O Profeta Eliseu E O Machado

Publicado em: 04/10/2009 |Comentário: 1 | Acessos: 5,555 |

     A história mais popular sobre um cientista é a da maçã de Isaac Newton (1643-1727), cientista inglês que em 1682 descreveu a lei da gravidade. Se por um lado essa história é um mito, o fato é que dela surgiu uma grande oportunidade para se investigar mais sobre a Gravidade da Terra. Essa história envolve muito humor e reflexão. Muitas charges sugerem que a maçã bateu realmente na cabeça de Newton quando este se encontrava num jardim, sentado embaixo de uma macieira, e que seu impacto fez com que de algum modo, ele ficasse ciente da força da gravidade e como se perguntasse: "por que ao invés da maçã flutuar, ela caiu?". Pois bem, se Newton tivesse dado crédito ao relato bíblico da flutuação do machado, provavelmente teria chegado à sua tese mais cedo, pois ao observar o fato teria dito algo parecido com: “porque somente por meio de uma intervenção divina o machado flutuou? O que faz as coisas serem atraídas sempre para o chão?” Se tivéssemos um vídeo da cena de Eliseu e o machado ficaríamos admirados, e com certeza seria capa da revista Superinteressante do mês seguinte; porém como sabemos que a Escritura Sagrada é inerrante e infalível não necessitamos de tal acessório ao texto sagrado.

      Mas, o que há de tão importante neste texto? O que Deus quer nos ensinar com este episódio? Era realmente necessário realizar um milagre naquela hora? A preocupação do discípulo justifica Deus trazer possibilidade na impossibilidade? Qual foi o papel de Eliseu nesta história? Cremos que os tópicos abaixo nos apontarão um caminho à estas perguntas.

1. O milagre trouxe consolo

      Servimos a um Deus pessoal, e que trata pessoalmente com cada um de nós. O nosso Deus que se relaciona com seus filhos, sempre tem o desejo de nos consolar e nos confortar. O episódio fidedigno relatado na Escritura Sagrada nos traz à luz a preocupação, a ansiedade de um dos discípulos de Eliseu, onde a ferramenta que conseguiu emprestada (machado) se desprendeu do cabo e foi parar no fundo do rio. Diante deste evento, o discípulo se angustia perante o fato ocorrido, não porque perdera simplesmente o machado, e sim pelo fato dele ser emprestado, e teria que prestar conta dele. Concluímos daí que o rio era profundo, pois se não fosse não haveria com que se preocupar, bastava entrar no rio  e procurá-lo com diligência e pronto, resolvido o problema. Mas esta impossibilidade trouxe grande desconforto ao coração do discípulo; mas e daí, porque se dar tanta importância a este fato? Perdeu? Vai em qualquer loja de “material de construção” e compre outro, pronto! Simples de resolver.

      Há primeira vista poderíamos pensar que foi um episódio banal e desnecessário para fazer parte da galeria dos textos que entraram para as Escrituras Sagradas. Por acaso não teria outro fato mais sobrenatural para ser escrito no livro dos Reis? A questão não é essa. Deus quer nos ensinar que ele se preocupa conosco nos mínimos detalhes, ele quer trazer conforto e consolo aos nossos corações, mesmo que o fato que esteja financionando tristeza ao nosso coração seja “aparentemente banal”. Deus se importa conosco!

      A situação pode parecer sem valor  para mim e você, mas não era para aquele discípulo. Deus quis confortar o seu coração com aquele milagre realizado por Eliseu.

      Da mesma forma, os nossos problemas, anseios e fatos que nos angustiam, não são banais aos olhos de Deus. Como Deus pessoal que é, ele  pessoalmente nos confortará e trará consolo aos nossos corações, seja por meio de um profeta, seja por meio de sua palavra, ou por meio de intervenções sobrenaturais em nossa vida. Deus se preocupa conosco! Qual é a nossa dificuldade? Qual é o nosso problema? Qual é a nossa dor? O Deus de toda consolação está ciente do que se passa conosco e está sempre pronto a nos socorrer (Sl. 107.6, 13, 19, 28).

2. O milagre resolveu uma questão pessoal

      Já cometamos no tópico acima um pouco sobre o Deus pessoal,  agora queremos aprofundar esta verdade imutável.

     

      Em nossa Confissão de Fé logo no artigo 1º diz que: “Existe um só Deus, vivo e pessoal...” Esta personalidade de Deus (intelecto, sensibilidade, vontade) faz com que ele se senbilize com as nossas mazelas, agindo a nosso favor com sua graça.

      Talvez você esteja debaixo dos escombros da vida que ruiu, com o coração palpitando de preocupações, aflições e tormentos, mas o mesmo Deus que usou Eliseu para trazer paz ao coração do discípulo é o mesmo que com sua bondade, amor e graça quer trazer paz ao coração contrito e quebrantado.

     Eliseu foi peça fundamental neste processo de Deus para ministrar ao coração do discípulo. Ele como bom e fiel servo do Senhor socorreu o amado irmão, porque teve sensibilidade para ouvir a orientação de Deus. Creio que além de sua santa palavra, o Pai poderá usar seus servos para confortar e consolar nossos corações nos dias de hoje, assim como usou Eliseu.

3. O conforto da presença do homem de Deus

      Caio Fábio certa vez usou uma expressão muito interessante para se referir a uma pessoa “chata”: “chato é aquela pessoa que está ao seu lado, mas não consegue te fazer companhia.” O livro de Provérbios em relação a isto, nos dá um valioso conselho: “Quem anda com os sábios será sábio...” daqui surgiu o dito popular “diga-me com quem andas e eu te direi quem tu és”. O profeta Eliseu era um homem temente a Deus, era sensível à voz do Senhor, foi discípulo de outro grande profeta (Elias) com quem aprendeu a se relacionar com o grande EU SOU, era um homem que tinha a porção dobrada do Espírito. Os discípulos que estavam com Eliseu sabiam disso, e não é de se estranhar que issistissem que ele fosse junto com eles cortar madeira.

      No momento da dificuldade sabiam que Eliseu teria uma solução; imediatamente após o ocorrido, o discípulo vira-se para o profeta e exclama: “Ai! Meu senhor!”, buscando no profeta Eliseu um socorro, pois cria que um homem de Deus sempre terá uma palavra de Deus, um conselho vindo da parte de Deus, uma orientação para enfretarmos as dificuldades. Neste caso, Eliseu realiza um milagre, milagre este que desafiou a lei da gravidade, trazendo então alívio à um coração aflito.

      Temos andado na companhia de homens de Deus? As Escrituras nos advertem que “as más conversações corrompem os bons costumes.”   

Conclusão:

      Precisamos saber e crer que nosso Pai tem prazer em abençoar seus filhos e socorrê-los em suas demandas, pois de fato ele é o nosso socorro bem presente na hora da angústia. Porém, isto em momento nenhum significa que ele satisfará todas as nossas necessidades, quanto a isto, dependerá da sua soberana vontade e como diz a Drª Glaucia  Medeiros: “sempre existe uma benção oculta por tráz do não de Deus”. Eliseu foi a pedagogia que Deus utilizou para ensinar aquele discípulo e a nós também. Que o Eterno nos abençoe com paz!

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/evangelho-artigos/o-profeta-eliseu-e-o-machado-1300735.html

    Palavras-chave do artigo:

    o profeta eliseu e o machado

    ,

    evangelho

    ,

    deus

    Comentar sobre o artigo

    Pr. Fabiano Carvalho

    É lamentável ver que muitas igrejas não tem ordem de Culto, as vezes em igrejas grandes e conhecidas, há conversas e cochichos sem fim nos cultos públicos

    Por: Pr. Fabiano Carvalhol Religião & Esoterismo> Evangelhol 22/10/2014

    Nesta aula estudaremos a intervenção de Deus durante o reinado de Nabucodonosor, rei da Babilônia em 605 a.C, quando Daniel com a idade aproximadamente de 20 anos de idade, recebe a revelação de Deus sobre o conteúdo do sonho e interpretação que aquele rei havia sonhado. Se trata da cronologia dos acontecimentos mundiais, desde o seu reinado até o reino de Cristo sobre a Terra, que chamamos de Milênio.

    Por: alan fabianol Religião & Esoterismo> Evangelhol 18/10/2014

    o Senhor nos chamou para sermos sacerdotes e orar por esta nação corrompida e caida, Deus quer um povo que tenha compaixão pelos perdidos,que chora pela Igreja e quarda a noiva de Cristo através do cuidado e amor, Jesus em todo seu ministerio amou a todos e amou ate o fim,em todo tempo serviu e se entregou pela igreja mediante a graça de Deus.

    Por: Alberto Jr.l Religião & Esoterismo> Evangelhol 20/09/2014

    Sendo o casamento uma aliança é preciso se perguntar: "O que posso dar sem me preocupar em ganhar"? Tenha em mente que o casamento há uma vida a perder e outra a ganhar, dar a sua vida para encontrar nela a uma nova vida.

    Por: Joscimar Oliveiral Religião & Esoterismo> Evangelhol 20/09/2014
    Odalberto Domingos Casonatto

    São trabalhados sete conflitos que Marcos apresenta após os sete sinais de Jesus descritos em Marcos 1,14-45 e que mostram a resistência na aceitação da Boa-notícia. A notícia passa a ser boa para aqueles que assumem o Projeto de Jesus. A palavra de Deus exige opção. Na Palestina no tempo de Jesus existiam muitos projetos. O Projeto e Jesus eram para restaurar a justiça e a vida nova. Vários conflitos começam aparecem a partir do momento em que Jesus começa a divulgar seu Projeto de Vida.

    Por: Odalberto Domingos Casonattol Religião & Esoterismo> Evangelhol 14/09/2014

    SALMO 23 O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranqüilas. Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome. Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam...

    Por: Andre Pinheirol Religião & Esoterismo> Evangelhol 09/09/2014 lAcessos: 29

    A palavra "paciência", com o sentido em que é empregada no Novo Testamento, na verdade, não possui um equivalente exato em nossa língua. Ela não significa absolutamente ter uma atitude sempre plácida e fleumática, como muitas pessoas pensam.

    Por: Jania Gasques bordonil Religião & Esoterismo> Evangelhol 08/09/2014 lAcessos: 20

    Domínio próprio, temperança, moderação, autocontrole – todos estes termos são empregados para definir o ultimo dos nove frutos do Espírito Santo, listados em Gálatas 5.22,23. Para expressar isso na terminologia conduz inconvenientemente, ou então: "Não age de maneira inadequada ou imprópria

    Por: Jania Gasques bordonil Religião & Esoterismo> Evangelhol 08/09/2014 lAcessos: 23
    CHARLES ANDERSON RAMOS LORETI

    Uma entidade evangélica missionária sem fins lucrativos interdenominacional que visa focar no treinamento de pessoas, vocacionados, cristãos para a evangelização no Rio Grande do Sul em parcerias com Igrejas e denominações, bem como treinamento para a evangelização de outras regiões do Brasil em segundo plano e para outros povos da Terra em terceiro plano. Sua visão está baseada no evangelho de Lucas 19.10 onde Cristo veio para Buscar e Salvar (resgate) o que se havia perdido e II Co 5.17-21.

    Por: CHARLES ANDERSON RAMOS LORETIl Religião & Esoterismo> Evangelhol 28/03/2014 lAcessos: 31
    CHARLES ANDERSON RAMOS LORETI

    Enquanto a cidade dorme, eles estão acordados. Enquanto a população veste pijama, eles vestem jalecos. Enquanto muitos estão com os olhos fechados, eles estão com os olhos bem abertos velando, vigiando, cuidando daqueles que carecem de cuidados. Os do turno da noite! Vivenciam um mundo diferente, levantam no fim do dia, é ir para a cama a o nascer do sol, é tomar café quando a maioria das pessoas estão sentada comendo feijão com arroz. A maioria das janelas ficam as escuras, a maioria...

    Por: CHARLES ANDERSON RAMOS LORETIl Notícias & Sociedade> Cotidianol 15/08/2013 lAcessos: 37
    CHARLES ANDERSON RAMOS LORETI

    O tema assusta e provoca, mas ao usá-lo quero me referir a igreja institucional. Esta igreja deve ser um lugar terapêutico, um lugar de busca intensa de adoração e desenvolvimento pleno da comunhão. Mas, em algumas dessas instituições tem-se cometido crimes de forma sútil atrás de uma bandeira de palavra profética. Os crimes mais comuns são praticados por aqueles que detém cargo de liderança na igreja. Os três crimes mais comum são: tráfico de influência, assédio moral e abuso de poder.

    Por: CHARLES ANDERSON RAMOS LORETIl Religião & Esoterismo> Evangelhol 02/12/2012 lAcessos: 107
    CHARLES ANDERSON RAMOS LORETI

    "...e que, desde a infância, sabes as sagradas letras..." (2 Tm 3.15) Na Bíblia encontramos diversos exemplos de ser mãe. Temos Mãe e mães. Exemplos a serem seguidos (Lóide, Raquel, Rebeca, Ana, entre outras) e modelos a serem descartados (Jezabel, a mulher de Jó, Penina, entre outras).

    Por: CHARLES ANDERSON RAMOS LORETIl Religião & Esoterismo> Evangelhol 13/05/2012 lAcessos: 110
    CHARLES ANDERSON RAMOS LORETI

    Propomos uma breve exposição sobre o ganhador de almas quem é e qual a recompensa que está reservada ao ganhador de almas, para o Reino de Deus. É bom lembrar que quem convence o homem do pecado, da justiça e do juízo é o Espírito de Deus, não temos nenhum poder de mudar o coração de ninguém, a propósito, não mudamos nem o nosso próprio. Mas convencionou-se charmar aquele que prega a boa plavara de ganhador de almas por ser este um instrumento na mão do Espírito de Deus. Portanto,

    Por: CHARLES ANDERSON RAMOS LORETIl Religião & Esoterismo> Evangelhol 04/05/2012 lAcessos: 188
    CHARLES ANDERSON RAMOS LORETI

    Dez maneiras de fugir do chamado missionário: Tirado do Livro "How are you doing?" (como vocês está fazendo?) de Stewart Dinnen. Karl Marx afirmou que os "filósofos tão somente têm interpretado o mundo diferentemente, mas o ponto essencial não é interpretá-lo e sim transformá-lo".

    Por: CHARLES ANDERSON RAMOS LORETIl Religião & Esoterismo> Evangelhol 22/04/2012 lAcessos: 154
    CHARLES ANDERSON RAMOS LORETI

    As Igrejas que quiserem alcançar esta gente amada por Deus deverá colocar uma placa em seus portões que traduza algo parecido com isso: "Proibida a entrada de pessoas perfeitas: venha como está… Mas não permaneça como está".

    Por: CHARLES ANDERSON RAMOS LORETIl Religião & Esoterismo> Evangelhol 16/04/2012 lAcessos: 459
    CHARLES ANDERSON RAMOS LORETI

    Charles Hendon Spurgeon disse: "Se você tiver em sua frente 100 garrafas vazias e derramar sobre elas um balde cheio de água, algumas poderiam ficar com uma porção de água, mas a maior porção de água cairia fora das garrafas. Se você desejar encher com água as garrafas, a melhor maneira seria pegar cada garrafa e colocar a água na boca de cada uma separadamente". Evangelismo pessoal significa entrar em contato com uma pessoa individualmente e contar a essa pessoa as boas novas da salvação.

    Por: CHARLES ANDERSON RAMOS LORETIl Religião & Esoterismo> Evangelhol 10/04/2012 lAcessos: 280

    Comments on this article

    0
    NAYDION 04/05/2010
    Me espelho muito nos profetas Elias e Eliseu.
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast