PEDRO FOI PESCAR: VOLTANDO ÀS VELHAS REDES

Publicado em: 13/10/2010 |Comentário: 0 | Acessos: 3,655 |
  • PEDRO FOI PESCAR: VOLTANDO ÀS VELHAS REDES O que leva as pessoas a desistirem? Por que as pessoas desanimam quando seguir a Jesus é o melhor projeto de vida? Quando seguir a Jesus é a experiência mais maravilhosa que alguém pode viver Mas Pedro voltou a pescar. Três anos haviam se passado desde o primeiro encontro de Pedro com Jesus. Pedro pescava quando recebeu o convite do Mestre: "De agora em diante serás pescador de homens". A reação foi imediata: Pedro, Tiago e João arrastaram os barcos para a praia, deixaram tudo e O seguiram (Lc 5.10-11). Ele foi testemunha de inúmeros milagres, preciosos ensinos e indescritíveis manifestações de amor. Mas agora Pedro havia desistido. Pedro desanimou. Pedro voltou a pescar (Jo 21.1-9). O quê tinha acontecido? Pedro havia sido aquele homem a quem Jesus disse: "Você é Pedro e sobre esta pedra construirei a minha Igreja" (Mt 16.16-18). Jesus lhe disse isso porque Pedro havia feito a confissão de que Jesus Cristo é o Senhor. E esta revelação lhe foi dada pelo Espírito de Deus. Pois somente através do Espírito é que alguém pode confessar: Jesus é o Senhor (I Co 12.3). Como após receber esta revelação ele pôde desanimar? Logo Pedro que estava destinado a se tornar líder dos apóstolos e líder da Igreja. Mas Pedro foi o primeiro a desistir. Ele deixou o chamado e voltou à antiga profissão, as velhas redes, dizendo: "Eu vou pescar" (Jo 21.3). O que Pedro estava realmente dizendo era: "Eu simplesmente não agüento isso. Para mim não dá mais".

 

  • 1. COMPREENSÃO ERRADA DE JESUS! Logo após a Sua ressurreição, Jesus apareceu na estrada de Jerusalém para a cidade vizinha Emaús. Ali se encontrou com dois de seus discípulos, que estavam abatidos por causa de Sua morte (Lc 24.15-16). Enquanto eles conversavam e discutiam, Jesus chegou e começou a caminhar com eles. Olhando para o jeito triste deles, lhes perguntou sobre o que conversavam. Ora, Jesus sabia por que estavam tristes, sabia sobre o que conversavam! Mas o Senhor não estava brincando com os sentimentos daqueles discípulos. Ele estava fazendo com que expusessem seus sentimentos reprimidos, revelassem as profundezas da alma, verbalizassem a incredulidade do coração: "... a nossa esperança era que fosse Ele quem iria libertar o povo de Israel. Porém já faz três dias que tudo isso aconteceu" (Lc 24.21). Assim como Pedro, eles tinham uma visão, uma compreensão errada de Jesus. Esperavam que Jesus fosse um líder revolucionário, mas em termos políticos. Eles achavam que Jesus empunharia uma espada, atacaria as famílias romanas e libertaria todo o povo de Israel. Cerca de quarenta dias depois, quando Jesus foi levado ao céu, os discípulos voltaram ao assunto: "É agora que o Senhor vai devolver o Reino para o povo de Israel?" (At 1.6). Eles não haviam entendido que Jesus veio para ser o Senhor e o Salvador de todos os corações. Pedro e os demais discípulos tinham uma compreensão errada de Jesus.

 

  • 2. MEDO NAS PROVAÇÕES! Uma grande e terrível provação se aproximava de Pedro. Jesus o havia prevenido sobre oque aconteceria naquela noite da ceia: "antes que o galo cante, você dirá três vezes que não me conhece" (Jo 13.38). Mesmo assim Pedro achava que estava pronto. Poucas horas antes, eles tinham atravessado o riacho de Cedrom e Pedro ousadamente havia sacado de sua espada para lutar contra um grupo de soldados que vinha prender a Jesus. Agora Pedro estava sentado em meio aos guardas, se aquecendo em volta de uma fogueira no pátio da casa do sumo sacerdote (Lc 22.55). Foi quando uma empregada o reconheceu (Lc 22.56). Pedro temeu e depressa respondeu: "Mulher, eu nem conheço esse homem!" (Lc 22.57). Havia começado a grande provação de Pedro. Enquanto ro. do a grande provaçem!" Pedro ousadamente sacou de sua espada para lutar contra um grupo de soldados.o isso Jesus estava diante dos seus acusadores. Um pouco depois outra pessoa o reconhece, e Pedro rapidamente responde: "Homem, eu não sou um deles!" (Lc 22.58). Finalmente, cerca de uma hora depois, Pedro é novamente reconhecido. Ele nega e ofende Jesus dizendo aos acusadores: "Juro que não conheço esse homem de quem vocês estão falando! Que Deus me castigue se não estou dizendo a verdade!" (Mc 14.71). Apenas algumas horas antes Pedro estava empunhando uma espada em defesa de Jesus. Mesmo sem ter nenhuma chance de vencer. Mas agora aquele homem que negava a Jesus não era nem de longe uma sombra do intrépido Pedro. Aquele era um homem totalmente arrasado. Um homem covarde, amedrontado diante da provação.
  • 3. INSEGURANÇA: SOMOS INFLUENCIÁVEIS! No lago da Galiléia junto com Simão Pedro estavam Tomé, Natanael, Tiago, João e mais dois discípulos. Sete dos onze discípulos de Jesus estavam reunidos ali (Jo 21.2). Quando Pedro disse aos outros: "Eu vou pescar" estes discípulos se dispuseram: "Nós também vamos pescar com você!" Todos somos sujeitos a influência. O que os discípulos estavam dizendo era: "Pedro sabe o que está fazendo. Nós esperávamos que ele fosse um líder maravilhoso. Mas ele desistiu. Se ele desistiu nós também podemos desistir". Temos a péssima tendência de tomar aquilo que é negativo nos outros e trazer para nós. Veja a confissão de Isaías: "Ai de mim! Estou perdido! Pois os meus lábios são impuros, e moro no meio de um povo que também tem lábios impuros" (Is 6.5). Isaías confessava não apenas o seu pecado, mas também que ele vivia a influência do povo, a influência negativa. E quem é que não vive hoje? Nós não estamos imunes as coisas que nos cercam. Temos uma tendência pecaminosa. Por isso a advertência de Jesus: "Vigiem e orem para que não sejam tentados. É fácil querer resistir à tentação; o difícil mesmo é conseguir" (Mc 14.38).

 

  • MAS PEDRO FOI RESTAURADO! Pedro havia passado pelo processo descrito por Jesus na Parábola dos Três Empregados (Mt 25.14-30): 1) Ele tinha uma visão, uma compreensão errada do seu Senhor, de Jesus; 2) Pedro foi tomado por um espírito de covardia em sua provação; 3) Pedro e os discípulos não se sentiam seguros. O servo da parábola havia desistido, havia fracassado logo após ter recebido uma grande benção de seu senhor: um talento! Talvez ele houvesse passado por um longo período de espera por aquele momento. Ele havia demonstrado em gestos, palavras e intenções que queria receber mais de seu senhor: mais confiança, mais intimidade. E o senhor viu o seu desejo. Quando finalmente recebeu, o servo desistiu. De forma semelhante, Pedro e os discípulos haviam recebido a maior revelação de todos os tempos: a ressurreição de Cristo! No domingo à tarde eles estavam escondidos, com medo dos líderes judeus. Os discípulos haviam perdido a esperança naquele que disse "Eu Sou a vida" (Jo 11.25), pois viram quando Ele caminhou para a morte (Jo 19.30). Agora, entre portas fechadas, Jesus aparece no meio deles e os desafia: "Que a paz esteja com vocês!" (Jo 20.19). Sim, eles deviam ficar em PAZ, pois seriam enviados por Jesus. Em plena glória da ressurreição, Jesus soprou sobre eles e disse: "Recebam o Espírito Santo" (Jo 20.22). Uma nova comissão, uma nova unção, poder para vencer o pecado. Era uma revelação tremenda demais para eles! Tomé se desespera ao ouvir estas verdades da boca dos discípulos (Jo 20.24-29), até que um encontro com Jesus rompe a sua incredulidade ao reconhece-Lo.:m Jesu ara li "Meu Senhor e meu Deus!" (Jo 20.28) é a confissão de todo homem que se encontra com Jesus. Agora Pedro desistiu. O que tinha acontecido? Ele já havia falhado em função de seu orgulho, da sua auto-justificação (Jo 13.37). Era como se agora Pedro não quisesse correr o risco com essa revelação. Pedro passou três anos ao lado de Jesus e não havia entendido o Seu ministério. E agora a revelação da cruz era mais do que podia agüentar. Ele achou que era melhor com velhas redes do que com as revelações de Deus! Assim como o servo da parábola, Pedro se abateu espiritualmente. O que fazer com o que o Senhor lhe tinha dado? Por não compreender o caráter de Jesus, por temer as provações e se sentir inseguro como líder, ele recuou para os seus antigos caminhos. O tempo que antes era dedicado a seguir Jesus, agora era desperdiçado em velhas redes. Você acha que jamais irá compreender as coisas de Deus para a sua vida? Que se esforça, mas sempre se sente vencido pelos medos, pela dúvida, pela incerteza? Que o Senhor dá instruções mais claras aos outros, Ele fala com os outros servos, mas não fala com você? Que apesar de seu jejum, sua oração, as leituras da Palavra, você não tem feito progressos? E você pensa em buscar outra alternativa, como "vou pescar", para sair desta situação de seguir e nunca alcançar Jesus? Mas foi ali, diante das velhas redes e da antiga vida que Jesus apareceu novamente aos discípulos. Jesus sempre é atraído para a maior necessidade, a dor mais angustiante, o desânimo mais profundo. Por isso Ele foi até Pedro e os discípulos. Naquela praia onde pescavam, logo após um jantar na presença de sete discípulos mudos, Jesus perguntou: "Simão, filho de João, você me ama mais do que estes outros?" (Jo 21.15). Jesus não estava provocando Pedro pelo fato dele ter desistido. Pedro estava na verdade recebendo uma nova revelação, uma revelação para nunca mais desistir. E que revelação era esta? A força para seguir Jesus em qualquer situação era o amor! O amor acima de qualquer medo. O amor acima de qualquer dúvida. O amor acima de qualquer situação. O amor a Jesus por aquilo que Ele é e não por aquilo que você acha que Ele está fazendo. Jesus fez três vezes essa pergunta a Pedro. Em cada vez que ele respondia "sim, o senhor sabe que eu o amo, Senhor!", Jesus acrescentava: "Tome conta das minhas ovelhas!" (Jo 21.15-17). O Mestre não estava lembrando para que Pedro vigiasse para não O negar novamente. Nem o incentivando para que orasse pedindo forças para nunca mais desistir. Muitos menos estava cobrando uma leitura constante das Escrituras para que conhecesse melhor quem Ele era. A ordem agora era: "Tome conta das minhas ovelhas!". Jesus estava restaurando a vida de Pedro. Mais do que isso, também dizia como ele poderia se prevenir de trancar Deus em um armário. Muitas pessoas procuram ouvir a Palavra de Deus. Mas para elas, é tão bonito quanto uma música romântica ou uma pintura cheia de ternura. Elas ouvem o que a Palavra de Deus diz, porém não fazem nada daquilo que aprenderam. Não tiram Deus do armário. Nem se quer chegam perto da porta do armário. Não conseguem sentir a presença poderosa de Deus, o Senhor, querendo passar pela porta que fecharam. E toda pessoa que mantém escondido Deus dentro de um armário, acaba humilhada e envergonhada. Mas Pedro entendeu a mensagem de Jesus: transbordar o amor de Deus em nossa vida até que ele chegue a outras pessoas. Pedro abriu a porta. Pedro tirou Deus do armário. Ele escancarou aquela porta que quando foi fechada só lhe trouxe o mal. E essa é a mensagem de Jesus para a sua vida:

 

  • "Se você me ama, esqueça os seus erros e fracassos. Levante-se, abra a porta e volte para Mim. Eu te restauro. É possível recomeçar. Desista de viver para as suas falhas, para as suas dúvidas, para os seus problemas. Pare de se concentrar em fazer as suas próprias coisas. Seja corajoso, não tenha medo e nem se deixe perturbar pelo medo. Se você me ama, invista todas as suas forças na vida cristã: apascente as minhas ovelhas. Assim como o Pai me enviou, Eu também envio você. Estou com você todos os dias
Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 1 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/evangelho-artigos/pedro-foi-pescar-voltando-as-velhas-redes-3468424.html

    Palavras-chave do artigo:

    pedro foi pescar

    Comentar sobre o artigo

    Trecho do livro "Tire Deus do Armário" de Eliy Wellington Barbosa da Silva

    Por: Eliy Barbosal Religião & Esoterismo> Religiãol 21/02/2010 lAcessos: 91
    paulo de aragão lins

    A Bíblia tem sido para mim um verdadeiro bálsamo. Cada vez que a abro e leio, descubro coisas realmente primorosas, relatos interessantíssimos, revelações gloriosas. Os maiores homens que este mundo conheceu tiveram a Bíblia como seu livro de cabeceira, procurando seguir em suas variedades profissões e atividades os princípios nela contidos.

    Por: paulo de aragão linsl Religião & Esoterismo> Evangelhol 16/08/2010 lAcessos: 249
    Cláudia Meyer

    Palavra do dia: Lucas 5: 1-11 " Aconteceu que, ao apertá-LO a multidão para ouvir a palavra de Deus, estava Ele junto ao lago de Genesaré; e viu dois barcos junto à praia do lago; mas os pescadores, havendo desembarcado, lavavam as redes.

    Por: Cláudia Meyerl Religião & Esoterismo> Evangelhol 02/12/2009 lAcessos: 1,774

    Quer ser financeiramente abençoado?! Quanto você precisa? Então abra seu coração... O tempo de cantar chegou! (cantares 2:11 e 12) Programa simples multiplicativo de ajuda mútua entre irmãos em Cristo realizado em todo território nacional. Leia com atenção amado(a) irmão(ã)! Esta oportunidade é algo que quase deixei escapar por entre os dedos. Afortunadamente, algum tempo depois, agradeci a Deus por ter recebido esta carta...

    Por: swellenl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 19/05/2009 lAcessos: 161
    Sérgio Antônio dos Santos

    Sendo Pedro, uma pessoa que sabia o que estava fazendo naquela noite, e com certeza ele sabia onde jogar as redes ao mar, e também sabia em quanto tempo retirar-las, ficou frustrado, pois nada havia pescado. Pedro entendia que todas aquelas pessoas que estavam naquela barca podiam confiar nele, pois ele era um especialista em pesca.

    Por: Sérgio Antônio dos Santosl Religião & Esoterismo> Meditaçãol 06/04/2010 lAcessos: 281
    MONICA GAZZARRINI

    Mesmo que você seja um especialista nas suas funções, não deixe de dar ouvidos ao Senhor Jesus e fazer exatamente o que Ele lhe revela: o milagre e a vitória recebidos serão imensamente maiores do que você, mesmo com todo o seu conhecimento técnico, poderia realizar.

    Por: MONICA GAZZARRINIl Religião & Esoterismo> Evangelhol 07/11/2010 lAcessos: 382
    Leticia Carrijo

    Pescar nao e somente jogar a rede ou o anzol, voce precisa conhecer o que deseja naquela e daquela pesca, confira a historia de alguns pescadores. Vale a pena conferir

    Por: Leticia Carrijol Religião & Esoterismo> Meditaçãol 16/06/2010 lAcessos: 2,747 lComentário: 3

    Logo depois de voltar do Jordão, Jesus foi levado pelo Espírito ao deserto. Foi tentado por Satanás e foi vencedor em todas as ciladas que ele tentou lhe impingir. Venceu quando Satanás explorou a sua fome respondendo: Escrito está que nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra de Deus.

    Por: Neri Camposl Religião & Esoterismo> Evangelhol 20/11/2009 lAcessos: 378
    Escritorcampos

    Louvamos essa atitude de ajudar graciosamente, porém, essa graça custa à vida do cristão através de muitas tribulações. Isto com certeza envolvem preço, (compra e venda da vida eterna e seu gozo perenal)...

    Por: Escritorcamposl Marketing e Publicidade> Marketing Internacionall 03/05/2010 lAcessos: 425

    Será que Deus aprova o divórcio? A palavra de Deus vai nos mostrar o que precisamos saber sobre esse assunto tão polêmico.

    Por: Edilson Rodriguesl Religião & Esoterismo> Evangelhol 06/12/2014

    "Ou qual a mulher que, tendo dez dracmas, se perder uma dracma, não acende a candeia, e varre a casa, e busca com diligência até a achar? E achando-a, convoca as amigas e vizinhas, dizendo: Alegrai-vos comigo, porque já achei a dracma perdida. Lucas 15 versículo 8 e 9."

    Por: waldryanol Religião & Esoterismo> Evangelhol 13/11/2014 lAcessos: 16

    Devemos aprender como edificar nossas vidas na rocha. É através deste firmamento que poderemos ter uma vida plena.

    Por: waldryanol Religião & Esoterismo> Evangelhol 07/11/2014

    Vamos lá, antes de responder irei postar alguns textos bem conhecidos. 1º Coríntios 3:16-17 "16 Não sabeis vós que sois santuário de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós? 17 Se alguém destruir o santuário de Deus, Deus o destruirá; porque sagrado é o santuário de Deus, que sois vós." 1º Coríntios 6:12 "12 Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas; mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas." Refletindo sobre estes versículo

    Por: Rodolfo Alvesl Religião & Esoterismo> Evangelhol 07/11/2014 lAcessos: 14

    Era uma vez um rei que, apesar de ser muito rico, era triste, pois não conseguia aumentar o seu tesouro. Ele estava sempre de mal humor e isto causava enormes problemas a todos, pois seus decretos, rudes e injustos, massacravam o povo com exigências descabidas.

    Por: Thiago Cazarinil Religião & Esoterismo> Evangelhol 06/11/2014 lAcessos: 20
    Mariana Chaves

    Temos sido religiosos, crentes, ou cristãos? Diferenças indiscutíveis quando trata-se de um modo de vida.

    Por: Mariana Chavesl Religião & Esoterismo> Evangelhol 05/11/2014 lAcessos: 21

    Uma abordagem sobre o que se esconde por detrás da letra morta dos textos. A existência de um outro significado além daquele que é mostrado pela fábula se torna inegável quando iniciamos o estudo da Letra viva.

    Por: Alf Arianl Religião & Esoterismo> Evangelhol 31/10/2014 lAcessos: 17

    A paz, estava pensando sobre as eleições, sobre como uma pessoa ganha a voz de uma nação, sobre como muitas pessoas se estranham por causa de partidos políticos, times de futebol ou até religiões. Nós temos o livre arbítrio, o direito de colocar quem ou que quisermos como centro de nossas vidas, e através deste post venho te perguntar, quem é o centro da sua vida? Quem você tem colocado, quem você tem escutado?

    Por: Rodolfo Alvesl Religião & Esoterismo> Evangelhol 28/10/2014 lAcessos: 11

    O texto aborda a vida de um apóstolo do Senhor Jesus Cristo que é pouco citado por esta geração,mas que deixou um grande legado em suas epístolas.

    Por: Paulo Roberto Samuel de Carvalhol Religião & Esoterismo> Evangelhol 31/07/2009 lAcessos: 448
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast