O verdadeiro papel do Diretor Geral e Diretor de Ensino de CFC

22/03/2011 • Por • 7,063 Acessos

Muito tem se discutido o verdadeiro papel do Diretor Geral e Diretor de Ensino  dos Centros de formações de condutores , como devem  chefiar e o que fazer para gerar lucros   para o  seu negocio.  Porém, esta expectativa não pode ser suprida por um simples Diretor. Antes, é necessário saber as verdadeiras atribuições do Diretor de CFC, é preciso ser um administrador Educador  . Ainda hoje muitos proprietários de auto escola, trata seu negocio como se fosse uma extensão de suas casas, em sua grande maioria não se tem um plano de gestão não se discute sobre novas metodologias de ensino e administrativos, a situação é bastante grave, pois muitas CFCs mantém uma estrutura pequena seguindo somente as exigências do Detran, com a metragem quadrada exata e uma  infra estrutura básica. Sabemos que esta micro empresa determina como será o trânsito de hoje e amanhã e quando se fala em transito falamos de vidas de comprometimento com a vida, sendo o assunto muito mais complexo do que simplesmente seguir exatamente as normas estabelecidas pelo Detran.  A auto escola precisa se transformar em grandes centros de ensino  os CFCs precisam atuar como formadores não só de motoristas mais de cidadãos,  conscientes de seus direitos e deveres como  motorista.

Existe um problema cultural todos chegam nos CFCs questionando sobre os números de aulas que terão tanto teórico como pratica ou convencidos que já sabem dirigir, pois o pai ou algum membro de sua família já ensinou tudo que deveria saber para ser um motorista  ou ate mesmo dizem que não se aprende a dirigir em auto escola e sim no trânsito praticando.É preciso mudar. Mudar comportamentos para uma vida coletiva com qualidade e respeito e isto exige uma tomada de consciência das questões em jogo no convívio social, portanto na convivência no trânsito. É a escolha dos princípios e dos valores que irá levar a um trânsito mais humano, harmonioso, mais seguro e mais justo, e cabe os CFCs selecionar fazer uma triagem de quem realmente está preparado para se tornar um motorista pois, cada indivíduo desenvolve uma personalidade, particular, que varia de acordo com a sua formação, vivência, cultura é o que chamamos de diferenças individuais. Através dessas diferenças cada um de nós, tem uma maneira própria para interpretar os mesmos acontecimentos de maneiras diferentes. E para isto os Instrutores e Diretores precisam estar preparados.

Segundo dados do Departamento Nacional de Trânsito e do Ministério da Saúde, os mais de 300 mil acidentes de trânsito por ano no Brasil matam pelo menos 35 mil pessoas. Isso equivale a um acidente como o do Airbus da TAM a cada dois dias. Vivemos uma guerra invisível. A grande maioria das vitimas no trânsito, perderam a vida, praticando tentando aprender a dirigir no trânsito. Cabe as Auto escolas e aos órgãos competentes mudarem este quadro.Vivemos num contexto que estimula o individualismo e a competição.  recebemos  mensagens e até mesmo pressões para  sermos continuamente competitivos, acabamos nos tornando individualistas Com isto, manter um comportamento ético e solidário, muitas vezes, torna-se difícil. O respeito às diferenças e aos direitos individuais não têm espaço e a vida torna-se uma aventura perigosa. O ser humano deixou de ser senhor para ser servo da máquina A rua se transforma em arena de disputas, onde vale a "lei do mais forte". O resultado desta batalha diária é o elevado número de acidentes e mortes no trânsito que destrói vidas e esperanças de muitos brasileiros.

Os empresários precisam investirem em seus empreendimentos, precisam acreditar no que faz buscar novas alternativas para a mudança, pensar coletivamente e não só em ter alunos para manter o negocio. O Diretor Geral precisa  planejar - visualizar um estado futuro e traçar um plano de ação, a curto,médio e longo prazo, detectar falhas e erros e, só então, torna-se necessário traçar novos planos. Criar novas metas a fim de corrigir as falhas cometidas. Retorna-se ao planejamento. Neste ponto, o Diretor Geral volta a primeira fase administrativa, que desta vez se chama Replanejar. Procurando melhorar as falhas e erros, todo o ciclo se repete, já que, com o replanejamento em mãos, é preciso reorganizar, Dirigir e Controlar de acordo com os novos planos. Organizar, assegurar se tudo ocorra de acordo com o planejado, às ordens dadas e os princípios adotados.  Portanto, o Diretor Geral, tem que desenvolver uma formação humanística e visão global que o habilite a compreender o meio onde está inserido, , a tomar decisões em um mundo diversificado e interdependente e a atuar em equipes interdisciplinares. Para isso mais do que treinar é preciso fazer a gestão do conhecimento de sua equipe. Sobretudo é necessário que o Diretor Geral seja um líder capaz de promover o benchmarking (Parcerias) e sabendo delegar tarefas e funções.

Além disso, o Diretor Geral, procurará levar a sua Auto Escola  a realização da responsabilidade social para com as organizações sociais e comunitárias da qual ela faz parte e interfere, contextualizando as relações entre as organizações e o meio em que se inserem, quanto a aspectos econômicos, políticos, sociais, tecnológicos, governamentais, legais, éticos e ambientais. Com essa visão o Diretor Geral também deve se preocupar com aspecto de higiene e limpeza dos funcionários, tentando mostrar a eles que existem formas de mudar comportamentos que os beneficie e beneficie suas empresas. O Diretor Geral é um profissional que sabe da sua importância na Auto Escola e está sempre se atualizando para atuar como protagonista ou conjuvante neste teatro que envolve negocio e vidas, nunca se esquecendo que o mais importante é a ética e o respeito ao ser humano.

Os veículos e as vias são construídos pelos homens para facilitar a circulação de pessoas e riquezas, e a engenharia cria constantemente novas condições de segurança dos mesmos.Entretanto, para haver harmonia entre os três elementos é necessário também que o homem esteja preparado para transitar com segurança. Ser Diretor de Ensino é exercer a mais refinada profissão. Um profissional na arte de melhorar o ser humano, um missionário no desenvolvimento da consciência. Ser Diretor de Ensino é verdadeiramente estar comprometido com as pessoas, não somente com o conhecimento, mas acima de tudo com o bom uso desses conhecimentos. Existe uma diferença entre ser Diretor de Ensino e Diretor Geral. O Diretor Geral é um profissional comprometido apenas com estratégias e desenvolvimentos. O Diretor Geral é um profissional comprometido com o conhecimento a fim de evoluir a consciência do ser humano na sua complexidade. O diretor de Ensino deve ser um agente modificador de seu tempo, nos tempos que correm tantos acidentes de trânsito devemos  refletir sobre papel educativo e a importância da Auto Escola  na atualidade, tendo em vista a construção de uma sociedade mais humanizada focado na mudança de  comportamentos no trânsito, de motoristas e de pedestres esclarecer que todos somos responsáveis pelos acidentes e suas conseqüências. Numa época em que se assiste à ruptura e desconstrução dos antigos valores e à emergência de novos valores, incentivar o debate profundo sobre o trânsito, alargado a toda a sociedade, e sem preconceitos, parece ser uma prioridade. Não menos o será encontrar novos ideais que perfilem a construção de amanhãs que se desejam mais justos e humanos.

As Auto escolas  vencedoras são aquelas que formam  motorista do futuro fazendo com que compreenda a complexidade ao se tornar motorista  possibilitando este novo motorista a atingir uma visão ampla e consistente da realidade brasileira e sua inserção no mundo, e estimular a participação social.Líderes em todos Por sua vez,  as Auto escolas  vencedores são aquelas que usam seus tconhecimentos para ensinar novas gerações, Para o futuro, devemos deixar o melhor e não o pior, caso contrário para que serviria a evolução se não para o aprimoramento, o trânsito deve rumar para maior segurança, respeito à pessoa humanapara isso é preciso mudar. Mudar comportamentos para uma vida coletiva  respeitando a vida. É a escolha dos princípios e dos valores que irá levar  um trânsito mais humano, harmonioso, mais seguro e mais justo.

Perfil do Autor

Leandro Souza

Leandro Souza RJ, Diretor Geral e de Ensino CFC.