OS MILAGRES NOS EVANGELHOS

23/10/2010 • Por • 219 Acessos

O ministério de Jesus é marcado pelos milagres (curas, exorcismo). Os relatos destes milagres acabam ocupando grande parte do texto evangélico. Um exemplo é o texto de Marcos onde 220 a 425 versículos terem a ver com milagres. Somados podem chegar a mais ou menos 30 episódios diferentes registrados nos evangelhos.

A palavra "milagres" é derivada do latim "miraculum", que significa "algo diante de que se deve ficar maravilhado", mas esta palavra não aparece nem mesmo nas traduções latinas do NT. As palavras hebraicas mais próximas desta são "môpet" (ato simbólico) e "‘ot" (sinal), que não tem relação direta com algo maravilhoso (cf #z 12.1-6). No NT o termo mais comum para se referir a milagres é "ato de poder"; João utiliza "sinal" e "obra". A palavra "prodígio" aparece apenas em Atos 2.22, como referência aos milagres de Jesus.

Ainda que os milagres atestem a divindade de Jesus, eles precisam ser interpretados corretamente por parte das pessoas. Isto fica evidente pelo fato de muitos não creram em Jesus e outros atribuíram suas ações sobrenaturais ao próprio satanás (Mc 3.22; 6.5; MT 10.2-22).

Tipos de Milagres

Alguns classificam as narrativas de milagres em dois grupos: os chamados milagres de cura (incluindo os exorcismos) e os denominados milagres da natureza. Todavia, esta divisão é somente didática, pois, todos os milagres se relação diretamente com esta incursão do Reino de Deus em relação ao reino das trevas, rompendo e esvaziando o poder maléfico de satanás.

Além deste os sinóticos apresentam Jesus dando um significado messiânico aos milagres, declarando que os milagres realizaram as profecias de Isaías sobre seus dias (MT 11.4-6 cf. Is 61.1-3; 35.5-6; 26.19); na multiplicação dos pães cumpriu-se a promessa de Ezequiel (34.11; Mc 6.34); a cura de leprosos e ressurreições de mortos são relacionados a atuação do profeta Elias.

Pode ser ver também um tom apologético nas narrativas evangélicas dos milagres, no sentido dos evangelistas enfatizarem o extraordinário poder e a superioridade da missão de Jesus.

Rev. Ivan Pereira Guedes

Perfil do Autor

Ivan Guedes

Tenho uma grande paixão pela pesquisa e nestes últimos anos tenho me dedicado aos textos bíblicos.