Os problemas ambientais da atualidade – A água

17/06/2010 • Por • 8,514 Acessos

Por Jorge Paulino
Engenheiro Eletricista e de Produção

Água

Os problemas ambientais da atualidade, como o aquecimento global, desmatamento, desertificação, extinção de espécies, descartes inadequados de resíduos industriais (altamente contaminante) e lixo urbano, são objetos de estudos constantes dos especialistas.

São diversos os questionamentos sobre a própria continuidade e sobrevivência do planeta principalmente pela possibilidade da escassez de água pura em um futuro próximo.

O crescimento econômico mundial, a constante degradação do meio ambiente e a possibilidade de exaustão dos recursos naturais colocam em risco a sociedade mundial, com o desequilíbrio da proteção do meio ambiente e nos trará um horizonte de profundas mudanças climáticas causando provável escassez de alimentos e água potável.

A sociedade se organiza e cobra esforços mais eficazes dos líderes mundiais para alterar esse quadro de previsões sombrias. Aos poucos começam a se disseminar um novo modelo sustentável de desenvolvimento, portanto, faz-se necessário a execução de ações e políticas públicas e privadas, investimentos em pesquisa científica e tecnológica, e adoção de novas tecnologias não exaustoras do meio ambiente.

Precisamos investir no gerenciamento racional dos recursos naturais sustentáveis, que surgem para integrar os processos de crescimento econômico mundial, precisamos ainda preservar os recursos naturais ainda intocáveis.

As Empresas vivem hoje um grande paradigma, que é crescer sem causar impactos ao Meio Ambiente, como usar bem e de forma eficiente os recursos, e como incorporar a Qualidade Ambiental à Qualidade Total.

Os novos produtos ou serviços deverão estar em conformidade com Normas Ambientais tanto nacionais e até normas internacionais, utilizarem cada vez menos recursos ambientais não renováveis e serem Empresas reconhecidas pelo envolvimento na Responsabilidade Social e Ambiental.

O Cenário de Hoje

As altas taxas de crescimento, tanto populacional urbano quanto econômico, neste caso principalmente o industrial e o agrícola, traz um cenário que certamente será acompanhado pelo aumento da demanda de água. É fundamental a adoção de práticas como o uso racional e eficiente da água, gestão de efluentes e do reuso das águas, na redução de despejos de efluentes no corpo receptor e a reutilização dessa água com estabelecimento de níveis de tratamento recomendados.

As possibilidades e formas potenciais de reuso dependerão, evidentemente, de características, condições e fatores locais, principalmente decisões políticas, esquemas institucionais, disponibilidade técnica e fatores econômicos, sociais e culturais.

Os setores industriais, as agro-indústrias, os de serviços incluindo nesse caso os grandes Empreendimentos Comerciais e Condomínios, que são importantes usuários de água e grandes geradores de efluentes, precisarão adotar novos modelos de consumo e de geração desses efluentes.

Artigo Publicado no Engenharia no dia a dia - Disponível em: http://engenharianodiaadia.blogspot.com/

Perfil do Autor

Eng. Jorge Paulino

Engenheiro Eletricista formado pela Universidade Gama Filho, cursando atualmente Engenharia de Produção na UGF. Experiências Profissionais Departamento de Engenharia do Banco Nacional, Chocolate Com. de Roupas - Pé do Atleta, CAPEMI - Caixa de Pecúlios, Clube de Engenharia, Furukawa Empreendimentos nos Contratos: TELERJ/TELEMAR- Furukawa - Ericson e Vesper - Furukawa -Nortel Networks. Implantação do Centro de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro / Reforma e construção da 5ªDP / Delegacia Legal, etc... Voluntário no Projeto GamaCoopera, nas áreas de Administração, Logistica. Palestrante em Educação Ambiental e Meio Ambiente em Eventos e escolas, responsável pelo blog GamaCooperarecicla