Aprender A Ouvir

Publicado em: 23/01/2009 |Comentário: 1 | Acessos: 1,600 |

Minha vó é uma fonte inesgotável de sabedoria.

Ela dizia: "Meu neto, Deus nos deu dois ouvidos e só uma boca. Portanto...."

Esse é um conselho antigo e por isso mesmo, ignorado.

Em tempos em que o profissional valorizado é aquele que "aparece" mais que os outros, que se destaca nas reuniões por sempre ter algo a dizer, que "fala" com todo mundo na empresa, esquecemos que em muitas situações é melhor manter a boca fechada e simplesmente ouvir o que os outros têm a dizer.

A superexposição, a era das celebridades, a necessidade do networking criou uma geração de "faladores" que muitas vezes falam, falam e falam sem ter nada de relevante a dizer.

Temos que fazer um esforço para aprender a ouvir, a fim de realmente dar valor aos relacionamentos e as idéias das pessoas que nos cercam. Contudo, ser um bom ouvinte requer trabalho duro, pois ouvir é uma arte.

A seguir apresento algumas técnicas para ouvir com atenção:


1- Esteja motivado para ouvir. Seu colega pode ter informações valiosas sobre seu trabalho e está ansioso em dividi-las com você.

2- Se for para falar, faça perguntas. O objetivo é obter informações mais específicas e aprofundadas de seu interlocutor.

3- Deixe seu interlocutar contar sua história primeiro.

4- Não interrompa quando seu interlocutor estier falando.

5- Evite distrações.

6- Ouça tendo um objetivo em mente.

7- Reaja à mensagem e não à pessoa.

8- Lembre-se: é impossível falar e prestar atenção ao mesmo tempo.

Além de ouvir, temos que aprender a interagir com as pessoas de modo educado e produtivo. Seguem algumas técnicas de interação:

1- Esclarecimento: esclarecer é usar perguntas facilitadores que visa tornar claras as informações, explorando todos os aspectos de um determinado assunto. Por exemplo: "Você pode esclarecer isto? Que informção específica você quer? Para quando você quer o relatório? "

2- Verificação: verificar é parafrasear as palavras da outra pessoa, a fim de assegurar a compreensão e confirmar o significado extato do que ela diz. Exemplo: "Se estou entendendo corretamente, sua intenção é..."

3- Reflexão: refletir é fazer observações que geram empatia, ao se receonhecerem os sentimentos da outra pessoa.

São técnicas simples, mas que não utilizamos em nosso dia-a-dia já que estamos mais preocupados com o nosso jeito de pensar e agir. Ao focar o outro e ouví-lo com interesse, aprofundamos os relacionamentos e atingimos nossos objetivos mais facilmente.

Bibliografia:
Stark, Peter B. Aprenda a negociar: o manual de táticas ganha/ganha. Tradução de Luiz Liske. São Paulo: Littera Mundi, 1999.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/gestao-artigos/aprender-a-ouvir-735771.html

    Palavras-chave do artigo:

    desenvolvimento pessoal

    ,

    gestao

    ,

    coaching

    Comentar sobre o artigo

    Fernando Viel

    Como funciona? Por que é importante? O primeiro uso do termo para se treinar, instrutor ou treinador surgiu por volta de 1830 na Universidade de Oxford gíria para um tutor que "carrega" um estudante por meio de um exame. O primeiro uso do termo em relação ao esporte aconteceu em 1830.

    Por: Fernando Viell Negócios> Gestãol 26/10/2010 lAcessos: 984
    Fernando Viel

    Por que o coaching está ficando tão popular? Como funciona o coaching? Quais os tipos de coaching?...

    Por: Fernando Viell Negócios> Gestãol 03/08/2010 lAcessos: 1,791
    Vivian Galvão

    Como se define ? Coaching é um meio poderoso de atingir os melhores resultados possíveis na vida pessoal e profissional. A relação estabelecida entre coach-coachee é uma relação de parceria onde o foco do coach não é resolver a vida do coachee e sim ajudá-lo a reavaliar a sua maneira de agir, para que o coachee desenvolva novas alternativas na conquista de seus objetivos.

    Por: Vivian Galvãol Carreira> Recursos Humanosl 16/06/2010 lAcessos: 392

    O coaching é uma metodologia inovadora e muito eficaz, tem-se espalhado por todo o mundo e recebido o respaldo de diversas instituições sérias do mundo corporativo. Daí surgiu o termo Líder Coach, um líder que tem características ou utiliza ferramentas do Coaching no dia a dia com seus liderados. O líder coach agrega características de um Coach Pofissional, na medida que: Inspira seus liderados a utilizarem seu melhor; desafia sua equipe a superar limites; apoia incondicionalmente seus subor

    Por: Fábio Ferreiral Negócios> Administraçãol 23/07/2013 lAcessos: 59
    Edson De Paula

    Coaching é um processo de desenvolvimento pessoal e profissional que auxilia uma pessoa ou um grupo de pessoas a atingirem seus objetivos, através da identificação, entendimento e aprimoramento de suas competências.

    Por: Edson De Paulal Negócios> Gestãol 15/01/2010 lAcessos: 343
    ROBERTO DE ANDRADE SALES

    As instituições públicas, por conseguinte, a administração pública é baseada em estruturas organizacionais, que no seu funcionamento e ordenamento precípuo visam atender e servir com excelência aos seus clientes, esta é a visão que, apesar de lógica e humana, aparenta ser simples de realizar, mas vem sendo uma tarefa árdua e um dos grandes desafios ao longo da história.

    Por: ROBERTO DE ANDRADE SALESl Negóciosl 14/06/2013 lAcessos: 50

    O Coaching hoje é uma das mais eficazes ferramentas utilizadas por pessoas e empresas para adquirir competências e/ou realizar uma mudança específica. Mais do que um compromisso com resultados, o processo de Coaching transforma intenções e desejos em ações, considerando o explorador/cliente como um todo, desenvolvendo habilidades, potencialidades, entusiasmo e padrões de excelência.

    Por: Thiago Cury - Coach Pessoall Carreiral 23/02/2010 lAcessos: 190
    Edson Rodriguez

    Surge um novo tipo de profissional em RH. O Webcoach, um catalizador e retransmissor tanto de informação como de motivação. Agregando recursos externos e apoiado por uma plataforma na internet, é o gestor de Treinamento e Desenvolvimento do futuro. Ele não depende mais da expertise e/ou do conteúdo de terceiros. Ele gerencia skills motivacionais e competências técnicas e comportamentais já presentes dentro da organização, para grandes massas de treinandos simultaneamente e a custo baixo.

    Por: Edson Rodriguezl Negócios> Gestãol 18/05/2011 lAcessos: 91
    RICARDO A. GAMEIRO

    Uma análise de como esta o mercado de formação de Coaches, suas metodologias, cargas horárias, e de como o uso do marketing nessa área cria crenças que nem sempre são reais ou atendam as necessidades dos profissionais formados. Se você quer conhecer mais sobre o coaching vale a pena.

    Por: RICARDO A. GAMEIROl Negócios> Gerêncial 10/09/2011 lAcessos: 151
    Darci Kops

    O artigo examina a questão a respeito da necessidade do alinhamento de natureza vibracional e motivacional como uma força vital de sinergização nos processos de gestão. Trata-se de um alinhamento emocional e sinergético, de conteúdo intangível, predominantemente de natureza psicológica. Admite, também, a demanda de outros alinhamentos indispensáveis nos processos de gestão.

    Por: Darci Kopsl Negócios> Gestãol 05/11/2012 lAcessos: 393

    Seriam os escândalos recentes envolvendo estatais brasileiras equivalentes ao Watergate? Por Cynthia Catlett - Sócia de Forensic Investigations & Dispute Services da Grant Thornton do Brasil-

    Por: Marianal Negócios> Gestãol 22/10/2014 lAcessos: 12

    É muito comum ver eletricistas trabalhando pela cidade para realizar novas instalações ou reparos na fiação elétrica. Este profissional tem um trabalho que exige muita perícia e técnica, precisando também estar equipado com muitos EPIs diferentes: capacete, óculos de proteção, luvas de alta tensão, botas, cinto de segurança e outros.

    Por: Thiago Castriottol Negócios> Gestãol 17/10/2014
    Elisângela da Silva Pereira

    Quando pensamos em empreendedorismo e liderança muitas palavras imediatamente nos vem à cabeça, não é verdade? E pensando nessa pergunta, elaborei um artigo que tentando responder.

    Por: Elisângela da Silva Pereiral Negócios> Gestãol 17/10/2014

    Sempre acompanhamos em jornais, sites e revistas que o mercado demanda muitos tipos de matérias-primas. Alguns dos mais conhecidos é o petróleo, ferro, minérios, entre outros. Por outro lado, vale destacar que a borracha também é muito presente no fluxo industrial, tendo um aproveitamento muito alto devido sua capacidade de ser moldada para finalidades variadas.

    Por: Thiago Castriottol Negócios> Gestãol 16/10/2014

    Falando sobre Gestão de Pessoas e Recursos Humanos, podemos de certo modo analisar que o estilo da Geração X está habituada à política de retenção de funcionários por longo tempo. E a Geração Y é mais descolada à cultura da empresa; chega, presta serviço, contribui para o desenvolvimento e crescimento, mas sai e muda no momento em que percebe a necessidade de crescer e buscar novas oportunidades. Os profissionais Y chegam trazendo novas ideias, visões e renovação.

    Por: Peri da Silva Santanal Negócios> Gestãol 15/10/2014 lAcessos: 11

    Infelizmente, ainda ocorrem negligências na indústria quando se trata de segurança. Enquanto não acontece nada ruim, ninguém toma nenhuma providência. Porém, quando alguém se machuca decorrente ao serviço prestado, começa então uma série de investigações e a culpa é jogada de um lado para outro.

    Por: Thiago Castriottol Negócios> Gestãol 14/10/2014

    Este artigo tem o propósito de orientar o empresário que estiver com a intenção de vender a sua empresa para seguir algumas providências no sentido de facilitar o processo de negociação e, por consequência, agilizar a transação de venda.

    Por: Paulo Strelczukl Negócios> Gestãol 14/10/2014 lAcessos: 13
    Victor Hugo Oliveira dos Anjos

    A tramitação dos Projetos de Lei ou só PL's parece bem simples, no que diz respeito à sua aprovação, ou seu veto. Um PL aprovado na Câmara dos Deputados, por exemplo, deve passar primeiramente nas comissões da casa para aprovação e, em seguida, deve ser enviado para a revisão dos Senadores, e vice-versa.

    Por: Victor Hugo Oliveira dos Anjosl Negócios> Gestãol 13/10/2014 lAcessos: 13

    O artigo propõe um resumo sobre o ombróglio que envolveu a fusão Bahia X Ponto Frio

    Por: Alexsandro Rebello Bonattol Finançasl 20/04/2010 lAcessos: 916 lComentário: 6

    Dia desses eu ouvi a seguinte frase recorrente entre os profissionais de Recursos Humanos: "o colaborador é contratado pelas sua habilidade técnica, mas acaba sendo demitido pelas sua inabilidade emocional". E essa é a mais dura realidade. O componente emocional é hoje tanto um critério de desempate entre dois bons candidatos numa seleção, quanto um dos principais motivadores para um desligamento.

    Por: Alexsandro Rebello Bonattol Carreiral 02/04/2009 lAcessos: 451 lComentário: 1

    Em momentos de crise financeira como o atual, em que as companhias reforçam a equação do "mais com menos", o valor de um colaborador mais talentoso aumenta consideravelmente. Se é preciso cortar custos e enxugar os quadros, a prioridade deveria ser manter os quadros mais qualificados.

    Por: Alexsandro Rebello Bonattol Carreiral 02/04/2009 lAcessos: 390 lComentário: 1

    Em momentos de instabilidade internacional as únicas respostas que o público em geral quer ver sair da boca de um economista é quando a crise do subprime americano vai acabar e como. Infelizmente são as únicas que não podemos responder. O economista John Kenneth Galbraith certa vez disse que "a única função das previsões econômicas é conferir à astrologia uma aparência respeitável". É triste, mas ás vezes parece a pura verdade.

    Por: Alexsandro Rebello Bonattol Finançasl 02/04/2009 lAcessos: 310

    Eu sei que você deve estar cansado de ouvir falar em crise, ainda mais em bancos em crise. Então o propósito deste artigo é chamar a atenção para os números preocupantes da indústria ao redor do mundo. O fato do setor industrial estar em queda não é surpreendente, mas a profundidade e a velocidade é que são impressionantes e criam uma tendência que acentua a si mesma, semelhante às falências em cadeia que resultaram na Grande Depressão. Na Europa, por exemplo, onde a indústria corresponde a quase 20% do Produto Interno Bruto (PIB), a produção caiu 12% em relação ao mesmo período do ano anterior. No Brasil, a queda foi de 15%; em Taiwan, chegou a impressionantes 43%. Até na China, que virou a grande fábrica do mundo, o crescimento produtivo desacelerou, as exportações caíram 25% e milhões de trabalhadores industriais foram demitidos.

    Por: Alexsandro Rebello Bonattol Finançasl 02/04/2009 lAcessos: 523

    Numa coisa o Governo Lula é imbatível: no anúncio de Pacotes mirabolantes para resolver todo e qualquer problema nacional. Exemplos não faltam: - o povo passa fome? Vamos criar o Fome Zero! - a iniciativa privada não investe com o governo? Inventamos a Parceira Público Privada! - o país precisa de infra-estrutura? Toma lá o PAC. A mais nova criação dos marqueteiros do Planalto atende pelo poético nome de Minha Casa, Minha vida. Em primeiro lugar vamos aos fatos:

    Por: Alexsandro Rebello Bonattol Finançasl 02/04/2009 lAcessos: 634 lComentário: 2

    Pouca gente lembrou, mas no final de fevereiro completou 15 anos o lançamento da Medida Provisória - MP nº 434, de 27 fevereiro 1994 (Lei nº 8.880, de 27 maio 1994), que introduziu a Unidade Real de Valor – URV no Sistema Financeiro Nacional e deu o pontapé inicial para o processo de estabilização da economia brasileira. Quem tem menos de 30 anos talvez não se entenda que houve uma época em que os preços aumentavam 1,5% ao dia - quase três vezes a inflação de fevereiro. Os supermercados punham funcionários a remarcar o valor dos produtos praticamente de hora em hora. Em dezembro de 1993, um alimento comum na mesa dos brasileiros, o tomate, registrou um reajuste de preço recorde de 100%.

    Por: Alexsandro Rebello Bonattol Finançasl 02/04/2009 lAcessos: 2,115 lComentário: 2

    Um dos esportes preferidos do brasileiro é "rir da desgraça alheia". Não se faça de desentendido é com você mesmo que eu estou falando. Ou você nunca teve aquela sensação de vingança quando soube que o seu cunhado chato perdeu o emprego no último corte da EMBRAER? Falando como nação, o brasileiro em geral adora "tirar uma casquinha": - A Argentina quebrou? Bem feito para eles. - A família real britânica se meteu em mais uma confusão? São um bando de desordeiros mesmo. - Descobriram mais uma foto insinuante da mulher do Sarkozi? Bem feito, ela devia se cuidar melhor. E por aí vai. Em tempos de crise, pelo menos podemos rir dos novos hábitos dos americanos: viver com menos, pechinchar, ficar em hotéis mais baratos, etc.

    Por: Alexsandro Rebello Bonattol Finançasl 25/03/2009 lAcessos: 358

    Comments on this article

    0
    juliane 23/02/2010
    valeu...
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast