Soccerenglish: futebolês em inglês

Publicado em: 09/07/2010 |Comentário: 0 | Acessos: 93 |

Nas transmissões da Copa do Mundo, os torcedores brasileiros não apenas vibram e se emocionam com o jogo, mas também entram em contato com o vocabulário típico do futebol, que pode ser chamado de futebolês, seguindo a mesma linha de denominar o conjunto de jargões jurídicos de juridoquês.

Fazem parte desse futebolês termos como impedimento, escanteio, cobrança de lateral, falta dura, carrinho, dar um chapéu, pedaladas, gol. Outros termos que vêm sendo muito utilizados pelos locutores, não tão ligados à regra do futebol quanto os anteriormente citados, são valorizar o passe de bola, chamar a responsabilidade, fazer cera, proposta de jogo. E, claro, nesta Copa na África do Sul, vuvuzela, bafana-bafana e jabulani.

Mas os termos do futebolês não são exclusividade da língua portuguesa.

Vale a pena aproveitar os jogos da semi e da final para ouvir a transmissão, por alguns minutos, em inglês para verificar as seguintes palavras desse vocabulário.

Carrinho: slide tackle

Cavar falta: diving (mergulhar) ou simulation

Decisão por pênaltis: penalty shoot-out ou penalties

Gol contra: own goal

Gol de cabeça: head in a goal

Gol de empate: equalizing goal

Gol de pênalti: penalty goal

Gol de placa: great goal, brilliant goal

Mata-mata: elimination round, knock-out round, play-offs (esse último caso usado para repescagem)

Marcar um gol: score a goal

Oitavas-de-final: round of 16 (refere-se aos 16 times em disputa por 8 vagas)

Quartas-de-final: quarter finals ou round of 8

Torcer: root for, support, to cheer on (esse último caso, refere-se a assistir ao jogo)

• Torcerdor: fan ou supporter

Fonte: http://www.teclasap.com.br/blog

http://www.denilsodelima.blogspot.com

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/futebol-artigos/soccerenglish-futeboles-em-ingles-2804795.html

    Palavras-chave do artigo:

    futeboles

    ,

    gol contra

    ,

    carrinho

    Comentar sobre o artigo

    Tão certo quanto à periodicidade do Natal ou do Carnaval, os jogadores amantes de futebol se acostumaram a ter sempre uma atualização da série FIFA, que desde 96 chega com um novo game todo final de ano.

    Por: Luiz Soaresl Tecnologia> Jogosl 08/08/2009 lAcessos: 2,350 lComentário: 1
    Rafael Rodrigues Bueno

    Na final da Libertadores, Corinthians X Boca Jrs, fizeram história. Os Corinthianos segunda maior torcida no Brasil tiveram contra parte dos torcedores do outro time, e o Brasil, parou para ver esta final. Uns torcendo a favor, e a grande maioria contra. Na Argentina, não foi diferente. O temível Boca, que divide os torcedores da Argentina com o River também teve este momento. Mas meu texto, é para falar do Campeão Corinthians, e presto minha homenagem aos Guerreiros, Mosqueteiros e Campeões.

    Por: Rafael Rodrigues Buenol Esporte> Futeboll 27/07/2012 lAcessos: 40

    Análise sobre a atual situação do Borussia Dortmund, time o qual nos últimos anos vinha impressionando a Europa, mas de um tempo para cá tem sucumbido ao grande rival Bayern de Munique e sofrendo com várias lesões e vendas de seus principais jogadores.

    Por: Gustavol Esporte> Futeboll 05/10/2014

    o recrudescimento dos atos de racismo no Brasil nos obriga a uma ampla reflexão sobre se somos ou não efetivamente racistas. Se somos o país do futebol e se a maioria dos nossos jogadores são negros ou pardos, por que ainda vemos xingamentos, ofensas e gestos racistas que ofendem não só os esportistas, mas o próprio Brasil.

    Por: Alfredo de Souzal Esporte> Futeboll 04/09/2014 lAcessos: 20
    Boas Tardes

    Artigo escrito com base na Copa do Mundo que acontece no Brasil e nas guerras que acontecem em outros lugares. A Copa do Mundo devia servir de confraternização entre os povos, mas nem isso tem feito.

    Por: Boas Tardesl Esporte> Futeboll 11/07/2014
    JORGE FLOQUET

    O que a seleção alemã aprendeu aprendeu quando perdeu na semifinal para a seleção brasileira em 2006? Estamos vendo os resultados! O que seleção brasileira aprende com essa experiência negativa na semifinal no Brasil? Veremos em algumas à frente! Certamente que pensar que a seleção brasileira seria campeã, com toda certeza, é falta de inteligência. Saber aprender perder é uma vitória. Reconhecer que podemos evoluir com essa derrota é um indício de inteligência. Evoluímos muito desde de 1950!

    Por: JORGE FLOQUETl Esporte> Futeboll 10/07/2014 lAcessos: 13
    JORGE FLOQUET

    O que podemos aprender com o futebol? O que aprendemos com a estratégia imposta pela seleção holandesa na partida contra a Costa Rica? Por que será que o goleiro titular da seleção holandesa não foi informado que seria substituído, caso a disputa fosse para os pênaltis? Faltou comunicação com as partes interessadas ou isso fazia parte da estratégia? Todos já sabiam que a disputa iria para os pênaltis? Claro que não! Mas, qual o impacto gerado nos seus adversários quando perceberam a mudança?

    Por: JORGE FLOQUETl Esporte> Futeboll 08/07/2014 lAcessos: 18
    José Flávio Santos de Carvalho

    Mais que um texto sobre futebol, o texto seguir é uma exaltação às belezas de nosso país.

    Por: José Flávio Santos de Carvalhol Esporte> Futeboll 05/07/2014 lAcessos: 17
    José Flávio Santos de Carvalho

    Lesão sofrida por Neymar e comentários sobre os jogos da semifinal da Copa.

    Por: José Flávio Santos de Carvalhol Esporte> Futeboll 05/07/2014 lAcessos: 14
    jonas nogueira

    Felipão literalmente sentou sobe o problema de meio de campo desta seleção ao não convocar um especialista de criação. O Brasil tem sérios problemas de ligação entre defesa e ataque mas não há peças de reposições. As peças que estão ai possuem os mesmos defeitos que as que estão já montadas no time.

    Por: jonas nogueiral Esporte> Futeboll 02/07/2014

    Em diferentes esferas de atuação profissional, percebe-se a propagação do mito de que ser profundo conhecedor de um tema basta para falar bem em público. Mas é comum assistir a discursos em público de profissionais experts – seja um diretor de uma área na empresa, um responsável por um importante projeto ou um professor renomado em uma área – e avaliar a mensagem falada como pouco clara ou o orador como pouco envolvido ou preparado.

    Por: Vívian Cristina Riol Negócios> Gerêncial 21/03/2014 lAcessos: 19

    Redigir e-mails em que é preciso negociar, estabelecer acordos ou comunicar algo que irá gerar resistência é sempre um desafio, pois cada escolha de palavras ou de informações pode impactar a relação com o leitor.

    Por: Vívian Cristina Riol Negócios> Gestãol 21/03/2014 lAcessos: 23

    Veja como a comunicação não verbal entre pessoas de diferentes países pode ser muito variada e, até, gerar problemas diplomáticos e de relacionamento.

    Por: Vívian Cristina Riol Carreira> Gestão de Carreiral 23/06/2010 lAcessos: 265

    Evite pontuar seus e-mails com ???? !!!! .... ?!?!?!?. Veja o motivo.

    Por: Vívian Cristina Riol Educação> Línguasl 23/06/2010 lAcessos: 656

    Veja como o ensino de língua pode ser divertido. Profissionais e pesquisadores da língua portuguesa constataram que o humor é uma poderosa arma para ensinar as pessoas a interpretarem e refletirem sobre a linguagem. Uma das maiores fontes humorísticas da língua é a ambiguidade, ou o conhecido duplo sentido. A má colocação das palavras em uma frase e o uso de palavras com mais de um significado são as formas mais utilizadas para provocar esse duplo sentido e, consequentemente, o riso.

    Por: Vívian Cristina Riol Educação> Línguasl 01/06/2010 lAcessos: 1,839

    Ler em voz alta a frase e colocar vírgulas nos trechos em que o leitor respirar. Essa "regra" é muito difundida, mas não é correta.

    Por: Vívian Cristina Riol Educação> Línguasl 01/06/2010 lAcessos: 574

    Aprende-se na escola que não há vírgula antes de "e", mas há casos em que se pode sim utilizar essa combinação.

    Por: Vívian Cristina Riol Educação> Línguasl 01/06/2010 lAcessos: 753

    Veja as principais regras para usar e para não usar a vírgula.

    Por: Vívian Cristina Riol Educação> Línguasl 01/06/2010 lAcessos: 5,047 lComentário: 2
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast