Ressignificando a prática pedagógica e o papel do professor-tutor na EaD

Publicado em: 18/11/2010 |Comentário: 0 | Acessos: 1,457 |

Zeila Miranda Ferreira

Refletir sobre a prática pedagógica do professor-tutor em EaD, implica em entendê-la sob o ponto de vista do trabalho do professor e abordá-la sob a perspectiva da docência, como uma atividade educativa, "uma forma de trabalho, uma atividade técnica, produtiva, socialmente útil e transformadora, que promove o homem como ser social (PIMENTA, 1994, p.83).

Como tal, uma práxis que se concretiza no modo de pensar e fazer docente, no seu trabalho, tornando possível a produção do próprio professor, "como pessoa e como profissional pertencente a uma organização, a um coletivo, a uma categoria profissional, a uma classe social e a uma sociedade" (ibid). Desta perspectiva, a prática pedagógica envolve o conjunto de ações realizadas pelo professor no âmbito das suas funções de ensinar e de educar um grupo de alunos no contexto escolar. Como uma dimensão social da práxis, a prática pedagógica é dirigida por objetivos, finalidades e conhecimentos vinculados a uma ação social mais ampla, que age no contexto social com vista à sua transformação. É efetivada pelo docente a partir de intenções conscientes, articuladas entre si, numa relação entre teoria e prática que leva o educador a buscar condições propícias para a sua realização (ibidem).

Para Alarcão (1996, p.19), a prática é um conhecimento docente edificado na ação, na memória social, educativa, criativa, pessoal e construída. Um conhecimento que depende, entre outras coisas, da capacidade do professor "para apreciar o valor das suas decisões e as conseqüências que delas decorrem", em qualquer situação e ambiente de ensino e de aprendizagem. Nesta ótica de formação, a autora salienta a prática pedagógica como fonte de conhecimento, que se dá por meio da pesquisa e da reflexão,

como um momento privilegiado de integração de competências, como oportunidade para representar mentalmente a qualidade do produto final e apreciar a própria capacidade de agir, como tempo de clarificação do sentido das mensagens entre o formador e o formando, de diálogo com a própria ação e de aceitação dos desafios que esta coloca (ALARCÃO, 1996, p.19)

Considerada, pois, no campo da docência, a prática pedagógica, concretiza-se no cotidiano do processo educativo, tanto na modalidade presencial como à distância, sendo constituída por diferentes facetas, numa relação intrínseca com os preceitos teóricos e saberes que a orientam. A introdução progressiva das TIC na educação e EaD vem gerando mudanças nas especificidades da docência, que passa por alterações significativas da prática docente tanto na educação presencial como na modalidade a distância.

Pesquisas de Palloff e Pratt (2002) e outros indicam que a docência na modalidade a distância vem sendo vista como um novo espaço de trabalho para o professor da educação presencial, uma vez que muitos docentes vêm assumindo também o papel e as funções do professor em EaD. Assim, as características do papel e das funções do professor que atua na educação presencial, vêm sendo reproduzidas e/ou adaptadas por docentes que estão fazendo a "transição da sala de aula presencial" para a EaD virtual e/ou semipresencial (ibid., p.32).

Entretanto, "quando o lecionar e o aprender deixam a sala de aula convencional" muitas das práticas docentes precisam ser adaptadas ou transformadas para os novos contextos on-line e semipresenciais em EaD (ibid.,p. 40). Cabe ao professor "assumir uma posição secundária", guiar os estudantes ao longo do processo, monitorar e participar da discussão, incitar os estudantes a refletir acerca do material de que se dispõe, entre outras. Ainda, ajudar os alunos a se sentirem à vontade com a tecnologia disponível, definir com o grupo algumas metas, objetivos, resultados esperados, diretrizes iniciais "para a participação, com questões que estimulem a discussão e com tarefas que sejam completadas colaborativamente" (ibid., p.40).

Na mesma direção, Collins e Berge (1996) verificam que a prática pedagógica na EaD vem tornando-se uma extensão da docência: as experiências, os conhecimentos e saberes docentes, as atribuições assumidas pelo professor na educação presencial, tornam-se referências para aquele que vem propondo a atuar também como tutor na modalidade a distância. Nestas funções, as atribuições que constituem a prática docente na tutoria, vêm transitando de forma inseparável e entrelaçada, entre as diversas tarefas e papéis exigidos do professor-tutor Deste modo, a prática pedagógica em EaD, segundo classificação das autoras, abrange atividades docentes nas dimensões pedagógica, social, gerencial e técnica.

Para as autoras, a dimensão pedagógica da prática contempla as funções do professor-tutor como um mediador pedagógico, um facilitador educacional, que focaliza as discussões em conceitos, habilidades e princípios críticos. A dimensão social reporta às funções de estabelecimento de um ambiente social amigável por meio da promoção de relações humanas, da valorização da contribuição dos alunos, do desenvolvimento do senso de coesão do grupo, do incentivo ao trabalho conjunto, entre outros aspectos. A dimensão gerencial, por sua vez, envolve funções de planejamento e execução da agenda e do ritmo da aula eletrônica ou semipresencial (objetivos, horários, regras de procedimentos, normas e à tomada de decisões). Na dimensão técnica, as autoras destacam a importância do professor-tutor sentir-se confortável e à vontade com a tecnologia utilizada e fazer com que os estudantes se sintam da mesma forma; nessa dimensão, as funções do professor-tutor requerem o conhecimento e domínio das TIC adotadas, ser capaz de transmitir tal domínio a seus alunos, de modo que a tecnologia se torne transparente e o aprendiz possa se concentrar na tarefa acadêmica em questão.

Palloff e Pratt (2002, p.27) explicam que enquanto prática social, a prática pedagógica na Educação a Distância, vem se caracterizando como um conjunto de atividades e ações transformadoras do ensino-aprendizagem e, conseqüentemente, do contexto do professor e dos estudantes. Tais atividades vêm sendo propostas e desenvolvidas por professores-tutores que pouco a pouco ganham consciência do próprio fazer em relação ao contexto em que vivem e atuam. O trânsito entre a teoria e a prática permite ao professor na EaD, assim como na educação presencial, vivenciar, planejar, orientar, acompanhar, desenvolver e avaliar processos intencionais de ensino, numa intrínseca articulação entre o saber e o agir. Enseja a produção de conhecimentos e de experiências, de forma a favorecer a intervenção no ambiente social, educacional, no próprio fazer docente e na autoformação do professor (ibidem).

Nesse caso, o trabalho do professor torna-se redefinidoeressignificado numa nova identidade profissional: o professor-tutor. Esse passa a ser o novo papel profissional do docente a atuar na educação a distância, uma figura fundamental para possibilitar uma "conversa" viva, ativa e reflexiva com o estudante adulto para a construção de conhecimentos na formação superior em EaD.

 

Referências Bibliográficas

ALARCÃO, Isabel (org.). Formação Reflexiva de Professores: estratégias de supervisão. Portugal: Porto Codex, 1996.

COLLINS, M. & Z.L. BERGE. Facilitating interaction in computer mediated online courses. FSU/AECT Distance Education Conference, Tallahasee FL, June, 1996. Disponível em   Acesso em: 02/02/2000.

PALLOF, Rena M.; PRATT, Keith. Construindo Comunidades de Aprendizagem no Ciberespaço: estratégias eficientes para salas de aula on-line. Porto Alegre: Artmed, 2002.

PIMENTA, Selma G. O estágio na formação de professores: unidade teoria e prática? São Paulo: Cortez, 1994.

[i] Texto original, extraído da tese de doutorado da autora, sob o título Prática pedagógica do professor-tutor em educação a distância no curso Veredas - Formação Superior de Professores, defendida na Faculdade de Educação da  Universidade de São Paulo (USP), São Paulo,SP em 2009, sob a orientação da Profª. Drª. Elsa Garrido.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/ensino-superior-artigos/ressignificando-a-pratica-pedagogica-e-o-papel-do-professor-tutor-na-ead-3691833.html

    Palavras-chave do artigo:

    pratica pedagogica professor tutor educacao a distancia

    Comentar sobre o artigo

    A Educação a Distância (EaD), oferece substanciais possibilidades de contribuir com a ressignificação da educação escolar e da formação de professores. Pode oferecer ao docente, oportunidade de estudo, atualização, qualificação, investimento em sua formação contínua em qualquer tempo e lugar, por meio de metodologias diversificadas e mediadas por recursos tecnológicos.

    Por: Zeila Miranda Ferreiral Educação> Ensino Superiorl 19/11/2010 lAcessos: 661
    Jaime Teles dos Santos

    O presente artigo é resultante de uma pesquisa bibliográfica acerca do papel da tutoria como dispositivo de auxílio na educação a distância, buscando analisar os fatores que ampliam a produção e divulgação de conhecimentos a partir desta modalidade de ensino. Para tanto, iniciou-se um processo de reflexão na tentativa de (des)construir a ideia de que a educação a distância é uma educação distante em que o aluno estará isolado nesse processo formativo (Tutores/professores/instituição).Foi realiza

    Por: Jaime Teles dos Santosl Educaçãol 18/02/2010 lAcessos: 2,066 lComentário: 1
    Professor Marcos Paulo

    Walter Perry e Greville Rumble (1987, 1­2) afirmam que a característica básica da educação a distância é o estabelecimento de uma comunicação de dupla via, na medida em que professor e aluno não se encontram juntos na mesma sala requisitando, assim, meios que possibilitem a comunicação entre ambos como correspondência postal, correspondência eletrônica, telefone ou telex, rádio, "modem", vídeo­disco controlado por computador, televisão apoiada em meios abertos de dupla comunicação, etc.

    Por: Professor Marcos Paulol Educação> Educação Onlinel 15/09/2011 lAcessos: 156
    Mathias Gonzalez

    A notável relevância e complexidade do papel do tutor nos programas de Educação a Distância, demonstra a necessidade de um perfil profissional com habilidades e competências quase paradigmáticas. Espera-se que o tutor, além de possuir domínio da política educativa da instituição onde está inserido e conhecimento atualizado das disciplinas sob sua responsabilidade, exerça uma sedução pedagógica adequada no processo educativo.

    Por: Mathias Gonzalezl Educação> Educação Onlinel 02/03/2008 lAcessos: 64,490 lComentário: 2

    O presente artigo tem por objetivo abordar algumas questões sobre a EAD, sua criação, autorização, credenciamento e suas contribuições para a formação docente e profissional, através das novas tecnologias de ensino.

    Por: marcelo donizete da silval Educação> Educação Onlinel 14/09/2009 lAcessos: 14,858 lComentário: 4

    Este trabalho apresenta uma breve reflexão sobre educação continuada do enfermeiro através da Educação à Distância (EaD) via web como instrumento de atualização profissional.

    Por: Marcelo Ricardo Rosal Educação> Educação Onlinel 16/12/2012 lAcessos: 102
    Valéria Araújo Cavalcante

    A modalidade de ensino á distância (EAD)tem crescido e ganhado espaço cada vez maior. Com a legislação pertinente e agora com maior apoio do governo para cursos semi-presenciais, embasados em testes e análises de especialistas da área, acredita-se que vire uma febre na internet.

    Por: Valéria Araújo Cavalcantel Educaçãol 10/01/2010 lAcessos: 1,290 lComentário: 5

    Este artigo descreve sobre a dinâmica do Programa de Formação para Funcionários não docentes da Educação - PROFUNCIONÁRIO, do pólo de Colorado do Oeste Rondônia, no período de maio a julho de 2012, abrangendo 70 cursistas, distribuídos em três turmas: téc. em secretaria, téc. em infraestrutura e técnico em alimentação escolar. O objetivo geral da pesquisa é retratar a tendência atual de formação em serviços, descrevendo a dificuldade da geração emergente em lidar com a informática e impressos

    Por: Valdetel Educaçãol 15/08/2014 lAcessos: 23
    NAYANE CARRIJO DE OLIVEIRA

    O uso de tecnologias como apoio ao ensino e à aprendizagem vem evoluindo vertiginosamente nos últimos anos, podendo trazer efetivas contribuições à educação, presencial ou à distância, os alunos do ensino fundamental, médio e superior, ao utilizarem o computador entram em um ambiente multidisciplinar e interdisciplinar, ou seja, ao invés de apenas receberem informações, os alunos também constroem conhecimentos, formando assim um processo onde o professor educa o aluno e ao educar é transformado.

    Por: NAYANE CARRIJO DE OLIVEIRAl Educação> Ciêncial 20/11/2013 lAcessos: 40
    Edjar Dias de Vasconcelos

    A sétima Constituição brasileira. Constituição de 1988. Retorno da democracia. Promulgada por uma Assembleia Nacional Constituinte. Foi denominada de Constituição Cidadã. Possibilitou o retorno dos direitos civis e políticos. Como também a defesa dos direitos sociais.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 31/10/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Existirá um tempo. Que será o tempo. Negado na sua acepção. Posterior a ele. Um imenso vazio. Escuro. Sem nenhuma definição. Como se nada existisse.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 30/10/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Que pode estar na mão de uma pessoa ou de várias, mas a função do Estado político aristotélico dever-se ia ser a defesa do interesse coletivo e não de uma classe social.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 30/10/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Isso significa que o Estado é objetivamente um fato social, de natureza histórica, contrariamente, o desejo fundamental da manifestação formal apenas de um dado momento, na construção da sua institucionalidade.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 29/10/2014

    A escola para a maioria das crianças brasileiras é o único espaço de acesso aos conhecimentos universais e sistematizados, e as crianças que durante sua vida escolar esporádica ou mais frequentemente os assim chamados, crianças com "distúrbios de aprendizagem" ou "problemas de aprendizagem" ou dificuldade de aprendizagem", quando não adequadamente tratados esses distúrbios, com certeza podem aumentar e se ampliar de tal forma que chegam a provocar acentuado insucesso escolar.

    Por: Cátia Martins Bernardes Lenzil Educação> Ensino Superiorl 27/10/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Resultado direto da Revolução Comercial, do mesmo modo, produto da ideologia política renascentista e posteriormente, da Filosofia iluminista.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 27/10/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Exemplo da Inglaterra. O Parlamento resultou. De uma conciliação dos poderes. Entre a nobreza e a burguesia. Sendo que Coroa reina. Mas apenas a burguesia governa.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 23/10/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    O seguinte motivo: não era nacionalista, Jesus defendia o domínio romano sobre os judeus, justificando que o povo pagasse imposto a Roma. Barrabás fora colocado em liberdade, pois defendia a luta armada para Israel libertar-se do domínio romano.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 22/10/2014

    O presente artigo pretende analisar o telejornal como recurso didático-pedagógico e tecnológico a ser utilizado por professores do Ensino Fundamental em sala de aula. Tal uso, na perspectiva de construção de conhecimentos contribui para a formação de alunos telespectadores críticos e autônomo.

    Por: Zeila Miranda Ferreiral Educação> Ciêncial 27/11/2010 lAcessos: 448

    Em seu livro, a autora Christine Hine faz a apresentação da investigação que realizou durante os alguns anos e esclarece acerca das concepções, conceitos iniciais da metodologia etnográfica até a escolha do objeto de estudo e de pesquisa por meio da etnografia virtual.

    Por: Zeila Miranda Ferreiral Educação> Ciêncial 20/11/2010 lAcessos: 522

    Ressaltamos a importância dos conhecimentos pedagógicos para o professor da básica para efetivar uma ação pedagógica competente, reflexiva e inovadora. Diante do contexto atual, torna-se urgente rever as propostas de formação inicial dos professores, transformando-as num saber-fazer permanente.

    Por: Zeila Miranda Ferreiral Educação> Ensino Superiorl 19/11/2010 lAcessos: 5,566 lComentário: 1

    Resumo: A expressão tendência pedagógica refere à disposição natural e instintiva do professor, em adotar um ou mais modelos educacionais que influenciam e determinam sua prática pedagógica. As concepções tradicionais ou transformadoras nem sempre se explicitam de forma consciente e reflexiva para o professor, com clareza dos princípios que embasam sua ação. Cabe ao docente analisar e refletir sobre a própria prática para transformá-la e (re)definir os seus saberes e fazeres pedagógicos.

    Por: Zeila Miranda Ferreiral Educação> Ensino Superiorl 19/11/2010 lAcessos: 2,890 lComentário: 1

    A Educação a Distância (EaD), oferece substanciais possibilidades de contribuir com a ressignificação da educação escolar e da formação de professores. Pode oferecer ao docente, oportunidade de estudo, atualização, qualificação, investimento em sua formação contínua em qualquer tempo e lugar, por meio de metodologias diversificadas e mediadas por recursos tecnológicos.

    Por: Zeila Miranda Ferreiral Educação> Ensino Superiorl 19/11/2010 lAcessos: 661

    Na rotina diária, o professor explicita entre outros, o que pensa sobre o aluno, o conhecimento, a escola, as relações professor-aluno, a aprendizagem, o ensino, os procedimentos pedagógicos e a avaliação. Suas ações, atitudes e comportamentos são orientados por pressupostos teórico-metodológicos que fundamentam toda a sua prática e De acordo com a aplicação daqueles no processo ensino-aprendizagem, é que vão sendo estabelecidas as abordagens, as tendências e os modelos pedagógicos educativos.

    Por: Zeila Miranda Ferreiral Educaçãol 15/11/2010 lAcessos: 2,088

    O texto trata do estilo cognitivo compreendido como meio preferido por uma pessoa para processar a informação. O estilo cognitivo é normalmente descrito como uma dimensão da personalidade que influencia atitudes, valores e a interação social. Teoricamente, os estilos cognitivos e de aprendizado podem ser usados para prever que tipos de estratégias ou procedimentos didáticos seriam mais efetivos para um dado indivíduo em sua aprendizagem.

    Por: Zeila Miranda Ferreiral Educaçãol 15/11/2010 lAcessos: 1,664
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast