A importancia do serviço social

25/11/2011 • Por • 11,125 Acessos

INTRODUÇAO

   Este trabalho tem o  objetivo de  esclarecer as dimensões  do Serviço Social, enfatizando a visão do profissional, sua ação interventiva e as concepções acerca das bases teóricas que norteiam a profissão. E identificar o  contexto geral das práticas assistenciais que Em seguida, descrevemos o percurso  Tendo como base os tópicos principais, perfil pedagógico da ajuda ligado às ações do serviço social, a pedagogia  da participação  e a  pratica do assistente social, um projeto de pedagogia emancipatoria e o serviço social, o que é prática educativa e o que não pode ser considerado como prática  educativa,  as principais características do perfil pedagógico da ajuda, qual a importância do processo de ajuda para o serviço social, em que consiste a ação do assistente social de acordo com o pensamento gramsciano?. E por ultimo, como a arte pode contribuir para o desenvolvimento das ações realizadas  pelo assistente social de acordo com o artigo de débora guimarães? E finalmente discorremos sobre o percurso metodológico, mostrando o referencial teórico.

PERFIL PEDAGÓGICO DA AJUDA LIGADO AS AÇOES SO SERVIÇO SOCIAL

   O perfil que o assistente social possui na atualidade  uma soma das experiências que outros profissionais das áreas absorveram ao longo de pouco mais de um século. Hoje, o assistente social modifica a sua forma de atuação profissional, levando em consideração a demanda que lhe é colocada e a necessidade de responder às exigências e às contradições da sociedade capitalista. Contudo, nem sempre foi assim. No passado, o Serviço Social era completamente influenciado pela doutrina social da Igreja Católica, pode-se perceber que outras correntes influenciaram o processo de profissionalização, cujas bases possuem um forte relacionamento com o monopolista absorvendo os princípios da filantropia. Ação é orientada a um fim como resposta às necessidades sociais, materiais ou espirituais essa abordagem do exercício profissional em sua dimensão de trabalho concreto, útil. A Divisão Social do Trabalho na medida em que a satisfação e as necessidades sociais se tornam mediada pelo mercado, pela produção, troca e consumo das mercadorias.

Não se esgota na ótica do intercâmbio de trabalho qualitativamente diferente.

O assistente social como um trabalhador assalariado, vende sua força de trabalho especializado aos empregadores.

Ação social é todo comportamento cuja origem depende da reação ou da expectativa de reação de outras partes envolvidas. Essas "outras partes" podem ser indivíduos ou grupos, próximos ou distantes, conhecidos ou desconhecidos por quem realiza a ação. O elemento que incide sobre o trabalho realizado no âmbito do aparelho do Estado é a burocracia. A metamorfose dos espaços ocupacionais do Assistente Social Estratégias para responder à questão social

Ação em prol de pessoas que necessitam de algum tipo de ajuda tende a se sentir valorizado e útil em poder amenizar o problema de alguém alheio a ele. Poder ajudar pessoas que não tiveram, talvez, a mesma sorte ou oportunidade que ele teve, pode trazer sentimentos de gratidão e satisfação, já que está doando seu tempo e seus esforços para um bem maior, ali ele pode perceber  seu problema talvez não seja tão grandes quanto aparentam ou que não são impossíveis de serem resolvidos.

A PEDAGOGIA  DA PARTICIPAÇÃO  E A  PRATICA DO ASSISTENTE SOCIAL

      O Serviço Social brasileiro, neste sentido busca-se resgatar a força do pensamento deste ator italiano no "fazer" nesta profissão a partir do que esta expressa na literatura profissional desde a década de 1970.  Quando Gramsci passa a ser um marco teórico no exercício profissional do serviço social, assim, a perspectiva socioeducativa assumida pelos profissionais do Assistente Social. Enfatizando junto aos seguimentos populares da classe trabalhadoras desses sujeitos na cena histórica, a analise do estatuto do serviço social na sociedade contemporânea tem sido feita a partir de três ângulos diferentes no interior da tradição marxista.

      O vem expressando as polemicas em torno do debate sobre as três posições presentes no serviço social a concepção do serviço social "trabalho" cujos fundamentos se busca em máxis; o serviço social" ideologia"tendo Lucas como referencia em sua fundamentos teóricas; no pensador italiano Antonio Gramsci ( Imamoto, 2008, pg.216). Como objeto de sua analise de sua influencia do pensador italiano no percurso sócio histórico da profissão. 

     Na década de 1990 consolida uma direção política das classes dominantes no processo de enfrentamento da crise brasileira havendo a constituição de uma cultura persuasiva para definir e tornar universal.  Procura-se naturalizar objetividade da ordem burguesa tendo com base o novo conformismo social que visa o consentimento das classes subalternas.  

        Desde 2004, o debate acadêmico e público sobre o golpe de 1964, viu aparecer com força uma serie de hipóteses que tentam relativizar o papel dos diretos naquele processo, a conquista do Estado (1981). Agora a porta de lado com intuito de co-responsabilizar as esquerdas  e o próprio Executivo nacional trabalhista de João Goulart pelo desfecho. Isso levou as diversas analistas críticas, como Toledo (2004), Mattos (2005e 2008), Melo (2006). A ca

racterizar essas "novas versões" da histórica como revisionistas, que na verdade não faz mais do que atualizar os argumentos dos próprios golpistas quatro década depois, encontram grande repercussão entres grande imprensa, toda ela comprometida com a conspiração golpista e no apoio ao regime ditatorial, como os jornais o Estado de São Paulo, o Globo, Jornal do Brasil entre outros. 

      Mais significativa ainda é a declaração do cientista político Leôncio Martins Rodrigues: venceu a direita e o golpe representou um terrível retrocesso, se vencesse a esquerda haverá outro retrocesso, talvez pior, aprofundando o modelo populista, esquerda e direita eram igualmente golpista em 1964, a polemica dividiu historiadores e cientistas  e políticos.

 UM PROJETO DE PEDAGOGIA E EMANCIPATORIA E O SERVIÇO SOCIAL

     

        O Serviço Social um poder independente das instituições, das agencias com base em um conhecimento técnico científica e um conjunto de valores que identificam a vida. Outro pressuposto dessa visão é  a pratica funciona por concreto no que denominação, que implica em que as e o Assistente Social estejam assumindo valores comuns.

           Portanto em ruptura com as perspectiva substancializa, individualista e reducionista sendo o sujeito, como define um conjunto de relações, em cada situação uma particularidade que implica a generalidade das relações, mas com especificidade de cada campo. O Assistente Social pode dispor estratégico e poder para trabalhar com o sujeito de presença, e que trabalha a relação e não a pena obtenção, recursos, pois condições em que se manifesta a demanda do trabalho fortalecendo as relações políticas, das relações econômicas, culturais afetivas, podendo desfocar a visão do problema da instituição para as relações do sujeito com instituição, a sociedade.

      Cabe o Assistente Social modificar a sua forma de atuação em decorrência de demandas que lhe é colocada e da necessidade de responder às exigências e as tradições da sociedade. É preciso acompanhar o movimento da sociedade visualizar os novos espaços como possibilidades de intervenção sobre uma realidade social concreta.

O QUE É PRÁTICA EDUCATIVA E O QUE NÃO PODE SER CONSIDERADO COMO PRÁTICA  EDUCATIVA.

  A PRÁTICA EDUCATIVA é um fato social, cuja origem está ligada à da própria humanidade.  Sua intervenção intencional  surgiu em um saber específico que modernamente associa-se ao termo pedagogia, a indissociabilidade entre a prática educativa e a sua teorização,  Propicia o desenvolvimento  e a percepção estética, que caracterizam um modo próprio de  dar sentido à experiência humana.  É um Processo de prover indivíduos de conhecimentos e experiências culturais que os tornam aptos a atuar e transformar o meio social.

   A PRÁTICA NÃO EDUCATIVA é quando, A desigualdade originalmente econômica passa a determinar não apenas as condições materiais de vida, mas o acesso à cultura e educação, se entre indivíduos com relações recíprocas diante da necessidade de garantir a sobrevivência

AS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DO PERFIL PEDAGÓGICO DA AJUDA

A principal característica da Educação popular é utilizar o saber da comunidade como matéria prima para o ensino. É aprender a partir do conhecimento do sujeito e ensinar a partir de palavras e temas geradores do cotidiano dele. A Educação é vista como ato de conhecimento e transformação social, tendo certo cunho político. O resultado  desse tipo de educação é observado quando o sujeito pode situar-se bem no contexto de interesse. A educação popular pode ser aplicada em qualquer contexto, mas as aplicações mais comuns ocorrem em assentamentos rurais, em instituições sócio-educativas. é parte de um processo de estudo que articula as áreas do Serviço Social e da Educação. Revela-se que são áreas do conhecimento que, articuladas teórico e metodologicamente, propiciam um avanço qualitativo nas discussões e práticas interventivas dos profissionais que nelas estão inseridos. A dimensão educativa na prática do Assistente Social caracteriza-se não apenas pela a sua base epistemológica, mas, principalmente, pela possibilidade deste profissional trabalhar as características individuais, articuladas no coletivo dos sujeitos usuários dos serviços sociais

QUAL A IMPORTÂNCIA DO PROCESSO DE AJUDA PARA O SERVIÇO SOCIAL

A importância  desse processo evidencia que o Serviço Social se institucionaliza e legitima profissionalmente como um dos recursos mobilizados pelo Estado. E pelo empresariado,  que surgiu em um momento histórico com forte vinculação à ação da Igreja católica e com ligação da profissão., com  manipulação dos trabalhadores e da sua vinculação aos interesses dominantes desenvolveu enquanto profissão sob a égide do desenvolvimento capitalista industrial A partir de então, resgatou-se no Serviço Social a necessidade de articular a teoria e a prática através de suas próprias metodologias  na perspectiva do enfrentamento e regulação da Questão Social, e na  intensidade e extensão das suas manifestações no cotidiano.

EM QUE CONSISTE A AÇÃO DO ASSISTENTE SOCIAL DE ACORDO COM O PENSAMENTO GRAMSCIANO?

Consiste  em variadas maneiras, seja nos meios acadêmicos, seja nos meios políticos. A inserção dos indivíduos no espaço social, na atualidade, vem ocorrendo de forma crescente através de ações multidimensionais, descontínuas cuja obra é perpassada por uma visão crítica e histórica dos

Processos sociais.  Com análise concreta do real em suas diferentes determinações. Debruça-se sobre a realidade enquanto sociedade capitalista, o caráter das lutas de classe, tanto sob a ótica da burguesia quanto das massas trabalhadoras, marcando as possibilidades históricas de cada uma no processo de construção, o que indica sua capacidade de estabelecer a necessária relação  entre teoria e prática. A esfera  cultural, na ordem presente,  em sua obra transparece uma idéia de cultura e liberdade, que propicia a ultrapassagem da heterogeneidade e da imediaticidade da vida cotidiana, das lutas econômico-corporativas que atravessam o ser social para lutas mais duradouras.

COMO A ARTE PODE CONTRIBUIR PARA O DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES REALIZADAS  PELO ASSISTENTE SOCIAL DE ACORDO COM O ARTIGO DE DÉBORA GUIMARÃES?

A   arte pode contribuir para a informação dos  sujeitos mais questionadores da

Realidade social  quando construída num sentido de transformação e emancipação, possibilitando que o profissional atinja diferentes objetivos e públicos. Essa dimensão está vinculada à intervenção do assistente social na maneira de agir e de pensar da sociedade, a   arte e sua relação pedagógica,  é uma rápida reflexão do instrumento interventivo da profissão.

CONCLUSAO

Portanto, concluímos que trabalho do Assistente Social consiste em provocar transformações no cotidiano para proporcionar os resultados concretos onde a profissão se consolida e se materializa, permitindo a união das dimensões instrumental, técnica, política, pedagógica e intelectual da intervenção profissional.  Tendo visão integrada entre os diversos elementos   a importância de agir metodologicamente, com base no conhecimento do objeto sobre o qual se trabalha, a fim de estabelecer as estratégias da ação profissional com vistas à construção de uma instrumentalidade eficiente e ética para o contexto político atual, Através da intervenção o Assistente Social provocará o desenvolvimento de uma consciência teórica de modo a assegurar participação e que  permite identificar um descompasso entre teoria, prática e imagem profissional. Fica claro que a prática demanda instrumentos e técnicas e o que infelizmente se identifica é que o  fazer profissional atual remonta aos primórdios da profissão,

 BIBLIOGRAFIAS CITADAS

revistaescola.abril.com.br/.../coord enador-pedagogico-tambem-precis...

http://www.pucsp.br/pos/ssocial/professor/yazbek_significado

www.nead.unama.br/site/bibdigital/pdf/artigos_revistas/10.pdf

http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/ssrevista/article/d

http://pt.wikipedia.org/wiki/Pedagogia

Perfil do Autor

ana cristina da cruz santos

ESTAGIARIA  DO SERVIÇO SOCIAL ESPECIALIZAÇAOEM EDUCAÇAO AMBIENTAL VOLUNTARIA EM PROJETOS AMBIENTAL E PESQUIZADORA AMBIENTAL