A Importância De Saber Negociar

30/07/2009 • Por • 6,949 Acessos

Hoje, a profissionalização das relações comerciais, assim como a crescente concorrência, nos torna reféns, em mantermos a máxima fidelização ao cliente, não somente porque este é um de nossos objetivos como organização, mas também porque de outra forma, economicamente não seremos viáveis, afinal haverá no imaginário do cliente outras opções supostamente mais valiosas, que suprem as suas necessidades não atendidas.

O "sim", ou o "não" ao nosso cliente, envolve uma analise mais detalhada. O impacto de não concordarmos com algo, pode não ser interessante a todos os envolvidos.

A relação deve ser benéfica para todos os envolvidos, por isso a importância da negociação, e devemos todos nos colocar na figura do negociador.

O negociador, não é aquele que simplesmente buscar tirar o maior proveito possível para si ou a aquele ao qual ele defende os interesses, mas sim aquele que busca a melhor relação do tipo "ganha-ganha", lembrando que a ética, bons costumes, leis e regras estabelecidas, não deve ser ignoradas.  Para estabelecer parcerias, é necessário, tentar compreender a posição da outra parte envolvida, e a relação de "perda-ganha", se torna perigosa no estabelecimento de possíveis parcerias, muitas vezes pressionamos nossos colaboradores, fornecedores, a fim de obtermos o maior número de vantagens possíveis. No primeiro momento, esta formula, pode se mostrar de grande valia, entretanto esta se desgasta ao longo dos tempos, ao pressionarmos um acordo vantajoso apenas para um lado, criamos uma sensação de derrota, conformismo e desprezo  no outro, o que gera uma frustração, que merece uma melhor reflexão.

O que devemos ter em mente, é que em uma negociação devemos iniciar, tendo em vista o que pretendemos quais os limites aceitáveis, e quais as melhores alternativas para o caso de não acordo (MACNA). Tendo em vista estes pontos, teremos um ótimo inicio para que as negociações sejam eles na discussão de um contrato comercial, ou mesmo na relação com todos os níveis de colaboradores de uma organização, sejam positivos a todos.

Quando uma posição for vantajosa do nosso ponto de vista, também devemos analisar até que ponto devemos fazer concessões para com a outra parte envolvida, afim de que tenhamos uma condição satisfatória para todos. Devemos sempre lembrar que  fazer concessões deve ser uma possibilidade a ser considerada sempre.

Pesquise antecipadamente a situação  a ser negociada, valores de mercado, situações corriqueiras envolvidas em negociações semelhantes, consulte especialistas no assunto, não tente negociar algo sem embasamento.

Não negocie em condições adversas, a possibilidade de não haver como cumprir o esperado, pode atrapalhar qualquer tipo de parceria bem sucedida. E isto é válido para todos os envolvidos. A cultura da negociação deve ser vista como algo benéfico, positivo no estabelecimento de parcerias, e na evolução das pessoas e das organizações.

Perfil do Autor

Carlos Tadeu Banhos de Almeida

Carlos Tadeu Banhos de Almeida. Administrador de empresas, MBA em gerenciamento de projetos pela fundação Getulio Vargas. Profissional com 7...