Toque Terapêutico no Processo da Humanização

Publicado em: 09/05/2013 |Comentário: 0 | Acessos: 51 |

1. Introdução:

Um paciente necessita de cuidados não só técnicos, mas também humanizados, assim fará uma grande diferença, na sua qualidade de vida. Dentre as ações humanizadas está o toque terapêutico, prática indispensável, tratamento que contribui positivamente na recuperação do paciente. Assim, a referida pesquisa bibliográfica, de caráter qualitativo, traz uma abordagem acerca do toque terapêutico como sendo uma necessidade à evolução da saúde do paciente.

2. Desenvolvimento:

O toque terapêutico é uma técnica desenvolvida inicialmente nos EUA, na década de 70, posteriormente analisados em vários estudos experimentais que demonstram a virtude do toque terapêutico. Faz-nos sentir melhor conosco mesmo e com o ambiente a nossa volta, provoca mudanças fisiológicas mensuráveis naquele que toca e naquele que e tocado. O toque físico não é apenas agradável, é necessário. O toque, no entanto, vai além de um mero contato físico.

O toque terapêutico não só é feito de cuidados técnicos, mas também cuidados humanizados, expressa para o paciente que percebe sua comunicação. Os pacientes podem aprender a identificar os sentimentos, respeito do outro prestando atenção nas palavras expressas, e na expressão facial e no toque durante os cuidados. É recomendado usar a habilidade quando o objetivo for realmente acessar o sentimento pelo paciente, como por exemplo: Quando o paciente reclama de dor. Os pacientes têm que ser orientados e encorajá-los a sentir-se bem.

Segundo Jeremy Holmes, "o papel do terapeuta consiste em uma técnica da maioria dos toques terapêuticos de tempos limitados". O uso do toque pode ajudar os pacientes conectar sentimentos e comportamentos interpessoais e alerta o paciente a superar barreiras.

Um toque pode proporcionar um comportamento ativo trazendo grandes resultados no paciente, isso é muito gratificante ver pacientes recuperados com os cuidados de um profissional com os cuidados humanizados. O terapêuta é um aliado explícito do paciente, ele expressa cordialidade e uma relação positiva com o paciente.

      As relações interpessoais são fundamentadas na comunicação e esta vai além das palavras escritas ou faladas. A comunicação pode ocorrer de maneira verbal ou não-verbal. A enfermagem ao cuidar necessita estabelecer não só a comunicação verbal, pois a não verbal está alem do que se pode ver: a postura, os gestos, o olhar, tom de voz e a maneira de tocar.

Quando o silêncio se impõe é fundamental para comunicarmos com os que cuidamos, demonstrando que importamos com eles, não só com a doença, mas mostrando ser solidários, compreensivos e, além disso, humanizados.

        Sá relata que "a aplicação do toque terapêutico estimula a produção celular, processos de cicatrização, relaxamento muscular e influências sinápticas que permite uma conduta elétrica estável dos estímulos nervosos". O paciente visando que há um cuidado técnico e havendo ali um cuidado humanizado é estimulado a melhorar.

De acordo com Silva, "temos que tocar no paciente, quando ele se sentir sozinho, isolado, quando ele sentir dor, quando ele estiver com sua autoestima baixa".

 Já foi comprovado que a aceitação do toque terapêutico tende-se a ser maior quando os pacientes são recebidos por meio dele.

  

3. Considerações Finais:

O toque terapêutico quando utilizado com humanização alivia o sofrimento do paciente, reduz a ansiedade e possibilita interação afetiva e fundamental para o desenvolvimento do paciente. O cuidado não é apenas um toque de mãos, mas apresenta um ato de atitude do profissional, visando o paciente qual for a sua condição, transmitindo o sucesso de sua recuperação.

4. Referências Bibliográficas:

ANGELOTTI, Gildo. Terapia cognitiva comportamento no tratamento da dor. 1. ed. São Paulo: Casa do psicólogo, 2007.

POTTER, Perry. et al. Fundamentos da enfermagem.7. ed. São Paulo:  Reme,1998.

SÁ, Ana Cristina de. O cuidado emocional da saúde. 2. ed. São Paulo: Robe editorial, 2003.

 SILVA, Maria Júlia Paes da. Comunicação tem remédio.1. ed. João Pessoa:  Edição Loyola, 2004.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/ensino-superior-artigos/toque-terapeutico-no-processo-da-humanizacao-6587701.html

    Palavras-chave do artigo:

    respeito

    ,

    cuidado humanizado

    ,

    toque terapeutico

    Comentar sobre o artigo

    Neusa Amorim

    RESUMO A presente monografia teve como propósito conhecer e analisar a prática pedagógica desenvolvida no ambiente hospitalar e a atuação do Pedagogo numa ala pediátrica do Hospital de Base Ari Pinheiro, localizado no município de Porto Velho-RO, suas dificuldades e os demais aspectos de sua atuação. A presente pesquisa percorreu caminhos já trilhados por alguns autores como Fonseca (2003); Justi; Fonseca; Souza (2011); Mattos; Mugiatti (2008); entre outros, os quais foram utilizados para fund

    Por: Neusa Amoriml Educação> Ensino Superiorl 26/08/2011 lAcessos: 1,944

    O número expressivo de candidatos que não recebeu nota na Redação da prova do Enem 2014, mais de quinhentos mil, quase dez por cento do total de inscritos, surpreendeu e assustou todos os brasileiros interessados em educação e no futuro do país.

    Por: Julia Nascimentol Educação> Ensino Superiorl 20/01/2015 lAcessos: 14
    Dirce Porto

    Este artigo foi elaborado para atividades de trabalhos acadêmicos pela Universidade Americana de Asunción/Paraguai.Tendo como Orientadora Dra. Rosângela Lemos da Silva e Autores Dirce Porto da Silva Francisco Humberto de Araújo e Nelilda Ormond Braga É primordial a demonstração por parte de docentes e acadêmicos, quanto a trilhar os caminhos que conduzirão a um modelo de educação mais humanizado e voltado à descoberta de novos meios de aquisição do conhecimento, Boa Sorte. A Autora

    Por: Dirce Portol Educação> Ensino Superiorl 19/01/2015
    Maria Elena Guimarães Regiani

    Atualmente a palavra inclusão tem realmente tomado conta dos espaços principalmente das mídias, já virou um modismo muito discutido no momento, pelos governantes. As escolas, professores e funcionários estão preparados para acolher e aceitar pessoas "deficientes" ou "diferentes", portadoras de necessidades especiais? Esses questionamentos levaram à escolha deste tema "A inclusão de portadores de necessidade especiais nas séries iniciais". Certamente que muito já evoluímos na busca da defesa e ga

    Por: Maria Elena Guimarães Regianil Educação> Ensino Superiorl 19/01/2015 lAcessos: 41
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Separação dos poderes, fundamental em relação à vida ao Estado político. A liberdade consiste basicamente em fazer tudo em que a ler permitir.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 19/01/2015
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Não sou anticapitalista. Muito menos a princípio do favor do socialismo. Até porque a questão não está em nenhum dos sistemas. Analiticamente. Qual é hoje a primeira economia do mundo. A China cujo regime de produção é socialista. Qual é segunda economia do mundo. Praticamente empatada tecnicamente. Com a primeira economia do mundo. Os Estados Unidos da America. Cuja economia é neoliberal. Em uma análise fria. Ambas as economias vivem à custa de um amontoado de pobres.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 18/01/2015
    Edjar Dias de Vasconcelos

    A origem de tudo. Remonta-se ao nada. A ausência substancial é a lei. De todos os fundamentos. Das coisas existentes e não existentes. Com efeito, qual o é princípio. A inexistência. A explicação é cientificamente irracional.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 16/01/2015

    Estão abertas as inscrições para as novas turmas do curso de pós-graduação em Gestão com ênfase em Franquias da ESPM-RJ em parceria com a Associação Brasileira de Franchising Rio de Janeiro (ABF Rio).

    Por: Flávia Gaviolil Educação> Ensino Superiorl 16/01/2015
    Flávia de Almeida

    A Filosofia consiste na busca do conhecimento proveniente da autonomia do indivíduo, na qual é relacionada e movida por indagações, conduzindo o ser a novas descobertas, nesse sentido, a mesma meramente não se limita a um determinado conceito (para que não seja um dogma), mas sim, está aberta a novas interpretações de fatos sociais apresentados no geral.

    Por: Flávia de Almeidal Educação> Ensino Superiorl 13/01/2015 lAcessos: 15
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast