentar sobre o artigo

    Inez Kwiecinski

    O tema escolhido para realizar este trabalho de graduação é sobre "O desenvolvimento da criança através do brincar". A escolha deste tema surgiu da necessidade de estudarmos como se dá o desenvolvimento da criança através do brincar e através dos tempos. Analisar jogos, brincadeiras e brinquedos infantis não apenas como simples entretenimento para as crianças, mas também, como atividades lúdicas que possibilitam a aprendizagem e o desenvolvimento destas crianças em suas várias habilidades.

    Por: Inez Kwiecinskil Educação> Educação Infantill 25/01/2011 lAcessos: 15,355 lComentário: 1

    Resumo: O artigo refere-se ao ato de brincar inserido na prática do professor de Educação Infantil, esclarecendo e analisando a partir dos teóricos o valor atribuído ao ato de brincar e o espaço reservado para o mesmo no processo de ensino-aprendizagem. Para tanto, foi embasado em pesquisas bibliográficas com uma linha qualitativa e de caráter exploratório em que foi possível ter como resultado a descrição do valor ao ato de brincar como também a prática pedagógica devida dos professores de Educação Infantil, uma vez que a brincadeira faz parte da infância da criança e que muitas vezes esse ato é ignorado pelo professor. Brincando, a criança está continuamente redescobrindo a si mesma, pois o brincar é uma atividade de aprendizagem.

    Por: Macilene silva macêdol Educação> Educação Infantill 30/11/2009 lAcessos: 7,454 lComentário: 1

    O tema apresentado se trata da importância do brincar para o desenvolvimento da criança. Para uma melhor realização do projeto, foram feitas pesquisas bibliográficas e também em campo. Foi escolhida uma instituição que atende crianças de diferenças faixas etárias para que pudéssemos entender melhor através da observação, como era o dia-a-dia e as atividades realizadas, e o que contribuem para o desenvolvimento psíquico e cognitivo das crianças.

    Por: Angélica Aparecida Oliveiral Educaçãol 29/10/2013 lAcessos: 47
    SONIA OLIVEIRA SILVA

    Brincar é hábito essencial para a criança ter uma melhor qualidade de vida e parece ter até um poder terapêutico natural, como um remedinho auxiliar nas dores da criança

    Por: SONIA OLIVEIRA SILVAl Educaçãol 09/04/2008 lAcessos: 3,559 lComentário: 3

    O presente artigo visa analisara importância do brincar no desenvolvimento e aprendizagem na educação infantil. Tem como objetivo conhecer o significado do brincar, conceituar os principais termos utilizados para designar o ato de brincar, tornando-se também fundamental compreender o universo lúdico

    Por: Sandra Maria dos Reis Bernardol Educação> Educação Infantill 22/08/2014 lAcessos: 21

    A intenção deste artigo é sensibilizar os professores de educação infantil e do ensino fundamental das séries iniciais do importante papel que os jogos, as brincadeiras e os brinquedos exercem no desenvolvimento da criança. Para isso se faz necessário saber o significado do brincar, conceituar os principais termos utilizados para designar o ato de brincar, tornando-se também fundamental analisar o papel do educador neste processo lúdico, e ainda, os benefícios que o brincar proporciona.

    Por: ROSANA MARIA GOMES MOREIRAl Educação> Educação Infantill 29/11/2011 lAcessos: 489

    Resumo Compreender o brinquedo e a brincadeira como ferramentas que possibilitam a criança a construção e a apropriação do conhecimento, Perceber a importância do ato de brincar e demonstrar a relação entre a ação de brincar e o brinquedo na educação infantil. O principal indicador da brincadeira, entre as crianças, é o papel que assumem enquanto brincam. A brincadeira favorece a auto-estima das crianças, auxiliando-as a superar progressivamente suas aquisições de forma criativa.

    Por: Andria Oliveira Ramosl Educaçãol 20/06/2013 lAcessos: 41

    Hoje assume-se o brincar como fundamental para o desenvolvimento da criança. Por um lado, constitui uma fonte de prazer e descoberta, por outro desenvolve a imaginação, a capacidade de criar. Só brincando e brincando muito, as nossas crianças se descobrirão melhor a si próprias e construirão o seu mundo interior, tornando-se adultos realmente inseridos na sua comunidade.

    Por: FaleSaudel Saúde e Bem Estar> Medicinal 03/12/2012 lAcessos: 38

    Saiba como estimular o desenvolvimento de seu filho por meio do brincar.

    Por: Simone Françal Educação> Educação Infantill 09/08/2012 lAcessos: 388
    Carla Ravaneda

    A importância da boa formação da docência brasileira, aspectos determinantes na graduação, a importância do estágio supervisionado nos cursos de licenciatura.

    Por: Carla Ravanedal Educação> Ensino Superiorl 11/09/2014
    Zilda Ap. S. Guerrero

    O modelo de aluno que temos hoje em sala de aula, nem de longe lembra- nos os moldes dos alunos dos tempos da escola tradicional, não e somente nas escolas públicas, mas também em diversas escolas particulares e de grande renome no mercado educacional. No entanto, há uma forte contradição entre as aulas ministradas em sala de aula; as quais na grande maioria recheadas de conteúdo e parca praticidade, e quase ausência de contextualização das aulas. Urge então mudanças didáticas na escola atual.

    Por: Zilda Ap. S. Guerrerol Educação> Ensino Superiorl 10/09/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    O artigo tem como objetivo explicar a funcionalidade do mundo dos vírus. Para tal é necessário uma análise de suas principais características, a definição fundamental da mecanicidade funcional evolutiva dos parasitas.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 08/09/2014
    Ana Paula Assaife

    Este artigo analisa as dificuldades encontradas pelos docentes em sala de aula para o uso das tecnologias voltadas para educação. Estudos sobre a modernidade mostra que esta dificuldade é muito comum nas universidades públicas do Estado do Rio de Janeiro. Temos por objetivo analisar os impactos da modernidade sobre a universidade e seus desafios. .Conceituar Modernidade e estudar novas prácticas para o l uso da tecnologia no processo ensino/aprendizagem.

    Por: Ana Paula Assaifel Educação> Ensino Superiorl 04/09/2014 lAcessos: 15

    O presente artigo apresenta a resiliência em um ambiente educacional e o papel dos profissionais que ali trabalham para a formação deste aluno. A escola tem papel fundamental na educação de seres resilientes, capazes de transformar e reinventar novas formas para lidar com as adversidades do cotidiano. Sendo o professor uma espécie de facilitador da aprendizagem, exercendo um papel fundamental no incentivo, construção, articulação de informações e saberes na formação dos educandos.

    Por: Zípora Raquel de Paulal Educação> Ensino Superiorl 01/09/2014

    Este trabalho verso a partir de Kant a problemática sobre o Esclarecimento, que irá mostrar a possibilidade do homem sair de sua menoridade, sendo assim, o mesmo terá capacidade suficiente para estruturar um pensamento autônomo, isto é de pensar por conta própria usando a liberdade de entendimento sem que dependa de outras pessoas para obter a maioridade, entretanto, com essa atitude atingir a própria independência intelectual.

    Por: Derivanial Educação> Ensino Superiorl 01/09/2014

    É inegável que nos últimos anos o tema "Diversidade" tem sido bastante discutido , principalmente no setor educacional. Estamos hoje vivenciando um novo momento em que já se admite, ainda que minimante, a existência de preconceitos diversos e racismo no território brasileiro. Quando o tema diversidade entra em cena, abrimos as portas para que o nosso ponto de vista sobre o outro, e de outros sobre nós sejam apercebidos sob uma nova ótica. Esta que torna "o diferente" tão belo quanto "o eu".

    Por: Ivanilda da Silva Cunhal Educação> Ensino Superiorl 27/08/2014
    Tony Monteiro

    Nos últimos anos, houve uma profunda mudança na maneira de construir, pois antigamente as alvenarias eram utilizadas como elemento resistente e de vedação e a sua estabilidade e resistência eram definidos em função de sua geometria.

    Por: Tony Monteirol Educação> Ensino Superiorl 26/08/2014

    A violência esta presente nas instituições de ensino quer privado ou pública, trazendo consequências trágicas. Mas atos planejadas por alguns alunos para atingirem outro(os) classificamos com bullying que tem crescido muito nas escolas, que precisam ser combatidos e até porque as consequencias são em maiores proporções.

    Por: ana ires gomesl Educação> Ensino Superiorl 23/10/2011 lAcessos: 166

    Os alunos que são identificados com habilidades especiais no campo do conhecimento, merece toda uma atenção para que seu desempenho na escola não seja limtiado, que também existe campo de estudo que eles possuem dificuldades e precisam ser socializados com os demais alunos.

    Por: ana ires gomesl Educação> Ensino Superiorl 23/10/2011 lAcessos: 201
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast