Previdência Privada: bom ou ruim?

Publicado em: 29/06/2011 |Comentário: 0 | Acessos: 233 |

De uns tempos para cá, o tema Finanças Pessoais tem virando "moda" no Brasil (vide os diversos espaços que a mídia vem abrindo para o assunto), sendo que as pessoas, muitas delas jovens, estão começando a se preocupar com seu futuro financeiro. Analisando apenas por esse prisma, isso é algo muito positivo. Porém, a formacomo as pessoas estão investindo seu dinheiro também é um assunto importante a ser discutido. Como já escrevi em artigo recente, não é interessante que uma pessoa aloque seus recursos financeiros apenas porque "ouviu falar" que é bom, pois é preciso ter critérios e conhecer bem o investimento escolhido. Nesse contexto, a Previdência Privada é um ótimo exemplo ilustrativo. Muitos indivíduos, na ânsia de garantir uma renda extra no futuro, contratam um plano de previdência privada, nas seguintes condições: 1) Não se preocuparam em verificar as taxas cobradas, rentabilidade passada e forma de tributação;

2) escolha do banco foi pelo critério "é onde tenho conta".

Sou capaz de apostar que a grande maioria das pessoas que possui previdência privada se encaixa nesse perfil. E isso acontece devido a ouvirem, cada vez mais, que é preciso poupar para o futuro, sem que lhes passem pela cabeça a preocupação se a rentabilidade é boa ou não – dizem: "o que importa é guardar". E mais, por não possuírem disciplina, fazem a opção de que o dinheiro seja descontado automaticamente da conta,  senão dificilmente iriam guardar o dinheiro. Depois disso, a cada vez que ouvem falar sobre finanças pessoais, orgulham-se em ter uma previdência privada e julgam estar seguros, financeiramente falando, no futuro. Posso até não discordar da idéia que "guardar alguma coisa é melhor do que guardar nada". Mas para aqueles que buscam administrar bem seu dinheiro, a questão não pode ser vista por essa ótica. Leia atentamente as linhas abaixo. Devemos buscar construir um patrimônio que nos dê certa tranquilidade financeira, sendo isso feito à base de investimentos que tenham boa rentabilidade, pois é ela que fará o bolo crescer mais rapidamente.
Posto isso, ao analisar as rentabilidades históricas de muitos fundos de previdência privada, é possível encontrar coisa muito melhor no mercado. Na maioria dos casos, a baixa rentabilidade se dá por conta de taxas de administração e carregamento, que são um verdadeiro disparate. Pense o seguinte. No futuro, você precisará de um patrimônio (aplicações financeiras, casas alugadas etc) que possa lhe dar segurança financeira, à medida que os frutos desses investimentos (juros, por exemplo) irão arcar com todas suas despesas. Quanto maior a rentabilidade ao longo do tempo, maior será o seu patrimônio e, consequentemente, mais tranquilidade financeira. Foque nesse aspecto e não apenas em "guardar um dinheirinho". Isso porque uma das premissas do sucesso financeiro é escolher bons investimentos. No próximo post de meu BLOG, continuarei o assunto sobre previdência privada, tratando de uma questão técnica: as simulações feitas pelos gerentes de banco na hora de lhe oferecer um plano de previdência. Até mais pessoal, boa sorte em suas finanças e vida pessoal.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/financas-pessoais-artigos/previdencia-privada-bom-ou-ruim-4967934.html

    Palavras-chave do artigo:

    previdencia privada

    ,

    financas pessoais

    ,

    educacao financeira

    Comentar sobre o artigo

    Tom Coelho

    Administrar finanças pessoais exige uma análise criteriosa de dois conjuntos de contas: as receitas e as despesas.

    Por: Tom Coelhol Notícias & Sociedade> Cotidianol 17/03/2013

    Os resultados de uma pesquisa sobre educação financeira no Brasil liderada pelo Banco Mundial mostram que aulas sobre poupança e orçamento doméstico nas escolas funcionam. A pesquisa avaliou um projeto-piloto do governo brasileiro que levou a alunos da rede pública de ensino em seis estados conceitos de finanças pessoais. Entre agosto de 2010 e dezembro de 2011, os jovens receberam materiais didáticos e tiveram aulas sobre o assunto - e seus pais participaram de algumas atividades.

    Por: revistacobertural Finanças> Segurol 11/06/2012 lAcessos: 27
    Elisson de Andrade

    O mundo está se tornando cada vez mais complexo. Nesse contexto, muitas das fórmulas que nossos pais e avós nos ensinaram como segredo do sucesso financeiro e profissional, já não funcionam mais. É preciso revletir quais são as novas tendências e maneiras de se portar frente a um mundo globalizado e digital. Este texto faz uma reflexão sobre essa necessidade de se adequar a uma nova realidade, muito mais complicada e incerta que há algumas décadas.

    Por: Elisson de Andradel Finanças> Finanças Pessoaisl 22/06/2011 lAcessos: 80
    revista apolice

    Maria Beatriz tem apenas 4 anos. Ela acaba de fazer aniversário. Ganhou dezenas de presentes. Mas ficou faltando a Barbie Vida de Sereia.

    Por: revista apolicel Lar e Famílial 18/09/2012 lAcessos: 30
    Silvio Bianchi

    Campanhas antecipadas de negociação de dívidas, clientes que não pagam suas parcelas, redução do poder de compra dos salários, elevação dos juros... Estes temas foram notícia nos últimos dias.

    Por: Silvio Bianchil Finanças> Finanças Pessoaisl 07/07/2011 lAcessos: 48
    Dr.Markus Hofrichter

    Se você pretende ser um vencedor no mundo dos negócios, preste atenção neste ponto. Ele é uma espécie de pré-requisito para todos os demais. É tão importante que você deve fazer dele uma questão de honra.

    Por: Dr.Markus Hofrichterl Negócios> Pequenas Empresasl 21/12/2010 lAcessos: 1,809
    Alfredo Jorge Homsi Neto

    O presente artigo tem por finalidade promover uma análise crítica acerca da nova politica social de governo, implantada pela Lei n° 14.859, de 28 de dezembro de 2010, no Estado do Ceará, frente a Constituição Federal de 1988 e a Lei Complementar Estadual n° 37, de 26 de novembro 2003.

    Por: Alfredo Jorge Homsi Netol Direito> Doutrinal 14/02/2011 lAcessos: 857
    Cleiton Oliveira

    Muitos dos superendividados acreditam que possuem somente uma escolha: pagar uma conta em detrimento de outra, e passam meses com o orçamento fora do eixo, tentando somente sobreviver a mais um mês. A principal causa desse superendividamento é gastar mais do que ganha. Com isso, as dívidas vão se acumulando e se torna insustentável principalmente por contas das altas taxas de juros cobrados pelas instituições financeiras.

    Por: Cleiton Oliveiral Finanças> Finanças Pessoaisl 08/10/2014
    Noivos de Fresco

    Descubra as melhores dicas para se manter dentro do seu orçamento limite para o casamento, assim como a distribuição de tarefas para o casal!

    Por: Noivos de Frescol Finanças> Finanças Pessoaisl 01/10/2014 lAcessos: 14

    O Guia definitivo para você ter uma renda extra e complementar seu orçamento.

    Por: Izaú Limal Finanças> Finanças Pessoaisl 20/09/2014

    A Folha de Pagamento é o nome dado ao documento onde consta a remuneração dos trabalhadores, seja semanal, diária ou mensal que é paga pelos empregadores.

    Por: otmzl Finanças> Finanças Pessoaisl 16/09/2014 lAcessos: 16
    Cleiton Oliveira

    Hoje estou entrevistando uma das mais importantes referências sobre mudanças de hábitos financeiro. Estou aqui com o Professor Elisson de Andrade, mestre e doutor em Economia Aplicada pela ESALQ-USP. Atualmente é professor em cursos de administração, contabilidade e MBAs, além de proferir palestras sobre Educação Financeira em diversas instituições. É autor do eBook As 05 Etapas do planejamento Financeiro, do blog profelisson.com.br e é responsável pelo curso Mudanças de Hábitos Financeiros.

    Por: Cleiton Oliveiral Finanças> Finanças Pessoaisl 09/09/2014 lAcessos: 21

    A Lei nº 71/2013 aprovou o regime de contabilidade de caixa em sede do Imposto Sobre o Valor Acrescentado (regime de IVA de caixa). Este novo regime, resulta de uma luta de vários anos dos empresários. E isto porque, era uma injustiça para os Sujeitos Passivos do regime normal de IVA serem obrigados à entrega do imposto liquidado aos clientes, quando estes ainda não haviam pago.

    Por: Paulo Janelal Finanças> Finanças Pessoaisl 02/09/2014
    Cleiton Oliveira

    Nesta série de leituras de livros, indicamos a leitura de 5 livros de finanças pessoais para iniciantes, para que você seja capaz de organizar seu orçamento financeiro pessoal da melhor forma possível. Neste primeiro artigo, vamos indicar leituras de livros com uma linguagem simples e voltado para o planejamento financeiro pessoal e familiar. Você aprenderá como livrar-se do endividamento, montar sua reserva financeira, para posteriormente constituir sua carteira de investimentos.

    Por: Cleiton Oliveiral Finanças> Finanças Pessoaisl 27/08/2014 lAcessos: 18
    Cleiton Oliveira

    O livro Filhos inteligentes enriquecem sozinhos do autor Gustavo Cerbasi, nos apresenta sobre a importância da educação financeira dos filhos desde os primórdios da vida. Abordando algumas atitudes simples que podem ser seguidas para que as crianças adquiram uma postura consciente em relação ao dinheiro.

    Por: Cleiton Oliveiral Finanças> Finanças Pessoaisl 26/08/2014 lAcessos: 12
    Elisson de Andrade

    Neste artigo, utizilou-se do software estatístico R, para fazer simulações analisando o impacto das taxas envolvidas em uma aplicação no Tesouro Direto. Verificou-se que uma pequena diferença nas taxas causa uma significativa perda de rentabilidade final, demonstrando a importância do investidor ficar de olho nesse aspecto.

    Por: Elisson de Andradel Finanças> Finanças Pessoaisl 03/09/2011 lAcessos: 84
    Elisson de Andrade

    Este artigo faz parte de um ESPECIAL: INVESTIMENTOS, que trata de comparar a rentabilidade de diversas aplicações em renda fixa, focando nos efeitos das taxas de administração, carregamento e forma de tributação. O primeiro investimento analisado é o Tesouro Direto, em que são apresentadas suas características básicas, além de taxas e tributação incidentes.

    Por: Elisson de Andradel Finanças> Finanças Pessoaisl 03/09/2011 lAcessos: 109
    Elisson de Andrade

    Antes de qualquer dica sobre como diminuir suas despesas, é preciso que se reflita sobre quais são suas prioridades. Ter clareza sobre o que ser quer hoje e no futuro, é peça fundamental para o sucesso nas finanças pessoais. Isso porque, ter objetivos claros ajuda, e muito, na obtenção de um comportamento saudavel para suas finanças, no dia a dia.

    Por: Elisson de Andradel Finanças> Finanças Pessoaisl 29/06/2011 lAcessos: 65
    Elisson de Andrade

    Esse artigo oferece dicas sobre o que não fazer na hora de investir seu dinheiro. Muitas pessoas que conseguem guardar parte de seu suado dinheiro, não adotam critérios básicos de finanças pessoais na hora de escolher os investimentos.

    Por: Elisson de Andradel Finanças> Finanças Pessoaisl 27/06/2011 lAcessos: 48
    Elisson de Andrade

    O mundo está se tornando cada vez mais complexo. Nesse contexto, muitas das fórmulas que nossos pais e avós nos ensinaram como segredo do sucesso financeiro e profissional, já não funcionam mais. É preciso revletir quais são as novas tendências e maneiras de se portar frente a um mundo globalizado e digital. Este texto faz uma reflexão sobre essa necessidade de se adequar a uma nova realidade, muito mais complicada e incerta que há algumas décadas.

    Por: Elisson de Andradel Finanças> Finanças Pessoaisl 22/06/2011 lAcessos: 80
    Elisson de Andrade

    Este artigo é um desabafo de um contribuinte que apenas assiste a má gestão do dinheiro público, durante esses últimos anos. Busca-se fazer uma conexão entre o (péssimo) planejamento financeiro da Copa do Mundo e as finanças pessoais.

    Por: Elisson de Andradel Finanças> Finanças Pessoaisl 17/06/2011 lAcessos: 81
    Elisson de Andrade

    Uma das principais etapas de um planejamento financeiro é a definição de objetivos. Se dentro da administração de uma empresa, ter metas e se plajejar é importante, na vida pessoal ter objetivos claros, com data e valor monetário para a sua consecução, também são de suma importância. Este artigo apresenta uma discussão sobre como elaborar seus objetivos pessoais de forma a alcançar um nível de satisfação maior no futuro.

    Por: Elisson de Andradel Finanças> Finanças Pessoaisl 15/06/2011 lAcessos: 103
    Elisson de Andrade

    Este artigo discute a importância de se ter uma clara conceituação sobre riqueza. O assunto torna-se relevante à medida que uma boa administração de suas finanças pessoais está condicionada ao modo como se responde à seguinte questão: o que é ser rico(a)? Uma boa reflexão sobre esse tópico é peça chave para que suas ações cotidianas o levem à independência financeira.

    Por: Elisson de Andradel Finanças> Finanças Pessoaisl 09/06/2011 lAcessos: 121
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast