A História das Copas (1974-1986)

01/06/2010 • Por • 238 Acessos

A Copa de 1974 foi a décima Copa do Mundo disputada, e teve como país sede a Alemanha Ocidental. O Brasil, sem Pelé, Gérson, Carlos Alberto Torres, Tostão e Clodoaldo, não era sombra do super time de 1970. Mesmo assim, a seleção do técnico Zagallo terminou em 4º lugar na Copa, que teve como final a Alemanha contra a Holanda, apelidada naquela copa de "A Laranja Mecânica". Esta copa do mundo teve também as primeiras e únicas participações das seleções da Alemanha Oriental e do Haiti em mundiais. 

O Mundial de 1978, na Argentina, viu novamente os holandeses chegarem a uma final de Copa do Mundo, e serem derrotados pelos donos da casa. O Brasil terminou a Copa invicto, mas viu a Argentina se classificar em seu lugar para a final, sagrando-se campeã do mundo pela primeira vez. 

Espanha 1982 foi a primeira Copa com 24 seleções (antes disso eram 16). O Brasil, liderado por Telê Santana, chegou à Europa com um conjunto de talentos que conquistou a Espanha e encantou o mundo. Invicta até o quarto jogo, a seleção Brasileira sucumbiu diante da Itália por 2 a 1, naquela que provavelmente foi a pior derrota do Brasil em copas, depois da final de 1950 contra o Uruguai. Itália e Alemanha disputaram a final de 1982, com o tricampeonato para os italianos. 

A Copa de 1986 teve o México, que tinha recebido a Copa de 70, como país sede. A Copa seria disputada na Colômbia, porém os graves problemas econômicos do país impediram os colombianos de serem os anfitriões do torneio. A FIFA ofereceu a Copa para o Brasil, mas o Governo de José Sarney recusou. Nesta Copa, seis seleções voltaram a disputar um mundial após um longo período: Coréia do Sul (32 anos depois), Paraguai (28 anos depois), Portugal (20 anos depois), Marrocos (16 anos depois), Bulgária e Uruguai (12 anos depois).  A Copa teve também a participação inédita da seleção do Iraque. A seleção brasileira jogou bem até as Quartas-de-final, quando acabou eliminada pela França nos pênaltis. Na final, a Argentina de Diego Maradona sagrou-se bicampeã, vencendo a seleção da Alemanha.