Dicas De Incentivo À Leitura

Publicado em: 20/10/2009 |Comentário: 0 | Acessos: 2,002 |

                  O Projeto Livro Aberto* tem algumas dicas para que sejam melhorados os aprendizes que dizem respeito à formação de leitores, bem como o resgate do leitor. Algumas metodologias eficazes criam ambientes educativos motivados para a leitura e a produção textual. Em conjunto, essas metodologias aplicadas colocam o aluno em estado de alegria, interesse e acaba por despertá-lo para o encantamento do mundo literário.

  • Exercite leituras para os seus alunos, em voz alta, de diferentes gêneros textuais, todavia incentive a leitura deles em voz alta para toda a turma. O som da própria voz estimula a leitura, bem como os diversos textos, de preferência aqueles que os alunos escolheram para trabalhar. Porque a múltipla escolha, partindo do próprio aluno, faz com que o interesse seja maior e coletivo.
  • Deixe que a arte flua, ande pela rua, ministre aulas em jardins, em museus, criando um espaço teatral, livre, moderno, peripatético, alternativo, que vá de encontro à inibição. Afinal, a maior manifestação concreta das letras se faz na representação do imaginário e incentivar este ato de representar é antes de tudo dar asas à imaginação e fazer com que o aluno exteriorize toda sua capacidade de compreensão e aprendizado.
  • Crie um ambiente de revisão textual feita pelos próprios alunos, porque desta forma o aluno consegue perceber na construção textual do outro a sua própria construção textual e faz com isso um crescimento múltiplo.  
  • Conte casos verídicos com suspenses, casos impressionantes, estimulando a imaginação do aluno, bem como que ele faça o mesmo. Coloque sempre em causa assuntos relevantes, que dizem respeito ao cotidiano da vida deles, bem como soluções para seus problemas. Crie um tempo para isso, que seja em forma de seminários.
  • Faça da sua aula, uma sessão de interação com a turma e a sociedade, buscando sempre a solução dos problemas em conjunto e que sejam ministrados de forma solidarias, como visitas em asilos, orfanatos, casas de detenções, escolas primárias, grupos solidários (como AIDS, luta contra o racismo, ecologia, fome, etc.). À medida que a turma vai se sentindo solidária, a tendência dessa percepção de utilidade é virar uma corrente muito forte e com realizações concretas para o bem de todos, numa engrenagem única e ao mesmo tempo múltipla que só tem a crescer de forma benéfica.
  • Plante e execute a idéia do trabalho voluntariado com projetos concretos, que busque apoio na própria escola, com a associação de pais e mestres, direção, órgãos públicos, etc. Busque apoio junto com seus alunos.
  • E, acima de tudo, seja amigo do seu aluno, procure um tempo para ter um contato mais pessoal com ele, que fuja das apostilas, das rotinas dos exercícios em sala de aula e faça-o ser atuante, como responsável, da sociedade, na qual todos fazem parte.

A conscientização do aluno é a maior força que uma escola pode ter, assim como a base de cada estado é a educação da juventude.

*Criado e desenvolvido, desde 2000, sob autoria de Gislaine Becker, o Projeto Livro Aberto trabalha com projetos que visam por meio da metodologia no ensino da literatura resgatar o prazer da leitura, bem como formar o leitor e tem como objetivo principal ministrar cursos para a formação do sujeito, por meio da leitura. Esses cursos são ministrados para Secretárias de Estado, juntamente com as escolas, para escolas da rede privada, bem como grupos individuais de alunos que precisam desenvolver a leitura e conseqüentemente, ampliar seu entendimento com o mundo.

 

Maiores informações:

http://illustramus.blogspot.com/

[email protected]

 

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 1 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/ensino-superior-artigos/dicas-de-incentivo-a-leitura-1359926.html

    Palavras-chave do artigo:

    incentivo a leitura

    ,

    educacao e literatura

    Comentar sobre o artigo

    "Bendito, bendito é aquele que semeia livros, livros à mão cheia e manda o povo pensar; o livro caindo na alma, é germe que faz a palma, é chuva que faz o mar." (Castro Alves – 1847-1871).

    Por: MARIA LORENA MACIELl Educaçãol 07/12/2010 lAcessos: 3,767 lComentário: 1
    Keila Soares de Quadros

    O graduando de Letras necessita estar constantemente se aprimorando, por isso é importante que reflita acerca dos conteúdos de Língua Portuguesa, juntamente com suas metodologias de ensino. O presente artigo tem como objetivo analisar e refletir as propostas pedagógicas de ensino empregadas no livro didático de Língua e Literatura, bem como estabelecer um confronto entre as idéias discutidas em aula e as normas do Plano Nacional do Livro Didático.

    Por: Keila Soares de Quadrosl Educaçãol 05/02/2010 lAcessos: 2,430
    Gregório Guimarães

    Saber ler é saber o que o texto diz e o que não diz, o que o constitui significativamente; e mais ainda, quando principiamos a estabelecer relações entre as experiências e tentamos resolver os problemas que se nos apresentam, então podemos dizer que estamos procedendo à leitura, habilitando-se a ler toda e qualquer coisa. (apud SOARES, 1998, p.26). Ao realizar uma atividade acadêmica avaliativa através de seminário tendo como tema ESTRATÉGIAS DE LEITURA, ficou latente a necessidade de procurar i

    Por: Gregório Guimarãesl Educaçãol 02/02/2010 lAcessos: 5,356

    No contexto do estudo científico é verificável a importância da literatura para a construção da leitura na educação infantil. A princípio, os primeiros clássicos literários destinados ao público infantil atingiam apenas uma parcela da sociedade; aos poucos ela se expande e chega às escolas com intuito de despertar nas crianças o interesse pelas histórias infantis.

    Por: ocileide lopes da silval Literatura> Crônicasl 19/11/2011 lAcessos: 1,606
    Rosimeire Moreira Quintela

    RESUMO Esta pesquisa visa transformar métodos tradicionais contidos na escola levando os professores a participarem de pesquisas, práticas pedagógicas, inovações para que suas aulas se tornem mais criativas e produtivas. O objetivo é de auxiliar na superação do fracasso escolar em relação à leitura, pois se acredita na possibilidade de sucesso de todas as crianças...

    Por: Rosimeire Moreira Quintelal Educação> Educação Infantill 11/01/2012 lAcessos: 1,249

    A pesquisa apresenta uma análise das dificuldades de aprendizagem na leitura no ensino fundamental. esta pesquisa serve para nos orientar para projeto de monografia do curso de pedagogia.

    Por: maria aparecidal Educação> Educação Infantill 12/12/2011 lAcessos: 5,407

    Ler é essencial. Através da leitura, testa-se os próprios valores e experiências com as dos outros. No final da leitura de cada livro, fica-se enriquecido com novas experiências, novas idéias, novas pessoas. Eventualmente, fica-se conhecendo melhor o mundo, e um pouco mais de si mesmo.

    Por: Walderclaudio Nascimento Santosl Educaçãol 16/08/2009 lAcessos: 16,196 lComentário: 4

    Um artigo retrata a importância da leitura em sala de aula, além disso, oferece suporte aos educadores e alunos na utilização de diversos recursos como fonte de estímulo aos mesmos, tendo como base neste trabalho acadêmico os seguintes teóricos: Paulo Freire (1989), Mercedes Justos (2010), Izaides Pereira (2007), Elisa Meirelles (2010), Renata Junqueira de Souza (1992), Ângela Fronckowinak (2010), Ana Maria Machado (2010) e outros reconhecidos na área pedagógica.

    Por: Diana Pereira Leitel Educaçãol 17/12/2013 lAcessos: 80
    Paulo Cesar Cabral Correia

    RESUMO A prática para incentivar o hábito da leitura e a formação de leitores, é um processo que ainda visualizamos como um sonho muito distante, quase uma utopia, pois as pedras no meio do caminho que nos dificultam a chegada do sucesso na formação de leitores com capacidade de interpretar um texto e ir além da mera decodificação das palavras sem nexo e descontextualizadas é árduo, mas não impossível.

    Por: Paulo Cesar Cabral Correial Educação> Línguasl 16/05/2010 lAcessos: 4,898
    Joseléia Graciano da Silva

    o objetivo desta resenha é analisar o capítulo "O objeto da fonética e da fonologia" do livro Iniciação à fonética e à fonologia de Dinah Callou e Yonne Leite, nona edição, e verificar a função e o objeto de estudo da fonética e da fonologia. No entanto, nos atentaremos apenas às questões da fonética, pois este é nosso objetivo em tal artigo.

    Por: Joseléia Graciano da Silval Educação> Ensino Superiorl 12/04/2015
    Joseléia Graciano da Silva

    Considerando os estudos absorvidos neste curso no viés da Análise de Discurso (doravante AD) e fazendo referência as abordagens em Eni Orlandi (2010) a serem mobilizados numa análise, observamos como o texto jornalístico recortado do Jornal Diário de Cuiabá com data em 11 de outubro de 2011 da redação se significa, ou seja, produz sentidos a partir do espaço urbano em evidência.

    Por: Joseléia Graciano da Silval Educação> Ensino Superiorl 11/04/2015
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Max Horkheimer. A Filosofia como fundamento. Das Ciências naturais. Através do pensamento crítico. A separação entre História e Natureza. Por meio da dialética analítica. Contrariamente à Filosofia de Bérgson. Seu magnifico valor epistemológico a demonstração acadêmica. A objetividade encontra se no objeto.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 09/04/2015
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Os hominoides: primatas que viveram entre 22 a 14 milhões de anos atrás, do tamanho de um pequeno gorila habitavam em florestas, entretanto, direcionavam até o solo, andavam sobre quatro patas, já tinha uma pequena semelhança com os futuros humanos.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 08/04/2015
    Edjar Dias de Vasconcelos

    A respeito da teoria do Big Bang. Tem-se ou não sustentação científica. Mais mística que comprovação empírica. Embora a ideia não seja inteiramente ilógica. O que devo explicar epistemologicamente. Refere-se ao princípio em parte aceitável. O que vemos hoje já existiu no passado. Muito compacto reunido em uma determinada. Região do universo. Extremamente denso e quente. Talvez ocupando todo infinito, o próprio espaço.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 08/04/2015
    Edjar Dias de Vasconcelos

    A teoria clássica defende a tese que o ser humano atingiu o continente americano passando por uma ponte de gelo ou terras emersas que ficavam exatamente na região do Estreito de Bering. Hoje geograficamente, localiza-se entre os atuais Estados Unidos e a Rússia. A hipótese formulada, por cientistas, defende a chegada dos primeiros grupos de humanos, por volta de 20 mil anos atrás.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 07/04/2015
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Fico pasmo. Estarrecido. Não quero acreditar. Que essa terra seja o Brasil. A impressão que tenho. Que a elite branca. É de fato toda corrupta.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 07/04/2015
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Existe uma prova em definitivo. Da não existência de deus. Um princípio como fundamento. Sartreano. Da Física pós contemporânea. O que se entende por incausabilidade. Edjariano. A inalienabilidade metafísica. A única teoria que explica a origem dos universos. Já que sabemos que são múltiplos. Contínuos presos ao infinito.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 06/04/2015
    Gislaine Becker

    ...Não adianta buscar existências em outras terras ou tentar imaginar que podemos habitar outros planetas. Nossa existência aqui é única e atualmente (ou sempre) estamos de passagem e nunca nos veremos outras vezes, fisicamente falando...

    Por: Gislaine Beckerl Educação> Ensino Superiorl 31/08/2010 lAcessos: 105
    Gislaine Becker

    O Projeto Livro Aberto tem algumas dicas para quando o aluno NÃO lê, são elas:

    Por: Gislaine Beckerl Educação> Ensino Superiorl 06/04/2010 lAcessos: 419
    Gislaine Becker

    Entre muitas das práticas, o Projecto Livro Aberto promove o desenvolvimento global do educando de uma forma lúdica livre, sem deixar de respeitar suas potencialidades, tendo como objetivo principal proporcionar ao educando a capacitação que permita sua participação, enquanto cidadão, nas diversas atividades exigidas pela vida moderna, ou seja, prepará-lo para o exercício da cidadania consciente e democrática, bem como o desenvolvimento da sua construção lingüística.

    Por: Gislaine Beckerl Educação> Ensino Superiorl 29/03/2010 lAcessos: 182
    Gislaine Becker

    O hábito da leitura deve ser começado pelo prazer de ler. Todo leitor deve estar envolvido pelo texto que lê. Logo, comece a desenvolver o hábito da leitura pelas leituras que lhe agrade. Faça do livro um companheiro de viagem. Tenha-o sempre em sua companhia durante o dia. Vários são os momentos livres e que você pode aproveitar para dar continuidade à sua leitura.

    Por: Gislaine Beckerl Educação> Ensino Superiorl 08/03/2010 lAcessos: 1,583
    Gislaine Becker

    A fusão das palavras tecnologia e pedagogia parece-nos formar uma boa dupla diante do mundo globalizado, ou quiçá, formam tal dupla pelo mundo globalizado. As tecnologias aplicadas nas escolas podem ser uma boa ferramenta de estímulos dentro do aprendizado, bem como um atrativo para os aprendizes, uma vez que o aluno do século XXI passa doze horas do seu dia ligado ao computador e muitas dessas horas conectado.

    Por: Gislaine Beckerl Educação> Ensino Superiorl 01/03/2010 lAcessos: 483
    Gislaine Becker

    Entendo também que este grandioso projeto deveria ser lido, entendido e executado por todos os continentes de forma adaptada cada um às suas necessidades, afinal a idéia é de grande serventia humanitária. Dentro do projeto, Guião para os Professores, não somente encontramos conceitos e definições do tipo: pobreza, exclusão social, bem como se trabalhar em sala de aula com estes conceitos e percepções para tentar amenizar e tentar combater.

    Por: Gislaine Beckerl Educação> Ensino Superiorl 15/02/2010 lAcessos: 171
    Gislaine Becker

    Disse, muitas vezes, aos meus alunos que ler era também igual a beijar, nem sempre beijamos bem, mas nem por isso deixamos de beijar, estamos sempre tentando melhorar o nosso beijo. E entre muitos beijos, encontramos os melhores beijos.

    Por: Gislaine Beckerl Educação> Ensino Superiorl 08/02/2010 lAcessos: 480
    Gislaine Becker

    Quiçá, o entendimento à complexidade da Educação esteja na simplicidade do verbo amar. Mas falar de amor parece algo fora de qualquer contexto, quando tal fato é mencionado as pessoas se olham, se “cutucam”, comentam como se isto fosse um fato distante e isolado da convivência do homem.

    Por: Gislaine Beckerl Educação> Ensino Superiorl 01/02/2010 lAcessos: 305
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast