O Desenvolvimento da Filosofia Patrística no Ocidente

Publicado em: 27/11/2012 |Comentário: 0 | Acessos: 123 |

O que foi a Filosofia Patrística.

Períodos da Idade Média.

No século V aconteceu um fato muito importante para o mundo ocidental, a queda do império romano do ocidente, que existiu praticamente a partir do ano 286. Período de relevância para estudar e entender o que foi o movimento da Escola Patrística.

Quando o imperador Deoclesiano dividiu o império, em 476, outro fato de fundamental importância, que foi a invasão do império pelos povos bárbaros.

O império romano não teria desagregado com toda certeza se não fosse uma ação dos povos bárbaros e nem mesmo o cristianismo teria acontecido.

Os povos bárbaros de diversas tribos diferentes umas das outras, possuíam suas próprias religiões, suas crenças e os seus valores eram completamente opostos não apenas do povo romano, mas do próprio cristianismo.

A conversão das tribos  a princípio teve como fundamento a unificação delas  para ocupar espaços que individualmente não teria sido possível, a fé seria de certo modo um oportunismo político e social das tribos discriminadas.

Aos poucos essas tribos foram efetuando um fenômeno inexplicável se convertendo ao cristianismo, fato que levou a Igreja, ou seja, o cristianismo como força ideológica ter muito poder. A Igreja transformou-se na grande força institucional da Europa.

O período que constituiu a Idade Média, em dois períodos básicos, aquele que corresponde historicamente à alta idade média, que vai dos séculos V ao X.

O outro espaço que corresponde à baixa idade média, que vai dos séculos XI ao XV. A idade média já foi considerada por muitos, com o período das trevas, ou seja, época que não produziu nada de significativo.

As pessoas eram movidas por crenças, as quais hoje são consideradas absurdas, isso só para ter uma ideia desse período, a irracionalidade ocupava lugares de coisas e atos que teriam que ser mais racionais.

Outros historiadores e filósofos discordam como se Idade Média não tivesse produzido nada. Com efeito, esse período não foi tão cruel como é descrito, a História cumpre fases normais para o seu próprio tempo e não teria como ser diferente.

Foi exatamente nessa época que surgiu a Filosofia Patrística, já no período da decadência do império romano, o que aconteceu exatamente no século III.

Uma grande produção filosófica, particularmente a Filosofia elaborada por Santo Agostinho fundamentada na Filosofia de Platão, ressalvando, sobretudo, os preceitos da alma.

Como se o espírito fosse separado do corpo, que salvaria de acordo com fundamentos éticos e espiritualidade elevada, para um suposto paraíso eterno.

A Filosofia cristã constituída por um conjunto de crenças, pensamentos que o clero tinha a respeito daquele período da história.

A Patrística constitui numa visão racional dos princípios religiosos do catolicismo oficial daquela época.

Então a Filosofia Patrística foi com toda certeza a formalização da doutrina das verdades, no uso racional da fé em defesa essencialmente do cristianismo, contra qualquer outra doutrina.

Visões contrárias à fé no cristianismo católico eram condenadas, as quais a Instituição oficial do santo ofício, estabelecia como critério herético, o que levava naturalmente a condenação.

Com efeito, as ideias desenvolvidas nesse período, procuravam exatamente por meio da Filosofia, explicar como se dava a relação especificamente entre a fé e a razão, a Filosofia era exatamente a grande serva da Teologia, para o fundamento da exegese transcendental.

Procurava também explicar a natureza de Deus, e, como a vida não teria nenhum sentido fora da Instituição religião.

Viver fora de Deus, seria como mergulhar na escuridão e não encontrar nada que garanta a existência da finalidade de Deus e naturalmente do homem, a certeza da condenação ao inferno.

A Filosofia da época procurou formular a importância da moral, e, colocou a mesma como critério para salvar o homem da sua condenação as trevas.

Atingir-se ao céu, era a finalidade se nada estivesse contra o procedimento da vida. Os autores desse tempo dava fundamental importância para alma, o grande sentido da existência, era exatamente a defesa da existência dela.

O clero que controlava esse tempo e que elaborou academicamente esses preceitos, que representavam a Patrística, era muito importante que o povo controlasse seus ímpetos.

Tudo com a finalidade de equilibrar a paixão por meio da racionalidade e evitar dessa forma o pecado. Com o uso imprescindível de uma ética essencialmente rigorosa para o próprio tempo.

A Filosofia Patrística buscou seu fundamento na Filosofia grega antiga, afirmando ser a expressão da verdade, isso na elaboração Patrística.

Quanto à Filosofia anterior não tinha encontrada a verdade por dois motivos, o primeiro deles, a Filosofia não tinha até então sido o instrumento para a Teologia.

A segunda razão, Deus ainda não se tinha manifestado para a Filosofia e particularmente para Patrística, como a verdadeira fonte da verdade.

Edjar Dias de Vasconcelos.

Avaliar artigo
5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 5 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/ensino-superior-artigos/o-desenvolvimento-da-filosofia-patristica-no-ocidente-6324832.html

    Palavras-chave do artigo:

    o fundamento da patristica

    Comentar sobre o artigo

    Edjar Dias de Vasconcelos

    Plotino foi considerado um neoplatônico, ele acreditava na existência da alma, mas não na atual concepção da alma. Defendia a tese que o mal não tinha existência no mundo, existia apenas na ausência do bem.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 14/02/2013 lAcessos: 102

    O trabalho aqui apresentado trata da educação religiosa na idade média, mas precisamente a patrística e a escolástica, as duas principais escolas deste período.

    Por: Francisco Augusto Tavaresl Educação> Ciêncial 07/04/2010 lAcessos: 15,320 lComentário: 5
    Edjar Dias de Vasconcelos

    O pensamento do modelo dominante, que queria continuar dominante, para tal era necessário à permanência da filosofia aristotélica como explicação do mundo, o racionalismo cartesiano seria o diabo solto na casa de Deus.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 02/04/2013 lAcessos: 139
    Edjar Dias de Vasconcelos

    É inútil o homem inventar Deus, é perda de tempo dizer que existe um céu, para onde vão os bons, porque não existe sequer alma para ir para o céu, mesmo se o céu fosse real, mas se não existe a alma, dessa forma o paraíso é uma fantasia.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 14/12/2012 lAcessos: 28
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Refiro a vossa explicação. Ainda estudante de Filosofia. Da Universidade Católica de Minas Gerais. Jovem seminarista. Da ordem dos padres lazaristas. Estudava veementemente. A teoria platônica a respeito. Da reminiscência da alma. Tardes inteiras pesquisando. A cultura indo europeia.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 11/02/2014 lAcessos: 28
    Edjar Dias de Vasconcelos

    A escola neoplatônica a princípio fundada, por Amônio de Sacas 175 a 242 depois da nossa era, um estivador grego, ligado a Alexandria, sintetizou as ideias de Platão. O primeiro conceito formulado à ideia da alma, defendida como una, a mesma de certo modo seria tudo, sendo a referida o princípio da unidade do universo.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 07/11/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Perseguido politicamente devido seu modo de formular suas ideias, teve que fugir da terra natal, para não ser possivelmente preso e morto, fundou uma grande escola e formulou um sistema filosófico do mesmo modo desenvolveu a matemática.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 02/03/2013 lAcessos: 58
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Nesse aspecto a contestação da Filosofia de Tomás de Aquino e particularmente a Escolástica, mas aproveitou o aspecto da alma individualizada a realidade corpórea, portanto a nova ideologia metafísica como fundamento do cristianismo.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educaçãol 10/05/2013 lAcessos: 23
    Edjar Dias de Vasconcelos

    A Igreja Católica empenhou com a finalidade de dissolver a cultura grega helênica como fundamento do cristianismo, motivo pelo qual a filosofia grega, continua ainda hoje sendo de fundamental importância para o mundo ocidental.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 23/10/2012 lAcessos: 83

    O número expressivo de candidatos que não recebeu nota na Redação da prova do Enem 2014, mais de quinhentos mil, quase dez por cento do total de inscritos, surpreendeu e assustou todos os brasileiros interessados em educação e no futuro do país.

    Por: Julia Nascimentol Educação> Ensino Superiorl 20/01/2015 lAcessos: 14
    Dirce Porto

    Este artigo foi elaborado para atividades de trabalhos acadêmicos pela Universidade Americana de Asunción/Paraguai.Tendo como Orientadora Dra. Rosângela Lemos da Silva e Autores Dirce Porto da Silva Francisco Humberto de Araújo e Nelilda Ormond Braga É primordial a demonstração por parte de docentes e acadêmicos, quanto a trilhar os caminhos que conduzirão a um modelo de educação mais humanizado e voltado à descoberta de novos meios de aquisição do conhecimento, Boa Sorte. A Autora

    Por: Dirce Portol Educação> Ensino Superiorl 19/01/2015
    Maria Elena Guimarães Regiani

    Atualmente a palavra inclusão tem realmente tomado conta dos espaços principalmente das mídias, já virou um modismo muito discutido no momento, pelos governantes. As escolas, professores e funcionários estão preparados para acolher e aceitar pessoas "deficientes" ou "diferentes", portadoras de necessidades especiais? Esses questionamentos levaram à escolha deste tema "A inclusão de portadores de necessidade especiais nas séries iniciais". Certamente que muito já evoluímos na busca da defesa e ga

    Por: Maria Elena Guimarães Regianil Educação> Ensino Superiorl 19/01/2015 lAcessos: 41
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Separação dos poderes, fundamental em relação à vida ao Estado político. A liberdade consiste basicamente em fazer tudo em que a ler permitir.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 19/01/2015
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Não sou anticapitalista. Muito menos a princípio do favor do socialismo. Até porque a questão não está em nenhum dos sistemas. Analiticamente. Qual é hoje a primeira economia do mundo. A China cujo regime de produção é socialista. Qual é segunda economia do mundo. Praticamente empatada tecnicamente. Com a primeira economia do mundo. Os Estados Unidos da America. Cuja economia é neoliberal. Em uma análise fria. Ambas as economias vivem à custa de um amontoado de pobres.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 18/01/2015
    Edjar Dias de Vasconcelos

    A origem de tudo. Remonta-se ao nada. A ausência substancial é a lei. De todos os fundamentos. Das coisas existentes e não existentes. Com efeito, qual o é princípio. A inexistência. A explicação é cientificamente irracional.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 16/01/2015

    Estão abertas as inscrições para as novas turmas do curso de pós-graduação em Gestão com ênfase em Franquias da ESPM-RJ em parceria com a Associação Brasileira de Franchising Rio de Janeiro (ABF Rio).

    Por: Flávia Gaviolil Educação> Ensino Superiorl 16/01/2015
    Flávia de Almeida

    A Filosofia consiste na busca do conhecimento proveniente da autonomia do indivíduo, na qual é relacionada e movida por indagações, conduzindo o ser a novas descobertas, nesse sentido, a mesma meramente não se limita a um determinado conceito (para que não seja um dogma), mas sim, está aberta a novas interpretações de fatos sociais apresentados no geral.

    Por: Flávia de Almeidal Educação> Ensino Superiorl 13/01/2015 lAcessos: 15
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Separação dos poderes, fundamental em relação à vida ao Estado político. A liberdade consiste basicamente em fazer tudo em que a ler permitir.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 19/01/2015
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Não sou anticapitalista. Muito menos a princípio do favor do socialismo. Até porque a questão não está em nenhum dos sistemas. Analiticamente. Qual é hoje a primeira economia do mundo. A China cujo regime de produção é socialista. Qual é segunda economia do mundo. Praticamente empatada tecnicamente. Com a primeira economia do mundo. Os Estados Unidos da America. Cuja economia é neoliberal. Em uma análise fria. Ambas as economias vivem à custa de um amontoado de pobres.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 18/01/2015
    Edjar Dias de Vasconcelos

    A origem de tudo. Remonta-se ao nada. A ausência substancial é a lei. De todos os fundamentos. Das coisas existentes e não existentes. Com efeito, qual o é princípio. A inexistência. A explicação é cientificamente irracional.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 16/01/2015
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Un moment de joie. Par la suite. Provoque le plus de douleur. Pour celui qui était le produit de bonheur. Tristesse, désespoir et le découragement. Mais le moment éphémère semble sans fin. Shine particules de photons d'hydrogène. Les dieux ne comprennent pas le sens de l'idéologie. En ce qui concerne la nature spécifique du monde. Un cri de soulagement sourire sans fin dans ses yeux. Les cœurs tremblent d'émotion. Réalisation de charme de la contemplation indescriptible.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Literatura> Poesial 14/01/2015
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Em síntese o livro é muito ruim. O autor com pensamento direitista. Age como um pastor pentecostal pregando. Fazendo uso de uma exegese não científica. Fundamentalismo de direita. Denomina-se filósofo sem conhecimento profundo. Dos termos técnicos da Filosofia crítica moderna. Desconhece os fundamentos. Das Ciências da natureza e do espírito. Confunde como se fosse a mesma acepção. Típico de um neopositivista bitolado.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 13/01/2015
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Recordo-me de tudo. Em Itapagipe Minas Gerais. Da fazenda Serra da Moeda. Dos rios e da floresta. Das tardes quentes de verão. Da chuva. Do cavalo. De um jipe azul de fabricação inglesa. Dos avôs, tios e tias. Irmão e irmãs. Recordo-me quando tinha tudo. Não precisa pensar em nada. Eles pensavam por mim. Cuidavam da minha pessoa. Só tinha que respirar o ar. E sentir o brilho do sol.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 12/01/2015
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Origem poloco-germana. 1870-1919. Revolucionária. Doutora em economia política. Filósofa e escritora de renome. Defensora do marxismo intransigente. Formulou críticas fortes. Contra alguns teóricos do seu tempo. Entre eles destacamos. Eduard Bernstein 1850-1932. Karl Kautsky 1854-1938. Em relação ao filósofo Bernstein. Rosa de Luxemburgo. Criticou veementemente.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 10/01/2015
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Três exuberantes filósofos alemães. Bernstein 1850-1932. Karl Kautsty 1854-1938. Gênios da Filosofia. Ambos socialistas. Portanto, marxistas. Entretanto, diferenciavam ente si. Como estratégia política. Para chegar ao socialismo. Karl Marx 1818-1883. Em um aspecto eram comuns. Todos desejavam o socialismo. Marx pela revolução armada. Implantação da ditadura do proletariado.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 10/01/2015
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast