Como Classificar Seus Clientes De Ponta

Publicado em: 22/09/2008 |Comentário: 0 | Acessos: 2,205 |

ANÁLISE

 

Primeiro se faz uma análise geral dos clientes, levando em consideração todas as informações armazenadas em arquivos e aquelas que obteve em visitas aos mesmos.  Com a classificação de clientes auxilia em algumas variáveis para que você possa identificar com mais qualidade sua rede de clientes.

  Desenvolvendo maneiras de avaliar e de identificar a importância do cliente tornou-se peça estratégica para manter-se competitivo. Importante ressaltar e frisar que os clientes não precisam ter conhecimento de que existe uma classificação interna sobre sua importância dentro da organização. O sistema classificatório existe para ficar internamente.

 

CLASSIFICAÇÃO DE CLIENTES

 

Atribua notas de 1 a 5 para os clientes. São oito variáveis a serem analisadas. As varáveis podem sofrer alteração no que se refere ao segmento da empresa. Após atribuir a nota para cada um dos itens, divida por oito para obter a média aritmética dos resultados.

 

Nome do Cliente

Rentabilidade
do contrato

Retorno Financeiro do serviço ofertado

Redes de
 contatos (network), compartilhada

Visibilidade  oferecida

Cliente 1

 

 

 

 

Cliente 2

 

 

 

 

Cliente 3

 

 

 

 

Cliente 4

 

 

 

 

Cliente 5

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

             

 

Nome do Cliente

Relacionamento com o cliente

Fidelidade do cliente

Volume de serviços adquiridos

Propensos de trocar de empresa

Cliente 1

 

 

 

 

Cliente 2

 

 

 

 

Cliente 3

 

 

 

 

Cliente 4

 

 

 

 

Cliente 5

 

 

 

 

 

PONTUAÇÃO

Após a avaliação dos clientes em notas, atribui-se uma classificação para eles seguindo a notação abaixo:

 

1-  Média de 4,5 até 5 é um cliente AA

2-  Média de 4,0 até 4,4 é um cliente A

3-  Média de 3,0 até 3,9 é um cliente B

4-  Média de 2,0 até 2,9 é um cliente C

5-  Média de 1 até 1,9 é um cliente D

 

Depois da seletividade dos clientes, cria-se criações de estratégias para satisfazê-los e mantê-los fidelizados. Tudo dependerá  da visão e forma de trabalho de cada empresa, mas com esta seletiva, facilita na tomada de decisão, lembrando que as variáveis podem ser alteradas de acordo com cada necessidade.

Abaixo segue a tabela, para melhor direcionamento, de acordo com os estudos do autor Rodrigo Bertozzi (2008), no qual de forma resumida explica cada estágio dos clientes.

 

Tipos de

Cliente

Definição

AA

Média de
4,5 até 5

É um cliente altamente rentável para a empresa. Tem uma rede de relacionamentos laterais que pode ser aproveitada e conecta sua marca para outros clientes em potencial. Geralmente representam 5% da carteira de clientes.

A

Média de
4,0 até 4,4

É um ótimo cliente, com boa rentabilidade e que auxilia na manutenção dos custos fixos da organização, é fiel e conecta a outros potenciais clientes. Porém seu faturamento bruto não é tão elevado quanto o cliente AA. Geralmente representam 10% da carteira de clientes.

B

Média de
3,0 até 3,9

Geralmente representam 15% da carteira de clientes. São contratos razoáveis, possui alguma rentabilidade e grande potencial para desenvolver.

C

Média de
2,0 até 2,9

Representam a maior parcela de clientes da empresa. São contratos estagnados, por vezes sem rentabilidade, mas mantêm a base da emoresa. Podem ser melhorados com a oferta de outros serviços ou propostas de reajustes. Geralmente correspondem a 50% dos clientes da operação

D

Média de
1 até 1,9

São clientes com grande desgaste na relação, contratos com prejuízo e sem conectar a nenhum outro grupo importante. Ou reajuste o contrato e o transforme em cliente B ou C, ou descarte o cliente, propondo um aumento financeiro no contrato você sabe que ele não aceitará. É a maneira mais elegante de eliminar contratos com prejuízo sem arranhar a imagem.

 

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/gestao-artigos/como-classificar-seus-clientes-de-ponta-572805.html

    Palavras-chave do artigo:

    fidelizacao

    ,

    clientes

    ,

    analise de perfil

    Comentar sobre o artigo

    O Marketing de Relacionamento, consiste em estratégias de sustentação de relacionamento da empresa com o cliente, sendo portanto de intensa importância sua aplicação, já que os clientes estão cada vez mais exigentes e diferenciais competitivos são fundamentais para a sobrevivência das empresas no mercado. O estudo de caso da empresa Harley-Davidson, refere-se ao ponto em que tal empresa é um referencial de marketing de relacionamento bem executado.

    Por: Viviane Silize de Faria Borgesl Marketing e Publicidade> Marketing Internacionall 31/10/2008 lAcessos: 8,338

    As pessoas vêm, a cada momento, exercendo seu papel de consumidor. Neste sentido, o seu comportamento de compra tem exercido influência direta nas estratégias e táticas de marketing. A cada momento, ações de atração, retenção e fidelização são exigidas para a continuação do sucesso. Este trabalho visa estabelecer uma visão sobre os principais conceitos que permitem o desenvolvimento de ações acertadas para a obtenção dos resultados.

    Por: Mariana Duartel Negócios> Administraçãol 13/11/2008 lAcessos: 47,312 lComentário: 1

    Este artigo visa entender a necessidade de se construir um relacionamento exemplar com os clientes, focalizando a satisfação de suas necessidades, obtendo sua captação e fidelização. Examina-se o segmento específico de serviços, utilizando o Hotel Belo Horizonte Plaza como estudo de caso para explicar o conteúdo dos assuntos abordados.

    Por: Tatiana Acerbil Negócios> Atendimento ao Clientel 26/10/2008 lAcessos: 14,635 lComentário: 1
    Josiane Chemin

    O presente artigo tem por objetivo conhecer a análise mercadológica – através de pesquisas que buscaram referências de diversos autores renomados -, e verificar os serviços que os sites de e-commerce de varejo esportivo proporcionam aos seus consumidores - através da análise de conteúdo de quatro sites selecionados. Dentre as contribuições oferecidas por este artigo, está o detalhamento dos serviços oferecidos pelas empresas analisadas.

    Por: Josiane Cheminl Marketing e Publicidadel 29/03/2012 lAcessos: 864
    Fernando Adas

    O grande desafio dos gestores de marketing não é o de “fazer barulho” nas promoções, mas “organizar a poeira” no “day after”, ou seja, após o sorteio do carro ou da viagem e organizar o banco de dados gerado com a ação.

    Por: Fernando Adasl Marketing e Publicidadel 20/10/2009 lAcessos: 542

    Até pouco tempo atrás as organizações não tinham como prioridade os clientes em suas em suas necessidades e satisfações. A produção era o seu foco maior. Com o início da mentalidade marketing o cliente passa a ser o foco principal. A ênfase do relacionamento foi percebida como um instrumento fundamental para atração, retenção, fidelização de clientes. Este trabalho aborda os principais conceitos Marketing de Relacionamento, a visão dos principais autores sobre o tema ainda a realidade vivida po

    Por: Ertinhol Negócios> Administraçãol 24/11/2008 lAcessos: 6,652

    Este artigo consiste na análise da percepção do consumidor em relação à personalidade de uma marca. Para tanto, baseia-se em uma pesquisa bibliográfica, com o fim de confirmar a importância que a marca exerce quando da aquisição de um produto ou serviço, bem como da necessidade de um bom relacionamento entre a marca e o público almejado pela empresa. Uma marca com personalidade tende a atrair mais facilmente o consumidor e, consequentemente, gerar maior retorno financeiro.

    Por: DANIELLY DA PAZ OLIVEIRAl Negócios> Administraçãol 29/09/2011 lAcessos: 173

    Este artigo apresenta uma proposta de discussão sobre as estratégias do marketing de serviços utilizadas para divulgação dos atrativos turísticos de Belo Horizonte e seu entorno fazendo com que o público tenha acesso facilitado a essas fontes de informação. Analisar os fatores que contribuiriam para a permanência dos executivos na cidade de Belo Horizonte bem como os atrativos de interesse desse público, visando a melhoria na taxa de ocupação dos hotéis.

    Por: Silvia Helena Ribeirol Turismo e Viageml 17/11/2008 lAcessos: 3,443 lComentário: 1

    Podemos considerar que o desempenho de um vendedor esta diretamente ligado a três condições básicas: - Saber o que fazer; - Saber como fazer; - Querer fazer.

    Por: Marco Antonio Meiral Negócios> Vendasl 30/08/2011 lAcessos: 712

    Saiba quais os mitos relacionados a manter dados corporativos e ERP em cloud computing.

    Por: Priscila Falchi - Sisprol Negócios> Gestãol 28/10/2014

    Seriam os escândalos recentes envolvendo estatais brasileiras equivalentes ao Watergate? Por Cynthia Catlett - Sócia de Forensic Investigations & Dispute Services da Grant Thornton do Brasil-

    Por: Marianal Negócios> Gestãol 22/10/2014 lAcessos: 14

    É muito comum ver eletricistas trabalhando pela cidade para realizar novas instalações ou reparos na fiação elétrica. Este profissional tem um trabalho que exige muita perícia e técnica, precisando também estar equipado com muitos EPIs diferentes: capacete, óculos de proteção, luvas de alta tensão, botas, cinto de segurança e outros.

    Por: Thiago Castriottol Negócios> Gestãol 17/10/2014
    Elisângela da Silva Pereira

    Quando pensamos em empreendedorismo e liderança muitas palavras imediatamente nos vem à cabeça, não é verdade? E pensando nessa pergunta, elaborei um artigo que tentando responder.

    Por: Elisângela da Silva Pereiral Negócios> Gestãol 17/10/2014

    Sempre acompanhamos em jornais, sites e revistas que o mercado demanda muitos tipos de matérias-primas. Alguns dos mais conhecidos é o petróleo, ferro, minérios, entre outros. Por outro lado, vale destacar que a borracha também é muito presente no fluxo industrial, tendo um aproveitamento muito alto devido sua capacidade de ser moldada para finalidades variadas.

    Por: Thiago Castriottol Negócios> Gestãol 16/10/2014

    Falando sobre Gestão de Pessoas e Recursos Humanos, podemos de certo modo analisar que o estilo da Geração X está habituada à política de retenção de funcionários por longo tempo. E a Geração Y é mais descolada à cultura da empresa; chega, presta serviço, contribui para o desenvolvimento e crescimento, mas sai e muda no momento em que percebe a necessidade de crescer e buscar novas oportunidades. Os profissionais Y chegam trazendo novas ideias, visões e renovação.

    Por: Peri da Silva Santanal Negócios> Gestãol 15/10/2014 lAcessos: 14

    Infelizmente, ainda ocorrem negligências na indústria quando se trata de segurança. Enquanto não acontece nada ruim, ninguém toma nenhuma providência. Porém, quando alguém se machuca decorrente ao serviço prestado, começa então uma série de investigações e a culpa é jogada de um lado para outro.

    Por: Thiago Castriottol Negócios> Gestãol 14/10/2014

    Este artigo tem o propósito de orientar o empresário que estiver com a intenção de vender a sua empresa para seguir algumas providências no sentido de facilitar o processo de negociação e, por consequência, agilizar a transação de venda.

    Por: Paulo Strelczukl Negócios> Gestãol 14/10/2014 lAcessos: 13

    O leasing, também é denominado como arrendamento mercantil, em uma operação em que o proprietário de um bem móvel ou imóvel cede a terceiro o uso desse bem por prazo determinado, recebendo em troca uma contraprestação. As empresas vendedoras de bens costumam apresentar o leasing como mais uma forma de financiamento.

    Por: Daiani Furtadol Finanças> Créditol 27/08/2008 lAcessos: 2,654 lComentário: 1
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast