Os Fundamentos do Historicismo

Publicado em: 03/01/2014 |Comentário: 0 | Acessos: 44 |

Os Fundamentos do Historicismo.

 

 Teoria filosófica desenvolvida no final século XIX e no começo do século XX, pelo grande filósofo  Wilhelm Dilthey, historiador alemão. Sua concepção, herdeira do idealismo de Kant e principalmente de Hegel. Procura entender a diferença entre o homem e a natureza.

Com efeito, entre as ciências naturais e humanas denominadas por Dilthey de ciências do espírito ou da cultura. Para ele os fatos humanos são históricos dotados de significações culturais e que precisam ser conhecidos dentro da história nos seus contextos produtivos.

Devem ser estudados com suas características que diferem dos fatos naturais, são entendidos como ciência do espírito ou da cultura e  pode ser usado no entendimento interpretativo, contrariamente, ao método empírico da observação ou experimentação, nesse caso, o método tem que ser da compreensão, no entendimento da causalidade dos fatos.

Todo fato humano é histórico está dentro do tempo, só por ele é possível o entendimento, na linha da subjetividade e da interpretação. Os diversos fatos tem a mesma motivação, possuem as mesmas causas e regras, o mesmo sentido de origem e de valores, devem ser compreendidos na mesma perspectiva.

Com as particularidades históricas, mesmas visões ideológicas do mundo, com um processo causal que é semelhante pelo menos em sintonia com as formas de análise, a cultura que produz os fatos humanos é a mesma que produz a consciência do sujeito para entender os fatos em referência.

O historicismo resultou basicamente de dois grandes problemas: um deles o relativismo em que as ciências humanas queriam usar como metodologia a subordinação da Filosofia a história, por outro lado, as ciências humanas tinham como desejo separar-se da Filosofia.

A Filosofia é o instrumento que compreende os fatos humanos, ajuda na interpretação dos mesmos, como produto cultural, que é diferente do método indutivo especificamente do saber empírico, fundamentado na experiência. O relativismo é a teoria que defende as diversidades das interpretações do mundo produto do espírito humano.

Sendo que o mesmo assenta-se que as leis científicas são validas para determinadas épocas, dentro das suas concepções culturais, o que não pode ser universalizadas de certo modo defende Dilthey.

Os homens e as instituições socioculturais são compreensíveis a sua análise científica formata-se na perspectiva de uma teoria geral da história, mas que considere a visão particular de mundo, de cada povo como etapa de um processo mimético relativo, que passa pelo mecanismo sociocultural próprio dos seus contextos individuais e históricos.

Conhecer é a arte de entender esses momentos, a particularidade da identificação do sujeito com o objeto, no desejo interpretativo diz Dilthey. Entretanto, a relatividade do saber interpretativo por natureza da sua essencialidade, jamais poderá ter caráter absoluto, o mundo é o seu fundamento de análise, na perspectiva da subjetividade.

 O conhecimento puro é algo que não vai além do método indutivo e substancia se apenas ao campo do empirismo, sendo que sua metodologia não admite pelo menos em  análise a interpretação.

Seu campo prende-se a dinâmica da compreensão, tem que ser compreendido e não interpretado, a Filosofia nesse caso essencial à compreensão, ao entendimento exato dos fatos, jamais a sua interpretação. Dilthey.

 

Edjar Dias de Vasconcelos.  

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/ensino-superior-artigos/os-fundamentos-do-historicismo-6882328.html

    Palavras-chave do artigo:

    o historicismo

    Comentar sobre o artigo

    Edjar Dias de Vasconcelos

    Trata especificamente do historicismo, que a princípio de certo modo não identificaria com as tendências em referências, mas no mundo praxiológico das ideologias, o historicismo articula-se tanto com um como com o outro. Com efeito, as dificuldades de entender as epistemologizações dos seus conteúdos.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 16/02/2014 lAcessos: 18
    Edjar Dias de Vasconcelos

    No entanto, o historicismo serve de base para construção de uma análise marxista, no mesmo sentido como substância aos procedimentos do positivismo, que é o caso especificamente da teoria de Max Weber.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 06/08/2012 lAcessos: 523

    A maior parte dos participantes da Primeira Guerra Mundial consideravam-na a solução de todos os problemas. A euforia em frente a batalha, que todos julgavam que seria rápida e eficaz, logo dissipou-se diante das atrocidades e do fim de uma era que se esvaia....

    Por: LEIDIANE I. M. S. BRAGAl Educação> Ensino Superiorl 24/05/2011 lAcessos: 178

    Sartre é de longe o mais midiático dos filósofos. É por conta dele que temos uma maior compreensão do trabalho de outros pensadores como Nietzsche e Heidegger. Sartre só conseguiu tamanha divulgação por ter sido antes de tudo, um jornalista. Neste artigo eu explico o porquê.

    Por: Jota Fagnerl Literatura> Crônicasl 17/11/2008 lAcessos: 2,325
    Edjar Dias de Vasconcelos

    O segundo momento da evolução do historicismo efetivou-se com a teoria relativista impregnada no historicismo, que foi desenvolvida pelo grande Teórico Wilhelm Dilthey, grande filósofo que iniciou a escrever suas teorias no final do século XIX e início do século XX.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educaçãol 17/02/2014 lAcessos: 25
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Uma espécie de salada eclética o uso de todos os elementos, mas não procedeu desse modo por entender uma solução sem consistência, mas Dilthey percebeu o perigo do relativismo total porque leva ao ceticismo absoluto, desse modo não ajuda em nada a questão da elaboração da verdade, como chegar a verdade quando a mesma exige objetividade, sendo impossível tal proposição.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 18/02/2014 lAcessos: 23
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Apesar da ideologia do positivismo ainda prevalecer no meio acadêmico, o que posso dizer de certo modo que a metodologia dessa ideologia não é tão necessária à epistemologia, ou seja, o fundamento das ciências em geral.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 22/07/2012 lAcessos: 128
    FELLIPE KNOPP

    ou sobre algumas incongruências notáveis de premissas ditas marxistas do discurso histórico

    Por: FELLIPE KNOPPl Educação> Ensino Superiorl 25/05/2010 lAcessos: 220
    Natanael Vieira de Souza

    Afetados e contaminados pelas leituras da historiadora Maria Lígia Coelho Prado e, sobretudo na obra "América Latina no Século XIX. Tramas, Telas e Textos", busquem fazer uma análise dos manuais didáticos do ensino fundamental ou médio no que concerne à temática das independências da América Latina

    Por: Natanael Vieira de Souzal Educação> Ensino Superiorl 05/04/2012 lAcessos: 158
    Carla Ravaneda

    A importância da boa formação da docência brasileira, aspectos determinantes na graduação, a importância do estágio supervisionado nos cursos de licenciatura.

    Por: Carla Ravanedal Educação> Ensino Superiorl 11/09/2014
    Zilda Ap. S. Guerrero

    O modelo de aluno que temos hoje em sala de aula, nem de longe lembra- nos os moldes dos alunos dos tempos da escola tradicional, não e somente nas escolas públicas, mas também em diversas escolas particulares e de grande renome no mercado educacional. No entanto, há uma forte contradição entre as aulas ministradas em sala de aula; as quais na grande maioria recheadas de conteúdo e parca praticidade, e quase ausência de contextualização das aulas. Urge então mudanças didáticas na escola atual.

    Por: Zilda Ap. S. Guerrerol Educação> Ensino Superiorl 10/09/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    O artigo tem como objetivo explicar a funcionalidade do mundo dos vírus. Para tal é necessário uma análise de suas principais características, a definição fundamental da mecanicidade funcional evolutiva dos parasitas.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 08/09/2014
    Ana Paula Assaife

    Este artigo analisa as dificuldades encontradas pelos docentes em sala de aula para o uso das tecnologias voltadas para educação. Estudos sobre a modernidade mostra que esta dificuldade é muito comum nas universidades públicas do Estado do Rio de Janeiro. Temos por objetivo analisar os impactos da modernidade sobre a universidade e seus desafios. .Conceituar Modernidade e estudar novas prácticas para o l uso da tecnologia no processo ensino/aprendizagem.

    Por: Ana Paula Assaifel Educação> Ensino Superiorl 04/09/2014 lAcessos: 15

    O presente artigo apresenta a resiliência em um ambiente educacional e o papel dos profissionais que ali trabalham para a formação deste aluno. A escola tem papel fundamental na educação de seres resilientes, capazes de transformar e reinventar novas formas para lidar com as adversidades do cotidiano. Sendo o professor uma espécie de facilitador da aprendizagem, exercendo um papel fundamental no incentivo, construção, articulação de informações e saberes na formação dos educandos.

    Por: Zípora Raquel de Paulal Educação> Ensino Superiorl 01/09/2014 lAcessos: 11

    Este trabalho verso a partir de Kant a problemática sobre o Esclarecimento, que irá mostrar a possibilidade do homem sair de sua menoridade, sendo assim, o mesmo terá capacidade suficiente para estruturar um pensamento autônomo, isto é de pensar por conta própria usando a liberdade de entendimento sem que dependa de outras pessoas para obter a maioridade, entretanto, com essa atitude atingir a própria independência intelectual.

    Por: Derivanial Educação> Ensino Superiorl 01/09/2014

    É inegável que nos últimos anos o tema "Diversidade" tem sido bastante discutido , principalmente no setor educacional. Estamos hoje vivenciando um novo momento em que já se admite, ainda que minimante, a existência de preconceitos diversos e racismo no território brasileiro. Quando o tema diversidade entra em cena, abrimos as portas para que o nosso ponto de vista sobre o outro, e de outros sobre nós sejam apercebidos sob uma nova ótica. Esta que torna "o diferente" tão belo quanto "o eu".

    Por: Ivanilda da Silva Cunhal Educação> Ensino Superiorl 27/08/2014
    Tony Monteiro

    Nos últimos anos, houve uma profunda mudança na maneira de construir, pois antigamente as alvenarias eram utilizadas como elemento resistente e de vedação e a sua estabilidade e resistência eram definidos em função de sua geometria.

    Por: Tony Monteirol Educação> Ensino Superiorl 26/08/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    O Significado do Homem. Tudo que restará do homem. Será tão somente a linguagem. O restante a ficção do esqueleto. O invólucro derretido. A linguagem não tem alma. No passado apenas a memória. Solidificada no cérebro.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Literatura> Poesial 17/09/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Como refletiu pessoa. O resto é gente. Que pensa ser alma. Complica, fala e vê. Tira o sonho e a calma.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Literatura> Poesial 14/09/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Quem é o homem. Apenas um agregado de átomos. Continuidades de células. Por dentro um invólucro químico. Substancialidade perpétua. Na sua interminável repetição.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Literatura> Poesial 09/09/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    O artigo tem como objetivo explicar a funcionalidade do mundo dos vírus. Para tal é necessário uma análise de suas principais características, a definição fundamental da mecanicidade funcional evolutiva dos parasitas.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 08/09/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Anos oitenta. Uma tarde de verão. Em uma conversa. Litólise. Com o senhor Nicomedes Costa de Vasconcelos. Estava de férias. Em Itapagipe Minas Gerais.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Literatura> Poesial 06/09/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Como se fosse à fonte. Em seus olhos brilham. A meiguice da ilusão. Novas existências. O nada construído. No substrato. Do autoengano.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Literatura> Poesial 26/08/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Trabalho interessante elaborado pelo biólogo Richard Dawkins, nunca foi filósofo muito menos psicológico, jamais teve tal pretensão, apenas um biólogo e não famoso na época em que escreveu o seu livro: o Gene Egoísta.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 25/08/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    A introdução do Regime de governo fundamentado nos preceitos da República, sendo naturalmente que a mudança do Antigo Regime para o novo no Brasil não foi realizado pelo caminho da democracia, mas sim por forças militares sendo os dois primeiros Presidentes frutos desse Regime, o marechal Deodoro da Fonseca e o marechal Floriano Peixoto.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 22/08/2014
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast