As Ideias de John Locke

Publicado em: 03/06/2013 |Comentário: 0 | Acessos: 20 |

John Locke.

1632- 1704.

Nasceu perto de Bristol, Inglaterra, estudou medicina, mas fez sucesso como filósofo, foi secretário político de várias autoridades de Estado.

Viajou para diversas partes do mundo até então aos 38 anos, não tinha manifestado vocação para desenvolvimento do pensamento filosófico.

Mas a partir do ano 1670 seu pensamento tomou nova direção, já que não se destacou na medicina, resolveu escrever livros de Filosofia com o propósito de destruir o pensamento filosófico elaborado por Descartes.

Formulou grandes obras tais como: Ensaio sobre o entendimento humano 1690 no mesmo ano elaborou outro livro a respeito, Ensaio sobre a tolerância, posteriormente a Razoabilidade do cristianismo, entre outros, sendo que a sua primeira obra lhe imortalizou no mundo da literatura.

A obra é um veemente ataque às ideias de Descartes, Locke achava o sistema cartesiano sem fundamento para o mundo da aplicação científica no entendimento dos fatos numa possível análise.

O primeiro ataque ao cartesianismo foi a respeito do princípio da ideologia das ideias inatas, como se as ideias fossem naturais no homo sapiens e que já existiam antes do mesmo nascer. Esse preceito sempre foi absurdo para Locke, o motivo de seu combate a Descartes.

Destrói o mundo cartesiano ao descrever a origem e a formação das ideias, ele mostra epistemologicamente que as mesmas têm por fonte a experiência.

 Quando a criança nasce ela não tem absolutamente nada no cérebro, tanto é verdade, se uma criança nascer no mundo árabe com certeza será islâmico, se nascer no Brasil naturalmente será cristão.

Tudo que vier compor o mundo das ideias surgem à posterior, o homem será do modo que realizar a sua experiência, no mesmo sentido o comportamento humano, motivo pelo qual é muito difícil o homem ser diferente das imposições que impregnaram ao mundo comportamental.

Dessa forma Locke defende a Filosofia empírica contra o racionalismo cartesiano, com efeito, o essencial de sua doutrina é a teoria do conhecimento.

 A metodologia do conhecimento epistemológico para poder chegar-se a verdade das Ciências, todo conhecimento que tiver variáveis da metafísica não poderá atingir nenhum saber objetivo.

Para Locke todo conhecimento humano tem sua origem na sensação, não existe nada na razão que antes não tenha estado nos sentidos, não existe no espírito nenhum tipo de ideias inatas.

A partir exatamente dos dados da experiência, o conhecimento vai produzir novas ideias pelo mecanismo da abstração, o que hoje denominamos de processos de sínteses, os conhecimentos acumulados.

O que significa para Locke, que o conhecimento na sua origem é passivo, pois é necessário os sentidos,  a experiência tem papel fundamental não apenas nas origens das ideias, mas sobretudo, no seu desenvolvimento, necessariamente na construção das mesmas.

 Facilita o papel ativo, combinando as ideias simples, ao caminho das complexidades. Desse modo a sua Filosofia empírica possibilita o fundamento essencial do conhecimento.

A respeito do mundo político, Locke desenvolve a seguinte ideia, os homens por natureza são todos livres e independentes.

 Ninguém pode ser despossuído dos seus bens, não é esse o papel do Estado, unicamente favorecer no desenvolvimento humano, sobretudo economicamente.

O poder político não tem sentido sem o consentimento da sociedade, a consequência de sua Filosofia empírica desenvolve naturalmente a concepção do Estado político e social.

 Nega a ideia do poder divino, como pura ideologia da aristocracia conservadora, não aceita o absolutismo como forma de poder, declara evidentemente que o poder só tem legitimidade se vier do povo, estabelece os princípios da democracia.

O poder emana da vontade do povo que delega constitucionalmente a uma assembleia ou até mesmo a um monarca, por fim cria um novo conceito de propriedade, aquele cujo fundamento vem essencialmente do trabalho, antecipando as visões críticas a respeito da riqueza e das futuras teses do materialismo histórico.

Edjar Dias de Vasconcelos.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/ensino-superior-artigos/as-ideias-de-john-locke-6623196.html

    Palavras-chave do artigo:

    as ideias de locke

    ,

    john locke

    Comentar sobre o artigo

    Edjar Dias de Vasconcelos

    A crítica principal, desenvolvida por ele, contra o inatismo, principalmente quanto ao cartesianismo, não existe na razão humana, nenhum tipo de conhecimento que não tenha resultado do campo da experiência empírica. De certo modo as ideias não são produzidas por elas mesmas.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 19/07/2012 lAcessos: 106
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Locke defendeu o seguinte paradigma com a finalidade para destruir o sistema que justificava as ideias inatas. A tese essencialmente empirista, de acordo com a qual nada existe em nossa mente que não tenha sua origem antes nos sentidos.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 25/10/2012 lAcessos: 65
    Maria Aparecida Franco Maganha

    O trabalho tem como objetivo refletir a importância da Filosofia e sua utilização na teoria e na prática enquanto uma busca constante para a formação do pensar sobre questões existenciais de forma crítica e consciente. Procurou-se estudar as correntes que influenciaram o próprio ato de conhecer, e então fazer uma pequena reflexão sobre os pensamentos que influenciaram a historia da filosofia.

    Por: Maria Aparecida Franco Maganhal Educação> Ensino Superiorl 04/11/2012 lAcessos: 102
    Edjar Dias de Vasconcelos

    A Paixão de John Locke. Exuberante filósofo. Inteligentíssimo. Além de doutor em medicina. Homem estudioso. Devorava páginas inteiras de livros. Horas e horas estudando. Tinha boa aparência. Mudou completamente a teoria. Do conhecimento medieval. Superando o aristotelismo. E não deixou que Filosofia moderna. Fosse apenas cartesiana.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Literatura> Poesial 15/10/2013 lAcessos: 19

    A presente resenha visa apresentar as idéias principais defendida por John Locke. Esse texto é a base do pensamento liberal, para poder entender todas as constituições liberais se torna necessário ler essa grande obra.

    Por: Vicente Vagner Cruzl Notícias & Sociedade> Polítical 03/12/2009 lAcessos: 6,887 lComentário: 2
    giselli murari

    Segundo Nicco Fasola: "Nada do que percebemos age por si próprio; tudo age em conjunto como ressonância do que de semelhante existe em nós".

    Por: giselli muraril Arte& Entretenimento> Artel 23/11/2012 lAcessos: 51
    Osmir Aparecido Cruz

    Em meados do século XVII, uma nova corrente de pensamento começou a tomar conta da Europa defendendo novas formas de conceber o mundo, a sociedade e as instituições. O chamado movimento iluminista aparece nesse período como um desdobramento de concepções desenvolvidas desde o período renascentista, quando os princípios de individualidade e razão ganharam espaço nos séculos iniciais da Idade Moderna.

    Por: Osmir Aparecido Cruzl Educação> Ensino Superiorl 14/09/2010 lAcessos: 2,933 lComentário: 3
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Quando era jovem foi muito influenciado pelo pensamento de John Locke e Newton, despertou para a Filosofia e começou não apenas estuda-la, como também pesquisa-la, tinha como finalidade elaborar um tratado de filosofia epistemológica.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 14/11/2012 lAcessos: 29

    Para compreender o pensamento iluminista é preciso conhecer um pouco da história dos pensadores que formaram as ideias que são a base do movimento. É isso que este artigo propõe.

    Por: Bela Luzl Educaçãol 04/02/2012 lAcessos: 694
    Carla Ravaneda

    A importância da boa formação da docência brasileira, aspectos determinantes na graduação, a importância do estágio supervisionado nos cursos de licenciatura.

    Por: Carla Ravanedal Educação> Ensino Superiorl 11/09/2014 lAcessos: 12
    Zilda Ap. S. Guerrero

    O modelo de aluno que temos hoje em sala de aula, nem de longe lembra- nos os moldes dos alunos dos tempos da escola tradicional, não e somente nas escolas públicas, mas também em diversas escolas particulares e de grande renome no mercado educacional. No entanto, há uma forte contradição entre as aulas ministradas em sala de aula; as quais na grande maioria recheadas de conteúdo e parca praticidade, e quase ausência de contextualização das aulas. Urge então mudanças didáticas na escola atual.

    Por: Zilda Ap. S. Guerrerol Educação> Ensino Superiorl 10/09/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    O artigo tem como objetivo explicar a funcionalidade do mundo dos vírus. Para tal é necessário uma análise de suas principais características, a definição fundamental da mecanicidade funcional evolutiva dos parasitas.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 08/09/2014
    Ana Paula Assaife

    Este artigo analisa as dificuldades encontradas pelos docentes em sala de aula para o uso das tecnologias voltadas para educação. Estudos sobre a modernidade mostra que esta dificuldade é muito comum nas universidades públicas do Estado do Rio de Janeiro. Temos por objetivo analisar os impactos da modernidade sobre a universidade e seus desafios. .Conceituar Modernidade e estudar novas prácticas para o l uso da tecnologia no processo ensino/aprendizagem.

    Por: Ana Paula Assaifel Educação> Ensino Superiorl 04/09/2014 lAcessos: 15

    O presente artigo apresenta a resiliência em um ambiente educacional e o papel dos profissionais que ali trabalham para a formação deste aluno. A escola tem papel fundamental na educação de seres resilientes, capazes de transformar e reinventar novas formas para lidar com as adversidades do cotidiano. Sendo o professor uma espécie de facilitador da aprendizagem, exercendo um papel fundamental no incentivo, construção, articulação de informações e saberes na formação dos educandos.

    Por: Zípora Raquel de Paulal Educação> Ensino Superiorl 01/09/2014 lAcessos: 13

    Este trabalho verso a partir de Kant a problemática sobre o Esclarecimento, que irá mostrar a possibilidade do homem sair de sua menoridade, sendo assim, o mesmo terá capacidade suficiente para estruturar um pensamento autônomo, isto é de pensar por conta própria usando a liberdade de entendimento sem que dependa de outras pessoas para obter a maioridade, entretanto, com essa atitude atingir a própria independência intelectual.

    Por: Derivanial Educação> Ensino Superiorl 01/09/2014

    É inegável que nos últimos anos o tema "Diversidade" tem sido bastante discutido , principalmente no setor educacional. Estamos hoje vivenciando um novo momento em que já se admite, ainda que minimante, a existência de preconceitos diversos e racismo no território brasileiro. Quando o tema diversidade entra em cena, abrimos as portas para que o nosso ponto de vista sobre o outro, e de outros sobre nós sejam apercebidos sob uma nova ótica. Esta que torna "o diferente" tão belo quanto "o eu".

    Por: Ivanilda da Silva Cunhal Educação> Ensino Superiorl 27/08/2014
    Tony Monteiro

    Nos últimos anos, houve uma profunda mudança na maneira de construir, pois antigamente as alvenarias eram utilizadas como elemento resistente e de vedação e a sua estabilidade e resistência eram definidos em função de sua geometria.

    Por: Tony Monteirol Educação> Ensino Superiorl 26/08/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    O Significado do Homem. Tudo que restará do homem. Será tão somente a linguagem. O restante a ficção do esqueleto. O invólucro derretido. A linguagem não tem alma. No passado apenas a memória. Solidificada no cérebro.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Literatura> Poesial 17/09/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Como refletiu pessoa. O resto é gente. Que pensa ser alma. Complica, fala e vê. Tira o sonho e a calma.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Literatura> Poesial 14/09/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Quem é o homem. Apenas um agregado de átomos. Continuidades de células. Por dentro um invólucro químico. Substancialidade perpétua. Na sua interminável repetição.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Literatura> Poesial 09/09/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    O artigo tem como objetivo explicar a funcionalidade do mundo dos vírus. Para tal é necessário uma análise de suas principais características, a definição fundamental da mecanicidade funcional evolutiva dos parasitas.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 08/09/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Anos oitenta. Uma tarde de verão. Em uma conversa. Litólise. Com o senhor Nicomedes Costa de Vasconcelos. Estava de férias. Em Itapagipe Minas Gerais.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Literatura> Poesial 06/09/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Como se fosse à fonte. Em seus olhos brilham. A meiguice da ilusão. Novas existências. O nada construído. No substrato. Do autoengano.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Literatura> Poesial 26/08/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Trabalho interessante elaborado pelo biólogo Richard Dawkins, nunca foi filósofo muito menos psicológico, jamais teve tal pretensão, apenas um biólogo e não famoso na época em que escreveu o seu livro: o Gene Egoísta.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 25/08/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    A introdução do Regime de governo fundamentado nos preceitos da República, sendo naturalmente que a mudança do Antigo Regime para o novo no Brasil não foi realizado pelo caminho da democracia, mas sim por forças militares sendo os dois primeiros Presidentes frutos desse Regime, o marechal Deodoro da Fonseca e o marechal Floriano Peixoto.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 22/08/2014
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast