Ressignificando a prática pedagógica e o papel do professor-tutor na EaD

18/11/2010 • Por • 1,507 Acessos

Zeila Miranda Ferreira

Refletir sobre a prática pedagógica do professor-tutor em EaD, implica em entendê-la sob o ponto de vista do trabalho do professor e abordá-la sob a perspectiva da docência, como uma atividade educativa, "uma forma de trabalho, uma atividade técnica, produtiva, socialmente útil e transformadora, que promove o homem como ser social (PIMENTA, 1994, p.83).

Como tal, uma práxis que se concretiza no modo de pensar e fazer docente, no seu trabalho, tornando possível a produção do próprio professor, "como pessoa e como profissional pertencente a uma organização, a um coletivo, a uma categoria profissional, a uma classe social e a uma sociedade" (ibid). Desta perspectiva, a prática pedagógica envolve o conjunto de ações realizadas pelo professor no âmbito das suas funções de ensinar e de educar um grupo de alunos no contexto escolar. Como uma dimensão social da práxis, a prática pedagógica é dirigida por objetivos, finalidades e conhecimentos vinculados a uma ação social mais ampla, que age no contexto social com vista à sua transformação. É efetivada pelo docente a partir de intenções conscientes, articuladas entre si, numa relação entre teoria e prática que leva o educador a buscar condições propícias para a sua realização (ibidem).

Para Alarcão (1996, p.19), a prática é um conhecimento docente edificado na ação, na memória social, educativa, criativa, pessoal e construída. Um conhecimento que depende, entre outras coisas, da capacidade do professor "para apreciar o valor das suas decisões e as conseqüências que delas decorrem", em qualquer situação e ambiente de ensino e de aprendizagem. Nesta ótica de formação, a autora salienta a prática pedagógica como fonte de conhecimento, que se dá por meio da pesquisa e da reflexão,

como um momento privilegiado de integração de competências, como oportunidade para representar mentalmente a qualidade do produto final e apreciar a própria capacidade de agir, como tempo de clarificação do sentido das mensagens entre o formador e o formando, de diálogo com a própria ação e de aceitação dos desafios que esta coloca (ALARCÃO, 1996, p.19)

Considerada, pois, no campo da docência, a prática pedagógica, concretiza-se no cotidiano do processo educativo, tanto na modalidade presencial como à distância, sendo constituída por diferentes facetas, numa relação intrínseca com os preceitos teóricos e saberes que a orientam. A introdução progressiva das TIC na educação e EaD vem gerando mudanças nas especificidades da docência, que passa por alterações significativas da prática docente tanto na educação presencial como na modalidade a distância.

Pesquisas de Palloff e Pratt (2002) e outros indicam que a docência na modalidade a distância vem sendo vista como um novo espaço de trabalho para o professor da educação presencial, uma vez que muitos docentes vêm assumindo também o papel e as funções do professor em EaD. Assim, as características do papel e das funções do professor que atua na educação presencial, vêm sendo reproduzidas e/ou adaptadas por docentes que estão fazendo a "transição da sala de aula presencial" para a EaD virtual e/ou semipresencial (ibid., p.32).

Entretanto, "quando o lecionar e o aprender deixam a sala de aula convencional" muitas das práticas docentes precisam ser adaptadas ou transformadas para os novos contextos on-line e semipresenciais em EaD (ibid.,p. 40). Cabe ao professor "assumir uma posição secundária", guiar os estudantes ao longo do processo, monitorar e participar da discussão, incitar os estudantes a refletir acerca do material de que se dispõe, entre outras. Ainda, ajudar os alunos a se sentirem à vontade com a tecnologia disponível, definir com o grupo algumas metas, objetivos, resultados esperados, diretrizes iniciais "para a participação, com questões que estimulem a discussão e com tarefas que sejam completadas colaborativamente" (ibid., p.40).

Na mesma direção, Collins e Berge (1996) verificam que a prática pedagógica na EaD vem tornando-se uma extensão da docência: as experiências, os conhecimentos e saberes docentes, as atribuições assumidas pelo professor na educação presencial, tornam-se referências para aquele que vem propondo a atuar também como tutor na modalidade a distância. Nestas funções, as atribuições que constituem a prática docente na tutoria, vêm transitando de forma inseparável e entrelaçada, entre as diversas tarefas e papéis exigidos do professor-tutor Deste modo, a prática pedagógica em EaD, segundo classificação das autoras, abrange atividades docentes nas dimensões pedagógica, social, gerencial e técnica.

Para as autoras, a dimensão pedagógica da prática contempla as funções do professor-tutor como um mediador pedagógico, um facilitador educacional, que focaliza as discussões em conceitos, habilidades e princípios críticos. A dimensão social reporta às funções de estabelecimento de um ambiente social amigável por meio da promoção de relações humanas, da valorização da contribuição dos alunos, do desenvolvimento do senso de coesão do grupo, do incentivo ao trabalho conjunto, entre outros aspectos. A dimensão gerencial, por sua vez, envolve funções de planejamento e execução da agenda e do ritmo da aula eletrônica ou semipresencial (objetivos, horários, regras de procedimentos, normas e à tomada de decisões). Na dimensão técnica, as autoras destacam a importância do professor-tutor sentir-se confortável e à vontade com a tecnologia utilizada e fazer com que os estudantes se sintam da mesma forma; nessa dimensão, as funções do professor-tutor requerem o conhecimento e domínio das TIC adotadas, ser capaz de transmitir tal domínio a seus alunos, de modo que a tecnologia se torne transparente e o aprendiz possa se concentrar na tarefa acadêmica em questão.

Palloff e Pratt (2002, p.27) explicam que enquanto prática social, a prática pedagógica na Educação a Distância, vem se caracterizando como um conjunto de atividades e ações transformadoras do ensino-aprendizagem e, conseqüentemente, do contexto do professor e dos estudantes. Tais atividades vêm sendo propostas e desenvolvidas por professores-tutores que pouco a pouco ganham consciência do próprio fazer em relação ao contexto em que vivem e atuam. O trânsito entre a teoria e a prática permite ao professor na EaD, assim como na educação presencial, vivenciar, planejar, orientar, acompanhar, desenvolver e avaliar processos intencionais de ensino, numa intrínseca articulação entre o saber e o agir. Enseja a produção de conhecimentos e de experiências, de forma a favorecer a intervenção no ambiente social, educacional, no próprio fazer docente e na autoformação do professor (ibidem).

Nesse caso, o trabalho do professor torna-se redefinidoeressignificado numa nova identidade profissional: o professor-tutor. Esse passa a ser o novo papel profissional do docente a atuar na educação a distância, uma figura fundamental para possibilitar uma "conversa" viva, ativa e reflexiva com o estudante adulto para a construção de conhecimentos na formação superior em EaD.

 

Referências Bibliográficas

ALARCÃO, Isabel (org.). Formação Reflexiva de Professores: estratégias de supervisão. Portugal: Porto Codex, 1996.

COLLINS, M. & Z.L. BERGE. Facilitating interaction in computer mediated online courses. FSU/AECT Distance Education Conference, Tallahasee FL, June, 1996. Disponível em   Acesso em: 02/02/2000.

PALLOF, Rena M.; PRATT, Keith. Construindo Comunidades de Aprendizagem no Ciberespaço: estratégias eficientes para salas de aula on-line. Porto Alegre: Artmed, 2002.

PIMENTA, Selma G. O estágio na formação de professores: unidade teoria e prática? São Paulo: Cortez, 1994.

[i] Texto original, extraído da tese de doutorado da autora, sob o título Prática pedagógica do professor-tutor em educação a distância no curso Veredas - Formação Superior de Professores, defendida na Faculdade de Educação da  Universidade de São Paulo (USP), São Paulo,SP em 2009, sob a orientação da Profª. Drª. Elsa Garrido.

Perfil do Autor

Zeila Miranda Ferreira

Doutora em Educação, pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. Professora dos cursos de Graduação e de Pós-Graduação da...