ANALISANDO AS TEORIAS DAS INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS, SEGUNDO GARDNER ATRAVÉS DE UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

04/07/2010 • Por • 3,934 Acessos

INTRODUÇÃO

Segundo GARDNER (1995), autor da teoria das Inteligências Múltiplas; "a inteligência é (...) a capacidade de responder a itens em testes de inteligência". Os testes psicométricos consideram que existe uma inteligência geral, nos quais os seres humanos diferem uns dos outros, que é denominada g. Este g pode ser medido através da análise estatística dos resultados dos testes.

Através de Howard Gardner, psicólogo e professor norte americano entende por inteligência "a capacidade para resolver problemas ou elaborar produtos que sejam valorizados em um ou mais ambientes culturais ou comunitários". A novidade dentro da teoria de Gardner é considerar a inteligência como possuindo várias facetas. Tais facetas, que na verdade são talentos, capacidades e habilidades mentais; sendo chamadas de inteligências na teoria das Inteligências Múltiplas, como o próprio nome explicita (GARDNER, 1994).

Os testes de QI medem apenas as capacidades lógicas e lingüísticas, capacidades que normalmente são as únicas exigidas e avaliadas pelas escolas e, sem dúvida, as capacidades mais valorizadas em nossa sociedade. Gardner pretende considerar também as outras capacidades, as outras "inteligências" menos lembradas, para analisá-las em sua teoria.

O objetivo desse estudo foi analisar separadamente sete teorias das inteligências múltiplas segundo Gardner. Justifica-se a importância de analisarmos todas essas teorias, para ampliar o conhecimento sobre a inteligência humana, segue abaixo as teorias.

A inteligência cinestésico corporalé identificada pela facilidade que possuem os sujeitos de utilizar o corpo ou partes dele para resolver problemas ou fabricar coisas, produzindo e trabalhando de forma mais hábil, com movimentos mais finos ou mais grosseiros (CAMPBELL, 2000).

Já a inteligência lógico-matemática é aquela que envolve a capacidade de reconhecer resolver problemas com lógica, e investigar questões cientificas ligados a questões de tempo, causa e efeito. Também é conhecida por "inteligência pura" e é facilmente identificada em pessoas que possuem facilidade de solucionar problemas rapidamente (CAMPBELL, 2000).

A inteligência lingüísticaé reconhecida pela facilidade de expressar a língua falada e escrita, podendo se manifestar na facilidade ou maior habilidade para aprender outras línguas, e delas se utilizar para atingir objetivos definidos. Também se expressa na facilidade em seguir regras gramaticais, expressar emoções, propagar idéias verbalmente, entender letras de músicas e imitar sons (CAMPBELL,2000).

No caso da inteligência musicalGARDNER (1995) expõe essa inteligência como sendo paralela à lingüística, pois acarreta habilidades na atuação, na composição e na apreciação de padrões musicais. Além de ser uma forma de arte, que utiliza a voz humana, instrumentos naturais e meios de auto- expressão de ritmos (GARDNER, 1995).

A quinta inteligência na classificação de GARDNER (1995) é a inteligência espacialque se manifesta geralmente no potencial de reconhecer e manipular os padrões de espaço, emáreas mais refinadas, como as utilizadas por cirurgiões, pintores, etc.

Há também a inteligência intrapessoalque envolve a capacidade de autoconhecimento, ou melhor, "conhecimento de si mesmo". Utiliza-se da facilidade para regular a própria vida sendo capaz de perceber pontos fortes e vulneráveis.

Já a inteligência interpessoalé aquela que compreende a capacidade de entender as motivações, intenções e desejos do próximo, ou seja, há maior facilidade para trabalhar em grupo e de se socializar, por captar e compreender os desejos e necessidades individuais e coletivas.

Abaixo um modelo da localização cortical das inteligências múltiplas.

Tabela 1 - Localização cortical das inteligências múltiplas propostas por Gardner.

Inteligência

Área cortical responsável

Lógico-matemática

região têmporo-paríeto-ocipital

Lingüística

área de Wernicke, área de Broca,

região têmporo-paríeto-ocipital (hemisfério esquerdo)

Musical

Lobo temporal (hemisfério direito)

Corporal-cinestésica

Giro pós-central, córtex pré-motor

Espacial

região têmporo-paríeto-ocipital

Interpessoal

lobos frontais

Intrapessoal

lobos frontais

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

A teoria das Inteligências Múltiplas tem enorme importância ao conseguir derrubar a idéia de uma inteligência única, fechada. A muito a ciência estava impregnada com tal idéia e já era tempo de fazermos uso de uma noção de inteligência mais dinâmica (GARDNER, 1994).

Desta forma, o educador - ou qualquer outro profissional que trabalharia com a inteligência precisaria conhecer melhor cada indivíduo para perceber nele a capacidade que se sobressai. Os resultados provavelmente seriam melhores, pois, conforme vimos, a independência pura entre as inteligências não existe e desenvolvendo melhor uma capacidade, outras também seriam afetadas.

Conhecendo a Teoria das Inteligências Múltiplas, concluímos que, o prazer e o desejo de todos não devem submeter-se aos desígnios da razão, ou seja, o que importa é desenvolver o pensamento lógico e a cognição, em parceria com as demais dimensões humanas, sempre.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

 

GARDNER, H. Estruturas da Mente: A Teoria das Inteligências Múltiplas. Porto Alegre:

Artes Médicas Sul, 1994.

GARDNER, Howard. Inteligências Múltiplas: a teoria na prática 1. ed. Porto Alegre :Artes Médicas, 1995

CAMPBELL, L. Ensino e Aprendizagem por meio das Inteligências Múltiplas. Porto

Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

 

 

 

Perfil do Autor

Iara Silvia Arfelli Martins

alunas do curso de Pós graduação da Faculdade de Itápolis - SP - orientadas pela pr Iara Silvia Arfelli martins Autoras: Fernanda Menegatti , trabalha no Centro de Saúde da cidade de CAsa BRanca - SP,responsável pela Vigilancia Epidemiologica deste municipio, e trabalho também no Hospital Unimed - São Carlos atuando na clinica médica, clinica cirúrgica e pediatria como enfermemeira responsável. Adaiana Ferreira Orlando, trabalha no Centro de Especialidades Médicas da cidade de Porto Ferreira - atua como enfermeira responsável da unidade, e no Pronto Atendimento Médico da cidade de Porto Ferreira, também como enfermeira responsável Juliana Martineli Dias, trabalha na Unidade Básica da Cidade de Porto Ferreira, como enfermeira responsável e também no Pronto Atendimento Médico da cidade de POrto Ferreira.